Concursos BR | AC | AL | AP | AM | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MT | MS | MG | PA | PB | PR | PE | PI | RJ | RN | RS | RO | RR | SC | SP | SE | TO

Edital Infraero – Concurso

EMPRESA BRASILEIRA DE INFRA-ESTRUTURA AEROPORTUÁRIA
EDITAL Nº 2, DE 27 DE MAIO DE 2011.01
CONCURSO PÚBLICO

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária – Infraero, tendo em vista o contrato celebrado com a FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS, faz saber que será realizado em locais, datas e horários a serem oportunamente divulgados, Concurso Público destinado à formação de cadastro de reserva para cargos que vagarem ou novas vagas que forem criadas dentro do prazo de validade do concurso público, o qual reger-se-á de acordo com as Instruções Especiais que ficam fazendo parte integrante deste Edital.

INSTRUÇÕES ESPECIAIS

I. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1. O Concurso Público realizar-se-á sob a responsabilidade da Fundação Carlos Chagas, obedecidas as normas deste Edital.

2. O concurso destina-se à formação de Cadastro Reserva dos cargos constantes do Capítulo II, obedecida a ordem de classificação, durante o prazo de validade do concurso previsto neste Edital.

3. O candidato aprovado no concurso e convocado para admissão terá o contrato de trabalho regido pela Consolidação das Leis do Trabalho – CLT e Legislação Trabalhista Federal Complementar, submetendo-se à jornada de 8 (oito) horas diárias, exceto os cargos com duração especial de trabalho prevista em legislações específicas.

3.1 O contrato de trabalho terá, inicialmente, um prazo de experiência de 60 (sessenta) dias, podendo ser prorrogado por mais 30 (trinta) dias, totalizando no máximo 90 (noventa) dias, conforme dispõe o § único do art. 445 da CLT.

4. Os códigos de opção de Cargo – Ocupação/Cidade de Realização de Provas e de Classificação são os estabelecidos no Capítulo II deste Edital.

4.1 Ao indicar o código de opção de Cargo – Ocupação/Cidade de Realização de Provas e de Classificação o candidato está optando pela cidade a que deseja concorrer, bem como a cidade onde realizará provas.

5. As Cidades de realização de prova e de classificação constam das tabelas do Capítulo II deste Edital, de acordo com o respectivo Cargo – Ocupação.

6. Para todos os Cargos – Ocupações, os pré-requisitos para admissão, a descrição sumária das atividades, o salário e os benefícios constam do Anexo I deste Edital.

7. O perfil básico dos Cargos – Ocupações constam do Anexo II deste Edital.

8. O conteúdo programático consta do Anexo III deste Edital.

9. Os Perfis Psicológicos para os Cargos – Ocupações CRO – PNA Cadastro Reserva Operacional – Profissional de Navegação Aérea e CRO – PTA Cadastro Reserva Operacional – Profissional de Tráfego Aéreo constam do Anexo IV deste Edital.

II. DOS CARGOS

1. O Código de Opção de Cargo – Ocupação/Cidade de Realização de Provas e de Classificação são os estabelecidos a seguir.

