Concursos BR | AC | AL | AP | AM | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MT | MS | MG | PA | PB | PR | PE | PI | RJ | RN | RS | RO | RR | SC | SP | SE | TO

Edital Sanesul | Edital Concurso Sanesul

EDITAL n. 1/2009 – SAD/ESCOLAGOV/SANESUL
CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA INGRESSO NO QUADRO DE PESSOAL DA EMPRESA DE SANEAMENTO DE MATO GROSSO DO SUL S/A
(CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS/SANESUL)

A SECRETÁRIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO, o DIRETOR-PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO ESCOLA DE GOVERNO DE MATO GROSSO DO SUL e o DIRETOR-PRESIDENTE DA EMPRESA DE SANEAMENTO DE MATO GROSSO DO SUL S/A, no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o disposto no Decreto nº 12.898, de 22 de dezembro de 2009, tornam público, para conhecimento dos interessados, a abertura das inscrições do Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL, destinado à admissão de candidatos a emprego público do Quadro de Pessoal da Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul S/A, que será regido pelos diplomas legais e regulamentares pertinentes e pelas normas e condições constantes neste Edital.

I. Das VAGAS:

1.1 – O Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL será realizado sob a responsabilidade da Secretaria de Estado de Administração, em conjunto com a Fundação Escola de Governo de Mato Grosso do Sul, para preenchimento de vagas no Quadro de Pessoal da Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul S/A e para prover o Banco de Dados de Recursos Humanos.

1.2 – Os empregos públicos, os salários, o quantitativo total de vagas e a descrição sumária das atividades e requisitos básicos de cada emprego público são os estabelecidos no anexo II deste Edital.

1.2.1 – As vagas oferecidas para os empregos públicos do Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL, serão regionalizadas, conforme quadro constante no anexo I deste Edital.

1.2.2 – Os empregos públicos, por escolaridade, oferecidos no Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL, são os constantes no quadro abaixo:

Escolaridade Emprego público Total de Vagas *
Curso de Ensino Superior Administrador 1 + CR
Advogado 1 + CR
Analista de Tecnologia da Informação 4 + CR
Biólogo 1 + CR
Contador 1 + CR
Engenheiro Ambiental 3 + CR
Engenheiro Civil 8 + CR
Engenheiro Eletricista 3 + CR
Engenheiro Mecânico 1 + CR
Geólogo 1 + CR
Curso de Ensino Médio Assistente Administrativo 9 + CR
Assistente Comercial 20 + CR
Assistente Técnico Operacional 8 + CR
Atendente Comercial 14 + CR
Desenhista Projetista 1 + CR
Eletromecânico / Eletricista Industrial 7 + CR
Eletromecânico / Torneiro Mecânico 1 + CR
Curso de Ensino Médio Laboratorista 6 + CR
Operador de Tratamento de Água 2 + CR
Sondador de Poços 1 + CR
Técnico em Construção Civil 1 + CR
Técnico em Contabilidade 2 + CR
Técnico em Desenvolvimento Comercial 1 + CR
Técnico em Desenvolvimento Operacional/Eletromecânico 9 + CR
Técnico em Desenvolvimento Operacional/Eletrônica 2 + CR
Técnico em Saneamento 3 + CR
Curso de Ensino Fundamental Agente Administrativo 1 + CR
Agente de Tratamento de Esgoto 11 + CR
Agente Operacional 12 + CR
Encanador 27 + CR
Motorista de Carga 1 + CR
Operador de Equipamento Automotivo 19 + CR

* CR – Cadastro de Reserva

1.3 – As vagas que porventura forem criadas ou abertas durante o prazo de validade do presente Concurso poderão ser preenchidas pelos candidatos aprovados e classificados, obedecida rigorosamente a ordem de classificação, mediante divulgação das novas vagas por edital próprio.

1.4 – Os candidatos aprovados no Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL serão convocados de acordo com a necessidade e conveniência da Administração Pública.

II – DAS VAGAS DESTINADAS AO NEGRO OU AO PORTADOR DE DEFICIÊNCIA

2.1 – Aos candidatos portadores de deficiência, aprovados no Concurso, será reservado o percentual de 5% (cinco por cento) das vagas oferecidas, por município, desde que a deficiência seja compatível com o exercício das atribuições do emprego, observando-se os dispositivos constantes no Decreto Federal nº 3.298, de 20 de dezembro de 1999.

2.2 – Aos candidatos que, no momento da inscrição, declararem-se negro, será reservada a cota de 10% (dez por cento) das vagas oferecidas, por município, neste Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL, em observância à Lei nº 3.594, de 10 de dezembro de 2008.

2.3 – Na aplicação do percentual estabelecido nos itens 2.1 e 2.2 dever-se-á observar o estabelecido no Decreto nº 12.810, de 8 de setembro de 2009.

2.4 – Os candidatos portadores de deficiência ou negros participarão do Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL em igualdade de condições com os demais candidatos no que se refere a provas, conteúdos programáticos, critérios de avaliação e classificação, assim como à duração, ao horário e ao local de realização das provas, conforme o estabelecido em edital específico.

2.5 – Para concorrer a uma das vagas o candidato portador de deficiência deverá:

a) no ato de inscrição, declarar-se portador de deficiência;

b) realizar a inscrição via internet e encaminhar ou entregar o laudo médico original, emitido nos últimos seis meses, atestando a espécie e o grau ou nível da deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença (CID) e a causa da deficiência.

2.5.1 – O candidato ao efetuar inscrição via Internet deverá entregar ou encaminhar o laudo médico, via SEDEX com AR (Aviso de Recebimento), para o endereço abaixo, devendo ser postado impreterivelmente até o dia 20 de janeiro de 2010.

Comissão Organizadora do Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL
Fundação Escola de Governo de Mato Grosso do Sul
Rua Pedro Celestino, nº 437 – Centro
CEP 79004-560 – Campo Grande-MS
Horário de Atendimento: das 8h às 13h (Horário de Mato Grosso do Sul)

2.5.2 – O laudo médico não será devolvido e não será fornecida cópia desse laudo.

2.6 – O candidato portador de deficiência poderá requerer no ato da inscrição, se for o caso, tratamento diferenciado para o dia de realização das provas escritas, indicando as condições na ficha de inscrição de que necessita para a sua realização.

2.7 – O candidato portador de deficiência que não realizar a inscrição conforme normas constantes neste Edital perderá o direito ao pleito das vagas reservadas aos candidatos em tal condição e acarretará o não-atendimento às condições especiais para realizar a prova, não podendo impetrar recurso dessa decisão.

2.8 – A não-observância do disposto no item 2.5 ou a não-habilitação como portador de deficiência pela perícia médica acarretará a perda do direito às vagas reservadas ao candidato em tal condição.

2.9 – Para concorrer a uma das vagas o candidato negro deverá:

a) declarar-se negro no ato da inscrição;

b) realizar a inscrição via Internet e preencher e assinar a declaração disponível no site www.concurso.ms.gov.br;

c) encaminhar a declaração devidamente preenchida e assinada, via SEDEX com AR (Aviso de Recebimento), ou entregar no endereço referido no item 2.5.1, devendo ser postado impreterivelmente até o dia 20 de janeiro de 2010;

d) comparecer na entrevista na data e local previstos em edital específico.

2.10 – O candidato negro que não realizar a inscrição conforme as normas constantes neste Edital, que não comparecer na entrevista no prazo e local estabelecidos em edital próprio ou que não receber parecer conclusivo favorável da Comissão Especial, perderá o direito ao pleito das vagas reservadas aos candidatos optantes do programa de reserva de vagas, não podendo impetrar recurso dessa decisão.

2.11 – As vagas previstas nos itens 2.1 e 2.2 deste Edital, que não forem providas por falta de candidatos negros ou portadores de deficiência, por reprovação no concurso ou por perda do direito ao pleito das vagas reservadas, serão preenchidas pelos demais candidatos, observada a ordem de classificação, por município.

III. Dos Requisitos para ADMISSÃO NO EMPREGO PÚBLICO:

3.1 – São requisitos para admissão no emprego público do Quadro de Pessoal da SANESUL:

a) ser brasileiro nato ou naturalizado;

b) ter idade mínima de 18 anos;

c) estar quite com as obrigações militares, no caso de candidato do sexo masculino;

d) estar quite com as obrigações eleitorais;

e) ter boa saúde física e mental para o exercício das atribuições do emprego público, devidamente comprovada mediante exames clínico e psicológico;

f) comprovar a escolaridade exigida para o exercício do emprego público;

g) possuir o registro profissional no órgão competente e estar quite com as obrigações profissionais, quando for o caso;

h) ter sido aprovado em todas as etapas do Concurso Público;

i) não exercer emprego ou cargo público;

j) não possuir antecedentes criminais;

k) não ter sofrido penalidade nem praticado atos desabonadores de sua conduta no exercício de atividade pública ou privada;

l) assumir o compromisso de permanência na localidade de lotação por, no mínimo, 2 (dois) anos, conforme a necessidade da Administração;

m) entregar, no ato da posse, a Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS, cópia dos documentos pessoais e apresentar os originais;

n) entregar cópia da Carteira Nacional de Habilitação – CNH.

3.2 – Os documentos comprobatórios dos requisitos constantes no item anterior deverão ser entregues no ato de admissão ao emprego público, sem os quais o candidato, mesmo aprovado no Concurso Público, não poderá tomar posse e iniciar o exercício das funções do emprego público.

IV. Das Inscrições:

4.1 – As inscrições para o Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL serão efetuadas, exclusivamente, via Internet, conforme procedimentos a seguir especificados:

4.1.1 – Período: 5 a 20 de janeiro de 2010

4.1.2 – Endereço Eletrônico do Concurso: www.concurso.ms.gov.br.

4.1.2.1 – Neste endereço serão disponibilizados o Formulário de Inscrição “on-line” para preenchimento, o Documento de Arrecadação Estadual – DAEMS, para pagamento de taxa, o Edital do Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL contendo toda a regulamentação e informações referentes ao concurso e editais com os resultados de cada etapa.

4.1.3 – Taxa de Inscrição:

a) R$ 110,96 (cento e dez reais e noventa e seis centavos), para candidatos a emprego público com exigibilidade de Curso de Ensino Superior;

b) R$ 69,35 (sessenta e nove reais e trinta e cinco centavos), para candidatos a emprego público com exigibilidade de Curso de Ensino Médio;

c) R$ 41,61 (quarenta e um reais e sessenta e um centavos), para candidatos a emprego público com exigibilidade de Curso de Ensino Fundamental completo.

4.1.4 – A taxa de inscrição deverá ser paga através do Documento de Arrecadação Estadual – DAEMS, até o término do expediente das Agências Bancárias e das Casas Lotéricas:

a) Banco do Brasil (preferencialmente);

b) Banco Itaú;

c) Caixa Econômica Federal;

d) Banco Bradesco;

e) Banco HSBC Bank Brasil;

f) Banco Cooperativo SICREDI;

g) Casas Lotéricas.

4.1.5 – Horário para Pagamento: das 8 horas do dia 5 de janeiro de 2010 às 19 horas do dia 20 de janeiro de 2010 (horário de Mato Grosso do Sul).

4.1.6 – Local de realização:

a) a Prova Escrita Objetiva será realizada em Campo Grande/MS para todos os empregos oferecidos no Concurso Público;

b) a Prova Prática será realizada em municípios polos a serem determinados em edital próprio;

c) o Exame de Capacitação Física será realizado em Campo Grande/MS, para todos os candidatos.

4.1.6.1 – O candidato deverá indicar, no Formulário de Inscrição “on-line”, o município que detém a vaga para o qual irá concorrer, deixando clara a opção da vaga disputada.

4.2 – Procedimentos para efetuar a inscrição:

a) preencher os dados pessoais solicitados no Formulário de Inscrição “on-line” disponível no endereço eletrônico www.concurso.ms.gov.br;

b) imprimir o Documento de Arrecadação Estadual – DAEMS, disponível no endereço eletrônico, após a conclusão do preenchimento do Formulário de Inscrição “on-line”;

c) efetuar o pagamento da taxa de inscrição, mediante o DAEMS, nas Casas Lotéricas ou nas Agências Bancárias relacionadas no subitem 4.1.4, preferencialmente no Banco do Brasil e, impreterivelmente, até às 19h do dia 20 de janeiro de 2010 (horário de Mato Grosso do Sul).

4.3 – A inscrição do candidato implicará o conhecimento e a expressa aceitação das normas e condições estabelecidas neste Edital e em seus anexos, em relação às quais não poderá alegar desconhecimento.

4.4 – A Secretaria de Estado de Administração e a Fundação Escola de Governo de Mato Grosso do Sul não se responsabilizam:

a) por inscrição não recebida por motivos de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação e de outros fatores de ordem técnica ou tecnológica que impossibilitem a transferência de dados;

b) pelo não-encaminhamento do comprovante de pagamento pela Agência Bancária ou Casa Lotérica.

4.5 – Após às 19 horas do dia 20 de janeiro de 2010 (horário de Mato Grosso do Sul) o acesso às inscrições ao Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL estará bloqueado.

4.6 – O comprovante de inscrição do candidato inscrito estará disponível no endereço eletrônico www.concurso.ms.gov.br, após comprovação do pagamento pela agência bancária e aceitação da inscrição, sendo responsabilidade exclusiva do candidato a obtenção desse documento.

4.7 – Isenção da Taxa de Inscrição:

4.7.1 – Os candidatos amparados pela Lei nº 2.557, de 13 de dezembro de 2002, deverão observar os procedimentos estabelecidos nos Decretos nº 11.232, de 27 de maio de 2003 e nº 11.238, de 29 de maio de 2003, e os candidatos amparados pelas Leis nº 2.887, de 21 de setembro de 2004 e nº 3.201, de 18 de abril de 2006 deverão:

a) efetuar a inscrição via Internet, de acordo com o previsto na alínea “a” do item 4.2 deste Edital;

b) requerer a isenção do pagamento da taxa de inscrição no Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL, de acordo com o estabelecido na legislação;

c) postar, através de SEDEX com AR (Aviso de Recebimento), ou entregar, no período de 5 a 7 de janeiro de 2010, o requerimento de isenção de taxa de inscrição devidamente assinado e demais documentos mencionados na legislação citada no “caput” deste subitem;

d) após as 17 horas do dia 7 de janeiro de 2010 o acesso ao requerimento de isenção de taxa de inscrição, de que trata este item, estará bloqueado.

4.7.2 – Endereço para encaminhamento ou entrega dos documentos relacionados no item anterior:

Comissão Organizadora do Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL
Fundação Escola de Governo de Mato Grosso do Sul
Rua Pedro Celestino, nº 437 – Centro
CEP 79004-560 – Campo Grande-MS
Horário de atendimento: 8h às 13h (Horário de Mato Grosso do Sul)

4.7.3 – O candidato que tiver seu requerimento de isenção da taxa de inscrição indeferido, conforme relação a ser publicada no Diário Oficial do Estado, deverá recolher o valor da taxa de acordo com o estabelecido no subitem 4.1.3 deste Edital, até às 19 horas do dia 20 de janeiro de 2010 (horário de Mato Grosso do Sul).

