Fundação Saúde: Ceperj aplica provas para 82.487 candidatos

Gabaritos estarão disponíveis no Diário Oficial e no site da Fundação na terça-feira

As 2.778 vagas de níveis superior e médio técnico oferecidas pela Fundação Saúde foram disputadas neste domingo (27/11) por 82.487 candidatos que desejam trabalhar em hospitais de urgência e emergência, institutos de Saúde, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) do Estado do Rio de Janeiro. Durante 10 horas divididas em dois turnos, eles se submeteram às provas objetivas aplicadas pela Fundação Ceperj (Centro Estadual de Estatísticas, Pesquisas e Formação de Servidores Públicos do Rio de Janeiro), organizadora deste concurso que objetiva a contratação de profissionais sob o regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Em 11 de dezembro, novos exames serão aplicados aos 31.509 médicos e enfermeiros que estarão brigando por mais 1.776 empregos, de um total de 4.554 vagas.

Os exames, de caráter eliminatório e classificatório, foram realizados em seis municípios, das 9h às 13h, para os que concorrem às 2.161 vagas de nível médio técnico, e das 15h às 19h, para os que disputam os 617 empregos destinados às 11 carreiras de nível superior. Dos 62.349 convocados no turno da manhã, 54.920 compareceram. Para as provas da parte da tarde, dos 31.524 chamados, 27.567 marcaram presença. Em números atualizados, estavam presentes 82.487 candidatos do total geral de 93.903 inscritos. O diretor de Concursos e Processos Seletivos da Ceperj, Marcus São Thiago, afirma que o índice de abstenção de 12,16% superou as expectativas, no sentido de ter ficado abaixo da média histórica dos concursos, entre 15% e 25%.
- Isso significa que os candidatos realmente se prepararam e se mobilizaram para os exames deste domingo. Vale ressaltar que as divulgações dos locais de prova realizadas pela Fundação Ceperj e as orientações dadas aos candidatos fizeram com que a grande maioria conseguisse chegar com antecedência -  explica o diretor.

O presidente da Fundação Ceperj, Jorge Barreto, acompanhou o concurso realizado em 95 escolas municipais, colégios estaduais, fundações e universidades, no Rio e em mais cinco municípios: Niterói, Duque de Caxias, Araruama, Petrópolis e Volta Redonda. Ele monitorou todas as ações, desde o início das provas até a entrega do último malote com os cadernos de questões que retornaram, com segurança, à sede da instituição.
- Importante a Fundação Ceperj realizar este concurso para a Fundação Saúde que visa, por meio da seleção de futuros profissionais para institutos de Saúde, hospitais, UPAs e Samu, qualificar ainda mais os quadros de servidores do Estado do Rio de Janeiro – afirma Barreto.

 Os 82.487 concorrentes conhecerão seus erros e acertos nesta terça-feira (29/11), quando a Ceperj disponibilizará em seu portal – www.ceperj.rj.gov.br - os   gabaritos preliminares. O diretor Marcus São Thiago garante que as provas entram no site da Fundação na noite deste domingo, podendo ser acessadas por todos os candidatos, principalmente por aqueles que se retiraram das salas de avaliação antes do prazo permitido para levar o caderno de questões e estavam proibidos de copiar a marcação de respostas, sob pena de serem eliminados do concurso público. Ele faz uma avaliação positiva deste domingo.
- A aplicação das provas transcorreu normalmente, sem ocorrências negativas na parte da manhã e na parte da tarde. Os problemas pontuais foram resolvidos. Os exames começaram a ser aplicados nos horários previstos em edital, ou seja, às 9h e às 15h. As 6.500 pessoas mobilizadas estavam bem preparadas para informar e orientar os candidatos. Na terça-feira, iniciaremos e a leitura ótica dos cartões e divulgaremos os gabaritos preliminares para que os candidatos exerçam seu direito de entrar com recursos - afirma Marcus São Thiago, lembrando que o cronograma seguirá normalmente  e que o prazo para interposição de requerimentos começa no dia 30 para terminar em 8 de dezembro.

A estrutura dos exames seguiu a bibliografia de referência constante do edital. Foram apresentadas 60 questões para todos os empregos, sendo cinco de Português, cinco de Conhecimentos sobre o SUS e 50 de Conhecimentos Específicos, todas do tipo múltipla escolha, com quatro alternativas de respostas. Cada questão vale dois pontos, perfazendo o total de 120. Será considerado aprovado o candidato que obtiver, no mínimo, 60 pontos no total da prova. Quem obtiver pontuação zero em qualquer dos conteúdos estará reprovado, independentemente do total de pontos alcançado.

Além da primeira etapa deste domingo, a estratégia de seleção terá ainda a segunda etapa: avaliação de títulos e da experiência profissional para os candidatos que disputam cargos de nível superior.