Ensino Superior Completo

Analista Superior I
Cargo – Ocupação Código Cidade de Realização de Prova e de Classificação
AS I – Arquivista 0110 Belém – PA
0111 Belo Horizonte – MG
0114 Brasília – DF
0157 Porto Alegre – RS
0161 Recife – PE
0163 Rio de Janeiro – RJ
0164 Salvador – BA
0168 São Paulo – SP
AS I – Assistente Social 0211 Belo Horizonte – MG
AS I – Biólogo 0311 Belo Horizonte – MG
0316 Campinas – SP
0326 Curitiba – PR
0327 Fortaleza – CE
0368 São Paulo – SP
AS I – Especialista em Comunicação Social – Jornalismo 0411 Belo Horizonte – MG
0414 Brasília – DF
0429 Guarulhos – SP
0478 Vitória – ES
AS I – Especialista em Comunicação Social – Publicidade 0511 Belo Horizonte – MG
0563 Rio de Janeiro – RJ
AS I – Especialista em Comunicação Social – Relações Públicas 0611 Belo Horizonte – MG
0616 Campinas – SP
0629 Guarulhos – SP
AS I – Pedagogo 0711 Belo Horizonte – MG
AS I – Psicólogo 0811 Belo Horizonte – MG
Analista Superior I
Cargo – Ocupação Código Cidade de Realização de Prova e de Classificação
AS II – Administrador 0910 Belém – PA
0911 Belo Horizonte – MG
0914 Brasília – DF
0929 Guarulhos – SP
0957 Porto Alegre – RS
0961 Recife – PE
0963 Rio de Janeiro – RJ
0964 Salvador – BA
0968 São Paulo – SP
AS II – Advogado 1014 Brasília – DF
1026 Curitiba – PR
AS II – Auditor 1110 Belém – PA
1111 Belo Horizonte – MG
1114 Brasília – DF
1143 Manaus – AM
1157 Porto Alegre – RS
1161 Recife – PE
1163 Rio de Janeiro – RJ
1164 Salvador – BA
1168 São Paulo – SP
AS II – Contador 1211 Belo Horizonte – MG
1214 Brasília – DF
1243 Manaus – AM
1229 Guarulhos – SP
1257 Porto Alegre – RS
1264 Salvador – BA
1268 São Paulo – SP
AS II – Economista 1311 Belo Horizonte – MG
1314 Brasília – DF
1329 Guarulhos – SP
1357 Porto Alegre – RS
1368 São Paulo – SP
Analista Superior III
Cargo – Ocupação Código Cidade de Realização de Prova e de Classificação
AS III – Analista de Sistemas – Engenharia de Software 1411 Belo Horizonte – MG
1414 Brasília – DF
AS III – Analista de Sistemas – Banco de Dados e Administrador de Dados 1 5 11 Belo Horizonte – MG
1514 Brasília – DF
1568 São Paulo – SP
AS III – Analista de Sistemas – Desenvolvimento e Manutenção 1611 Belo Horizonte – MG
1614 Brasília – DF
1668 São Paulo – SP
AS III – Analista de Sistemas – Gestão de TI 1714 Brasília – DF
AS III – Analista de Sistemas – Rede e Suporte 1814 Brasília – DF
1857 Porto Alegre – RS
AS III – Analista de Sistemas – Segurança da Informação 1911 Belo Horizonte – MG
1914 Brasília – DF
1916 Campinas – SP
1943 Manaus – AM
AS III – Especialista em Navegação Aérea 2009 Bauru – SP
2010 Belém – PA
2011 Belo Horizonte – MG
2014 Brasília – DF
2028 Goiânia – GO
2031 Ilhéus – BA
2036 João Pessoa – PB
2037 Joinville – SC
2039 Londrina – PR
2040 Macaé – RJ
2041 Macapá – AP
2045 Marabá – PA
2049 Navegantes – SC
2050 Palmas – TO
2057 Porto Alegre – RS
2060 Presidente Prudente – SP
2062 Ribeirão Preto – SP
2063 Rio de Janeiro – RJ
2064 Salvador – BA
2065 Santarém – PA
2068 São Paulo – SP
2072 Teresina – PI
2074 Uberaba – MG
2075 Uberlândia – MG
2078 Vitória – ES
AS III – Médico do Trabalho 2110 Belém – PA
2111 Belo Horizonte – MG
2114 Brasília – DF
2116 Campinas – SP
2127 Fortaleza – CE
2129 Guarulhos – SP
2143 Manaus – AM
2157 Porto Alegre – RS
2161 Recife – PE
2163 Rio de Janeiro – RJ
2164 Salvador – BA
2168 São Paulo – SP
AS III – Meteorologista 2211 Belo Horizonte – MG
2214 Brasília – DF
2268 São Paulo – SP
Analista Superior IV
Cargo – Ocupação Código Cidade de Realização de Prova e de Classificação
AS IV – Arquiteto 2314 Brasília – DF
2326 Curitiba – PR
2327 Fortaleza – CE
AS IV – Engenheiro Ambiental 2416 Campinas – SP
AS IV – Engenheiro Civil 2510 Belém – PA
2511 Belo Horizonte – MG
2514 Brasília – DF
2516 Campinas – SP
2529 Guarulhos – SP
2542 Maceió – AL
2543 Manaus – AM
2550 Palmas – TO
2557 Porto Alegre – RS
2563 Rio de Janeiro – RJ
AS IV – Engenheiro Civil – Estruturas 2611 Belo Horizonte – MG
2614 Brasília – DF
2643 Manaus – AM
2661 Recife – PE
2664 Salvador – BA
AS IV – Engenheiro Civil – Hidrossanitário 2711 Belo Horizonte – MG
2729 Guarulhos – SP
2764 Salvador – BA
2743 Manaus – AM
2768 São Paulo – SP
AS IV – Engenheiro Civil – Manutenção Predial 2811 Belo Horizonte – MG
2816 Campinas – SP
2863 Rio de Janeiro – RJ
2868 São Paulo – SP
AS IV – Engenheiro Civil – Orçamentação 2910 Belém – PA
2911 Belo Horizonte – MG
2914 Brasília – DF
2929 Guarulhos – SP
2943 Manaus – AM
2957 Porto Alegre – RS
2961 Recife – PE
2963 Rio de Janeiro – RJ
2964 Salvador – BA
2968 São Paulo – SP
AS IV – Engenheiro Civil – Pavimentação 3011 Belo Horizonte – MG
3014 Brasília – DF
3010 Belém – PA
3016 Campinas – SP
3028 Goiânia – GO
3043 Manaus – AM
3064 Salvador – BA
AS IV – Engenheiro de Infraestrutura Aeronáutica (Engenheiro Civil Aeronáutica) 3111 Belo Horizonte – MG
3114 Brasília – DF
3116 Campinas – SP
3129 Guarulhos – SP
3143 Manaus – AM
3163 Rio de Janeiro – RJ
3168 São Paulo – SP
AS IV – Engenheiro de Segurança do Trabalho 3214 Brasília – DF
3227 Fortaleza – CE
3263 Rio de Janeiro – RJ
AS IV – Engenheiro de Telecomunicações 3311 Belo Horizonte – MG
3368 São Paulo – SP
AS IV – Engenheiro Eletricista 3414 Brasília – DF
3422 Corumbá – MS
3468 São Paulo – SP
AS IV – Engenheiro Eletricista – Modalidade Eletrônica 3511 Belo Horizonte – MG
3514 Brasília – DF
AS IV – Engenheiro Eletrônico 3610 Belém – PA
3614 Brasília – DF
3616 Campinas – SP
3627 Fortaleza – CE
3642 Maceió – AL
3661 Recife – PE
3668 São Paulo – SP
3664 Salvador – BA
AS IV – Engenheiro Eletrônico – Sistema de Proteção ao Voo 3711 Belo Horizonte – MG
3768 São Paulo – SP
AS IV – Engenheiro Eletrônico – Automação Predial/Industrial 3868 São Paulo – SP
AS IV – Engenheiro Florestal 3911 Belo Horizonte – MG
AS IV – Engenheiro Mecânico 4014 Brasília – DF
4029 Guarulhos – SP
4078 Vitória – ES
AS IV – Engenheiro Mecatrônico 4 111 Belo Horizonte – MG
4163 Rio de Janeiro – RJ
4168 São Paulo – SP
AS IV – Engenheiro Sanitarista 4311 Belo Horizonte – MG
AS IV – Engenheiro Cartógrafo 4414 Brasília – DF