4.7.4 – O candidato que tiver seu requerimento de isenção indeferido e não cumprir as normas estabelecidas no item anterior perderá os direitos decorrentes da inscrição no Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL.

4.7.5 – Responderá por infração o candidato que apresentar comprovante inidôneo ou firmar declaração falsa para se beneficiar da isenção da taxa de inscrição.

V. Das Disposições Gerais Relativas à Inscrição:

5.1 – As informações prestadas no Formulário de Inscrição on-line serão de inteira responsabilidade do candidato, reservando-se à Comissão Organizadora do Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL o direito de excluir aquele candidato que não preencher de forma completa e corretamente os campos do Formulário, em especial aqueles referentes ao nome, CPF, endereço e CEP de sua residência.

5.2 – O candidato terá sua inscrição cancelada e será automaticamente eliminado do Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL se utilizar o CPF de terceiros ou preencher irregularmente o CPF no Formulário de Inscrição on-line.

5.3 – Após a inscrição não serão aceitos pedidos para quaisquer alterações.

5.4 – No caso da existência de mais de uma inscrição do mesmo candidato será validada somente a inscrição de data mais recente, se observados todos os procedimentos.

5.5 – É vedada a inscrição condicional, extemporânea, por correspondência, via postal, via FAX ou via correio eletrônico.

5.6 – É vedada a transferência do valor pago, a título de taxa de inscrição, para terceiros, assim como a transferência da inscrição para outrem.

5.7 – O valor referente ao pagamento da taxa de inscrição não será devolvido em hipótese alguma, salvo em caso de cancelamento do evento por conveniência da Administração Estadual.

5.8 – O pagamento da taxa de inscrição poderá ser efetuado em cheque bancário, sendo que:

a) o pagamento efetuado em cheque somente será considerado aceito após a respectiva compensação;

b) em caso de devolução do cheque, qualquer que seja o motivo, considerar-se-á automaticamente sem efeito a inscrição.

VI. Da Confirmação da Inscrição:

6.1 – A relação dos candidatos inscritos será divulgada no Diário Oficial do Estado – DOE, no endereço www.imprensaoficial.ms.gov.br e disponibilizada, via Internet, no site www.concurso.ms.gov.br.

6.2 – Em caso de eventuais erros cadastrais (nome, identidade e endereço), o candidato deverá requerer, por escrito, as correções a serem efetuadas, encaminhando o requerimento à Comissão Organizadora do Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL, no endereço citado no subitem 4.7.2, no prazo a ser estabelecido através de edital próprio.

6.3 – É de inteira responsabilidade do candidato acompanhar todos os atos publicados sobre o Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL, no Diário Oficial do Estado, para tomar conhecimento de seu conteúdo e não alegar desconhecimento de qualquer tipo ou natureza.

6.4 – A inscrição do candidato será homologada mediante edital, com a relação dos nomes dos candidatos inscritos, a ser publicado no Diário Oficial do Estado – DOE, no endereço www.imprensaoficial.ms.gov.br e disponibilizado, via Internet, no site www.concurso.ms.gov.br.

VII. Das Etapas do Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL:

7.1 – O Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL constará das seguintes etapas:

a) Etapa I – Prova Escrita Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, para todos os candidatos;

b) Etapa II – Prova de Títulos, de caráter classificatório, para os candidatos a emprego com exigibilidade de Curso de Ensino Superior e aprovados na Prova Escrita Objetiva;

c) Etapa III – Exame de Capacitação Física, de caráter eliminatório, para candidatos aprovados na Prova Escrita Objetiva para os empregos: Agente de Tratamento de Esgoto, Motorista de Carga, Assistente Comercial e Assistente Técnico Operacional;

d) Etapa IV – Prova Prática, de caráter eliminatório e classificatório, para candidatos aptos no Exame de Capacitação Física para os empregos: Agente Operacional, Encanador, Operador de Equipamento Automotivo, Eletromecânico/Eletricista Industrial, Eletromecânico/Torneiro Mecânico, Sondador de Poços, Desenhista Projetista, Operador de Tratamento de Água, Técnico de Desenvolvimento Operacional/Eletrônica e Técnico de Desenvolvimento Operacional/Eletromecânica.

7.1.1 – Os candidatos serão convocados através de edital próprio publicado no Diário Oficial do Estado, especificando a data, o horário, o endereço e o local da realização de cada etapa deste Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL.

7.2 – Não haverá segunda chamada para nenhuma das etapas e tampouco realização de prova ou exame fora da data, horário e local estabelecidos em edital.

7.2.1 – O candidato convocado para a realização de qualquer uma das etapas, que não comparecer no dia, local e horário determinados em edital, estará automaticamente eliminado do Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL.

VIII. DA ETAPA I – PROVA ESCRITA OBJETIVA:

8.1 – A Prova Escrita Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, terá a duração de 4 (quatro) horas e será realizada em local, data, horário e endereço a serem divulgados através de edital específico a ser publicado no Diário Oficial do Estado – DOE, no endereço www.imprensaoficial.ms.gov.br e disponibilizado, via Internet, no site www.concurso.ms.gov.br

8.2 – É de responsabilidade exclusiva do candidato obter as informações corretas da data, horário e endereço determinados para realização da prova.

8.3 – A Prova Escrita Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, constará de questões de múltipla escolha com 5 (cinco) alternativas, tendo uma única alternativa correta, integrando as matérias especificadas abaixo:

8.3.1 – para empregos públicos com exigibilidade de Curso de Ensino Superior:

a) Local: Campo Grande

b) Prova Escrita Objetiva:

Parte Conteúdo nº de Questões Total de Pontos
P1 - Língua Portuguesa 30 60
P2 - Conhecimentos Específicos 40 80
P3 - Noções de Informática 20 40
Total 180

c) A média da Prova Escrita Objetiva será calculada pela fórmula:

ME = (P1 + P2 + P3) / 2, onde:

ME = Média da Prova Escrita Objetiva

P1 = pontos obtidos na parte de Língua Portuguesa

P2 = pontos obtidos na parte de Conhecimentos Específicos

P3 = pontos obtidos na parte de Noções de Informática

d) será considerado aprovado na Prova Escrita Objetiva o candidato que obtiver média igual ou superior a 45 (quarenta e cinco) pontos e que não tenha obtido zero em nenhuma das partes da Prova.

8.3.2 – para os empregos públicos com exigibilidade de Curso de Ensino Médio:

a) Locais: Campo Grande;

b) Prova Escrita Objetiva:

Parte Conteúdo nº de Questões Total de Pontos
P1 - Língua Portuguesa 30 60
P2 - Matemática 35 70
P3 - Noções de Informática 15 30
P4 - Conhecimentos Gerais 20 40
Total 200

c) A média da Prova Escrita Objetiva será calculada pela fórmula:

ME = (P1 + P2 + P3 + P4) / 2, onde:

ME = Média da Prova Escrita Objetiva

P1 = pontos obtidos na parte de Língua Portuguesa

P2 = pontos obtidos na parte de Matemática

P3 = pontos obtidos na parte de Noções de Informática

P4 = pontos obtidos na parte de Conhecimentos Gerais

d) será considerado aprovado na Prova Escrita Objetiva o candidato que obtiver média igual ou superior a 50 (cinquenta) pontos e que não tenha obtido zero em nenhuma das partes da Prova.

8.3.3 – para empregos públicos com exigibilidade de curso de ensino fundamental:

a) Locais: Campo Grande;

b) Prova Escrita Objetiva:

Parte Conteúdo nº de Questões Total de Pontos
P1 - Língua Portuguesa 25 50
P2 - Matemática 20 40
P3 - Conhecimentos Gerais 15 30
Total 120

c) A média da Prova Escrita Objetiva será calculada pela fórmula:

ME = P1 + P2 + P3, onde:

ME = Média da Prova Escrita Objetiva

P1 = pontos obtidos na parte de Língua Portuguesa

P2 = pontos obtidos na parte de Matemática

P3 = pontos obtidos na parte de Conhecimentos Gerais

d) Será considerado aprovado na Prova Escrita Objetiva o candidato que obtiver média igual ou superior a 50% (cinquenta por cento) do total de pontos e que não tenha obtido zero em nenhuma das partes da Prova.

8.4 – As respostas das questões da Prova Escrita Objetiva deverão ser marcadas no cartão-resposta com caneta esferográfica preta ou azul, preenchendo correta e completamente os alvéolos do cartão-resposta para possibilitar a leitura óptica das respostas.

8.5 – Será considerada inválida a resposta que apresentar rasura, omissão ou duplicidade de alternativas assinaladas na mesma questão, atribuindo-se pontuação zero para a resposta.

8.6 – Em nenhuma hipótese haverá substituição do cartão-resposta, sendo de inteira responsabilidade do candidato os prejuízos advindos de marcações incorretas.

8.7 – O candidato somente poderá retirar-se do local de realização das provas, em definitivo, após duas horas do horário de seu início, levando o caderno de provas.

8.8 – A Prova Escrita Objetiva abrangerá os conteúdos programáticos integrantes do anexo III deste Edital.

8.9 – Da Realização da Prova Escrita Objetiva:

8.9.1 – O candidato deverá apresentar-se no local da prova com antecedência mínima de 30 (trinta) minutos do horário marcado para seu início, munido do documento oficial de identidade utilizado na sua inscrição e caneta esferográfica preta ou azul.

8.9.1.1 – Somente serão aceitos os seguintes documentos de identidade: Cédula Oficial de Identidade (RG), Carteira das Forças Armadas, Carteira Nacional de Habilitação (CNH – Carteira de Motorista com foto), Carteira expedida por Órgãos ou Conselhos de Classe, Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS.

8.9.1.2 – O documento de identidade deverá estar em perfeitas condições, de forma a permitir, com clareza, a identificação, não sendo aceita cópia, ainda que autenticada.

8.9.1.3 – Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar, no dia de realização das provas, documento de identidade original, por motivo de perda, furto ou roubo, deverá ser apresentado documento, expedido nos últimos 30 dias, que ateste o registro da ocorrência em órgão policial, sendo que, neste caso, o candidato fará a Prova Escrita Objetiva de forma condicional, assinando termo de compromisso para entrega do documento hábil, no prazo máximo de 30 (trinta) dias.

8.9.1.4 – Não serão aceitos como documento de identidade: certidão de nascimento, título eleitoral, carteira de motorista (sem foto), carteira de estudante, carteira funcional sem valor de identidade, Cadastro de Pessoa Física – CPF, certificado de reservista e documentos ilegíveis, não-identificáveis e/ou danificados.

8.9.1.5 – O candidato que deixar de cumprir o termo de compromisso no prazo estabelecido no subitem 8.9.1.3 terá sua Prova Escrita Objetiva anulada sendo, consequentemente, excluído do certame.

8.9.2 – O candidato, ao ingressar no prédio, deverá dirigir-se à sala em que terá que prestar prova, onde, após ser identificado, tomará assento e aguardará seu início.

8.9.3 – Não será admitido no local de realização da prova o candidato que se apresentar após o horário estabelecido.

8.9.4 – O candidato convocado para a realização de qualquer uma das etapas e que não comparecer no dia, local e horário estabelecidos, estará automaticamente eliminado do Concurso.

8.9.5 – Será excluído do Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL o candidato que:

a) for surpreendido, durante a realização da prova, em comunicação com outro candidato, bem como utilizando-se de livros, notas, aparelhos eletrônicos, telefone celular, assim como outros equipamentos ou impressos não permitidos;

b) ausentar-se do local da prova sem o acompanhamento do fiscal;

c) faltar com a devida cortesia para com qualquer membro da equipe de aplicação das provas, para com as autoridades presentes ou para com os demais candidatos;

d) recusar-se a entregar o material da Prova ao término do tempo destinado para a sua realização;

e) ausentar-se da sala, a qualquer tempo, portando a folha de respostas ou outro documento não permitido;

f) perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos, incorrendo em comportamento indevido.

8.9.6 – A ocorrência de qualquer dos fatos descritos nas alíneas do subitem anterior será consignada em ata com a apreensão dos elementos de evidência material, se for o caso.

8.9.7 – Não será permitido o ingresso na sala das provas de candidatos portando armas ou munição.

8.9.7.1 – As armas ou munições deverão ser entregues à Comissão do Concurso, que providenciará sua guarda e depósito, sendo restituídas no final das provas.

8.9.8 – O candidato terá sua prova anulada e será automaticamente eliminado do Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL se durante ou após a realização das provas for constatada qualquer irregularidade por meio eletrônico, estatístico, visual, grafológico, por perícia ou por investigação policial.

8.9.9 – Não haverá, por qualquer motivo, prorrogação do tempo previsto para a aplicação das provas, inclusive em virtude de afastamento de candidato do local de realização das provas.

8.9.10 – No dia de realização das provas não serão fornecidas, por qualquer membro da equipe ou pelas autoridades presentes, informações referentes ao conteúdo das provas, critérios de avaliação ou classificação.

8.9.11 – A relação de candidatos, por ordem alfabética e por localidade de opção da vaga, com a pontuação obtida na Prova Escrita Objetiva será divulgada através de edital específico, no Diário Oficial do Estado – DOE, no endereço www.imprensaoficial.ms.gov.br e disponibilizada, via Internet, no site www.concurso.ms.gov.br.

8.9.12 – O candidato que não atender os critérios estabelecidos no subitem 8.3.3, alínea “d”, deste Edital estará automaticamente reprovado no Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL.

8.10 – Do Gabarito Oficial Preliminar da Prova Escrita Objetiva:

8.10.1 – O Gabarito Oficial Preliminar da Prova Escrita Objetiva será divulgado por edital da Secretaria de Estado de Administração e da Fundação Escola de Governo de Mato Grosso do Sul no Diário Oficial do Estado.

8.10.1.1 – Após a publicação do Gabarito Oficial Preliminar da Prova Escrita Objetiva os candidatos poderão interpor recurso quanto à opção correta da questão constante no Gabarito, dirigido ao Presidente da Comissão Organizadora do Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL, em duas vias, no prazo de 2 (dois) dias úteis, a contar da data de sua publicação.

8.10.1.2 – Os candidatos poderão postar os recursos via SEDEX com AR (Aviso de Recebimento) ou entregá-los no endereço citado no subitem 4.7.2.

8.10.1.3 – O recurso deverá ser instruído com as razões que justifiquem a revisão, sob pena de não-conhecimento.

8.10.1.4 – Poderá ocorrer alteração da assertiva, divulgada no Gabarito Oficial Preliminar da Prova Escrita Objetiva, por análise técnica ou erro de digitação.

8.10.1.5 – A questão eventualmente anulada pela Comissão Organizadora do Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL terá o ponto respectivo atribuído a todos os candidatos que realizaram a Prova Escrita Objetiva, indistintivamente.

