Concurso Corpo de Bombeiros do Piauí 2013

Wilson Martins autorizou concurso público para Corpo de Bombeiros no dia 25 de março de 2013.

O Governo do Estado autorizou, na segunda-feira (25/03/2013), concurso público para soldados do Corpo de Bombeiros do Piauí. Serão 100 vagas para soldados e 10 para oficiais do Corpo de Bombeiros. O edital será lançado em breve. 

De acordo com o governador Wilson Martins, os novos bombeiros irão atuar nas atividades operacionais, reforçando o contingente de soldados tanto na capital quanto nos novos postos que estão sendo viabilizados através do projeto de descentralização da corporação no Estado.

Recentemente o Corpo de Bombeiros do Estado publicou edital para processo seletivo de contratação de engenheiros. O edital foi publicado no Diário Oficial e teve as inscrições encerradas no último dia 21 de março. Os novos engenheiros serão contratados por um ano, podendo esse prazo ser prorrogado por mais um. Os selecionados passarão por um curso de 120 horas sobre legislação e procedimentos técnicos para análise de projetos.

Edição com informações da Agência de Notícias do Governo do Piauí

***

Concurso Corpo de Bombeiros do Piauí 2013 (08/02/2013)

Governador do Piauí já autorizou a realização de concurso para admitir 150 novos bombeiros no Estado.

O governador do Piauí, Wilson Martins, já autorizou a realização de concurso público para o corpo efetivo dos Bombeiros. Ao todo serão ofertadas 150 vagas. De acordo com o coronel Manoel Santos, comandante geral do Corpo de Bombeiros, a realização do concurso está inserida dentro do Plano Plurianual do órgão.

Os novos integrantes da corporação irão reforçar o contingente de soldados na capital, bem como nos novos postos que estão sendo viabilizados através do projeto de descentralização da corporação no Estado.

Investimento em capacitação

A medida anunciada nesta sexta-feira, 08/02, faz parte de uma série de ações que pretendem melhorar as condições de infraestrutura, bem como ampliar o efetivo que atua no Corpo de Bombeiros, reforçando assim a atuação da corporação no Piauí. Além da aquisição de novos equipamentos de segurança e veículos de resgate, o aumento e a capacitação do contingente de pessoas têm sido uma constante.

No fim do mês de janeiro, o Corpo de Bombeiros encerrou um curso de formação de soldados, que contemplou 31 soldados. Estes foram capacitados para o combate a incêndios, técnicas de salvamento, noções de direitos humanos, entre outras disciplinas importantes para a formação do contingente. O curso possui 900 horas/aula e foi baseado na grade curricular da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). "Cada vez mais estamos investindo em capacitação, assim nosso efetivo estará mais bem preparado para atender à população de forma mais ágil e eficaz", ressalta.

Edição com informações da Agência de Notícias do Governo do Piauí

***

Notícia anterior (07/12/2011): Estado do Piauí contratará mais de 900 servidores em 2012

Segundo o secretário Paulo Ivan serão contratados professores, policiais militares, bombeiros e agentes penitenciários.

O Governo do Estado confirmou a contratação de mais de 900 de servidores concursados a partir de 2012. De acordo com o secretário de Administração, Paulo Ivan, há determinação para a nomeação de 718 professores, bem como a perspectiva de nomeação de aproximadamente 160 policiais militares, 40 soldados bombeiros e cerca cem agentes penitenciários já no início do próximo ano.

Paulo Ivan também confirmou que será realizado o concurso para o preenchimento de 110 vagas na Secretaria de Segurança para todos os cargos, exceto delegado. O certame já foi autorizado pelo governador Wilson Martins e o edital deve ser publicado nas próximas semanas. Além disso, o concurso com 877 vagas para a Secretaria de Saúde teve suas inscrições reabertas no último dia 5.

Quanto ao acréscimo que essas contratações provocará na folha de pagamento do Estado, Paulo Ivan observou que essas contratações se darão no próximo ano, não estando definida ainda a data precisa, justamente porque será verificado no momento das nomeações, a questão do impacto financeiro.

Fonte: Agência de Notícias do Governo do Piauí