Ensino Médio Completo

Cargo – Ocupação Código Cidade de Realização de Prova e de Classificação
CRO – PNA – Cadastro Reserva Operacional – Profissional de Navegação Aérea 4502 Almeirim – PA
4501 Alta Floresta – MT
4503 Altamira – PA
4504 Amapá – AP
4507 Bagé – RS
4508 Barra do Garças – MT
4 5 11 Belo Horizonte – MG
4513 Bom Jesus da Lapa – BA
4515 Campina Grande – PB
4518 Campos dos Goytacazes – RJ
4519 Canaã dos Carajás – PA
4520 Carolina – MA
4521 Conceição do Araguaia – PA
4523 Criciuma – SC
4524 Cruzeiro do Sul – AC
4530 Iauaretê – AM
4532 Imperatriz – MA
4533 Itacoatiara – AM
4534 Itaituba – PA
4535 Jacareacanga – PA
4538 Juazeiro do Norte – CE
4544 Manicoré – AM
4545 Marabá – PA
4546 Montes Claros – MG
4547 Mossoró – RN
4550 Palmas – TO
4551 Parnaíba – PI
4552 Paulo Afonso – BA
4553 Pelotas – RS
4554 Petrolina – PE
4555 Poços de Caldas – MG
4556 Ponta Porâ – MS
4558 Porto Nacional – TO
4560 Presidente Prudente – SP
4562 Ribeirão Preto – SP
4566 São Gabriel da Cachoeira -AM
4570 Tarauacá – AM
4571 Tefé – AM
4573 Tucuruí – PA
4574 Uberaba – MG
4575 Uberlândia – MG
4577 Vilhena – RO
4579 Vitória da Conquista – BA
CRO – PTA – Cadastro Reserva Operacional – Profissional de Tráfego Aéreo 4609 Bauru – SP
4610 Belém – PA
4611 Belo Horizonte – MG
4616 Campinas – SP
4628 Goiânia – GO
4629 Guarulhos – SP
4631 Ilhéus – BA
4636 João Pessoa – PB
4637 Joinville – SC
4639 Londrina – PR
4640 Macaé – RJ
4641 Macapá – AP
4649 Navegantes – SC
4650 Palmas – TO
4660 Presidente Prudente – SP
4662 Ribeirão Preto – SP
4663 Rio de Janeiro – RJ
4665 Santarém – PA
4672 Teresina – PI
4674 Uberaba – MG
4675 Uberlândia – MG
4678 Vitória – ES
PEM – Profissional de Engenharia e Manutenção
Cargo – Ocupação Código Cidade de Realização de Prova e de Classificação
PEM – Profissional de Engenharia e Manutenção Desenhista Projetista 4710 Belém – PA
4711 Belo Horizonte – MG
4714 Brasília – DF
4726 Curitiba – PR
4728 Goiânia – GO
4729 Guarulhos – SP
4741 Macapá – AP
4757 Porto Alegre – RS
4761 Recife – PE
4778 Vitória – ES
PEM – Profissional de Engenharia e Manutenção Técnico em Edificações 4806 Bacacheri – PR
4814 Brasília – DF
4819 Canaã dos Carajás – PA
4822 Corumbá – MS
4824 Cruzeiro do Sul – AC
4829 Guarulhos – SP
4841 Macapá – AP
4828 Goiânia – GO
4857 Porto Alegre – RS
4865 Santarém – PA
4875 Uberlândia – MG
PEM – Profissional de Engenharia e Manutenção Técnico em Eletrônica 4906 Bacacheri – PR
4917 Campo Grande – MS
4923 Criciúma – SC
4945 Marabá – PA
4948 Natal – RN
4950 Palmas – TO
4956 Ponta Porâ – MS
4959 Porto Velho – RO
4965 Santarém – PA
4969 Tabatinga – AM
4976 Uruguaiana – RS
4977 Vilhena – RO
PEM – Profissional de Engenharia e Manutenção Técnico em Eletrotécnica 5019 Canaã dos Carajás – PA
5024 Cruzeiro do Sul – AC
5046 Montes Claros – MG
5049 Navegantes – SC
5057 Porto Alegre – RS
5065 Santarém – PA
5069 Tabatinga – AM
5071 Tefé – AM
PEM – Profissional de Engenharia e Manutenção Técnico em Estradas 5110 Belém – PA
5 111 Belo Horizonte- MG
5114 Brasília – DF
5127 Fortaleza – CE
5129 Guarulhos -SP
5141 Macapá – AP
5148 Natal – RN
5157 Porto Alegre – RS
5161 Recife- PE
5168 São Paulo – SP
5178 Vitória – ES
PEM – Profissional de Engenharia e Manutenção Técnico em Mecânica 5203 Altamira – PA
5214 Brasília – DF
5217 Campo Grande – MS
5219 Canaã dos Carajás – PA
5223 Criciúma – SC
5224 Cruzeiro do Sul – AC
5232 Imperatriz – MA
5249 Navegantes – SC
5250 Palmas – TO
5251 Parnaíba – PI
5257 Porto Alegre – RS
5259 Porto Velho – RO
5265 Santarém – PA
5274 Uberaba – MG
PEM – Profissional de Engenharia e Manutenção Topógrafo 5310 Belém – PA
5311 Belo Horizonte – MG
5314 Brasília – DF
5316 Campinas – SP
5329 Guarulhos – SP
5343 Manaus – AM
5357 Porto Alegre – RS
5361 Recife – PE
5363 Rio de Janeiro – RJ
5364 Salvador – BA
5368 São Paulo – SP
5378 Vitória – ES
PST – Profissional de Serviços Técnicos
Cargo – Ocupação Código Cidade de Realização de Prova e de Classificação
PST – Profissional de Serviços Técnicos Auxiliar de Enfermagem do Trabalho 5411 Belo Horizonte – MG
5414 Brasília – DF
5467 São Luís – MA
5478 Vitória – ES
PST – Profissional de Serviços Técnicos Técnico em Segurança do Trabalho 5505 Aracaju – SE
5512 Boa Vista – RR
5525 Cuiabá – MT
5536 João Pessoa – PB
5546 Montes Claros – MG
5549 Navegantes – SC
5550 Palmas – TO
5556 Ponta Porâ – MS
5559 Porto Velho – RO
5572 Teresina – PI
5575 Uberlândia – MG
PST – Profissional de Serviços Técnicos Técnico em Contabilidade 5610 Belém – PA
5614 Brasília – DF
5657 Porto Alegre – RS

2. O candidato aprovado no Concurso de que trata este Edital, para ser admitido no Cargo – Ocupação, deverá atender às seguintes exigências:

a) ser brasileiro nato ou naturalizado, em conformidade com o artigo 12 da Constituição Federal;

b) ter idade mínima de 18 (dezoito) anos;

c) estar em dia com as obrigações eleitorais;

d) estar em dia com os deveres do Serviço Militar, para os candidatos do sexo masculino;

e) apresentar declaração firmada pelo candidato de não ter sido, nos últimos 5 (cinco) anos, na forma da legislação vigente:

e.1) responsável por atos julgados irregulares por decisão definitiva do Tribunal de Contas da União, do Tribunal de Contas do Estado, do Distrito Federal ou do Município, ou ainda, por Conselho de Contas do Município;

e.2) punido, em decisão da qual não caiba recurso administrativo, em processo disciplinar por ato lesivo ao patrimônio público de qualquer esfera de governo;

e.3) condenado em processo criminal por prática de crime contra a Administração Pública, que esteja capitulado nos títulos II e XI da Parte Especial do Código Penal Brasileiro e na Lei nº 8.429, de 02 de junho de 1992;

f) possuir os documentos comprobatórios da escolaridade e pré-requisitos constantes do Anexo I e os documentos constantes do item 2 do Capítulo XIII deste Edital;

g) não ter tido contrato de trabalho rescindido pela Infraero ou pela ex-TASA ou ex-ARSA por justa causa;

h) firmar declaração de não estar cumprindo sanção por inidoneidade, aplicada por qualquer órgão público ou entidade da esfera federal, estadual ou municipal;

i) apresentar outros documentos que forem exigidos pela Infraero no ato da admissão;

j) ser aprovado em exame médico a ser realizado pelo serviço médico da Infraero ou por meio de convênios e serviços contratados, de acordo com PCMSO (Norma Regulamentadora nº 7 da TEM). Caso o candidato seja considerado “inapto” para as atividades relacionadas ao cargo para o qual foi aprovado, por ocasião dos respectivos exames, este não poderá ser admitido.

k) Firmar Termo de Opção, caso seja detentor de aposentadoria federal, estadual ou municipal e não for permitida a acumulação ou caso seja militar reformado ou da reserva remunerada;

3. O candidato que, na data da admissão, não reunir os requisitos enumerados no item 2 deste Capítulo perderá o direito à contratação.

III. DAS INSCRIÇÕES

1. A inscrição do candidato implicará o conhecimento e a tácita aceitação das condições do Concurso, tais como se acham definidas neste Edital e nas normas legais pertinentes, acerca das quais não poderá alegar desconhecimento

1.1 Objetivando evitar ônus desnecessário, o candidato deverá orientar-se no sentido de recolher o valor de inscrição somente após tomar conhecimento de todos os requisitos e condições exigidos para o Concurso.

2. As inscrições ao Concurso serão realizadas exclusivamente no site da Fundação Carlos Chagas: www.concursosfcc.com.br, por meio do Formulário de Inscrição via Internet, no período de 10 horas do dia 08/06/2011 às 14 horas do dia 08/07/2011, observado o horário de Brasília.