8.10.2 – Julgados os recursos referentes ao Gabarito Oficial Preliminar da Prova Escrita Objetiva e apurados os resultados, a Secretaria de Estado de Administração e a Fundação Escola de Governo de Mato Grosso do Sul divulgarão, os resultados dos recursos impetrados pelos candidatos, mediante ato próprio, no Diário Oficial do Estado – DOE, no endereço www.imprensaoficial.ms.gov.br e disponibilizarão, via Internet, no site www.concurso.ms.gov.br.

8.11 – Do Gabarito Oficial Definitivo da Prova Escrita Objetiva:

8.11.1 – A Secretaria de Estado de Administração e a Fundação Escola de Governo de Mato Grosso do Sul divulgarão, por edital, o Gabarito Oficial Definitivo da Prova Escrita Objetiva no Diário Oficial do Estado.

8.11.1.1 – O Gabarito Oficial Definitivo da Prova Escrita Objetiva é o instrumento para a correção da Prova Escrita Objetiva.

8.11.1.2 – Não serão aceitos recursos contra o Gabarito Oficial Definitivo.

IX. ETAPA II: DA PROVA DE TÍTULOS:

9.1 – Concorrem à Prova de Títulos somente os candidatos aprovados em cargo com exigibilidade de Curso de Ensino Superior.

9.2 – Os candidatos aprovados na Prova Escrita Objetiva serão convocados para entrega da documentação relativa aos títulos, mediante edital a ser divulgado no Diário Oficial do Estado – DOE, no endereço www.imprensaoficial.ms.gov.br e disponibilizado, via Internet, no site www.concurso.ms.gov.br.

9.3 – Os candidatos deverão postar, via SEDEX com AR (Aviso de Recebimento), ou entregar em 2 (duas) vias, no período previsto em edital, os títulos e o Formulário da Relação dos Títulos, para o endereço estabelecido no subitem 4.7.2.

9.4 – Os candidatos convocados para a realização da Prova de Títulos deverão encaminhar somente uma cópia dos documentos comprobatórios dos títulos, observando:

a) as fotocópias de diplomas ou certificados de conclusão de cursos deverão ser autenticadas em Cartório, com selo de autenticidade, se houver;

b) os comprovantes de conclusão de cursos só serão aceitos se expedidos por instituição oficial ou reconhecida nos termos da legislação vigente, com registro da carga horária e com a data de realização do curso a partir do ano de 2001;

c) o Certificado ou a Declaração do exercício de atividades profissionais em entidades públicas ou privadas, deverá ser emitido em papel timbrado do órgão de pessoal competente ou equivalente, constando o nome do candidato, cargo, função ou especialidade e período de exercício, com a assinatura e carimbo do responsável pelo órgão e autenticado em cartório e, se em regime celetista, cópia da carteira profissional, devidamente autenticada em Cartório;

d) os documentos emitidos em língua estrangeira somente serão considerados quando traduzidos para a Língua Portuguesa por tradutor juramentado e revalidados por instituição brasileira;

e) o Formulário da Relação dos Títulos, disponível no site www.concurso.ms.gov.br, deverá ser encaminhado, devidamente preenchido e assinado, indicando a quantidade de títulos que está sendo encaminhada.

9.5 – A Prova de Títulos, de caráter classificatório, corresponderá ao total de 10 (dez) pontos, que serão somados à pontuação obtida na Prova Escrita Objetiva.

9.5.1 – O candidato que não encaminhar os títulos no prazo estabelecido no edital de convocação não terá pontuação na Prova de Títulos.

9.5.2 – Não serão considerados, para efeito de pontuação, títulos encaminhados sem:

a) a respectiva autenticação no Cartório;

b) a assinatura e a identificação da autoridade responsável pela emissão do documento;

c) a especificação da carga horária e do período (data e ano) do início e término do evento;

d) a utilização do Formulário da Relação dos Títulos, disponível no site www.concurso.ms.gov.br.

9.5.3 – Cada título será considerado uma única vez.

9.5.4 – Somente serão aceitos títulos expedidos até a data limite da postagem, ou da entrega no endereço citado no subitem 4.7.2, conforme estabelecido em edital.

9.5.5 – Para efeito da contagem de tempo no desempenho de cargo, emprego ou função, quando desempenhar concomitantemente 2 (dois) cargos, empregos ou funções, será considerado apenas um cargo, emprego ou função.

9.5.6 – A documentação comprobatória apresentada para a Prova de Títulos será analisada quanto a sua autenticidade no decorrer do processo seletivo, sendo excluído do Concurso ou tornado sem efeito o ato de convocação do candidato, mediante processo administrativo que possibilite a ampla defesa e o contraditório caso seja comprovada qualquer irregularidade, ficando sujeito às sanções penais cabíveis.

9.6 – Os títulos serão aferidos observados os critérios, o valor correspondente em pontos e os limites dos pontos, conforme especificação no Quadro de Atribuição de Pontos, a seguir, de acordo com o emprego público a que concorre:

Quadro – Pontuação para Avaliação de Títulos

Emprego público com exigibilidade de Curso de Ensino Superior
Item Títulos Pontuação
Unitária Máxima
1 Diploma ou certificado, devidamente registrado, de curso de pós-graduação em nível de doutorado ou em nível de mestrado. 2,0 2,0
2 Diploma ou certificado, devidamente registrado, de curso de pós-graduação em nível de especialização, com carga horária mínima de 360 horas/aula. 1,5 3,0
3 Certificado de curso de capacitação e treinamento relacionado à área de atuação do emprego pretendido, expedido por instituição oficialmente reconhecida, com carga horária igual ou superior a 40 horas/aula. 1,0 3,0
4 Certificado ou declaração de experiência profissional, devidamente comprovada, em entidade pública ou privada. 0,5 (por ano) 2,0
Total 10,0

9.7 – Não serão considerados os pontos que excederem ao valor máximo estabelecido em cada item do Quadro de Pontuação para Avaliação de Títulos, bem como os que não corresponderem às características estabelecidas em cada item.

9.8 – Não serão computados documentos que não consignem, de forma expressa e precisa, as informações necessárias à sua avaliação, assim como aqueles cujas cópias estiverem ilegíveis, mesmo que parcialmente.

9.9 – Cada título será avaliado de acordo com a carga horária expressa, não sendo permitido:

a) o fracionamento da carga horária de um título;

b) a soma de carga horária de mais de um título para o mesmo item.

9.10 – Os títulos, após sua entrega ou encaminhamento, não poderão ser substituídos ou devolvidos e não será permitido acrescentar outros títulos aos já entregues.

9.11 – O resultado do total dos pontos obtidos na Prova de Títulos, dos candidatos aprovados na Prova Escrita Objetiva, será publicado no Diário Oficial do Estado – DOE, no endereço www.imprensaoficial.ms.gov.br e disponibilizado, via Internet, no site www.concurso.ms.gov.br.

X. ETAPA III: EXAME DE CAPACITAÇÃO FÍSICA:

10.1 – Serão convocados para esta etapa os candidatos considerados aprovados na Prova Escrita Objetiva, através de Edital a ser publicado no Diário Oficial do Estado – DOE, no endereço www.imprensaoficial.ms.gov.br e disponibilizado via Internet, no site www.concurso.ms.gov.br, contendo o dia, o horário e o endereço da realização do exame.

10.2 – A convocação dos candidatos aprovados na Prova Escrita Objetiva será na proporção de 8 (oito) candidatos por vaga oferecida para os concorrentes aos empregos públicos de: Agente de Tratamento de Esgoto, Motorista de Carga, Assistente Comercial e Assistente Técnico Operacional.

10.2.1 – Ocorrendo empate nos resultados, para determinação dos candidatos aprovados na Prova Escrita Objetiva para realizar o Exame de Capacitação Física, o desempate beneficiará, sucessivamente, o candidato que:

a) obtiver maior pontuação na Prova de Língua Portuguesa;

b) obtiver maior pontuação na Prova de Conhecimentos Gerais;

c) obtiver maior pontuação na Prova de Matemática;

d) obtiver maior pontuação na Prova de Noções de Informática;

e) tiver maior idade.

10.3 – O Exame de Capacitação Física, de caráter eliminatório, consiste na execução de exercícios com a finalidade de avaliar o condicionamento físico do candidato nos padrões de força, coordenação, agilidade, flexibilidade, capacidade aeróbica, para verificar a capacidade do candidato para realizar as atividades típicas para o exercício do emprego público.

10.4 – O Exame de Capacitação Física será aplicado por técnicos habilitados designados pelo Secretário de Estado de Administração e pelo Diretor-Presidente da SANESUL, observada a relação estabelecida entre a faixa-etária, os pontos, o tempo e o quantitativo de exercícios realizados.

10.5 – O candidato deverá apresentar, na data e local do Exame de Capacitação Física, atestado médico que comprove sua condição física para submeter-se a essa etapa.

10.6 – O Exame de Capacitação Física será composto de Testes de Aptidão Física e o resultado será expresso pelos conceitos “apto” e “inapto”, compreendendo as seguintes provas:

a) dinamometria manual (para ambos os sexos);

b) flexão e extensão de braços e antebraços (para ambos os sexos);

c) abdominal, tipo remador (para ambos os sexos);

d) corrida (para ambos os sexos).

10.7 – O traje para realização dos exercícios físicos deverá ser o esportivo (camiseta, short de nylon ou lycra e tênis).

10.8 – Os casos de alteração psicológica e/ou fisiológica temporários (estados menstruais, luxações, fraturas, dentre outros) que impossibilitem a realização das provas ou diminuam a capacidade física do candidato não serão levados em consideração, não sendo concedido qualquer tratamento privilegiado.

10.9 – Para todas as modalidades de exercício só será permitida uma tentativa.

10.10 – Não será permitida a realização do Exame de Capacitação Física fora da data, horário e local estabelecidos no Edital de convocação e sem a entrega do atestado médico previsto no item 10.5.

10.11 – O Estado de Mato Grosso do Sul isentar-se-á de qualquer responsabilidade por acidente decorrente de imprudência, imperícia ou negligência do candidato, que possa resultar em incapacidade parcial ou total durante a realização das provas de aptidão física, ficando, também, isento de responsabilidade nos casos em que o candidato tenha sido considerado “inapto” e tiver que ser submetido ao exame de aptidão física, em razão de decisão judicial.

10.12 -DINAMOMETRIA MANUAL (para ambos os sexos):

10.12.1 – Regras de execução: o candidato deverá posicionar-se sentado em uma cadeira com os pés apoiados no solo, colocar o antebraço e o punho em uma posição neutra (supino ou prono) em uma superfície plana (mesa) e estar segurando o aparelho com uma das mãos. Ao sinal do avaliador, o candidato deverá contrair a mão imprimindo o máximo de força que puder no aparelho, tendo como desempenho mínimo o especificado na tabela 1.

10.12.2 – Critério de avaliação – Tabela 1

Dinamometria Manual
Candidato Desempenho mínimo exigido
Masculino 35 quilogramas-força
Feminino 30 quilogramas-força

10.13 – FLEXÃO E EXTENSÃO DE BRAÇOS E ANTEBRAÇOS (para ambos os sexos):

10.13.1 – O teste será realizado em local firme, plano e horizontal, sendo permitida uma única tentativa.

10.13.2 – Para o sexo masculino:

10.13.2.1 – Execução do exercício: Posição inicial, com peito apoiado no solo, braços na largura dos ombros e flexionados, com os cotovelos próximo ao corpo, palmas das mãos no chão, dedos voltados para frente, corpo na horizontal e pés unidos. O candidato realizará extensões e flexões com ambos os braços, sem, no entanto, tocar o solo com o corpo (distância de 10cm do solo), a não ser a parte especificada (pontos de contato – mãos e pés, mantendo o alinhamento das pernas e da coluna).

10.13.3 – Para o sexo feminino:

10.13.3.1 – Execução do exercício: Posição inicial, com joelhos apoiados no solo, braços estendidos, palmas das mãos apoiadas no solo, dedos voltados para frente, braços na largura dos ombros. Flexionar os braços e sem apoiar o tronco ou as coxas no solo, descer uniformemente, com as colunas cervical, torácica e lombar em alinhamento, até a distância de 10cm do solo, retornando à posição inicial.

10.13.4 -Critério de avaliação – Tabela 2

Flexão e Extensão de braços e antebraços
Faixa Etária Índice mínimo a ser atingido
Masculino Feminino
Até 25 anos 16 13
26 a 30 anos 14 11
31 a 35 anos 12 9
36 a 40 anos 10 7
Acima de 40 anos 8 5

10.13.5 – O tempo para execução desta prova será de 1min (um minuto).

10.14 – ABDOMINAL – Tipo Remador – Tabela 3 (ambos os sexos):

10.14.1 – Execução do exercício: o exercício consiste na flexão e extensão dos membros inferiores e músculos abdominais simultaneamente com o tronco. O candidato deverá assumir a posição inicial deitado ao solo em decúbito dorsal, com os membros inferiores estendidos. Deverá iniciar o movimento do exercício flexionando os membros inferiores e elevando o tórax do solo para a frente aproximando os joelhos do tórax, podendo elevar para frente os membros superiores e após ficar na posição de sentado com o tronco perpendicular ao solo estender os membros inferiores e a musculatura abdominal retornando o tronco ao solo conforme a posição inicial.

10.14.2 – Regras de execução:

a) será contado um movimento completo toda vez que o candidato voltar à posição inicial, em total decúbito dorsal;

b) o tempo para execução desta prova será de 1 (um minuto);

c) não serão admitidas novas tentativas para o referido exercício;

d) o movimento incorreto ou em desacordo com as especificações acima não será levado em consideração para efeito de contagem de quantidade de exercícios.

10.14.3 -Critério de avaliação – Tabela 3

Abdominal – Tipo Remador
Faixa Etária Índice mínimo a ser atingido
Masculino Feminino
Até 25 anos 35 30
26 a 30 anos 30 25
31 a 35 anos 25 20
36 a 40 anos 20 15
Acima de 40 anos 15 10

10.15 – CORRIDA (para ambos os sexos):

10.15.1 – Regras de execução:

a) A corrida será realizada em pista oficial de atletismo, sem demarcação de raias, fracionada a cada 50m (cinquenta metros), perfazendo um total de 400m (quatrocentos metros) cada volta.

b) O candidato deverá percorrer, durante 12 minutos, a distância mínima estabelecida pela tabela 4 de avaliação, em uma única tentativa.

c) O candidato que atingir o desempenho mínimo estabelecido na tabela, antes de decorridos os 12 minutos, não deverá abandonar a pista ou retroceder, devendo aguardar o término do tempo restante e a liberação pelo examinador.

d) O candidato poderá fazer o percurso em qualquer ritmo, intercalando a corrida com caminhada, podendo parar e depois dar continuidade à corrida, desde que não abandone a pista.

e) O candidato que abandonar a pista, der ou receber ajuda, puxando, empurrando, carregando, segurando a mão de outro candidato ou estimulando, ainda que verbalmente, será considerado inapto.

f) o desempenho do candidato será aferido pela distância percorrida ao término do tempo de 12 (doze) minutos e transformada em pontos, considerando-se o sexo e a idade dos candidatos, conforme a tabela 4 de avaliação.

