História – Nível Superior

Prepare-se com questões de História

  1. Código da questão: Q833Ca
    Acerca da presença do Brasil na Segunda Guerra Mundial, assinale a opção correta.
  2. Código da questão: Q828Ca
    De acordo com o Plano de Metas do Governo Juscelino Kubitschek, assinale a opção correta.
  3. Código da questão: Q733Ca
    Após o término da Primeira Guerra Mundial, os Estados Unidos assumiram a hegemonia econômica em escala planetária, passando de país devedor a potência credora no mercado internacional, pois fizeram vultosos empréstimos aos países envolvidos no conflito, tanto a vencedores quanto a vencidos. Dessa forma, contribuíram para a recuperação econômica da Europa, ao mesmo tempo em que financiavam as próprias exportações, mantendo elevados os índices de produtividade interna através dos empréstimos aos países necessitados.
    A sensação de segurança absoluta impediu a correta avaliação das tendências econômicas. O crédito fácil alimentava a continuidade da produção. A busca do enriquecimento rápido supervalorizou as ações das empresas. Em 1929, tudo veio abaixo. Com o crack da Bolsa de Nova York, a crise se generalizou, provocando um cataclismo em todo o mundo, devido à interdependência entre a economia americana e os países do mundo capitalista.

    Analise as afirmativas abaixo sobre as repercussões econômicas da crise de 1929 no Brasil.

    I - O Brasil, país de economia socialista e planificada, não fora atingido pela crise; fato este que abalou a confiança brasileira no sistema capitalista e propagou a ideia de superioridade do sistema socialista.
    II - Ao Brasil restou a opção de empreender uma mudança de rumo no capitalismo liberal, inaugurando a fase intervencionista, na qual o governo passou a ter papel exclusivo e decisivo no processo econômico.
    III - No Brasil, a crise afetou o café e todos os produtos primários, que tiveram seus preços rebaixados, agravando o deficit da balança comercial e aprofundando a depressão.
    IV - No Brasil, ampliou-se o sistema de previdência social, passando a ser responsabilidade do governo o bem-estar dos trabalhadores em caso de invalidez, de velhice e mesmo de desemprego. Está correto APENAS o que se afirma em
  4. Código da questão: Q732Ca
    A implantação do regime republicano não modificou a situação das famílias de trabalhadores do campo, que representavam, naquela época, mais de dois terços da população nacional. As grandes propriedades continuavam imperando tanto no litoral quanto no interior do país, onde predominavam os latifúndios improdutivos. Eram elas a razão principal da miséria e da submissão da massa rural.
    Necessidades mínimas, como remuneração justa do trabalho, boa alimentação e saúde, estavam longe de ser atendidas, o que gerava insegurança e insatisfação, além de poder resultar, em certas condições, em fatores de revoltas violentas contra o poder oligárquico. Foi o que aconteceu em diferentes regiões entre as últimas décadas do Império e as primeiras décadas da República. Bandos de cangaceiros irrompiam no sertão, assaltando propriedades dos coronéis, enquanto milhares de sertanejos, solidários na miséria comum, organizaram movimentos religiosos, que, em certo nível, chegaram a contestar a ordem social.
    Contra a fome e a miséria que aumentavam com a seca, houve reações da parte dos pobres do campo. Dentre os movimentos sociais abaixo, aquele que se caracteriza como um movimento NÃO religioso é o
  5. Código da questão: Q829Ca
    No que tange aos eventos que levaram ao golpe militar de 1964, assinale a opção correta.
  6. Código da questão: Q727Ca
    A América é uma mulher... Pelo menos assim ela aparece nas iconografias entre o século XVI e XVIII; o ventre opulento, o longo cabelo amarrado com conchas e plumas, as pernas musculosas, nus os seios. (...) A representação assim construída pelos europeus traduzia um discurso que tentava se impor como concepção social sobre o Novo Mundo: a América, como uma bela e perigosa mulher, tinha que ser vencida e domesticada para ser melhor explorada (...).

    PRIORE, Mary Del. Imagens da terra fêmea: a América e suas mulheres.
    In: VAINFAS, Ronaldo (org.) A América em tempo de conquista.
    Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1992.

    Desde o final do século XV, a Europa buscou dominar, domesticar e ocidentalizar essa América mulher. A ocidentalização, iniciada após a Conquista, resultou de um projeto colonizador que visou, além da exploração econômica, à imposição da cultura europeia e cristã no Novo Mundo.
    São ações que permitiram o sucesso desse processo de moldagem cultural da América, EXCETO a(o)
  7. Código da questão: Q851Ca
    Os africanos foram trazidos para o Brasil em um uxo de intensidade variável. Os cálculos sobre o número de pessoas transportadas como escravos variavam muito. Estima-se que, entre 1550 e 1855, entraram pelos portos brasileiros 4 milhões de escravos.

    Boris Fausto - História concisa do Brasil. 2002 (com adaptações)

    A respeito da escravidão negra no Brasil, assinale a opção correta.
  8. Código da questão: Q850Ca
    Com relação aos fatores que contribuíram para desencadear a Primeira Guerra Mundial, assinale a opção correta.
  9. Código da questão: Q840Ca
    Acerca da economia do Brasil-Colônia, assinale a opção correta.
  10. Código da questão: Q837Ca
    Acerca dos movimentos sociais durante a República Velha, assinale a opção correta.