3. As inscrições poderão ser prorrogadas por até 2 dias úteis, por necessidade de ordem técnica e/ou operacional.

3.1 A prorrogação das inscrições de que trata o item anterior poderá ser feita sem prévio aviso bastando, para todos os efeitos legais, a comunicação de prorrogação feita no site www.concursosfcc.com.br.

4. Para inscrever-se, o candidato deverá acessar o endereço eletrônico www.concursosfcc.com.br durante o período das inscrições e, por meio dos links referentes ao Concurso Público, efetuar sua inscrição, conforme os procedimentos estabelecidos a seguir:

4.1 Ler e aceitar o Requerimento de Inscrição, preencher o Formulário de Inscrição e transmitir os dados pela Internet.

4.2 Efetuar o pagamento referente à inscrição, de acordo com as instruções constantes no endereço eletrônico, até o dia 08/07/2011, no valor de:

- para todos os Cargos – Ocupações de nível superior: R$ 75,00 (setenta e cinco reais).

- para todos os Cargos – Ocupações de nível médio: R$ 59,00 (cinquenta e nove reais).

4.2.1 No valor da inscrição estão incluídas as despesas de internet e bancárias.

4.3 Em caso de feriado ou evento que acarrete o fechamento de agências bancárias na localidade em que se encontra o candidato, o boleto deverá ser pago antecipadamente.

4.4 O candidato deverá efetuar o pagamento do valor da inscrição por boleto bancário, pagável em qualquer banco.

4.5 O boleto bancário, disponível no endereço eletrônico www.concursosfcc.com.br, deverá ser impresso para o pagamento do valor da inscrição, após a conclusão do preenchimento da ficha de solicitação de inscrição on-line.

4.6 O candidato inscrito não deverá enviar cópia do documento de identidade, sendo de sua exclusiva responsabilidade a informação dos dados cadastrais no ato de inscrição, sob as penas da lei.

4.7 A partir de 10/06/2011, o candidato poderá conferir, no endereço eletrônico da Fundação Carlos Chagas, se os dados da inscrição efetuada pela Internet foram recebidos e se o valor da inscrição foi pago. Em caso negativo, o candidato deverá entrar em contato com o Serviço de Atendimento ao Candidato – SAC da Fundação Carlos Chagas, telefone (0XX11) 3723-4388, de segunda a sexta-feira, em dias úteis, das 10 às 16 horas (horário de Brasília), para verificar o ocorrido.

4.8 As inscrições somente serão confirmadas após a comprovação do pagamento do valor da inscrição.

4.9 As solicitações de inscrição cujos pagamentos forem efetuados após o dia 08/07/2011, não serão aceitas.

4.10 Efetivada a inscrição não serão aceitos pedidos de devolução da importância paga em hipótese alguma.

5. Ao inscrever-se, o candidato deverá indicar no Formulário de Inscrição o código da Opção de Cargo – Ocupação/Cidade de Realização de Prova e de Classificação, conforme tabelas constante no Capítulo II deste Edital e da barra de opções do Formulário de Inscrição.

6. O candidato ao indicar o código do Cargo – Ocupação/Cidade de Realização de Prova estará indicando, automaticamente, a cidade de Classificação, conforme tabela constante do item 2 do Capítulo II deste Edital.

7. Ao inscrever-se no concurso, é recomendado ao candidato observar atentamente as informações sobre a aplicação das provas (Capítulo VI, item 1.1) uma vez que só poderá concorrer a um Cargo – Ocupação/Cidade de Realização de Prova por nível de escolaridade.

7.1 O candidato que efetivar mais de uma inscrição por nível de escolaridade exigido terá confirmada apenas a última, sendo as demais canceladas. Não sendo possível identificar a última inscrição efetivada, todas poderão ser canceladas.

7.2 O candidato que tiver interesse em concorrer a dois cargos/ocupação deverá observar o item 7 deste capítulo e se há oferta de cadastro de vagas na mesma cidade de realização de prova/classificação para ambos os cargos.

7.3 Será de inteira responsabilidade do candidato a viabilidade de apresentar-se nos locais e horários determinados para a realização das provas no caso da não observância ao item 7.2 deste Capítulo.

8. As informações prestadas no Formulário de Inscrição serão de inteira responsabilidade do candidato, reservando-se à Infraero e a Fundação Carlos Chagas o direito de excluir do Concurso Público aquele que não preencher esse documento oficial de forma completa, correta e legível e/ou fornecer dados inverídicos ou falsos.

9. Efetivada a inscrição, não serão aceitos pedidos para alteração de Opção de Cargo – Ocupação/Cidade de Realização de prova e/ou Cidade de Classificação.

10. Não serão aceitos pedidos de isenção do pagamento do valor da inscrição, com exceção ao cidadão amparado pelo Decreto nº 6.593, de 2 de outubro de 2008, que comprove estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal – CadÚnico, e renda familiar mensal igual ou inferior a três salários mínimos ou renda familiar per capita de até meio salário mínimo mensal, conforme o referido Decreto.

10.1 A comprovação no Cadastro Único para Programas Sociais será feita através da indicação do Número de Identificação Social – NIS, além dos dados solicitados no Requerimento de Inscrição via Internet.

10.2 Considera-se renda familiar a soma dos rendimentos brutos auferidos por todos os membros da família e renda familiar per capita a divisão da renda familiar pelo total de indivíduos da família.

10.3 A veracidade das informações prestadas pelo candidato, no Requerimento de Isenção será consultada junto ao órgão gestor do CadÚnico, vinculado ao Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

11. Os requerimentos de isenção do pagamento de que trata o item anterior somente serão realizadas via internet, no período de 10h do dia 03/06/2011 às 14h do dia 07/06/2011 (horário de Brasília), conforme instruções constantes do site www.concursosfcc.com.br.

12. As informações prestadas no requerimento de isenção serão de inteira responsabilidade do candidato, respondendo civil e criminalmente pelo teor das afirmativas.

13. Não será concedida isenção de pagamento do valor de inscrição ao candidato que:

a) deixar de efetuar o requerimento de isenção pela Internet;

b) omitir informações e/ou torná-las inverídicas.

14. Declaração falsa sujeitará o candidato às sanções previstas em lei, aplicando-se, ainda, o disposto no parágrafo único do art. 10 do Decreto n.º 83.936, de 6 de setembro de 1979.

14.1 A qualquer tempo poderão ser realizadas diligências relativas à situação declarada pelo candidato, deferindo ou não seu pedido.

15. A partir do dia 15/06/2011, o candidato deverá verificar no endereço eletrônico da Fundação Carlos Chagas ( www.concursosfcc.com.br ) os resultados da análise dos pedidos de isenção do pagamento da inscrição deferidos e indeferidos, observados os motivos do indeferimento.

16. Os candidatos que tiverem seus pedidos de isenção de pagamento do valor da inscrição deferidos deverão efetuar sua inscrição no site da Fundação Carlos Chagas até a data limite de 08/07/2011.

16.1 Ao acessar o site da Fundação Carlos Chagas o sistema de inscrição informará, automaticamente ao candidato, de que o seu pedido de isenção do pagamento da inscrição foi deferido, não gerando boleto para pagamento da inscrição.