10.15.2 -Critério de avaliação – Tabela 4

Corrida (para ambos os sexos)
Faixa Etária Distância mínima a ser percorrida
Masculino Feminino
Até 25 anos 2.000m 1.600m
26 a 30 anos 1.900m 1.500m
31 a 35 anos 1.800m 1.400m
36 a 40 anos 1.700m 1.300m
Acima de 40 anos 1.600m 1.200m

10.16 – Será considerado “apto” no Exame de Capacitação Física o candidato que atingir o mínimo estabelecido para cada prova, conforme critérios de avaliação.

10.17 – Será considerado “inapto”, e consequentemente eliminado do Concurso, o candidato que não apresentar a aptidão física exigida em qualquer das provas ou não comparecer à Prova de Capacitação Física.

10.18 – Serão publicados em Diário Oficial do Estado – DOE, no endereço www.imprensaoficial.ms.gov.br e disponibilizados, via Internet, no site www.concurso.ms.gov.br, os resultados do Exame de Capacitação Física, mediante Edital com a relação dos candidatos considerados aptos ou inaptos.

10.19 – A Administração, em casos de inexistência de quantitativo de candidatos aprovados no Exame de Capacitação Física para as vagas previstas ou de criação de novas vagas, poderá no prazo de validade do Concurso convocar candidatos aprovados na Prova Escrita Objetiva para realizar o Exame de Capacitação Física, mediante edital próprio.

10.19.1 – A relação dos candidatos de que trata o “caput” deste item, aprovados no Exame de Capacitação Física, de acordo com o critério do item 10.2, será divulgada por alfabética e com a pontuação obtida, mediante edital específico no Diário Oficial do Estado – DOE, no endereço www.imprensaoficial.ms.gov.br e disponibilizada, via Internet, no site www.concurso.ms.gov.br.

XI. ETAPA III: DA PROVA PRÁTICA:

11.1 – A Prova Prática, de caráter eliminatório e classificatório, será avaliada na escala de 0 (zero) a 100 (cem).

11.2 – Serão convocados para realizar a Prova Prática, mediante edital, os candidatos aprovados na Prova Escrita Objetiva na proporção de 8 (oito) candidatos por vaga oferecida, e concorrentes aos empregos públicos de Eletromecânico/Eletricista Industrial, Laboratorista, Operador de Equipamentos Automotivos, Encanador, Eletromecânico/Torneiro Mecânico, Agente Operacional, Desenhista Projetista, Sondador de Poços, Operador de Tratamento de Água, Técnico de Desenvolvimento Operacional/Eletrônica e Técnico de Desenvolvimento Operacional/Eletromecânica.

11.2.1 – Ocorrendo empate nos resultados, para determinação dos candidatos aprovados na Prova Escrita Objetiva para realizar a Prova Prática, o desempate beneficiará, sucessivamente, o candidato que:

a) obtiver maior pontuação na Prova de Língua Portuguesa;

b) obtiver maior pontuação na Prova de Conhecimentos Gerais;

c) obtiver maior pontuação na Prova de Matemática;

d) obtiver maior pontuação na Prova de Noções de Informática;

e) tiver maior idade.

11.3 – A data, o horário, o local de realização da prova e os critérios para avaliação da Prova Prática constarão de edital próprio, com a relação nominal dos candidatos convocados, observado o estabelecido no item anterior.

11.3.1 – Para a realização da Prova Prática serão estabelecidos os municípios polos mediante edital específico.

11.4 – Serão considerados aprovados na Prova Prática os candidatos que obtiverem a pontuação mínima de 50% (cinquenta por cento) de acerto nas atividades práticas estipuladas como requisito mínimo para habilitação ao exercício do emprego público.

11.4.1 – O candidato que não obter a pontuação, estabelecida no “caput” deste item na Prova Prática, estará automaticamente eliminado do concurso.

11.5 – O candidato convocado para a realização da Prova Prática e que não comparecer no dia, local e horário estabelecidos ou que não atender o critério previsto no item 11.4 estará automaticamente reprovado no Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL.

11.6 – A relação dos candidatos, por ordem alfabética, com a pontuação obtida na Prova Prática será divulgada através de edital específico no Diário Oficial do Estado – DOE, no endereço www.imprensaoficial.ms.gov.br e disponibilizada, via Internet, no site www.concurso.ms.gov.br.

11.7 – A Administração, em casos de inexistência de quantitativo de candidatos aprovados na Prova Prática para as vagas previstas ou de criação de novas vagas, poderá, no prazo de validade do Concurso, convocar candidatos aprovados na Prova Escrita Objetiva para realizar a Prova Prática, mediante edital próprio.

11.7.1 – A relação dos candidatos de que trata o “caput” deste item, aprovados na Prova Prática, de acordo com o critério do item 11.4, será divulgada por ordem alfabética e com a pontuação obtida, mediante edital específico no Diário Oficial do Estado – DOE, no endereço www.imprensaoficial.ms.gov.br e disponibilizada, via Internet, no site www.concurso.ms.gov.br.

XII. DOS RECURSOS:

12.1 – Será admitido recurso quanto:

a) ao Gabarito Oficial Preliminar da Prova Escrita Objetiva;

b) ao resultado da pontuação da Prova de Títulos;

c) ao resultado do Exame de Capacitação Física.

12.2 – O prazo para interposição de recursos será de 2 (dois) dias úteis, tendo como termo inicial o dia da publicação do evento no Diário Oficial do Estado de Mato Grosso do Sul.

12.3 – Os recursos deverão estar devidamente fundamentados, devendo conter o nome, o número da inscrição, o emprego a que concorre, o endereço completo e a assinatura do candidato.

12.4 – Os recursos deverão ser interpostos, por escrito, sendo encaminhados à Comissão Organizadora do Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL ou entregues, no endereço estabelecido no subitem 4.7.2 deste Edital, no horário das 8h às 13h (Horário de Mato Grosso do Sul).

12.4.1 – Os candidatos poderão postar o recurso, via SEDEX com AR (aviso de recebimento), até a data limite para o recurso, encaminhando-o para a Comissão Organizadora do Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL ou entregar no endereço citado no subitem 4.7.2 deste Edital.

12.5 – Os recursos interpostos contra o Gabarito Oficial Preliminar da Prova Escrita Objetiva deverão ser feitos por questão, em folhas separadas, não sendo aceitos recursos com mais de uma questão por folha.

12.5.1 – O ponto relativo à questão eventualmente anulada será atribuído a todos os candidatos que realizaram a Prova Escrita Objetiva.

12.6 – Os recursos interpostos fora do prazo estabelecido no item 12.2 deste Edital não serão conhecidos, sendo considerada, para tanto, a data do protocolo na Fundação Escola de Governo de Mato Grosso do Sul, ou da postagem via correio, não sendo aceitos recursos interpostos via postal ou fac-símile, e-mail ou outro meio que não seja o especificado neste Edital.

12.6.1 – Não serão aceitos recursos em duplicidade, sendo considerado o primeiro recurso postado.

12.6.2 – Em nenhuma hipótese serão aceitos pedidos de revisão de recursos e/ou recurso do Gabarito Oficial Definitivo da Prova Escrita Objetiva e/ou recurso da Prova Prática.

12.7 – A decisão dos recursos será dada a conhecer, coletivamente, por ato próprio, através do Diário Oficial do Estado – DOE, no endereço www.imprensaoficial.ms.gov.br e disponibilizada, via Internet, no site www.concurso.ms.gov.br.

XIII. DA CLASSIFICAÇÃO FINAL:

13.1 – O Resultado Final do Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL será divulgado pelo Secretário de Estado de Administração e pelo Diretor-Presidente da Fundação Escola de Governo de Mato Grosso do Sul e homologado pelo Governador do Estado, mediante edital publicado no Diário Oficial do Estado – DOE, no endereço www.imprensaoficial.ms.gov.br e disponibilizado, via Internet, no site www.concurso.ms.gov.br, acompanhado da relação nominal dos candidatos aprovados por emprego público, em ordem crescente de classificação e por localidade de opção da vaga.

13.1.1 – Para a Classificação Final do Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL, a Média Geral dos candidatos aos empregos públicos com exigibilidade de Ensino Superior, será determinada pelo somatório da média obtida na Prova Escrita Objetiva com os pontos obtidos na Prova de Títulos.

13.1.2 – Para a Classificação Final do Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL, a Média Geral dos candidatos que realizarem a Prova Prática será determinada pela fórmula:

MG = (Me + 2x Pp) / 2, onde:

MG = Média Geral dos candidatos que realizaram a Prova Prática

Me = Média da Prova Escrita Objetiva

Pp = Pontuação obtida na Prova Prática

13.1.3 – A Classificação Final do Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL, dos demais candidatos aos empregos públicos com exigibilidade de Curso de Ensino Médio e de Curso Ensino Fundamental, será de acordo com a média obtida na Prova Escrita Objetiva.

13.2 – Ocorrendo empate nos resultados, para a classificação final dos candidatos aprovados no Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL, o desempate beneficiará, sucessivamente, o candidato que:

a) obtiver maior pontuação na Prova de Língua Portuguesa;

b) obtiver maior pontuação na Prova Prática;

c) obtiver maior pontuação na Prova de Conhecimentos Específicos;

d) obtiver maior pontuação na Prova de Conhecimentos Gerais;

e) obtiver maior pontuação na Prova de Matemática;

f) obtiver maior pontuação na Prova de Noções de Informática;

g) tiver maior idade.

13.2.1 – O desempate será apurado através de processamento eletrônico.

13.3 – O candidato que no ato de inscrição se declarar negro ou portador de deficiência, se aprovado no Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL, figurará na listagem geral de candidatos, para divulgação dos resultados e respectiva classificação, além de figurar, também, em lista à parte com a sua classificação, tão-somente para efeito de conhecimento.

13.4 – Será publicada, em Diário Oficial do Estado – DOE, no endereço www.imprensaoficial.ms.gov.br e disponibilizada, via Internet, no site www.concurso.ms.gov.br, uma relação geral de todos os candidatos aos empregos públicos, aprovados em todas as etapas do Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL, de acordo com a ordem decrescente da pontuação obtida pelo candidato com o objetivo de estipular a ordem para convocação de candidatos que aceitarem assumir vaga em outro município que eventualmente tiver vagas não preenchidas e não tiver candidatos aprovados, desistindo de assumir no município de opção.

13.4.1 – A convocação de que trata este item deverá recair em candidato aprovado e com classificação superior ao quantitativo de vagas previstas para o município de sua opção, conforme constante no anexo I deste Edital.

13.4.2 – O candidato que aceitar assumir vaga em outro município/distrito, ou que não aceitar sua lotação para outra localidade que não a de sua inscrição, deverá fazê-lo formalmente em termo próprio, desistindo da vaga no município de sua opção.

13.4.3 – Os candidatos convocados que não quiserem assumir vaga em município diferente de sua opção serão considerados desistentes do Concurso Público de Provas e Títulos para Ingresso no Quadro de Pessoal da Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul S/A.

13.5 – A convocação dos candidatos para o ingresso no quadro de pessoal da Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul S/A – SANESUL, observará, rigorosamente, as vagas estabelecidas neste Edital e a ordem de classificação por município de opção do candidato no ato de sua inscrição.

XIV. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS:

14.1 – O Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL terá validade de 1 (um) ano, a contar da data de publicação do Edital de Homologação no Diário Oficial do Estado, podendo ser prorrogado por igual período.

14.2 – Todos os cálculos das provas citados neste Edital serão considerados até a segunda casa decimal, arredondando-se para o número imediatamente superior se o algarismo da terceira casa decimal for igual ou superior a cinco.

14.3 – A inscrição do candidato no Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL implica o conhecimento e a aceitação irrestrita das normas e exigências contidas neste Edital e em outros que vierem a ser publicados como complementação das informações no Diário Oficial do Estado, sem direito algum a compensação decorrente da anulação ou do cancelamento de sua inscrição, da eliminação do concurso ou, ainda, do seu não-aproveitamento por falta de vagas ou por inobservância dos ditames e dos prazos fixados.

14.4 – Após a admissão e posse o candidato ficará sujeito ao período de experiência, conforme estabelecido na CLT, contados da data de início de seu exercício.

14.5 – A inexatidão de informações, declarações falsas ou irregulares em quaisquer documentos, ainda que verificadas posteriormente, eliminará o candidato do Concurso Público em qualquer das etapas, anulando todos os atos da inscrição ou matrícula, sem prejuízo das demais medidas de ordem administrativa, cível ou criminal.

14.6 – Não serão fornecidos atestados, certificados ou certidões relativos à classificação ou notas de candidatos, valendo para tal fim os resultados publicados no Diário Oficial do Estado.

14.7 – As normas estabelecidas neste Edital poderão sofrer eventuais alterações, atualizações ou acréscimos, enquanto não consumada a providência ou o evento que lhes disser respeito, circunstância esta que será divulgada em edital a ser publicado no Diário Oficial do Estado – DOE, no endereço www.imprensaoficial.ms.gov.br e disponibilizado, via Internet, no site www.concurso.ms.gov.br.

14.8 – Os casos omissos serão resolvidos pelo Secretário de Estado de Administração em conjunto com o Diretor-Presidente da Fundação Escola de Governo de Mato Grosso do Sul, observadas as normas legais e regulamentares aplicáveis à espécie.

XV. DA ADMISSÃO E POSSE:

15.1 – A admissão do candidato aprovado e classificado no Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL, para os empregos públicos do Quadro de Pessoal da Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul S/A será processada por contrato e a posse formalizada mediante a lavratura de termo próprio, assinado pela autoridade competente, no prazo de trinta dias a contar da assinatura do contrato.

15.1.1 – O contrato de trabalho será firmado entre as partes após a comprovação dos requisitos exigidos para o exercício do emprego público a que concorre.

15.2 – A convocação dos candidatos far-se-á mediante edital próprio, para entrega dos documentos exigidos para admissão do emprego público observando-se, rigorosamente, a ordem de classificação dos candidatos, o prazo de validade do Concurso e as necessidades da Administração.

15.3 – Do Exame de Aptidão Mental (Exame Psicotécnico):

15.3.1 – O Exame de Aptidão Mental (Exame Psicotécnico), de caráter eliminatório, será realizado em Campo Grande/MS em data, horário e endereço a serem divulgados em edital próprio a ser publicado no Diário Oficial do Estado – DOE, no endereço www.imprensaoficial.ms.gov.br e disponibilizado, via Internet, no site www.concurso.ms.gov.br.

15.3.2 – Serão convocados nesse edital os candidatos aprovados, observando-se rigorosamente a ordem de classificação final e o quantitativo de vagas.

15.3.3 – O candidato deverá apresentar-se para o Exame de Aptidão Mental (Exame Psicotécnico) com antecedência mínima de 30 (trinta) minutos do horário marcado para o seu início, munido do documento oficial de identidade e canta esferográfica preta.

