Autorizada contratação de 40 professores para o Mais Médicos

A contratação dos profissionais deverá ser efetuada por meio de processo seletivo simplificado, que terá edital publicado em até quatro meses.

Os Ministérios do Planejamento, da Educação e da Saúde divulgaram portaria que autoriza a contratação de 40 professores, no âmbito do Ministério da Educação, para atender a demanda do Projeto Mais Médicos para o Brasil. A iniciativa visa ao aperfeiçoamento de médicos na área de atenção básica em saúde em regiões prioritárias para o Sistema Único de Saúde - SUS, mediante integração ensino-serviço.

Os professores contratados atuarão, em regime de 40 horas semanais, na manutenção de atividades acadêmicas antes desempenhadas pelos professores efetivos nas Instituições Federais de Ensino Superior que atuarem como tutores no Projeto Mais Médicos. Tais atividades acadêmicas são dos cursos de saúde, especialmente das áreas de Medicina de Família e Comunidade e Saúde Coletiva, consideradas prioritárias para a efetivação de mudanças no conjunto dos cursos de graduação em Medicina.

A contratação dos profissionais deverá ser efetuada por meio de processo seletivo simplificado, que terá edital publicado  em até quatro meses, contado da data de publicação da Portaria. Os contratos deverão ter vigência de um ano, com possibilidade de prorrogação até o limite máximo de seis anos.

A remuneração dos profissionais a serem contratados corresponderá a do Professor Adjunto-A, com Retribuição por Titulação
de doutorado, da Carreira de Magistério Superior,do Plano de Carreiras e Cargos de Magistério Federal.

O MEC ficará responsável pela distribuição do quantitativo de professores entre as Instituições Federais de Ensino Superior, respeitados o escalonamento e a carga horária.

Íntegra da Portaria (20/09/2013): http://www.in.gov.br/imprensa/visualiza/index.jsp?jornal=1&pagina=79&data=20/09/2013