16.2 O candidato que não efetivar a sua inscrição, após a análise dos pedidos de isenção do pagamento, será excluído do Concurso.

17. Após a análise dos recursos referentes ao indeferimento dos requerimentos de isenção será publicado no Diário Oficial da União comunicado informando que a relação completa dos pedidos deferidos e indeferidos estará disponível no site da Fundação Carlos Chagas (www.concursosfcc.com.br).

18. Os candidatos que tiverem seus pedidos indeferidos e queiram participar do certame deverão efetuar sua inscrição no site da Fundação Carlos Chagas até a data limite de 08/07/2011, de acordo com o item 4 deste Capítulo.

18.1 O candidato que não regularizar sua inscrição por meio do pagamento do valor de inscrição terá o pedido de inscrição invalidado.

19. Não serão aceitas inscrições por depósito em caixa eletrônico, via postal, fac-símile (fax), transferência ou depósito em conta corrente, DOC, ordem de pagamento, condicionais e/ou extemporâneas ou por qualquer outra via que não as especificadas neste Edital.

19.1 Não serão aceitas as solicitações de inscrição que não atenderem rigorosamente ao estabelecido neste Edital.

20. Ao candidato será atribuída total responsabilidade pelo correto preenchimento do Formulário de Inscrição.

20.1 As informações prestadas no Formulário de Inscrição serão de inteira responsabilidade do candidato, reservando-se à Infraero e à Fundação Carlos Chagas o direito de excluir do Concurso Público aquele que não preencher esse documento oficial de forma completa, correta e legível e/ou fornecer dados inverídicos ou falsos.

21. A Fundação Carlos Chagas e a Infraero não se responsabilizam por solicitações de inscrições não recebidas por motivo de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, falta de energia elétrica, bem como outros fatores de ordem técnica que impossibilitem a transferência de dados.

22. O descumprimento das instruções para inscrição implicará a não efetivação da inscrição.

23. A Infraero e a Fundação Carlos Chagas eximem-se das despesas com viagens e estada dos candidatos para prestar as provas do Concurso Público.

24. A qualquer tempo, poder-se-á anular a inscrição, prova ou admissão do candidato desde que sejam identificadas falsidades de declarações ou irregularidades nas provas ou documentos.

25. O candidato não portador de deficiência que necessitar de condição especial para realização da prova deverá solicitá-la até o término das inscrições, via Sedex ou Aviso de Recebimento (AR), à Fundação Carlos Chagas (Departamento de Execução de Projetos – Ref.: Solicitação/Infraero – Av. Prof. Francisco Morato, 1565, Jardim Guedala – São Paulo – SP – CEP 05513-900).

25.1 O candidato deverá encaminhar, junto à sua solicitação de condição especial para realização da prova, Laudo Médico (original ou cópia autenticada) atualizado que justifique o atendimento especial solicitado.

25.2 O candidato que não o fizer até o término das inscrições, seja qual for o motivo alegado, poderá não ter a condição atendida.

25.3 O atendimento às condições solicitadas ficará sujeito à análise da legalidade, viabilidade e razoabilidade do pedido.

26. A candidata lactante que necessitar amamentar durante a realização da prova, poderá fazê-lo em sala reservada para tanto, desde que o requeira, observando os procedimentos constantes a seguir, para adoção das providências necessárias.

26.1 A candidata lactante deverá encaminhar sua solicitação, até o término das inscrições, via Sedex ou Aviso de Recebimento (AR), à Fundação Carlos Chagas (Departamento de Execução de Projetos – Ref.: Solicitação/Infraero – Av. Prof. Francisco Morato, 1565, Jardim Guedala – São Paulo – SP – CEP 05513-900).

26.2 Não haverá compensação do tempo de amamentação em favor da candidata.

26.3 A criança deverá ser acompanhada, em ambiente reservado para este fim, de adulto responsável por sua guarda (familiar ou terceiro indicado pela candidata).

26.4 Nos horários previstos para amamentação, a candidata lactante poderá ausentar-se temporariamente da sala de prova, acompanhada de uma fiscal.

26.5 Na sala reservada para amamentação ficarão a candidata lactante, a criança e uma fiscal, sendo vedada a permanência de babás ou quaisquer outras pessoas.

IV. DAS INSCRIÇÕES PARA CANDIDATOS COM DEFICIÊNCIA

1. Às pessoas com deficiência que pretendam fazer uso das prerrogativas que lhes são facultadas no inciso VIII do artigo 37 da Constituição Federal e na Lei nº 7.853/89 é assegurado o direito de inscrição para os cargos em Concurso Público, cujas atribuições sejam compatíveis à respectiva deficiência.

2. Em cumprimento ao disposto no Decreto nº 3.298, de 20 de dezembro de 1999, ser-lhes-á reservado o percentual de 10% (dez por cento) das vagas de acordo com o Cargo – Ocupação/Cidade de Classificação, na proporção de um candidato para cada 10 (dez) admitidos.

3. Consideram-se pessoas com deficiência aquelas que se enquadram nas categorias discriminadas no artigo 4º do Decreto Federal nº 3.298/99 e suas alterações.

3.1 Não obsta à inscrição ou exercício do cargo a utilização de material tecnológico ou habitual.

4. As pessoas com deficiência, resguardadas as condições especiais previstas no Decreto Federal nº 3.298/99, particularmente em seu artigo 40, bem como na Súmula 377 do STJ, participarão do Concurso em igualdade de condições com os demais candidatos, no que se refere ao conteúdo das provas, à avaliação e aos critérios de aprovação, ao dia, horário e local de aplicação das provas, e à nota mínima exigida para todos os demais candidatos. Os benefícios previstos no referido artigo, §§ 1º e 2º, deverão ser requeridos por escrito, durante o período das inscrições, via SEDEX ou Aviso de Recebimento (AR), à Fundação Carlos Chagas.

4.1 O atendimento às condições solicitadas ficará sujeito à análise de viabilidade e razoabilidade do pedido.

5. O candidato deverá declarar, quando da inscrição, ter deficiência, especificando-a no Formulário de Inscrição via Internet e, no período das inscrições, deverá encaminhar via SEDEX ou Aviso de Recebimento (AR), à Fundação Carlos Chagas (A/C Departamento de Execução de Projetos – Ref.: Laudo Médico – Concurso Público Infraero – Av. Professor Francisco Morato, 1565, Jardim Guedala – São Paulo – SP – CEP 05513-900) os documentos a seguir:

a) Laudo Médico original, ou cópia autenticada, expedido no prazo máximo de 12 (doze) meses antes do término das inscrições, atestando a espécie e o grau ou nível de deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doenças – CID, bem como a provável causa da deficiência, inclusive para assegurar previsão de adaptação da sua prova, informando, também, o seu nome, o número do documento de identidade (RG), do CPF, a assinatura, carimbo e CRM do profissional e deverá especificar que o candidato tem deficiência.

b) O candidato com deficiência visual, além do envio da documentação indicada na letra “a” deste item, deverá solicitar, por escrito, até o término das inscrições, a confecção de prova especial em Braile, Ampliada, software de Leitura de Tela ou a necessidade da leitura de sua prova, especificando o tipo de deficiência.

c) O candidato com deficiência auditiva, além do envio da documentação indicada na letra “a” deste item, deverá solicitar, por escrito, até o término das inscrições, o Intérprete de Libras – Língua Brasileira de Sinais.

d) O candidato com deficiência que necessitar de tempo adicional para realização das provas, além do envio da documentação indicada na letra “a” deste item, deverá encaminhar solicitação, por escrito, até o término das inscrições, com justificativa acompanhada de parecer emitido por especialista da área de sua deficiência.