15.3.4 – O Exame de Aptidão Mental (Exame Psicotécnico) tem como objetivo auxiliar na seleção de candidatos, mensurando, de forma objetiva e padronizada, identificando e quantificando escores, características e habilidades psicológicas do candidato para exercer as atribuições do emprego, de acordo com o perfil estabelecido, através da utilização de instrumentos e técnicas científicas que favoreçam um prognóstico a respeito do desempenho, adaptação e adequação ao emprego proposto.

15.3.5 – No Exame de Aptidão Mental (Exame Psicotécnico) serão utilizados testes psicológicos, como medidas psicométricas para avaliar habilidades específicas (aptidões variadas, como: atenção, memória, percepção, etc.) e inteligência geral, bem como características de estrutura de personalidade, que são indicadores que permitem ao psicólogo avaliar objetivamente, em termos de probabilidade, o potencial latente apresentado pelo candidato em questão, subsidiando assim a decisão dos profissionais na indicação, ou não, de ingresso no emprego público.

15.3.6 – A inaptidão no Exame de Aptidão Mental (Exame Psicotécnico) não pressupõe a existência de transtornos mentais. Indica, tão-somente, que o avaliado não atende aos parâmetros exigidos para o desempenho do emprego.

15.3.7 – O resultado do Exame de Aptidão Mental (Exame Psicotécnico) será expresso pelos conceitos:

a) Apto: significando que o candidato apresentou perfil psicológico profissional para o desempenho no emprego;

b) Inapto: significando que o candidato não apresentou perfil psicológico profissional para o desempenho no emprego, sendo assim considerado contra-indicado.

15.3.8 – O Exame de Aptidão Mental (Exame Psicotécnico) será realizado por carreira através de aplicação coletiva da bateria de testes psicológicos por um ou mais psicólogos, às expensas da SANESUL.

15.3.9 – O candidato que não comparecer na data, horário e local determinados ou não demonstrar o perfil estabelecido será eliminado do Concurso Público.

15.3.10 – O Exame de Aptidão Mental (Exame Psicotécnico) será realizado por profissionais de instituições ou empresas especializadas, credenciados especificamente para esse fim.

15.4 – Do Exame Médico Admissional:

15.4.1 – O Exame Médico Admissional, de caráter eliminatório, destina-se à constatação, mediante exame clínico, análise dos testes e dos exames laboratoriais solicitados, de presença de doenças, sinais ou sintomas que inabilitem o candidato para as exigências da função do emprego e de tarefas próprias do serviço público.

15.4.2 – Serão convocados, através de edital próprio, os candidatos considerados aptos no Exame de Aptidão Mental (Exame Psicotécnico) para submeter-se ao Exame Médico Admissional, que será realizado com base nas atribuições inerentes ao emprego, considerando-se as condições de saúde desejáveis ao exercício do emprego, incluindo-se entre esses candidatos, os negros e portadores de deficiência.

15.4.3 – Serão encaminhados para a contratação somente os candidatos aprovados no Exame Médico Admissional.

15.4.4 – Não serão aceitos recursos interpostos quanto ao resultado e procedimentos do Exame Médico Admissional.

15.4.5 – O Exame de Saúde e Clínico será realizado em Campo Grande por Junta Médica Especial constituída por profissionais da área, sob a coordenação do Médico do Trabalho/SANESUL e designados, especialmente para esse fim, por ato do Secretário de Estado de Administração em conjunto com o Diretor-Presidente da Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul S/A.

15.4.6 – Para a realização do Exame Médico Admissional o candidato deverá apresentar-se munido do documento de identidade e do resultado original dos exames, que correrão às expensas da SANESUL, observando-se:

A – para todos os candidatos, os seguintes exames:

a) TGP – Transaminase Glutâmico-Pirúvica;

b) GGP – Gama-Glutamil Transferase;

c) Eletrocardiograma com laudo e parecer;

d) Hemograma completo;

e) Tipagem sanguínea;

f) ABO – grupo sanguíneo e fator RH;

g) Creatinina;

h) Urina tipo I;

i) Raio-X do tórax AP (incidência Antero-posterior);

j) Glicose.

B – para todos os demais candidatos aos empregos constantes no quadro abaixo, serão acrescidos os seguintes exames:

Emprego Exames
Raio-X da Coluna Torácica e lombo-sacra AP/P (incidência Antero-posterior e perfil) Eletroencefalograma, com laudo Audiometria Total Acuidade Visual Fezes Protoparasitológico
Agente Operacional X
Agente Tratamento de Esgoto X X X
Encanador X
Motorista de Carga X X X X
Operador de Equipamento Automotivo X X X X
Assistente Comercial X
Assistente Técnico Operacional X
Eletromecânico X X
Desenhista Projetista X
Laboratorista X
Operador de Tratamento de Água X X
Sondador de Poços X X X X
Técnico em Construção Civil X
Técnico em Desenvolvimento Operacional X
Técnico em Desenvolvimento Operacional X
Técnico em Saneamento X X

15.4.6.1 – Os exames constantes no subitem anterior deverão ser realizados com antecedência de, no máximo, 30 (trinta) dias da data prevista para a sua apresentação.

15.4.6.2 – Os laudos médicos solicitados no subitem 15.4.6 deverão ser emitidos por médicos registrados no Conselho Regional de Medicina, de acordo com a respectiva especialidade.

15.4.6.3 – Além dos exames relacionados nos itens acima, poderão ser solicitados outros exames ou pareceres especializados necessários à avaliação completa desta etapa, de forma a possibilitar a verificação da capacidade ou incapacidade do candidato para o exercício da função, em face às exigências de vitalidade física requeridas para as tarefas que serão executadas rotineiramente, observadas as normas da medicina especializada.

15.5 – O candidato aprovado no Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL, na forma deste Edital, será contratado no emprego público, atendidas as condições e os requisitos:

a) declaração de não-acumulação de cargos, empregos ou função pública;

b) declaração de não-acumulação de proventos e vencimentos, no caso de candidato aposentado;

c) declaração de bens e valores;

d) termo de compromisso e de permanência na localidade de lotação por, no mínimo, 2 (dois) anos;

e) certidão criminal expedida pelas Justiças Estadual ou Federal da sede de domicílio do candidato, correspondente ao período de 10 (dez) anos anteriores à data de publicação deste Edital;

f) diploma ou histórico escolar da escolaridade exigida para o exercício das atribuições do emprego público e apresentação do original;

g) registro profissional do órgão competente e comprovante de quitação com as obrigações profissionais, quando for o caso;

h) possuir aptidão física e mental para o exercício das atribuições inerentes ao emprego público, mediante exame de aptidão mental (exame psicotécnico) e Exame Médico Admissional;

i) entrega de cópia dos documentos pessoais e apresentação do original:

i.1) documento de identidade;

i.2) CPF;

i.3) título de eleitor, com comprovante de votação do último pleito;

i.4) certificado de estar quites com as obrigações do serviço militar, no caso de candidato do sexo masculino;

i.5) certidão de nascimento ou casamento;

i.6) entrega da Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS;

i.7) Carteira Nacional de Habilitação – CNH.

15.6 – A contratação do candidato dependerá do resultado de sanidade física e mental para o perfeito exercício das funções inerentes ao emprego público, considerando-se que a inaptidão para o exercício do emprego constatado no Exame de Aptidão Mental (Exame Psicotécnico) e no Exame Médico Admissional, implica na eliminação automática do candidato do Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL.

XVI. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS:

16.1 – A inscrição do candidato no Concurso Público de Provas e Títulos/SANESUL implica o conhecimento e a aceitação irrestrita das normas e exigências contidas neste Edital e em outros que vierem a ser publicados como complementação das informações no Diário Oficial do Estado, sem direito algum a compensação decorrente da anulação ou do cancelamento de sua inscrição, da eliminação do concurso ou, ainda, do seu não-aproveitamento por falta de vagas ou por inobservância dos ditames e dos prazos fixados.

16.2 – Os candidatos que vierem a ser admitidos terão as relações individuais e coletivas de trabalho regidas pelas disposições da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT, pela Consolidação das Leis da Previdência Social – CLPS, pela legislação do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – FGTS, pelo Acordo Coletivo de Trabalho SANESUL/SINDÁGUA e pelo Regimento Interno da SANESUL.

16.2.1 – Os candidatos convocados deverão, no ato da admissão, comprovar as condições e os requisitos estabelecidos neste Edital.

16.3 – A inexatidão de informações, declarações falsas ou irregulares em quaisquer documentos, ainda que verificadas posteriormente, eliminará o candidato do Concurso Público em qualquer das etapas, anulando todos os atos da inscrição ou matrícula, sem prejuízo das demais medidas de ordem administrativa, cível ou criminal.

16.4 – As normas estabelecidas neste Edital poderão sofrer eventuais alterações, atualizações ou acréscimos, enquanto não consumada a providência ou o evento que lhes disser respeito, circunstância esta que será divulgada em edital a ser publicado no Diário Oficial do Estado – DOE, no endereço www.imprensaoficial.ms.gov.br e disponibilizado, via Internet, no site www.concurso.ms.gov.br.

16.5 – Os casos omissos serão resolvidos pelo Secretário de Estado de Administração em conjunto com o Diretor-Presidente da Fundação Escola de Governo de Mato Grosso do Sul e com o Diretor-Presidente da Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul S/A, observadas as normas legais e regulamentares aplicáveis à espécie.

CAMPO GRANDE-MS, 29 DE DEZEMBRO DE 2009.

THIE HIGUCHI VIEGAS DOS SANTOS
Secretária de Estado de Administração

ÉDIO DE SOUZA VIEGAS
Diretor-Presidente da Fundação Escola de Governo de Mato Grosso do Sul

JOSÉ CARLOS BARBOSA
Diretor-Presidente da Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul S/A

ANEXO I AO EDITAL nº 1/2009 – SAD/ESCOLAGOV

CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS/SANESUL

QUADRO DEMONSTRATIVO DO QUANTITATIVO DE VAGAS POR MUNICÍPIO OU DISTRITO DOS EMPREGOS PÚBLICOS DO CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS/SANESUL

