Concursos 2013: Governo federal vai criar 63 mil vagas

As contratações devem obedecer às necessidades de pessoal existentes em diversos órgãos e entidades públicas. PF, INSS e Fazenda oferecerão 6,5 mil vagas.

Foi confirmado pelo governo federal que em 2013 serão criadas 63 mil vagas em diversos cargos, que serão providos por meio de concurso público. O Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa) foi enviado no dia 30 de agosto para o Congresso Nacional e a previsão que já se tem é que a maioria desses empregos (61.682) seja ocupada especificamente no ano que vem.

Todas as contratações obedecerão às necessidades de pessoal existentes nos diversos órgãos e entidades públicas. Para se ter uma idéia, 21 mil vagas serão ocupadas pelo Ministério da Educação em universidades e institutos federais de educação, de acordo com a própria ministra do Planejamento, Mírian Belchior. "São cargos fundamentais para expansão da rede de universidades e alcançar a meta de institutos técnicos no país", conclui Belchior.

No total de vagas anunciadas, estão incluídas as que serão destinas a três concursos bastante disputados: INSS, Polícia Federal e Ministério da Fazenda. Os três ofertarão cerca de 6.500 oportunidades em 2013. No Executivo está previsto provimento de 53 mil postos de trabalho.

Tudo isso significará um gasto da ordem de R$ 3 bilhões, acrescido de R$ 11,3 bilhões referentes aos reajustes salariais de aproximadamente 1,7 milhão de funcionários públicos do Executivo, tanto os da ativa quanto os aposentados, incluindo aí as despesas assumidas após os acordos salariais já firmados pelo governo e servidores em 2012.

Edição: Alberto Vicente