5.1 Aos candidatos com deficiência visual (cegos) que solicitarem prova especial em Braile serão oferecidas provas nesse sistema e suas respostas deverão ser transcritas também em Braile. Os referidos candidatos deverão levar para esse fim, no dia da aplicação da prova, reglete e punção, podendo utilizar-se de soroban.

5.2 Aos candidatos com deficiência visual (baixa visão) que solicitarem prova especial Ampliada serão oferecidas provas nesse sistema.

5.2.1 O candidato deverá indicar o tamanho da fonte de sua prova Ampliada, entre 18, 24 ou 28. Não havendo indicação de tamanho de fonte, a prova será confeccionada em fonte 24.

5.3 Os candidatos com deficiência visual (cegos ou baixa visão), que solicitarem prova especial por meio da utilização de software, deverão indicar um dos relacionados a seguir:

5.3.1 Dos Vox (sintetizador de voz);

5.3.2 Jaws (Leitor de Tela);

5.3.3 Zoomtext (ampliação e voz).

5.4 Os candidatos que, dentro do prazo do período das inscrições, não atenderem aos dispositivos mencionados no item 5 e seus subitens serão considerados como sem deficiência e não terão a prova e/ou condições especiais atendidas, seja qual for o motivo alegado.

6. O candidato com deficiência deverá declarar, quando da inscrição, se deseja concorrer às vagas reservadas a pessoas com deficiência.

6.1 O candidato com deficiência que desejar concorrer às vagas reservadas às pessoas com deficiência deverá encaminhar Laudo Médico, de acordo com o item 5 deste Capítulo.

7. O candidato com deficiência que não realizar a inscrição conforme instruções constantes deste Capítulo não poderá impetrar recurso em favor de sua condição.

8. O candidato com deficiência, se classificado na forma do Capítulo XI, além de figurar na lista de classificação por Cargo – Ocupação/Cidade de Classificação, terá seu nome constante da lista específica de pessoas com deficiência, por Cargo – Ocupação/Cidade de Classificação.

9. O candidato com deficiência aprovado no Concurso, quando convocado, deverá, munido de documento de identidade original, submeter-se à avaliação a ser realizada por equipe multiprofissional composta de três profissionais capacitados e atuantes nas áreas das deficiências em questão, sendo um deles médico, e três profissionais da carreira almejada pelo candidato, objetivando verificar se a deficiência se enquadra na previsão do artigo 4º e seus incisos, do Decreto Federal nº 3.298/99 e suas alterações, assim como se há compatibilidade ou não da deficiência com as atribuições do Cargo – Ocupação, nos termos dos artigos 37 e 43 da referida norma, e na Súmula 377 do STJ, observadas:

a) as informações prestadas pelo candidato no ato da inscrição;

b) a natureza das atribuições e tarefas essenciais do cargo a desempenhar;

c) a viabilidade das condições de acessibilidade e as adequações do ambiente de trabalho na execução das tarefas;

d) a possibilidade de uso pelo candidato de equipamentos ou outros meios que habitualmente utilize; e

e) a CID e outros padrões reconhecidos nacional e internacionalmente.

9.1 A avaliação de que trata este item, de caráter terminativo, será realizada por equipe prevista pelo art. 43 do Decreto Federal nº 3.298/1999 e suas alterações, sob responsabilidade da Infraero.

9.2 A avaliação ficará condicionada à apresentação, pelo candidato, de documento de identidade original e terá por base o Laudo Médico encaminhado no período das inscrições, conforme item 5 deste Capítulo, atestando a espécie e o grau ou nível de deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doenças – CID, bem como a provável causa da deficiência.

9.3 Não haverá segunda chamada, seja qual for o motivo alegado, para justificar o atraso ou a ausência do candidato com deficiência à avaliação tratada no item 9.

9.4 Será eliminado da lista de candidatos com deficiência aquele candidato cuja deficiência assinalada, no Formulário de Inscrição, não se fizer constatada na forma do artigo 5º e seus incisos do Decreto Federal nº 3.298/99 e suas alterações, bem como na Súmula 377 STJ, devendo o mesmo permanecer apenas na lista de classificação geral, desde que se enquadre nos limites estabelecidos neste Edital, na forma do Anexo IV.

9.4.1 Na hipótese de o candidato ter sido classificado em posição superior aos limites constantes do Anexo IV (amparado pelo item 3 do Capítulo VIII deste Edital), verificada a condição do item anterior, o mesmo será eliminado do certame.

10. As vagas definidas no item 2 deste Capítulo que não forem providas por falta de candidatos com deficiência ou por reprovação no concurso ou na perícia médica serão preenchidas pelos demais candidatos, com estrita observância à ordem classificatória por Cargo – Ocupação/Cidade de Classificação.

11. A não observância, pelo candidato, de qualquer das disposições deste Capítulo implicará a perda do direito a ser admitido para as vagas reservadas às pessoas com deficiência.

12. O laudo médico apresentado terá validade somente para este Concurso Público e não será devolvido.

13. Após a admissão do candidato, a deficiência não poderá ser arguida para justificar a concessão de aposentadoria.

V. DAS PROVAS

1. O concurso constará das seguintes provas:

CARGO – OCUPAÇÃO PROVA Nº DE QUESTÕES PESO CARÁTER DURAÇÃO DA PROVA
Analista Superior I, II, III e IV: todas as Ocupações (exceto Analista Superior III – Especialista em Navegação Aérea) Conhecimentos Básicos:-Português

-Legislação

Conhecimentos Específicos

1515

30

13 Classificatório e Eliminatório 4 horas
Redação
Analista Superior III – Especialista em Navegação Aérea Conhecimentos Básicos:-Português

-Inglês

Conhecimentos Específicos

1515

30

13 Classificatório e Eliminatório 4 horas
Redação
PEM – Profissional de Engenharia e Manutenção: todas as OcupaçõesPST – Profissional de Serviços Técnicos: todas as Ocupações Conhecimentos Básicos:-Português

-Legislação

Conhecimentos Específicos

1515

30

12 Classificatório e Eliminatório 3 horas
CRO/PNA – Profissional de Navegação AéreaCRO/PTA – Profissional de Tráfego Aéreo Conhecimentos Básicos:-Português

-Legislação

- Matemática

- Inglês

1510

15

20

1 Classificatório e Eliminatório 3 horas

2. Para todos os Cargos – Ocupações, as provas objetivas de Conhecimentos Básicos e de Conhecimentos Específicos (quando houver) constarão de questões objetivas de múltipla escolha (com cinco alternativas cada questão) e versarão sobre assuntos constantes do Conteúdo Programático do Anexo III, com base na descrição sumária das atividades e no perfil básico e de competências por Cargo – Ocupação constantes dos Anexos I e II.