Código Emprego Município/Distrito Vagas Efetivas *
003 Agente de Tratamento de Esgoto Anaurilândia CR
Angélica 1 + CR
Caarapó 1 + CR
Deodápolis CR
Eldorado 1 + CR
Iguatemi CR
Itaquiraí CR
Jateí 1 + CR
Juti 1 + CR
Naviraí 2 + CR
Nova Andradina 3 + CR
Sete Quedas CR
Tacuru 1 + CR
001 Agente Administrativo Campo Grande 1 + CR
002 Agente Operacional Alcinópolis CR
Anaurilândia CR
Angélica CR
Antônio João CR
Aquidauana / Cipolândia CR
Aral Moreira CR
Bataguassu/Porto Xv CR
Batayporã CR
Bodoquena CR
Bonito / Distrito de Águas de Miranda 1 + CR
Brasilândia CR
Brasilândia / Debrasa CR
Camapuã / Pontinha do Coxo CR
Caracol 1 + CR
Caracol / Distrito de Alto Caracol CR
Coronel Sapucaia CR
Corumbá / Albuquerque CR
Coxim / Silviolândia CR
Deodápolis CR
Dois Irmãos CR
Douradina CR
Dourados / Indápolis 1 + CR
Dourados / Itahum 1 + CR
Dourados / Vila Vargas 1 + CR
Fátima do Sul / Culturama CR
Figueirão 1 + CR
Guia Lopes da Laguna CR
Inocência CR
Itaquiraí 1 + CR
Ivinhema / Amandina 1 + CR
002 Agente Operacional Japorã CR
Jateí CR
Juti CR
Laguna Caarapã CR
Nioaque CR
Novo Horizonte do Sul CR
Paranaíba CR
Paranhos CR
Pedro Gomes 1 + CR
Porto Murtinho / Ingazeira 1 + CR
Rio Negro CR
Santa Rita do Pardo CR
Selvíria CR
Sete Quedas 1 + CR
Sidrolândia / Quebra Coco CR
Tacuru CR
Taquarussu CR
Terenos CR
Três Lagoas / Arapua 1 + CR
Vicentina CR
004 Encanador Água Clara CR
Alcinópolis CR
Amambaí CR
Anastácio CR
Anaurilândia CR
Angélica CR
Antônio João CR
Aparecida do Taboado 1 + CR
Aquidauana CR
Aral Moreira CR
Bataguassu 1 + CR
Batayporã CR
Bodoquena 1 + CR
Bonito CR
Brasilândia 1 + CR
Caarapó 1 + CR
Camapuã CR
Caracol CR
Chapadão do Sul 1 + CR
Coronel Sapucaia CR
Corumbá 2 + CR
Coxim CR
Deodápolis CR
Dois Irmãos CR
Douradina CR
Dourados 3 + CR
Eldorado CR
Fátima do Sul CR
Guia Lopes da Laguna CR
Iguatemi 1 + CR
Inocência 2 + CR
Itaporã CR
004 Encanador Itaquiraí CR
Ivinhema 1 + CR
Jardim 2 + CR
Jateí CR
Juti CR
Ladário CR
Laguna Caarapã CR
Maracaju CR
Miranda CR
Mundo Novo 1 + CR
Naviraí 1 + CR
Nioaque CR
Nova Alvorada do Sul CR
Nova Andradina 1 + CR
Novo Horizonte do Sul CR
Paranaíba 1 + CR
Paranhos CR
Pedro Gomes 1 + CR
Ponta Porã 1 + CR
Porto Murtinho 1 + CR
Ribas do Rio Pardo CR
Rio Brilhante CR
Rio Negro CR
Rio Verde CR
Santa Rita do Pardo CR
Selvíria CR
Sete Quedas CR
Sidrolândia 1 + CR
Sonora CR
Tacuru CR
Taquarussu CR
Terenos CR
Três Lagoas 2 + CR
Vicentina CR
005 Motorista de Carga Campo Grande 1 + CR
Corumbá CR
006 Operador de Equipamento Automotivo Amambaí 1 + CR
Anastácio CR
Aparecida do Taboado 1 + CR
Aquidauana CR
Bataguassu 1 + CR
Bonito CR
Caarapó CR
Camapuã CR
Campo Grande CR
Chapadão do Sul 1 + CR
Corumbá CR
Coxim 1 + CR
Dourados 1 + CR
Fátima do Sul CR
Ivinhema CR
Jardim CR
006 Operador de Equipamento Automotivo Ladário CR
Maracaju CR
Miranda CR
Mundo Novo CR
Naviraí 1 + CR
Nova Andradina CR
Paranaíba 1 + CR
Ponta Porã 1 + CR
Porto Murtinho CR
Ribas do Rio Pardo 1 + CR
Rio Brilhante 1 + CR
Rio Verde CR
Sidrolândia CR
Sonora CR
Três Lagoas 2 + CR
007 Assistente Administrativo Aquidauana 1 + CR
Campo Grande 2 + CR
Corumbá 1 + CR
Coxim CR
Dourados 1 + CR
Jardim CR
Naviraí 1 + CR
Nova Andradina CR
Paranaíba 1 + CR
Ponta Porã 1 + CR
Três Lagoas 1 + CR
008 Assistente Comercial Água Clara 1 + CR
Amambaí 1 + CR
Anastácio 1 + CR
Aparecida do Taboado CR
Aquidauana 1 + CR
Bataguassu CR
Bonito 1 + CR
Caarapó 1 + CR
Camapuã 1 + CR
Campo Grande CR
Chapadão do Sul 1 + CR
Corumbá 1 + CR
Coxim 1 + CR
Dourados CR
Eldorado CR
Fátima do Sul CR
Iguatemi 1 + CR
Itaporã CR
Ivinhema 1 + CR
Jardim CR
Ladário 1 + CR
Maracaju 1 + CR
Miranda CR
Mundo Novo CR
Naviraí 1 + CR
Nova Alvorada do Sul 1 + CR
008 Assistente Comercial Nova Andradina CR
Paranaíba 1 + CR
Ponta Porã CR
Porto Murtinho CR
Ribas do Rio Pardo CR
Rio Brilhante CR
Rio Verde 1 + CR
Sidrolândia 1 + CR
Sonora 1 + CR
Três Lagoas CR
009 Assistente Técnico Operacional Amambaí 1 + CR
Aquidauana CR
Campo Grande 1 + CR
Corumbá CR
Coxim CR
Dourados CR
Jardim CR
Maracaju 1 + CR
Naviraí 1 + CR
Nova Andradina CR
Paranaíba 1 + CR
Ponta Porã 1 + CR
Sidrolândia 1 + CR
Três Lagoas 1 + CR
010 Atendente Comercial Amambaí CR
Anastácio 1 + CR
Aparecida do Taboado 2 + CR
Aquidauana CR
Bataguassu CR
Bonito 1 + CR
Brasilândia CR
Caarapó CR
Camapuã CR
Campo Grande CR
Chapadão do Sul CR
Corumbá 1 + CR
Coxim CR
Dourados CR
Fátima do Sul 1 + CR
Guia Lopes da Laguna CR
Iguatemi CR
Itaporã 1 + CR
Ivinhema 1 + CR
Jardim CR
Ladário 1 + CR
Maracaju 1 + CR
Miranda CR
Mundo Novo CR
Naviraí CR
Nova Alvorada do Sul 1 + CR
Nova Andradina CR
Paranaíba 1 + CR
010 Atendente Comercial Ponta Porã CR
Porto Murtinho 1 + CR
Ribas do Rio Pardo 1 + CR
Rio Brilhante CR
Rio Verde CR
Sidrolândia CR
Sonora CR
Três Lagoas CR
011 – A Eletromecânico / Eletricista Industrial Aquidauana CR
Campo Grande 4 + CR
Corumbá CR
Coxim CR
Dourados CR
Jardim CR
Naviraí 1 + CR
Nova Andradina 1 + CR
Paranaíba 1 + CR
Ponta Porã CR
Três Lagoas CR
011 – B Eletromecânico/ Torneiro Mecânico Campo Grande 1 + CR
012 Desenhista Projetista Campo Grande 1 + CR
013 Laboratorista Aquidauana 1 + CR
Campo Grande CR
Corumbá 1 + CR
Coxim CR
Dourados CR
Jardim 1 + CR
Naviraí CR
Nova Andradina CR
Paranaíba CR
Ponta Porã 2 + CR
Três Lagoas 1 + CR
014 Operador de Tratamento de Água Anastácio CR
Aparecida do Taboado CR
Aquidauana CR
Coronel Sapucaia CR
Corumbá CR
Dourados CR
Guia Lopes da Laguna CR
Jardim CR
Ladário CR
Miranda CR
Mundo Novo CR
Paranaíba 2 + CR
Porto Murtinho CR
Sete Quedas CR
016 Sondador de Poços Campo Grande 1 + CR
017 Técnico em Contabilidade Campo Grande 2 + CR
019 Técnico em Construção Civil Aquidauana CR
Campo Grande 1 + CR
Corumbá CR
019 Técnico em Construção Civil Coxim CR
Dourados CR
Jardim CR
Naviraí CR
Nova Andradina CR
Paranaíba CR
Ponta Porã CR
Três Lagoas CR
020 Técnico em Desenvolvimento Comercial Campo Grande 1 + CR
021 Técnico em Desenvolvimento Operacional/ Eletromecânica Aquidauana 1 + CR
Campo Grande CR
Corumbá 1 + CR
Coxim 1 + CR
Dourados 1 + CR
Jardim 1 + CR
Naviraí 1 + CR
Nova Andradina 1 + CR
Paranaíba CR
Ponta Porã 1 + CR
Três Lagoas 1 + CR
022 Técnico em Desenvolvimento Operacional/Eletrônica Campo Grande 2 + CR
026 – A Técnico em Saneamento Aquidauana CR
Campo Grande 1 + CR
Corumbá CR
Coxim CR
Dourados CR
Jardim CR
Naviraí 1 + CR
Nova Andradina CR
Paranaíba CR
Ponta Porã 1 + CR
Três Lagoas CR
029 Administrador Campo Grande 1 + CR
030 Advogado Campo Grande 1 + CR
031 Analista de Tecnologia da Informação Campo Grande 4 + CR
034 Biólogo Campo Grande 1 + CR
036 Contador Campo Grande 1 + CR
038 Engenheiro Civil Aquidauana CR
Campo Grande 8 + CR
Corumbá CR
Coxim CR
Dourados CR
Jardim CR
Naviraí CR
Nova Andradina CR
Paranaíba CR
Ponta Porã CR
Três Lagoas CR
039 Engenheiro Ambiental Campo Grande 3 + CR
040 Engenheiro Eletricista Campo Grande 3 + CR
041 Engenheiro Mecânico Campo Grande 1 + CR
043 Geólogo Campo Grande 1 + CR

ANEXO II AO EDITAL nº 1/2009 – SAD/ESCOLAGOV

CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS/SANESUL

QUADRO DEMONSTRATIVO DAS ATIVIDADES E REQUISITOS BÁSICOS, VAGAS E SALÁRIOS DOS EMPREGOS PÚBLICOS OFERECIDOS NO CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS/SANESUL

Código Emprego Descrição Sumária das Atividades Exigibilidade / Requisitos Básicos Número Total de Vagas * Salário (R$)
001 Agente Administrativo - Desenvolver atividades de apoio administrativo tais como: auxiliar o técnico nos serviços de topografia, entregar documentos para registro no protocolo, receber e recolher malote, despachar materiais e documentos pelo correio, carga e descarga no almoxarifado, controlar entrada e saída de empregados e visitantes, receber, armazenar, controlar e distribuir material de expediente conforme procedimentos da empresa. Operar e fazer manutenção na máquina envasadora.

- Executar atividades da área de informática.

- Curso de Ensino Fundamental Completo

- Curso de Informática Básica

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “B”

1 + CR 711,88
002 Agente Operacional - Desenvolver atividades administrativas, comerciais e operacionais, em nível de unidade local de pequeno porte, executando os serviços de: operação de tratamento de água através de processos simplificado, leitura, processamento e entrega de contas, instalação e substituição de hidrômetros, corte e religação de água, implantação, operação e manutenção de redes e ligações de água, limpando e desinfetando reservatórios de água, retirando detritos.

- Executar atividades da área de informática.

- Curso de Ensino Fundamental Completo

- Curso de Informática Básica

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “A” e “C”

12 + CR 711,88
003 Agente Tratamento de Esgoto - Executar os serviços de operação de Estações de Tratamento de Esgoto – ETE em nível secundário, bem como Estações Elevatórias de Esgoto – EEE. - Curso de Ensino Fundamental Completo

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “A” e “B”

11 + CR 711,88
004 Encanador - Executar os serviços de implantação, operação e manutenção das redes de distribuição de água e de coleta de esgoto, das ligações domiciliares, das adutoras, das linhas de recalque, dos interceptores e dos emissários e realizar as atividades da área comercial de aferição, instalação e substituição de hidrômetros efetuando os serviços de corte e religação nos cavaletes e nos ramais domiciliares. - Curso de Ensino Fundamental Completo

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “A” e “C”

27 + CR 711,88
005 Motorista de Carga - Desenvolver atividades de condução de veículos, tipo caminhão, transportando e formalizando os procedimentos de entrega de materiais, máquinas e equipamentos, operar guindaste articulado quando acoplado no chassi do caminhão, nos serviços de carga e descarga de veículos, carregarem, transportar e distribuir água potável em caminhão tanque. - Curso de Ensino Fundamental Completo

- Curso de Capacitação de Direção Defensiva, com carga horária mínima de 20 horas Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “D”

1 + CR 1.013,95
006 Operador de Equipamento Automotivo - Conduzir e operar equipamento automotivo, tais como: escavadeira hidráulica, valetadeira acoplado ao trator agrícola (retroescavadeira), valetadeira acoplado ao chassi de caminhão (caminhão retro), valetadeira do tipo rebocável (scava), pá-carregadeira, empilhadeira para realização de serviços de abertura, nivelamento e fechamento de valas e equipamentos de hidrojateamento e vácuo pressão para desobstrução de rede de esgoto. - Curso de Ensino Fundamental Completo

- Experiência mínima de seis meses como operador de equipamentos automotivos

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “C”

19 + CR 1.013,95
007 Assistente Administrativo - Executar serviços gerais na área Administrativa, tais como: separação e classificação de documentos, elaboração de memorandos, transcrição de dados, prestação de informações, organização de arquivo, digitação de documentos, carga e descarga no almoxarifado, executar atividades da área de tecnologia da informação. - Curso de Ensino Médio Completo

- Curso de Informática Básica

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “B”

9 + CR 1.096,68
008 Assistente Comercial - Realizar ou acompanhar serviços de campo da área comercial.

- Executar serviços gerais de escritório, tais como: separação, classificação de documentos e correspondência, transcrição de dados, prestação de informações, organização de arquivo, digitação de documentos e outras atividades correlatas.

- Executar atividades da área de informática.

- Curso de Ensino Médio Completo

- Curso de Informática Básica

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “A” e “B”

20 + CR 1.096,68
009 Assistente Técnico Operacional - Realizar atividades operacionais em campo, no sistema de abastecimento de água, efetuando leitura dos instrumentos de controle, manobras nas redes de distribuição, em função da pressão de serviço, do nível do reservatório, da existência de vazamento ou desabastecimento setorial. Executar serviço de inspeção, teste, aferição em hidrômetro e macromedidores.

- Executar atividades da área de informática.

- Curso de Ensino Médio Completo

- Curso de Informática Básica

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “A” e “B”

8 + CR 1.096,68
010 Atendente Comercial - Realizar o atendimento personalizado ou por telefone aos clientes, esclarecendo dúvidas, preenchendo solicitação dos serviços, tais como: emissão de segunda via de conta, prazos de vencimento, parcelamentos de débitos, emissão de certidões e orientando sobre aumento de consumo, dentro das normas e procedimentos da Empresa.

- Executar atividades da área de informática.

- Curso de Ensino Médio Completo

- Curso de Informática Básica

14 + CR 1.096,68
011 Eletromecânico / Eletricista Industrial - Realizar atividades de manutenção (preventiva e corretiva) desmontando máquinas e equipamentos eletromecânicos, localizando defeitos, reparando e substituindo bombas danificadas ou desgastadas tais como: rolamentos, engrenagens e juntas. Testar o equipamento consertado e registrar o serviço em formulário próprio. Operar sistema elétrico de alta e baixa tensão em captação de água. - Curso de Ensino Médio Completo, acrescido de curso de capacitação na área de eletricidade industrial com carga horária mínima de 200 horas

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “C”

7 + CR 1.333,31
011 Eletromecânico / Torneiro Mecânico - Remodelar ou confeccionar peças em torno mecânico, torneando peças e ferramentas, desbastando, rosqueando e cortando matérias primas tais como: Ferro, aço, bronze, latão e tecnil.

- Realizar atividades de manutenção (preventiva e corretiva) desmontando máquinas e equipamentos, localizando defeitos, reparando e substituindo peças danificadas ou desgastadas.

- Curso de Ensino Médio Completo, acrescido de curso de capacitação na área de torno mecânico com carga horária mínima de 200 horas

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “C”

1 1.333,31
012 Desenhista Projetista - Elaborar desenhos de projetos vinculados a obras de saneamento, atualizar plantas cadastrais, utilizando instrumentos de computação gráfica. Desenhar plantas topográficas, de redes de água e esgoto, de edificações e sistemas elétricos, com base em anotações, croquis ou esquemas dos dados de campo, utilizando programas computacionais gráficos, plotando e identificando coordenadas, quando necessário. - Curso de Ensino Médio Completo

- Curso de capacitação de informática em software AutoCad

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “B”

1 1.333,31
013 Laboratorista - Executar ensaios bacteriológicos, físico-químicos cromatográfico, hidrobiológicos, análises de produto químico de tratamento e preparo de reagentes. Manipular produtos químicos para análises de água e esgoto. Participar da definição ou reestruturação das instalações laboratoriais de controle; operar equipamentos dos laboratórios de controle, em conformidade com procedimentos e normas de qualidade, boas práticas de laboratório, e controle do meio-ambiente. Interpretar manuais e participar de programas de ações educativas.

- Executar atividades da área de informática.

- Curso de Ensino Médio profissionalizante de técnico em laboratório ou de técnico em saneamento ou de técnico em química

- Curso de Informática Básica

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “B”

6 + CR 1.333,31
014 Operador de Tratamento de Água - Executar atividades operacionais da estação de tratamento de água (ETA), bem como, operar EAB – Estação Elevatória de Água Bruta, EAT – Estação Elevatória de Água Tratada. Realizar e monitorar as análises operacionais dos parâmetros de qualidade da água em cada fase do processo, preparando e usando soluções químicas em intervalos pré-determinados, registrando os resultados, mantendo ou alterando as quantidades de produtos químicos adicionados nas fases dos processos de tratamento, controlando-os. Realizar limpeza de tanques e filtros.

- Executar atividades da área de informática.

- Curso de Ensino Médio profissionalizante de técnico em química

- Curso de Informática Básica

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “B”

2 + CR 1.333,31
016 Sondador de Poços - Operar e conduzir veículo acoplado com sonda perfuratriz e acessórios necessários, posicionando os equipamentos nos locais de trabalho, perfurando,recuperando e mantendo poços tubulares profundos. - Curso de Ensino Médio Completo

- Experiência mínima comprovada de seis meses como operador de sonda perfuratriz a percussão

- Capacitação em eletricidade e quadro comando, no período de experiência

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “C”

1 1.333,31
017 Técnico em Contabilidade - Atuar na Gerência Contábil auxiliando em atividades relativas a contabilização de documentos, controle e registros fiscais, análises de contas contábeis e elaboração das demonstrações contábeis e orçamentárias. Executar atividades de apoio administrativo, elaborando e planejando tarefas, fazendo análise de relatórios e proporcionando melhorias seguindo designações e recomendações.

- Executar atividades da área de informática.

