Paraná: mais de 5,2 mil policiais e bombeiros ainda este ano

Governo do Paraná lança este ano edital para contratar 5.264 policiais e bombeiros

O governador Beto Richa autorizou nesta semana a contratação da instituição que realizará o concurso para seleção de 5.264 novos policiais e bombeiros para a Polícia Militar. O edital deve ser publicado ainda este ano e as vagas são para cinco regiões do Estado. A seleção ficará por conta da Faculdade Estadual de Educação, Ciências e Letras de Paranavaí (Fafipa), devendo as provas e exames físicos serem realizados no primeiro trimestre de 2013.

Além das provas objetiva e subjetiva, os candidatos serão submetidos a exame de saúde, avaliação psicológica, exame de capacidade física e, por fim, avaliação da conduta moral e pesquisa social.  

Das vagas abertas, 4.445 são para ingresso na carreira de praças da PM e 819 para bombeiros militares. Vale lembrar que o concurso será regionalizado, para reforçar o efetivo nas regiões de Curitiba e Litoral; Londrina; Maringá; Ponta Grossa e Cascavel. Poderão se inscrever pessoas com até 30 anos, de ambos os sexos.

"Estamos reestruturando as forças de segurança do nosso Estado, com investimentos em infraestrutura, tecnologia, mas principalmente com o reforço no efetivo", disse Richa, lembrando que o governo fez a maior contratação de policiais da história do Paraná, com a incorporação de 3.120 novos policiais militares, civis e bombeiros.

Edição com informações da Agência de Notícias do Paraná

 

***

Notícia anterior (24/08/2012): Governo do Paraná abrirá concurso para Perito

O edital do novo concurso está previsto para o mês de novembro. Grande parte das vagas será destinada para suprir a demanda no interior do Estado.

A Secretaria de Segurança Pública vai chamar nos próximos meses 35 peritos criminais aprovados em concurso público e abrir novo concurso para suprir as necessidades do Instituto de Criminalística do Paraná. Desta forma, será possível dobrar o número de peritos criminais no Estado, passando de 300 para 600 - meta inserida no programa Paraná Seguro.

O edital do novo concurso está previsto para o mês de novembro. Grande parte das vagas será destinada para suprir a demanda no interior do Estado.

Além da contratação de mais pessoal, o Governo do Estado vai investir R$ 25 milhões em equipamentos para o Instituto de Criminalística do Paraná. A modernização, com novos aparelhos e laboratórios, possibilitará agilidade no trabalho e rapidez nos resultados dos exames realizados pela instituição. (...)

CONCURSADOS - A contratação dos 35 peritos criminais remanescentes de concurso público será possível com a alteração da lei estadual número 14.678/2005, que reenquadra a progressão de carreira dos servidores. A mudança é uma reivindicação antiga da categoria, que se arrastava ao longo dos últimos anos e que será atendida pelo atual governo, com o envio de um anteprojeto de lei para Assembleia Legislativa do Paraná no mês de setembro..

Com a mudança, os peritos criminais que entrarem na instituição pela classe de acesso (a chamada 4ª classe) poderão progredir na carreira depois de sete anos, e não mais 15 anos, como ocorre atualmente. O mesmo período de progressão vale para peritos de 3ª, 2ª e 1ª classes (topo da carreira).

Ao liberar peritos da classe de acesso para a progressão na carreira será possível abrir as vagas para os 35 aprovados remanescentes. As informações são da Agência Paraná de notícias.

*****

Notícia Anterior: Governo do Paraná autoriza concursos para 19 mil vagas (10/08/2012)

Os concursos já estão em fase de preparação, com a abertura do processo licitatório para a contratação da instituição que realizará o processo seletivo.

Na sexta-feira, dia 10/08, em Curitiba, o governador do Paraná autorizou a abertura de concursos públicos para a contratação de 19.435 servidores para as áreas da educação e segurança pública. No toal, serão preenchidas 5.264 vagas para policiais militares e bombeiros, 400 postos de delegado e 13.771 vagas para professores e pedagogos.

De acordo com notícia publicada no portal de notícias do governo paranaense, na avaliação do governador Beto Richa, trata-se da “maior contratação de servidores públicos da história do Paraná", que também significa "um ato de respeito deste governo a todos os cidadãos paranaenses”. “Estamos honrando os compromissos assumidos no plano de governo em áreas prioritárias desta gestão e garantindo mais qualidade de vida a população”.

Richa anunciou que os concursos já estão em fase de preparação, com a abertura do processo licitatório para a contratação da instituição que realizará o processo seletivo, devendo os editais serem divulgados em até 60 dias e as provas realizadas ainda neste ano.

POLICIAIS – Para o ingresso na carreira de praças da Polícia Militar serão destinadas 4.445 vagas para policiais. Além disso, serão preenchidas 819 vagas de bombeiros. O concurso para a Polícia Civil ofertará 400 vagas para delegados, conforme previsto no programa Paraná Seguro.
O governador destacou outras medidas executadas para a reestruturação da segurança pública. Ele ressaltou a melhoria das condições salariais dos policiais; a contratação de policiais; a instalação do Batalhão de Fronteira, em Marechal Cândido Rondon; e a implantação de sete Unidades Paraná Seguro (UPS) nos bairros mais violentos de Curitiba.
Richa ainda apontou outras ações que estão em andamento na área como a aquisição de 3,2 mil viaturas com tecnologia embarcada, a implantação de 400 módulos policiais móveis, a construção de 95 delegacias e implantação de novos batalhões da Polícia Militar na região da capital.
Ele afirmou que já é possível ver resultados do esforço do governo, como a redução nas taxas de violência e homicídios. Os dados revelam que o índice de mortes violentas caiu 15% em Curitiba e 3,28% na região metropolitana, em comparação ao mesmo período do ano passado.

PROFESSORES – As 13.771 vagas do concurso para professores e pedagogos da rede estadual de ensino são para todas as disciplinas da matriz curricular e serão distribuídas nos 32 Núcleos Regionais de Educação. Os cargos são para 20 horas semanais com nível superior. “São investimentos concretos na melhoria do ensino público estadual na busca por uma educação de excelência”, afirmou Richa.
O vice-governador e secretário de Estado da Educação, Flávio Arns, disse já foram nomeados 17.261 mil profissionais da área da educação na atual gestão. Ele adiantou que também está em discussão a realização de concurso público para a contratação de agentes educacionais – secretários, agentes de leitura, inspetores de alunos e merendeiras.

AVANÇOS – O secretário estadual da Segurança Pública, Reinaldo de Almeida Cesar, destacou que o Paraná tem obtido avanços desde o lançamento do programa Paraná Seguro, em agosto do ano passado. “Tudo o que foi alinhado e anunciado pelo governador como parte integrante do Paraná Seguro está sendo executado. Vivemos a maior revolução nas estruturas policiais do Paraná e asseguramos o maior salário em todo o Brasil para as categorias”, ressaltou.
O delegado-geral da Polícia Civil, Marcos Vinícius Michelotto, disse que com a realização do concurso o número de delegados no Paraná será dobrado. “A contratação vai suprir as 31 comarcas estaduais sem delegados, as delegacias da mulher e da divisão de narcóticos que serão instaladas no Estado”, disse.
“Hoje comemoramos o nosso passado e os avanços obtidos nesta gestão com a redução dos índices de criminalidades em algumas regiões e a contratação inédita de novos policiais”, afirmou o comandante geral da Polícia Militar, coronel Roberson Bondaruk.

As informações são da página eletrônica do Governo do Estado do Paraná