3. Para os cargos de Analista Superior I, II, III e IV – todas as Ocupações, a Prova de Redação reger-se-á conforme disposto no Capítulo VIII deste Edital e será realizada no mesmo dia e período de aplicação da prova objetiva.

VI. DA PRESTAÇÃO DAS PROVAS

1. A aplicação das Provas Objetiva e Redação para todos os Cargos – Ocupações está prevista para o dia 25/09/2011 e será realizada nas cidades constantes do Capítulo II, de acordo com a opção do candidato no ato de Inscrição.

1.1 As provas para os cargos de Nível Médio serão aplicadas em períodos distintos aos cargos de Nível Superior.

2. A aplicação das provas na data prevista dependerá da disponibilidade de locais adequados à realização das mesmas.

2.1 Caso o número de candidatos inscritos exceda a oferta de lugares adequados existentes nos colégios localizados nas Cidades indicadas no Capítulo II, a Fundação Carlos Chagas reserva-se o direito de alocá-los em cidades próximas à determinada para aplicação das provas, não assumindo qualquer responsabilidade quanto ao transporte e alojamento desses candidatos.

2.2 Havendo alteração da data prevista, as provas poderão ocorrer em sábados, domingos ou feriados.

2.3 Na definição dos horários de realização das provas será considerado o horário de Brasília em todas as cidades de aplicação.

2.4 É de exclusiva responsabilidade do candidato observar as diferenças de horário decorrentes de fuso horário na cidade de realização de sua prova.

3. A confirmação da data das Provas e as informações sobre horários e locais serão divulgadas oportunamente através de Edital de Convocação para Provas, a ser publicado no Diário Oficial da União e no site da Fundação Carlos Chagas (www.concursosfcc.com.br) e por meio de Cartões Informativos que serão encaminhados aos candidatos por e-mail. Para tanto é fundamental que o endereço eletrônico constante do Formulário de Inscrição esteja completo e correto.

3.1 Não serão encaminhados Cartões Informativos a candidato cujo endereço eletrônico informado no Formulário de Inscrição esteja incompleto ou incorreto.

3.2 A comunicação feita por e-mail é meramente informativa. O candidato deverá acompanhar no Diário Oficial da União e no site da Fundação Carlos Chagas, a publicação do Edital de Convocação para realização das Provas.

3.2.1 O envio de comunicação pessoal dirigida ao candidato, ainda que extraviada ou por qualquer motivo não recebida, não desobriga o candidato do dever de consultar o Edital de Convocação para Provas.

4. O candidato que não receber o Cartão Informativo até o 3º (terceiro) dia que antecede a aplicação das provas, deverá entrar em contato com o Serviço de Atendimento ao Candidato – SAC da Fundação Carlos Chagas, pelo telefone (0XX11) 3723-4388, de segunda a sexta-feira, em dias úteis, das 10 às 16 horas (horário de Brasília), ou consultar o site da Fundação Carlos Chagas ( www.concursosfcc.com.br ).

5. Ao candidato só será permitida a realização das provas na respectiva data, no local e horário constantes do Cartão Informativo e do site da Fundação Carlos Chagas.

6. Os erros de digitação verificados no Cartão Informativo enviado ao candidato, ou erros observados nos documentos impressos, entregues ao candidato no dia da realização das provas, quanto a nome, número de documento de identidade, sexo, data de nascimento e endereço, deverão ser corrigidos por meio do site da Fundação Carlos Chagas (www.concursosfcc.com.br), de acordo com as instruções constantes da página do Concurso, até o terceiro dia útil após a aplicação das Provas.

6.1 O candidato que não solicitar as correções dos dados pessoais nos termos do item 6 deverá arcar, exclusivamente, com as consequências advindas de sua omissão.

7. Caso haja inexatidão na informação relativa à opção de Cargo – Ocupação/Cidade de Realização de Prova/Cidade de Classificação e/ou à condição de candidato com deficiência, o candidato deverá entrar em contato com o Serviço de Atendimento ao Candidato – SAC da Fundação Carlos Chagas com, no mínimo, 48 (quarenta e oito) horas de antecedência da data de realização da prova objetiva, pelo telefone (0XX11) 3723-4388.

7.1 Não será admitida troca de opção de Cargo – Ocupação/Cidade de Realização de Prova/Cidade de Classificação.

7.2 O candidato que não entrar em contato com o SAC no prazo mencionado será o exclusivo responsável pelas consequências advindas de sua omissão.

8. Somente será admitido à sala de provas o candidato que estiver portando documento de identidade original que bem o identifique, como: Carteiras e/ou Cédulas de Identidade expedidas pelas Secretarias de Segurança Pública, pelas Forças Armadas, pela Polícia Militar, pelo Ministério das Relações Exteriores; Cédula de Identidade para Estrangeiros; Cédulas de Identidade fornecidas por Órgãos ou Conselhos de Classe que, por força de Lei Federal valem como documento de identidade, como por exemplo, as da OAB, CREA, CRM, CRC etc.; Certificado de Reservista; Passaporte; Carteira de Trabalho e Previdência Social, bem como Carteira Nacional de Habilitação (com fotografia, na forma da Lei nº 9.503/97).

8.1 Os documentos deverão estar em perfeitas condições, de forma a permitir, com clareza, a identificação do candidato.

8.2 Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar, no dia de realização das provas, documento de identidade original, por motivo de perda, roubo ou furto, deverá ser apresentado documento que ateste o registro da ocorrência em órgão policial, expedido há, no máximo 30 (trinta) dias, sendo então submetido à identificação especial, compreendendo coleta de dados, de assinaturas e de impressão digital em formulário próprio.

8.3 A identificação especial será exigida, também, do candidato cujo documento de identificação gere dúvidas quanto à fisionomia, assinatura ou à condição de conservação do documento.

9. Não haverá segunda chamada ou repetição de prova.

9.1 O candidato não poderá alegar desconhecimentos quaisquer sobre a realização da prova como justificativa de sua ausência.

9.2 O não comparecimento às provas, qualquer que seja o motivo, caracterizará desistência do candidato e resultará em sua eliminação do Concurso Público.

10. Objetivando garantir a lisura e a idoneidade do Concurso Público – o que é de interesse público e, em especial, dos próprios candidatos – bem como sua autenticidade, será solicitado aos candidatos, quando da aplicação das provas, a autenticação digital das Folhas de Respostas personalizadas.

10.1 Se, por qualquer motivo, não for possível a autenticação digital, o candidato deverá apor sua assinatura, em campo específico, por três vezes.

10.2 A autenticação digital (ou assinaturas) dos candidatos na Folha de Respostas visa a atender o disposto no Capítulo XV, item 6, deste Edital.

11. O candidato deverá comparecer ao local designado munido de caneta esferográfica de tinta preta de material transparente, lápis preto nº 2 e borracha.

