Processo Seletivo Aprendizes UNEB

A seleção é voltada para adolescentes de 14 a 18 anos cuja renda familiar não ultrapasse três salários mínimos. Inscrições até domingo, dia 06 de novembro.

A Universidade do Estado da Bahia (Uneb) está com inscrições abertas até o próximo domingo (6) para o processo seletivo do programa Mais Futuro. O objetivo é formar cadastros de jovens para o Banco de Aprendizes do Estado.

A seleção é voltada para adolescentes de 14 a 18 anos cuja renda familiar não ultrapasse três salários mínimos. Além disso, o jovem deve estar no 8º ou 9º ano do ensino fundamental ou estar cursando ou ter concluído o ensino médio (antigo 2° grau) em escola da rede pública municipal, estadual ou federal.

O candidato deve ter cursado os últimos três anos na rede pública. Para os candidatos que estiverem cursando o ensino médio na esfera federal, somente será permitida a participação no processo seletivo se o curso for de formação geral.

Inscrições no http://www.selecao.uneb.br/bancodeaprendizes2011/, mediante o pagamento da taxa de R$ 5. 

Outras informações

O processo seletivo, que está sob responsabilidade da Comissão Permanente de Vestibular (Copeve) da UNEB, consiste de prova objetiva, composta por questões de português, matemática e atualidades e cidadania, que será aplicada no dia 4 de dezembro, no turno vespertino.

“A UNEB ser responsável por uma seleção com esse caráter social reforça a credibilidade e o reconhecimento que a nossa universidade tem do governo do estado. Temos certeza que esse será mais um programa de muito sucesso, pois trará novas oportunidades para os jovens da Bahia”, destaca o reitor Lourisvaldo Valentim.

Romilda Almeida, presidente da Copeve, endossou as palavras do reitor: “A escolha da UNEB mostra que estamos no caminho certo quanto a organização de processos seletivos estaduais”.

A seleção atenderá as exigências do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), incluindo a reserva de 5% das vagas oferecidas — ou que vierem a ser criadas durante o prazo de validade da seleção (dois anos) — para portadores de deficiência.

O cadastro para o banco de jovens aprendizes é feito considerando a ordem de classificação dos candidatos no processo seletivo, os quais são encaminhados para a experiência do primeiro emprego, seguida da expectativa de contratação conforme celebração de convênios entre entidades sem fins lucrativos e órgãos estaduais, no âmbito do programa Mais Futuro e em outros programas de aprendizagem.

A primeira seleção da iniciativa, também realizada pela UNEB, aconteceu em 2008 e mais de três mil jovens foram aprovados para o banco de aprendizes.

“A nova seleção já traz a fórmula do sucesso da primeira edição, em que mais de mil jovens foram encaminhados para a experiência do primeiro emprego. Nossa meta é superar este número”, afirma o secretario da Administração (Saeb), Manoel Vitório.

Para ser aprovado no certame é necessário o inscrito acertar 50% das questões da prova. Os selecionados assinam contrato de trabalho especial de aprendizagem, com prazo determinado de dois anos, com remuneração básica de R$ 556, além de auxílio-transporte, auxílio-alimentação e plano de saúde.

Os aprendizes fazem treinamento teórico de, no mínimo, 400 horas-aula, dividido em módulos que incluem disciplinas como qualidade no atendimento, informática, noções de empreendedorismo, comunicação empresarial, matemática relacionada ao mundo do trabalho, entre outras.

A capacitação teórica é feita na instituição Voluntárias Sociais e o aprendizado prático diretamente nas unidades de atuação dos jovens, com monitoramento permanente.

As diretrizes do programa são estabelecidas pelo Decreto Estadual nº 11.139/2008, que regulamenta a contratação de jovens conforme as determinações da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Informações: Copeve – tel. (71) 3117-2371 e site www.selecao.uneb.br/bancodeaprendizes2011.

Fontes: Secretaria de Comunicação Social - Governo do Estado da Bahia e Assessoria de Comunicação da UNEB