- Curso de Ensino Médio profissionalizante de técnico em contabilidade

- Registro no Conselho de Classe

- Curso de Informática Básica

2 1.333,31
019 Técnico em Construção Civil - Realizar levantamento planialtimétrico visando a locação e a altimetria de pontos, de área para desapropriação, mapeamentos e projetos de obras, acompanhar os serviços de topografia das obras, elaborar desenhos referentes a obras civis e de saneamento assim como atualizar plantas cadastrais. Elaborar planilhas orçamentárias a partir de projetos de rede de água e de rede coletora de esgoto. Executar atividades da área de informática. - Curso de Ensino Médio profissionalizante de técnico em edificações ou técnico em agrimensura ou técnico em topografia

- Registro no Conselho de Classe

- Curso de Informática Básica

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “A” e “B”

1 + CR 1.560,35
020 Técnico em Desenvolvimento Comercial - Atuar em projetos organizacionais que envolvam atividades de comercialização, planejamento, marketing, vendas, logística com implantação de novas tecnologias, elaboração de procedimentos com avaliação e gerenciamento de pessoas e processos. Propor e dar manutenção no sistema de informação corporativo que controla e gerencia a gestão comercial dos sistemas de abastecimento de água e esgoto sanitário.

- Executar atividades da área de informática.

- Curso de Ensino Médio profissionalizante de técnico em administração ou técnico em administração comercial ou técnico em logística industrial ou técnico marketing ou qualidade

- Registro no Conselho de Classe

- Curso de Informática Básica

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “A” e “B”

1 1.560,35
021 Técnico em Desenvolvimento Operacional/ Eletromecânica - Atuar na manutenção das áreas que envolvem projetos de automação, macromedição e telemetria, elaborando procedimentos e efetuando manutenções elétricas e mecânicas. Analisar os relatórios de dados e gráficos das atividades operacionais e sugerir as melhorias nos processos, visando o melhor funcionamento dos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário. - Curso de Ensino Médio profissionalizante de técnico em eletromecânica

- Registro no Conselho de Classe

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “C”

9 + CR 1.560,35
022 Técnico em Desenvolvimento Operacional/ Eletrônica - Implantar novas tecnologias, elaborando procedimentos, atuando nas áreas que envolvem projetos de automação, macromedição e telemetria e efetuando manutenções eletrônicas e mecânicas. Analisar os relatórios de dados e gráficos das atividades operacionais e sugerir as melhorias nos processos, visando o melhor funcionamento dos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário. - Curso de Ensino Médio profissionalizante de técnico em eletrônica

- Registro no Conselho de Classe

- Curso de Informática Básica

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “C”

2 1.560,35
026 Técnico em Saneamento - Realizar controle operacional dos processos de tratamento de água e esgoto e responsabilizar-se pela qualidade do produto final, executar ensaios bacteriológicos e físico-químicos de água e esgoto, participar do desenvolvimento de produtos e processos de operação de água e esgoto, da definição ou reestruturação das instalações das estações de tratamento de água e esgoto e laboratórios e supervisionar a manipulação de produtos químicos operando equipamentos em estações de tratamento, em conformidade com as normas pertinentes. Executar atividades da área de informática. - Curso de Ensino Médio profissionalizante de técnico em saneamento ou técnico em química

- Registro no Conselho de Classe

- Curso de Informática Básica

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “A” e “B”

3 + CR 1.560,35
029 Administrador - Executar tarefas relacionadas com a atividade de apoio e suporte da Empresa na área administrativa e comercial, exigidoras de sólidos conhecimentos teóricos compatíveis com formação superior, aliada à experiência prática em seu campo de atuação.

- Executar atividades da área de informática.

- Curso de Ensino Superior de graduação em Administração de Empresas

- Registro no Conselho de Classe

- Curso de Informática Básica

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “B”

1 2.809,01
030 Advogado - Executar tarefas relacionadas com a atividade fim da Empresa e exigidoras de sólidos conhecimentos teóricos compatíveis com formação superior, aliada à experiência prática em seu campo de atuação, bem como defender os interesses da Empresa na área jurídica.

- Executar atividades da área de informática.

- Curso de Ensino Superior de graduação em Direito

- Registro no Conselho de Classe

- Curso de Informática Básica

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “B”

1 + CR 2.809,01
031 Analista de Tecnologia da Informação - Responsável pelo levantamento de informações sobre necessidades da empresa, específicas do cliente, a fim de utilizá-las no desenvolvimento de sistemas. Uso de modelos conceituais analise das especificações técnicas, analise dos hardwares e softwares, desenvolvimento, implantação, manutenção e melhorias nos processos administrativos e técnicos da Empresa. - Curso de Ensino Superior de graduação em Análise de Sistemas ou Engenharia da Computação ou Ciência da Computação ou qualquer curso de ensino superior de graduação completo acrescido de curso de pós-graduação na área de tecnologia da informação

- Registro no Conselho de Classe

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “B”

4 2.809,01
034 Biólogo - Coordenar e executar ensaios hidrobiológicos e microbiológicos em amostras de água e esgoto, participar da definição de instalações de estruturas laboratoriais. Elaborar procedimentos técnicos das atividades de atuação em conformidade com normas e legislações vigentes, formular e elaborar estudos, projetos ou pesquisas científicas básicas e aplicadas nos vários setores da biologia ou a ela ligadas, bem como, aquelas que se relacione à preservação, saneamento e melhoramento do meio ambiente, executando direta ou indiretamente as atividades resultantes destes trabalhos.

- Executar atividades da área de informática.

- Curso de Ensino Superior de graduação em Biologia

- Registro no Conselho de Classe

- Curso de Informática Básica

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “B”

1 2.809,01
036 Contador - Elaborar, analisar e conferir balancetes, balanços, registros e demonstrações contábeis, com base no plano de contas da Empresa e executar outras atribuições de mesma natureza e de igual nível de complexidade, inerentes à sua formação profissional.

- Executar atividades da área de informática.

- Curso de Ensino Superior de graduação em Ciências Contábeis

- Registro no Conselho de Classe

- Curso de Informática Básica

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “B”

1 2.809,01
038 Engenheiro Civil - Elaborar, fiscalizar, acompanhar, coordenar, executar e controlar projetos de obras de saneamento básico, produção de água, controle sanitário e executar outras atribuições de mesma natureza e complexidade inerentes à sua formação profissional.

- Executar atividades da área de informática.

- Curso de Ensino Superior de graduação em Engenharia Civil

- Registro no Conselho de Classe

- Curso de Informática Básica

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “B”

8 + CR 2.809,01
039 Engenheiro Ambiental - Elaborar, fiscalizar, acompanhar, coordenar, executar e controlar projetos de obras de saneamento básico, produção de água, controle sanitário e executar outras atribuições de mesma natureza e complexidade inerentes à sua formação profissional.

- Executar atividades da área de informática.

- Curso de Ensino Superior de graduação em Engenharia Ambiental

- Registro no Conselho de Classe

- Curso de Informática Básica

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “B”

3 2.809,01
040 Engenheiro Eletricista - Elaborar, fiscalizar, acompanhar, coordenar, executar e controlar projetos de obras de saneamento básico, produção de água, controle sanitário, manutenção elétrica de máquinas e equipamentos e executar outras atribuições de mesma natureza e complexidade inerentes à sua formação profissional.

- Executar atividades da área de informática.

- Curso de Ensino Superior de graduação em Engenharia Elétrica

- Registro no Conselho de Classe

- Curso de Informática Básica

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “B”

3 2.809,01
041 Engenheiro Mecânico - Elaborar, fiscalizar, acompanhar, coordenar, executar e controlar projetos de obras de saneamento básico, produção de água, controle sanitário, manutenção mecânica de máquinas e equipamentos e executar outras atribuições de mesma natureza e complexidade inerentes à sua formação profissional.

- Executar atividades da área de informática.

- Curso de Ensino Superior de graduação em Engenharia Mecânica

- Registro no Conselho de Classe

- Curso de Informática Básica

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “B”

1 2.809,01
043 Geólogo - Planejar, organizar, executar, controlar estudos das deformações da crosta terrestre, bem como, estudos genéticos de depósitos, dimensionamento das reservas e recursos de água subterrânea, envolvendo a elaboração de mapeamento hidrogeológico e balanço hídrico.

- Executar atividades da área de informática.

- Curso de Ensino Superior de graduação em Geologia

- Registro no Conselho de Classe

- Curso de Informática Básica

- Carteira Nacional de Habilitação – CNH de, no mínimo, categoria “B”

1 2.809,01

* CR – Cadastro de Reserva

ANEXO III AO EDITAL nº 1/2009 – SAD/ESCOLAGOV/SANESUL

CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS/SANESUL

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

A – CARGOS COM EXIGIBILIDADE DE ENSINO SUPERIOR

I – Língua Portuguesa:

Compreensão Textual. Sílabas. Encontros Vocálicos e Consonantais. Dígrafos. Tonicidade. Ortografia. Acentuação Gráfica. Formação das Palavras. Classificação e Flexão das Palavras. Emprego de Tempos e Modos Verbais. Significação das Palavras: Sinonímia, Antonímia, Polissemia, Emprego de Parônimos e Homônimos, Denotação e Conotação. Termos Essenciais, Integrantes e Acessórios da Oração. Vocativo. Período Composto por Coordenação. Período Composto por Subordinação. Concordância Verbal e Nominal. Regência Verbal e Nominal. Crase. Sintaxe de Colocação. Pontuação. Emprego das Palavras. Coesão e Coerência Textual.

II – Conhecimentos Específicos:

1. Cargo: ADMINISTRADOR

Estratégia e Planejamento. A Administração: significado e perspectivas. Processos associados: formação de estratégia, análise, formulação, formalização, decisão e implementação. Implementação de ações planejadas. Metas estratégicas e resultados pretendidos. Indicadores de desempenho. Ferramentas de análise: interna e externa. Perspectiva temporal: Aprendizagem (passada), ação (presente), antecipação (futuro). Gestão de Pessoas: Evolução e as funções de RH. Estratégias de RH. O processo de mudanças, comprometimento e desempenho. Liderança e integridade. Educação corporativa. Avaliação de desempenho e desenvolvimento gerencial. Sistemas de recompensas. Relações trabalhistas e sindicalismo. RH e os programas de qualidade. Gestão por competências na administração pública. Avaliação de desempenho por habilidade com foco em competências. Desafios e perspectivas da Administração Pública Contemporânea. Comunicação: Relações com clientes internos e externos. Excelência no atendimento a clientes. Comunicação interna eficaz e integração organizacional. Comunicação externa estratégica e imagem organizacional. Operações: Modelagem e análise de processos de trabalho. Projetos. Projetos como instrumento de ação estratégica. Gerência de projetos. Indicadores – formulação e sistematização. Gestão de materiais e patrimônio. Gestão de frota de veículos. Planejamento operacional e sistemas automatizados de gestão de recursos organizacionais. Noções de logística. Juros simples e compostos: Capitalização e descontos. Taxas de juros: nominal, efetiva, equivalentes, real e aparente. Rendas uniformes e variáveis. Planos de amortização de empréstimos e financiamentos. Cálculo financeiro: custo real efetivo de operações de financiamento, empréstimo e investimento. Avaliação de alternativas de investimento. Taxas de retorno, taxa interna de retorno. Princípios e Ferramentas da Qualidade Total.

2. Cargo: CONTADOR

1. Contabilidade Geral: Conceitos básicos de contabilidade. Princípios fundamentais de contabilidade. Patrimônio. Componentes patrimoniais: ativo, passivo e patrimônio líquido. Equação fundamental do patrimônio. Fatos contábeis e as respectivas variações patrimoniais. Plano de Contas. Escrituração Contábil. Demonstrações Contábeis. Operações com Mercadorias. Ativo Imobilizado. Estudo de Fatos Contábeis Complexos. Relatórios Contábeis. Demonstrações Financeiras. Estrutura do Balanço, Demonstração do Resultado do Exercício, Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados, Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido, Demonstração dos Fluxos de Caixa. Análise de Custos. Custos para gerenciamento e controle. Custos para decisão. 2. Contabilidade Pública: Objeto, Regime e Aplicação da Contabilidade Pública. Legislação da Contabilidade Pública (Lei nº 4.320/1964, IN 08 da STN, Portaria STN nº 467, de 2009, Portaria nº 448 da STN, de 2002, Portaria nº 03, Conjunta STN/SOF, de 2008, Portaria nº 02, Conjunta STN/SOF, de 2009). Princípios fundamentais de Contabilidade aplicados ao Setor Público. Patrimônio; Gestão; Orçamento; Créditos Suplementares; Execução Orçamentária da Receita; Execução Orçamentária da Despesa; Variações Patrimoniais; Balanço Orçamentário; Balanço Financeiro; Balanço Patrimonial; Dívida Fundada; Dívida Flutuante; Regime de Adiantamentos.

3. Cargo: BIÓLOGO

Hidrobiologia: Importância da hidrobiológia para o tratamento das águas de abastecimento e para o tratamento das águas residuárias. Análises hidrobiológicas de rotina. Efeitos biológicos da poluição das águas. Características gerais dos seres vivos: vegetais inferiores (morfologia, fisiologia, nutrição, fotossíntese, respiração e evolução). Algas: Taxonomia de algas continentais. Características de algas doces: verdes e azuis. Problemas causados por algas doces ao sistema de abastecimento de água e métodos de controle. Importância das algas para o tratamento de esgoto. Conceitos sobre o processo e controle de floração de algas em mananciais de abastecimento. Cianobactérias: Características gerais e específicas das Cianobactérias (morfologia, fisiologia, nutrição, fotossíntese e respiração). Cianotoxinas: origens, efeitos tóxicos e métodos de análises. Métodos de tratamento da água para eliminação de cianotoxinas Métodos de análises para algas doces: conhecimento sobre os procedimentos de análises de algas doces (verde e azul): amostragem e pontos de coleta, transporte e preservação das amostras, procedimentos técnicos de análise qualitativos e quantitativos para algas de água doce. Classificação dos serves vivos de interesse hidrobiológicos (vírus, bactérias, fungos e algas). Conhecimento básico em técnicas de microscopia. Normas e Legislações; Portaria 518/2044 do Ministério da saúde. Resolução 357/2005 do CONAMA. Decreto nº 5.440/2005 da Presidência da Republica. Resoluções 001 e 005 do CONAMA, Lei Fedral nº 9. 433/97. NBR ISO IEC 17025. Água e esgoto: Propriedades físicas e químicas da água. Noções sobre as doenças de transmissão e veiculação hídrica. Saneamento e meio ambiente. Noções sobre os parâmetros bacteriológicos e físico- químicos de análises de água e esgoto.

