Resultado Provas do PEP

Os testes do PEP foram realizados em 711 localidades diferentes, em 125 municípios mineiros.

Está disponível no site da Secretaria de Estado de Educação (SEE) a relação dos 30 mil aprovados na 6ª edição do Programa de Educação Profissional (PEP). Os cerca de 250 mil candidatos que participaram do processo seletivo também podem consultar o resultado na página do Programa (http://74.84.138.63/resultado/index.php).  Para saber o seu desempenho no exame, o estudante tem duas opções: informar o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) ou o município e o curso escolhido como primeira opção. As matrículas serão realizadas entre os dias 23 de janeiro a 3 de fevereiro de 2012. Para as próximas chamadas, as matrículas serão efetuadas entre os dias 13 e 17 de fevereiro.

Para se matricular no curso, o aprovado deve se dirigir à instituição de ensino credenciada, munido de histórico escolar, comprovando a escolaridade requerida para ingresso no PEP ou declaração de conclusão do ensino médio (validade 30 dias); declaração de frequência, assinada pelo diretor ou representante da escola estadual, se o candidato estiver regularmente matriculado no 2º ou no 3º ano do ensino médio, ou 1º ou 2º ano do curso de Educação de Jovens e Adultos, na modalidade presencial; certidão de nascimento ou casamento; CPF; carteira de identidade; título eleitoral e comprovante de quitação com o serviço eleitoral, para maiores de 18 anos; comprovante de quitação com o serviço militar, se maior de 18 anos - sexo masculino; uma foto 3x4 recente e comprovante de residência.

"A Secretaria de Estado de Educação dá boas vindas aos novos alunos do programa e pede para que eles aproveitem a oportunidade de capacitação e qualificação profissional para o mercado de trabalho. Os aprovados também devem ficar atentos ao período de matrícula", orienta a diretora do Programa de Educação Profissional, Carolina Silva Ferreira.

O curso que teve a maior proporção candidatos/vaga, nesta edição do programa, é da capital mineira. Trata-se do curso técnico em edificações, que contou com 85,03 candidatos por vaga. O curso de técnico em mineração, também em BH, registrou 81,33 candidatos para cada vaga. E, em terceiro, o curso de técnico em farmácia, em Montes Claros, que teve 61,13 inscritos para cada vaga ofertada.

Thamyris Luíza de Lemos Bedin, 17 anos, acabou de concluir o 3º ano do ensino médio na Escola Estadual Cristino Alves de Jesus, no município de São João da lagoa, no Norte de Minas. Ela está entre os aprovados da 6ª edição do programa. "Quando saiu o gabarito, eu fiz a conferência e fiquei em dúvida se teria passado ou não. Agora que já sei o resultado, vou me dedicar muito, porque a informática é uma área que gosto bastante", explica Thamyris, que foi aprovada para o curso técnico em informática.

Ampliação de oferta no ensino técnico

Para os candidatos classificados como excedentes, as oportunidades de qualificação profissional não se esgotaram. A partir do próximo ano, a secretaria vai coordenar, no Estado, os cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), do Governo Federal. As mais de 35 mil vagas ofertadas pelo Pronatec serão destinadas aos candidatos excedentes da 6ª Edição do PEP, em 82 municípios.

"Após encerrada a matrícula nas 30 mil vagas do PEP, a secretaria entrará em contato com os candidatos classificados como excedentes no processo seletivo para encaminhá-los às 37 mil vagas do Pronatec nas instituições federais dos municípios participantes", explica a subsecretária de Desenvolvimento da Educação Básica, Raquel Elizabete de Souza Santos.

Serão oferecidas vagas nos cursos de qualificação profissional, cuja carga horária varia entre 160 e 400 horas. Entre os cursos ofertados nesta modalidade estão o de agente comunitário de saúde, soldador, padeiro, eletricista, entre outros.

Também serão disponibilizadas vagas em cursos técnicos, que têm carga horária mínima de 800 horas. Nesta categoria estão os cursos de técnico em mecânica, edificações, química, segurança do trabalho, entre outros. Os cursos são gratuitos e a previsão é de que a primeira turma comece em março de 2012.

As aulas serão realizadas nas escolas do Sistema S (Senai e Senac), pelos Institutos Federais e pelas unidades do Sistema Federal de Educação Profissional. Os cursos ofertados serão escolhidos de acordo com a disponibilidade de vagas e localização dessas instituições, ficando a cargo da SEE a adoção dos critérios de seleção dos estudantes e de toda a gestão do programa.

Com as 30 mil vagas do PEP e as 35 mil vagas pactuadas com o MEC, serão ofertadas cerca de 65 mil vagas aos estudantes mineiros.

da Agência Minas

----------------------------------------------------------------------

Neste domingo (20), quase 250 mil jovens mineiros empunharam lápis e canetas para participar das provas de seleção do Programa de Educação Profissional (PEP), da Secretaria de Estado de Educação (SEE). Os testes foram realizados em 711 localidades diferentes, em 125 municípios mineiros. Os candidatos, no período entre 9h e 12h, fizeram uma prova com dez questões de Língua Portuguesa e outras dez de Matemática.

Durante todo o período de aplicação das provas, a equipe do PEP esteve de plantão no órgão central da secretaria, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, e também com profissionais nas 47 Superintendências Regionais de Ensino (SREs) do Estado. Técnicos do Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (Caed), da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), órgão responsável pela elaboração das provas, também estiveram de plantão em BH.

Gabarito PEP

SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL PROGRAMA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL 2012

GABARITO
LÍNGUA PORTUGUESA
QuestãoCorreta
1D
2A
3D
4C
5D
6D
7D
8B
9A
10C
MATEMÁTICA
QuestãoCorreta
11C
12A
13A
14D
15A
16B
17D
18C
19D
20D

Leia aqui o manual do candidato

Cursos

No PEP, os estudantes se inscrevem para o seu curso de interesse, de acordo com a cidade. O curso que tem a maior proporção candidatos/vaga é da capital mineira. Trata-se do curso técnico em edificações, que conta com 85,03 candidatos por vaga. O curso de técnico em mineração, também em BH, registrou 81,33 candidatos para cada vaga. E, em terceiro, o curso de técnico em farmácia, em Montes Claros, no Norte de Minas, que tem 61,13 inscritos para cada vaga ofertada.

Em sua 6ª edição, o PEP oferece 30 mil vagas em 60 cursos técnicos gratuitos. Para concorrer, o interessado deve estar regularmente matriculado no 2º ou 3º anos do ensino médio na rede pública estadual, no 1º ou 2º anos do curso de Educação de Jovens e Adultos de Ensino Médio, na modalidade presencial em qualquer escola ou ter concluído o ensino médio também em qualquer escola, desde que não esteja cursando o ensino superior.

PEP

Criado pelo Governo de Minas em 2007, o PEP oferece oportunidade de capacitação profissional gratuita aos jovens mineiros. Com a 6ª edição, o programa ultrapassa a marca de 200 mil estudantes atendidos, e o investimento total chega a R$ 569 milhões. Os cursos do PEP são oferecidos em escolas credenciadas (sistema S e particulares), em escolas públicas conveniadas e em escolas da rede estadual. Essas instituições formam a Rede Mineira de Formação Profissional Técnica de Nível Médio.

Leia Também