Técnico do Seguro Social

Prepare-se com questões de Técnico do Seguro Social

  1. Código da questão: Q170Ca

    (Cespe/UNB - 2008 - INSS) - Marcela, empregada doméstica, após ter sofrido grave acidente enquanto limpava a vidraça da casa de sua patroa, recebeu auxílio-doença por três meses. Depois desse período, foi comprovadamente constatada a redução de sua capacidade laborativa.  Nessa situação, Marcela terá direito ao auxílio-acidente correspondente a 50% do valor que recebia a título de auxílio-doença.

  2. Código da questão: Q160Ca

    (Cespe/UNB - 2008 - INSS) - Moacir, aposentado por invalidez pelo regime geral de previdência social, recusa-se a submeter-se a tratamento cirúrgico por meio do qual poderá recuperar sua capacidade laborativa. Nessa situação, devido à recusa, Moacir terá seu benefício cancelado imediatamente.

  3. Código da questão: Q1408Ca
    (Cespe/UNB - 2003) A respeito do regime geral de previdência social (RGPS), julgue o item seguinte

    Se um ex-dirigente sindical, aposentado pelo RGPS, for nomeado magistrado classista temporário da justiça do trabalho, ele será segurado desse regime como empregado.
  4. Código da questão: Q205Ca

    (Cespe/UNB - 2008 - INSS) - Para a previdência social, uma pessoa que administra a construção de uma casa, contratando pedreiros e auxiliares para edificação da obra, é considerada contribuinte individual.

  5. Código da questão: Q169Ca

    (Cespe/UNB - 2008 - INSS) - Helena, grávida de nove meses de seu primeiro filho, trabalha em duas empresas de telemarketing. Nessa situação, Helena terá direito ao salário-maternidade em relação a cada uma das empresas, mesmo que a soma desses valores seja superior ao teto dos benefícios da previdência social.

  6. Código da questão: Q250Ca

    (Cespe/UNB - 2008 - INSS) - Antônio, após ter sido aposentado por invalidez, iniciou tratamento que implicou a cura da doença que o afastara do serviço público. Após avaliação da junta médica oficial, que aprovou seu retorno às atividades das quais se afastara, Antônio requereu a readaptação ao cargo ocupado e o cômputo do tempo de afastamento para fins de promoção na carreira. Nessa situação, os pedidos de Antônio devem ser atendidos, por estarem amparados na legislação do servidor público.

  7. Código da questão: Q1400Ca
    (Cespe/UNB - 2003) Cláudio, contador de uma empresa atacadista, está elaborando um manual de orientação para as pessoas que o ajudam a confeccionar a folha de pagamento da empresa.

    A respeito dessa situação hipotética, julgue o item seguinte, correspondente às orientações que Cláudio está redigindo para incluir no manual.

    Sobre o abono de férias valor correspondente à conversão em dinheiro de um terço das férias , incide contribuição previdenciária.
  8. Código da questão: Q255Ca

    (Cespe/UNB - 2008 - INSS) - O Instituto Nacional do Seguro Social, autarquia federal atualmente vinculada ao Ministério da Previdência Social, surgiu, em 1990, como resultado da fusão do Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social (INAMPS) e o Instituto de Administração Financeira da Previdência e Assistência Social (IAPAS).

  9. Código da questão: Q12Ca

    (Cespe/UNB - 2008 - INSS) - Uma segurada contribuinte individual que tenha sofrido algum acidente que tenha determinado sua incapacidade temporária para a atividade laboral tem direito a receber auxílio-doença, cujo termo inicial deve corresponder à data do início da incapacidade,  desde que o requerimento seja apresentado junto à previdência antes de se esgotar o prazo de 30 dias.

  10. Código da questão: Q179Ca

    (Cespe/UNB - 2008 - INSS) - Como ficou desempregado por mais de quatro anos, Mauro perdeu a qualidade de segurado. Recentemente, conseguiu emprego em um supermercado, mas ficou impossibilitado de receber o salário-família pelo fato de não poder contar com as contribuições anteriores para efeito de contagem do tempo de carência, que, para este benefício, é de doze meses. Nessa situação, Mauro poderá contar o prazo anterior à perda da qualidade de segurado depois de contribuir por quatro meses no novo emprego, prazo exigido pela legislação.