4. Cargo: ADVOGADO

1. Direito Administrativo: Estado, governo e administração pública: conceitos, elementos, poderes e organização; natureza, fins e princípios. Organização administrativa da União: administração direta e indireta. Agentes públicos: espécies e classificação; poderes, deveres e prerrogativas; cargo, emprego e função públicos; regime jurídico único: provimento, vacância, remoção, redistribuição e substituição; direitos e vantagens; regime disciplinar; responsabilidade civil, criminal e administrativa. Poderes administrativos: poder hierárquico; poder disciplinar; poder regulamentar; poder de polícia; uso e abuso do poder. Serviços públicos: conceito, classificação, regulamentação e controle; forma, meios e requisitos; delegação: concessão, permissão, autorização. Controle e responsabilização da administração: controle administrativo; controle judicial; controle legislativo; responsabilidade civil do Estado. Lei nº 8.666/1993 com suas alterações. Contratos Administrativos. 2. Direito Constitucional: Direitos e deveres fundamentais: direitos e deveres individuais e coletivos; direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade; direitos sociais; nacionalidade; cidadania e direitos políticos; partidos políticos; garantias constitucionais individuais; garantias dos direitos coletivos, sociais e políticos. Poder Legislativo: fundamento, atribuições e garantias de independência. Poder Executivo: forma e sistema de governo; chefia de Estado e chefia de governo; atribuições e responsabilidades do presidente da República. Defesa do Estado e das instituições democráticas: segurança pública; organização da segurança pública. Ordem social: base e objetivos da ordem social; seguridade social; educação, cultura e desporto; ciência e tecnologia; comunicação social; meio ambiente; família, criança, adolescente e idoso. 3. Direito Penal: Infração penal: elementos, espécies. Sujeito ativo e sujeito passivo da infração penal. Tipicidade, ilicitude, culpabilidade, punibilidade. Erro de tipo e erro de proibição. Imputabilidade penal. Concurso de pessoas. Crimes contra a pessoa. Crimes contra o patrimônio. Crimes contra a administração pública. Crimes contra a ordem tributária (Lei nº 8.137/1990). 4. Direito Processual Penal: Inquérito policial; notitia criminis. Ação penal: espécies. Jurisdição; competência. Prova (artigos 158 a 184 do CPP). Prisão em flagrante. Prisão preventiva. Prisão temporária (Lei nº 7.960/1989). Processos dos crimes de responsabilidade dos funcionários públicos. Habeas corpus.

5. Cargo: ENGENHEIRO AMBIENTAL

Microbiologia Sanitária: Estrutura e Função dos Microrganismos importantes no Saneamento Básico. Química Ambiental: Conceito e interpretação das análises físico-químicas e biológicas aplicadas em Sistemas de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário. Gestão de Recursos Hídricos: Água e a Sustentabilidade Ambiental. Ciclo Hidrológico. Caracterização dos usos múltiplos da água, seus conflitos e impactos. Instrumentos de Gestão. Modelagem Hidrológica e de Autodepuração dos cursos de água. Impactos Ambientais: Conceito e interpretação de Projetos de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário. Legislações Sanitárias e Ambientais associadas aos Sistemas de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário, em Âmbito Federal e do Estado de Mato Grosso do Sul. Sistema de Licenciamento Ambiental no Estado de Mato Grosso do Sul. Impactos Ambientais Típicos em obras de Saneamento Básico. Fases e Estrutura Básica do Estudo de Impacto Ambiental e do Relatório de Impacto Ambiental. Metodologias de Avaliação dos Impactos Ambientais. Sistemas de Controle Ambiental: Formas de Monitoramento e Controle das Poluições Hídrica, Atmosférica e do solo. Geoprocessamento: Princípios e aplicações. Obtenção de dados Ambientais. Topografia. Sensoriamento Remoto. Cartografia. Processamento de Dados Ambientais. Processamento Digital de Imagens. Georeferenciamento. Fotointerpretação. Vetorização. Sistema de Informação Geográfica. Legislação Ambiental: Lei de Crimes Ambientais. Política Nacional de Meio Ambiente. Política de Recursos Hídricos. Constituição Federal e o Saneamento Ambiental.

6. Cargo: ENGENHEIRO ELETRICISTA

Eletrônica Digital: Portas Lógicas. Teorema de Absorção. Circuitos Lógicos Combinacionais. Simplificação de Expressões Algébricas. Método Gráfico de Simplificação (Mapa e Karnaugh). Multiplex. Demultiplex. Memórias e Classificação. Corrente Elétrica: Convenção de Corrente Elétrica. Unidade de Medida. Associação de Resistores: Série. Paralelo. Misto. Instrumentos de Medidas: Multímetro. Amperímetro. Voltímetro. Aterrômetro. Megômetro. Correção de Fator de Potência: Maneiras de Cálculo. Métodos de Correção. Maneiras de Correção. Partidas e Ligações de Motores: Partida Direta. Partida Compensada. Partida Estrela Triângulo. Aplicação de Soft-Start. Aplicação de Inversores de Frequência. Tipos de Ligações de Motores: Diagramas Elétricos: Leitura, Entendimento e Alteração de Diagramas. Proteção de Motores: Componentes Eletrônicos para Proteção (Relês Eletrônicos). Aplicação e Cálculo de Fusíveis e Disjuntores. Aplicação de Relê de Sobrecarga. Potência Elétrica: Potência Monofásica. Potência Trifásica.

7. Cargo: ENGENHEIRO CIVIL

Mecânica dos Fluidos: Teorema de Bernoulli. Classificação dos Escoamentos em Condutos Forçados. Traçado de Linhas Piezométricas e de Energia. Conceito e Aplicação de Perdas de Cargas Hidráulicas Distribuídas (Fórmula Universal) e Localizadas. Bombas e Turbinas. Potência Hidráulica. Hidráulica Geral: Orifícios. Bocais. Tubos Curtos. Vertedores. Estações Elevatórias. (Curvas de Canalização e de Bombas. Seleção de Conjunto Moto-bomba. Transiente Hidráulico.). Escoamentos em Condutos Forçados e Livres. Medidores de Vazão, Pressão e Nível de Água. Saneamento: Projeto, construção e operação em Sistema de Abastecimento de Água urbano: Estudo de concepção. Definições de Mananciais. Estações Elevatórias. Adutoras. Aspectos Legais e Tecnológicos das Estações de Tratamento de Água. Reservatórios. Redes Distribuidoras. Controle de Perdas. Modelos Hidráulicos em Sistema de Abastecimento de Água. Saneamento: Projeto, construção e operação em Sistema de Esgotamento Sanitário urbano: Estudo de Concepção. Redes Coletoras. Interceptores. Estações Elevatórias. Emissários. Aspectos Legais e Tecnológicos das Estações de Tratamento de Esgoto. Modelos Hidráulicos de Redes Coletoras.

8. Cargo: GEÓLOGO

Poluição do Meio (água, solo, ar). Poluição Sonora; Resolução CONAMA nº 001/90. Proteção a radiações ionizantes e não ionizantes. Resíduos Sólidos Urbanos e Industriais. Ordenamento do Uso e Ocupação do Solo. Política Nacional de Meio Ambiente (Lei Federal nº 6.938/81). Lei de Crimes Ambientais (Lei Federal nº 9.605/98 e Decreto Federal nº 3.179/99) Sistema Nacional de Unidades de Conservação – SNUC (Lei Federal nº 9.985/2000). Licenciamento Ambiental (Resolução CONAMA nº 237/97). Resoluções CONAMA: nº 001/86; nº 273/2000; nº 302/2002; nº 303/2002; nº 357/2005; nº 358/2005; nº 362/2005 e nº 369/2006. Constituição da República Federativa do Brasil: Título VIII, Capítulo VI. RDC nº 306/2004 – ANVISA. Conceito e aplicação dos seguintes atos administrativos: licença ambiental, alvará, auto de infração, atestado, aviso, certidão, circular, edital, memorando e requerimento.

9. Cargo: ANALISTA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

1. Sistemas operacionais: Windows XP, Vista, 2003, 2008, RedHat Enterprise Linux 5. 2 Construção de algoritmos e estrutura de dados. 3. Orientação a objetos: conceitos fundamentais, princípios de concepção e programação orientada a objetos; padrões de projetos orientados a objetos. UML e seus diagramas. 4. Sistemas gerenciadores de banco de dados (SGBD): conceitos, álgebra relacional, cálculo relacional. Linguagem de consulta SQL. Aspectos operacionais de gerenciamento de Banco de Dados: processamento de transações, otimização de consultas, controle de concorrência, banco de dados objeto relacional, XML e dados semi-estruturados. Data Warehousing. 5. Princípios de engenharia de software: Ciclo de vida e desenvolvimento de um software público. Modelos de desenvolvimento, tradicionais e ágeis (SRUM e XP). RUP (Rational Unified Process). Análise e técnicas de levantamento de requisitos. Técnicas e estratégias de validação. Testes de Integração e de unidade. Ferramentas CASE. 6. Arquitetura de software: Modelagem de dados e projeto lógico para ambiente relacional. Modelo entidades/relacionamentos. Conceitos de qualidade de software. 7. Linguagens: Java, PHP, Delphi 7 e superiores, HTML, XML, Javascript. Plataforma J2EE: EJB 3, JavaServer Pages e Servlets, JavaServer Faces, Java Persistence API. Framework de persistência Hibernate. Arquitetura orientada a serviços: SOAP, WEB Services, WSDL, UDDI. Comunicação visual, utilização de formas e cores, tecnologias de apresentação: Browsers; HTML, Webstandards (XHTML, CSS, Tableless), ferramentas de desenvolvimento de Web Pages, Interfaces gráficas, engenharia de websites. 8. Planejamento de sistemas de informação: Planejamento estratégico de TI. Gerência de projetos e modelo PMI. Modelos CMMI e ITIL. 9. Estrutura e organização de redes de computadores: Cabeamento, Topologia, Protocolos, Dispositivos. Serviços de Rede (DNS, DHCP, FTP, HTTP, SMTP, POP, IMAP, SMB/CIFS, XMPP, SSH e PPTP). Segurança de Redes de Computadores (Modelos, Análise, Elementos e requisitos). 10. Tecnologias de Segurança de redes: Firewall, Proxy, IPS, IDS, Antivírus e AntiSpam.

10. Cargo: ENGENHEIRO MECÂNICO

Termodinâmica; Transmissão de calor e Máquinas Térmicas; Mecânica dos fluídos e Máquinas Hidráulicas; Resistência dos materiais, Mecânica Aplicada às máquinas, Elementos de máquinas e vibrações mecânicas; Engenharia e Ciências dos materiais, Materiais de Construção, Mecânica de Ensaios Mecânicos; Tecnologia Mecânica, Conformação Plástica e Soldagem; Metrologia e Prática de Oficina; Construção de Máquinas, Máquinas de Elevação e Transporte; Tubulações Industriais, Instalações e Manutenção Industrial; Fontes Alternativas de Energia; Engenharia de Produção; Controle ambiental e Segurança do Trabalho. Sistemas de Abastecimento de Água e Sistemas de Esgotamento sanitário: Equipamentos eletromecânicos utilizados, projetos elétrico-mecânicos, especificações técnicas.

III – Noções de Informática:

Conceito de Internet e Intranet. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à internet/intranet. Ferramentas e aplicativos comerciais de navegação, de correio eletrônico, de busca e pesquisa. Conceitos básicos de organização e gerenciamento de arquivos, pastas e programas. Principais aplicativos comerciais: pacote microsoft office 2003.

B – CARGOS COM EXIGIBILIDADE DE ENSINO MÉDIO

I – Língua Portuguesa:

Leitura e entendimento de textos. Encontros vocálicos: hiato, ditongo, tritongo. Encontros consonantais. Dígrafos. Divisão silábica. Tonicidade. Ortografia. Acentuação gráfica. Uso do acento indicador de crase. Sinais de pontuação: uso dos sinais de pontuação. Significação das palavras: sinônimos e antônimos, homônimos, parônimos e homógrafos, denotação e conotação. Classificação, flexão e emprego das palavras. Termos da oração: essenciais, integrantes e acessórios. Regência nominal e verbal. Concordância nominal e verbal. Colocação dos pronomes pessoais oblíquos átonos. Forma e grafia de algumas palavras e expressões: por que/ por quê/ porque/ porquê; onde/aonde; mas/mais; a/há; demais/de mais; mal/mau.

II – Matemática:

Operações básicas com números naturais, inteiros, racionais e reais; potenciação e radiciação. Problemas. Média aritmética simples e ponderada. Divisão proporcional. Razão e Proporção. Grandezas Proporcionais. Regra de Três Simples e Composta. Porcentagem. Juros. Descontos. expressões literais e algébricas, valor numérico. Produtos Notáveis. Fatoração. Equações de 1º e 2º graus. Sistemas de equações do 1º e 2º graus. Funções de primeiro e segundo graus: gráfico, domínio, imagem e aplicação. Sistema métrico decimal: perímetros, área, volume. Medidas de capacidade, massa, comprimento e tempo. Resolução de problemas. Formas geométricas, ângulos. Progressão Aritmética e Geométrica. Problemas.

III – Noções de Informática:

Conceito de Internet e intranet. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à internet/intranet. Ferramentas e aplicativos comerciais de navegação, de correio eletrônico, de busca e pesquisa. Conceitos básicos de organização e gerenciamento de arquivos, pastas e programas. Principais aplicativos comerciais: pacote microsoft office 2003.

IV – Conhecimentos Gerais:

Noções de Saneamento. Saúde, higiene e saneamento básico. Sistemas de Abastecimento de Água. Ciclo da água. Poluição e Tratamento da água. Noções sobre as doenças de transmissão e veiculação hídrica. Sistemas de tratamento de efluentes. Saneamento e Meio Ambiente. Ecossistema e seus componentes.

C – CARGOS COM EXIGIBILIDADE DE ENSINO FUNDAMENTAL

I – Língua Portuguesa

Leitura e entendimento de textos. Significação das palavras: sinônimos e antônimos. Encontros vocálicos: hiato, ditongo e tritongo. Encontros consonantais. Dígrafos. Divisão silábica. Acentuação gráfica. Palavras oxítonas, paroxítonas e proparoxítonas. Sinais de pontuação: uso dos sinais de pontuação. Tipos de frase. Uso das letras I/lh, m/n, c/ç, g/j, s/z, x/ch, h, e/i, o/u, I/u, g/j, s/ss/sc/sç/xc/xs. Classificação, flexão e emprego das palavras: artigo, substantivo, adjetivo, pronome, verbo, advérbio e numeral. Tempos verbais do modo indicativo.

II – Matemática

Conjunto de números inteiros e racionais. Sistema de numeração decimal. Operações: adição, subtração, divisão e multiplicação. Expressões numéricas. Múltiplos e divisores. Operações com múltiplos e divisores. Divisibilidade. Operações com frações. Numerais ordinais. Operações com decimais. Razão e Proporção. Porcentagem. Principais figuras geométricas: triângulo, quadrado, retângulo e círculo. Sistema monetário brasileiro. Sistemas de medidas de comprimento, capacidade, massa, tempo e superfície.

III – Conhecimentos Gerais:

Noções de Saneamento. Saúde, higiene e saneamento básico. Sistemas de Abastecimento de Água. Ciclo da água. Poluição e Tratamento da água. Noções sobre as doenças de transmissão e veiculação hídrica. Sistemas de tratamento de efluentes. Saneamento e Meio Ambiente.

Concursos por e-mail (grátis)

Copyright © 2007/2011 LRI Sites - Todos os direitos reservados