Concurso Polícia Militar - MS: convocação para exame psicológico

SAD - MS convoca candidatos do concurso de formação de oficiais para exame Psicotécnico

 A Secretaria de Estado de Administração do Estado do Mato Grosso do Sul (SAD) convoca os candidatos aptos na prova escrita do concurso de formação de oficiais da Polícia Militar para realizar a avaliação psicológica (Exame Psicotécnico). A avaliação será realizada no dia 24 de deste mês, às 8 horas, na escola Estadual Lúcia Martins Coelho, que está localizada na rua Bahia, 55, no jardim dos Estados, na Capital.

 O candidato deverá comparecer no local de realização da avaliação com antecedência de 30 minutos do horário marcado para seu início e não será permitida a entrada de candidato que chegar após o horário previsto. O candidato deverá comparecer munido dos documentos pessoais e uma caneta azul ou preta.

 O Exame Psicotécnico será realizado por profissionais de instituições ou empresas especializadas, credenciados especificamente para esse fim. O exame é de caráter eliminatório, tem como objetivo auxiliar na seleção de candidatos, mensurando, de forma objetiva e padronizada, identificando e quantificando escores, características e habilidades psicológicas do candidato para exercer as funções de oficial da Polícia Militar, de acordo com o perfil estabelecido, através da utilização de instrumentos e técnicas científicas que favoreçam um prognóstico a respeito do desempenho, adaptação e adequação ao cargo proposto, bem como no que diz respeito ao porte e uso de armas de fogo.

 Serão utilizados testes psicológicos, como medidas psicométricas para avaliar habilidades específicas (aptidões variadas, como: atenção, memória, percepção, etc.) e inteligência geral, bem como características de estrutura de personalidade, que são indicadores que permitem ao psicólogo avaliar objetivamente, em termos de probabilidade, o potencial latente apresentado pelo candidato em questão, naquele momento da avaliação, sua capacidade para solução de problemas, além de verificar se ele demonstra traços de personalidade, condições de equilíbrio e ajuste psicossocial adequados ao desempenho das atividades de policiamento desenvolvidas pela Polícia Militar, subsidiando assim a decisão dos profissionais na indicação, ou não, de ingresso no Curso de Formação de Oficiais PM.

 O resultado da avaliação será divulgado por edital e publicado no Diário Oficial do Estado. Para mais informação acesse aqui.

Do portal Notícias.MS

***

Concurso Polícia Militar - MS: convocados candidatos negros e índios (08/03/2013)

Polícia Militar do Mato Grosso do Sul convoca candidatos negros e indígenas aprovados na prova escrita de concurso para entrevista.

O Diário Oficial do Estado (DOE) traz na sexta-feira (08/03) dois editais de convocação dos candidatos aprovados na prova escrita objetiva do Concurso Público da Polícia Militar do Mato Grosso do Sul, que se declararam negros e indígenas no ato da inscrição. A convocação é para comparecerem na entrevista de verificação, que é uma das etapas para o ingresso no curso de formação de oficiais.

De acordo com a publicação, as entrevistas serão realizadas no dia 14 de março, às 8 horas (horário MS), na Academia de Polícia Civil (Acadepol), localizada na rua Osmar de Camargo s/n, bloco XV, Parque dos Poderes.

O candidato deverá comparecer no local da entrevista com 30 minutos de antecedência do horário marcado para seu início munido do documento de identificação utilizado para inscrição, além de cópia da sua certidão de nascimento. A declaração firmada pelo candidato no momento da sua inscrição será confrontada com o seu fenótipo (características da pessoa).

Candidatos que se declararam indígenas deverão comparecer munidos da Cédula Oficial de Identidade expedida pela Secretaria de Segurança com o registro da etnia indígena com o Registro Administrativo de Nascimento de Índio (Rani) original emitido pela Fundação Nacional do Índio (Funai) ou Registro Administrativo de Casamento de Índio (Raci) original emitido pela Funai.

Este candidato que se declarou negro ou indígena no momento da inscrição e não comparecer na entrevista no prazo e local estabelecidos no Edital, ou que não receber parecer conclusivo favorável da Comissão Especial, perderá o direito ao pleito das vagas reservadas aos candidatos optantes do programa de reserva de vagas, permanecendo somente na listagem geral de classificação para o cargo, não podendo impetrar recurso dessa decisão. Não haverá segunda chamada e nem realização da entrevista fora da data, horário e local estabelecidos no edital.

Mais informações sobre a convocação para a entrevista na página 5 do DOE.

***

Concurso PMMS (27/11/2012)

Governador autoriza processo seletivo para a Polícia Militar do Mato Grosso do Sul

O Governador do Estado do Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, autorizou o Comando-Geral da Polícia Militar a promover os cursos de Formação de Sargentos (CFS), de Habilitação de Oficiais do Quadro Auxiliar (CHOA), de Superior de Polícia (CSP), bem como concurso público para o Curso de Formação de Oficiais (CFO) da Polícia Militar. De acordo com a assessoria de comunicação da PMMS, a medida visa atender ao compromisso do governo em regularizar as promoções e garantir o desenvolvimento normal na carreira, favorecendo também a política de valorização do policial.

Editais

Os editais serão lançados imediatamente, tendo em vista a necessidade de se cumprir o calendário letivo, que tem início previsto para fevereiro de 2013. Segundo o coronel Carlos Alberto David dos Santos, o governador havia assumido compromissos com a corporação durante a negociação salarial "e esses cursos, tanto para promoção como para ingresso fazem parte disso. Conforme combinado, com o término do período eleitoral, iniciamos os processos seletivos e às qualificações do CFS, do CHOA, do CFO e do CSP".

Os editais, portanto, estão sendo finalizados pela Diretoria de Ensino e os cursos autorizados serão para formação de sargento em 2012, 2013 e 2014, completou o coronel. A Diretoria de Ensino também já está adotando todas as providências para o lançamento do edital do concurso seletivo da Banda de Música.

Os cursos de formação

O Curso de Formação de Sargentos, voltado para cabos e soldados estáveis, é requisito indispensável para a promoção à graduação de sargento. Com adequações nos processos seletivos, para o CFS os meios de ingresso serão por antiguidade, mérito intelectual e tempo de serviço, sendo disponibilizadas para cada modalidade de ingresso, 60, 40 e 30 vagas respectivamente.

Serão oferecidas 60 vagas para Curso de Habilitação de Oficiais do Quadro Auxiliar que tem como público-alvo os subtenentes e é necessário para alcançar o posto de 2º tenente.

Para o Curso de Formação de Oficiais serão 20 vagas e os candidatos deverão atender entre outros requisitos, a idade mínima de 18 anos completos e, no máximo, para militares estaduais, 34 (trinta) anos, 11 (onze) meses e 29 (vinte e nove) dias na data de encerramento da inscrição no respectivo concurso público, e para civis, 24 (vinte e quatro) anos 11 (onze) meses e 29 (vinte e nove) dias, bem como possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH), no mínimo categoria B;

Para o CSP serão ofertadas 20 vagas, que atenderá os oficiais superiores do posto de major e tenente-coronel. O Curso Superior de Polícia é requisito fundamental para promoção ao ultimo posto da carreira do oficial, que é a de coronel PM, e tem o objetivo de dar a esse profissional uma visão estratégica dentro da instituição num cenário prospectivo.

"Estamos cumprindo nosso compromisso em proporcionar a ascensão de cada policial militar na carreira, com profissionais motivados e melhor qualificados, fins de prestar melhores serviços a nossa sociedade", reforçou o governador André.

Nos três anos do atual comando, 1881 policiais militares foram promovidos, sendo 303 oficiais e 1578 praças.

Edição a partir de informações do Portal de notícias da PMMS