11.1 Por medida de segurança os candidatos deverão manter as orelhas visíveis à observação dos fiscais de sala durante a prova

12. No ato da realização das Provas serão fornecidos o Caderno de Questões personalizado e a Folha de Respostas pré-identificada com os dados do candidato, para aposição da assinatura no campo próprio e transcrição das respostas com caneta esferográfica de tinta preta.

13. Nas provas, o candidato deverá assinalar as respostas na Folha de Respostas personalizada, único documento válido para a correção da prova. O preenchimento da Folha de Respostas será de inteira responsabilidade do candidato, que deverá proceder em conformidade com as instruções específicas contidas na capa do Caderno de Questões personalizado. Em hipótese alguma haverá substituição da Folha de Respostas por erro do candidato.

13.1 Não deverá ser feita nenhuma marca fora do campo reservado às respostas ou à assinatura, pois qualquer marca poderá ser lida pelas leitoras óticas, prejudicando o desempenho do candidato.

13.2 Os prejuízos advindos de marcações feitas incorretamente na Folha de Respostas serão de inteira responsabilidade do candidato.

13.3 O candidato deverá preencher os alvéolos, na Folha de Respostas da Prova Objetiva, com caneta esferográfica de tinta preta ou reforçá-los com grafite na cor preta, se necessário.

13.4 Não serão computadas questões não assinaladas ou que contenham mais de uma resposta, emenda ou rasura, ainda que legível.

14. A Prova de Redação deverá ser redigida de forma clara e sem rasuras.

14.1 A Prova de Redação deverá ser feita pelo próprio candidato, à mão, em letra legível, com caneta esferográfica de tinta azul ou preta, não sendo permitida a interferência e/ou participação de outras pessoas, salvo em caso de candidato que tenha solicitado atendimento diferenciado para a realização das provas, de acordo com o Capítulo IV deste Edital.

14.2 Somente quando devidamente autorizado, no caso de auxílio para transcrição da prova, será designado, pela Fundação Carlos Chagas, um fiscal devidamente treinado para essa finalidade.

14.3 O candidato deverá ditar o texto a ser transcrito, especificando oralmente a grafia das palavras e os sinais gráficos de pontuação.

14.4 O candidato, ao terminar a prova, entregará ao fiscal todo o material recebido.

14.5 O candidato deverá conferir os seus dados pessoais impressos, em especial seu nome, número de inscrição e número do documento de identidade.

15. Durante a realização das provas, não será permitida nenhuma espécie de consulta ou comunicação entre os candidatos, nem a utilização de livros, códigos, manuais, impressos, máquina calculadora ou quaisquer anotações.

16. Motivará a eliminação do candidato do Concurso Público, sem prejuízo das sanções penais cabíveis, a burla ou a tentativa de burla a quaisquer das normas definidas neste Edital ou a outros relativos ao Concurso, aos comunicados, às Instruções ao Candidato ou às Instruções constantes da prova, bem como o tratamento incorreto e descortês a qualquer pessoa envolvida na aplicação das provas.

16.1 Poderá ser excluído do Concurso Público o candidato que:

a) apresentar-se após o horário estabelecido, não se admitindo qualquer tolerância;

b) apresentar-se em local diferente da convocação oficial;

c) não comparecer às provas, seja qual for o motivo alegado;

d) não apresentar documento que bem o identifique;

e) ausentar-se da sala de provas sem o acompanhamento do fiscal;

f) ausentar-se do local de provas antes de decorrida uma hora do início das provas;

g) fizer anotação de informações relativas às suas respostas no comprovante de inscrição ou em qualquer outro meio, que não o autorizado pela Fundação Carlos Chagas no dia da aplicação das provas;

h) ausentar-se da sala de provas levando Folha de Respostas, Caderno de Questões ou outros materiais não permitidos, sem autorização;

i) estiver portando armas, mesmo que possua o respectivo porte;

j) lançar mão de meios ilícitos para a execução das provas;

k) não devolver integralmente o material recebido;

l) for surpreendido em comunicação com outras pessoas ou utilizando-se de livro, anotação, impresso não permitido ou máquina calculadora ou similar;

m) estiver fazendo uso de qualquer tipo de aparelho eletrônico ou de comunicação (bip, telefone celular, relógios digitais, walkman, agenda eletrônica, notebook, palmtop, receptor, gravador, smartphones ou outros equipamentos similares), bem como protetores auriculares;

n) perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos, incorrendo em comportamento indevido.

17. Os pertences pessoais dos candidatos, tais como: bolsas, sacolas, bonés, chapéus, gorros ou similares, relógios digitais, óculos escuros, equipamentos eletrônicos como os indicados nas alíneas “l” e “m”, deverão ser lacrados antes do início das provas, utilizando saco plástico e etiqueta, a serem fornecidos pela Fundação Carlos Chagas exclusivamente para tal fim.

17.1 Os aparelhos eletrônicos deverão ser desligados pelo candidato, antes de serem lacrados.

17.2 Os pertences pessoais lacrados serão acomodados em local a ser indicado pelos fiscais de sala de prova, onde deverão ficar durante todo o período de permanência dos candidatos no local de prova. A Fundação Carlos Chagas e a Infraero não se responsabilizarão por perda ou extravio de documentos, objetos ou equipamentos eletrônicos ocorridos no local de realização das provas, nem por danos neles causados.

17.3 Os aparelhos eletrônicos deverão permanecer lacrados e desligados até a saída do candidato do local de realização das provas.

18. O candidato, ao terminar a prova, entregará ao fiscal, juntamente com a Folha de Respostas, o Caderno de Questões personalizado.

19. No dia da realização das provas, na hipótese de o nome do candidato não constar nas listagens oficiais relativas aos locais de prova estabelecidos no Edital de Convocação, a Fundação Carlos Chagas procederá à inclusão do candidato, desde que apresente comprovação de pagamento, mediante preenchimento de formulário específico.

19.1 A inclusão de que trata o item 19 será realizada de forma condicional e será analisada pela Fundação Carlos Chagas, na fase do Julgamento das Provas Objetivas, com o intuito de verificar a pertinência da referida inscrição.

19.2 Constatada a improcedência da inscrição, a mesma será automaticamente cancelada sem direito a reclamação, independentemente de qualquer formalidade, considerados nulos todos os atos dela decorrentes.

20. Quando, após a prova, for constatado, por meio eletrônico, estatístico, visual, grafológico ou por investigação policial, ter o candidato utilizado processos ilícitos, sua prova será anulada e o candidato será automaticamente eliminado do Concurso.

21. Não haverá, por qualquer motivo, prorrogação do tempo previsto para a aplicação das provas em razão de afastamento do candidato da sala de prova.

22. Em hipótese nenhuma será realizada qualquer prova fora do local, data e horário determinados.

23. Por razões de ordem técnica, de segurança e de direitos autorais adquiridos, não serão fornecidos exemplares dos Cadernos de Questões a candidatos ou a instituições de direito público ou privado, mesmo após o encerramento do Concurso. O candidato deverá consultar o site www.concursosfcc.com.br no primeiro dia útil após a aplicação das provas, para tomar conhecimento da(s) data(s) prevista(s) para divulgação das questões das Provas Objetivas, dos gabaritos e/ou dos resultados.

23.1 As questões das Provas Objetivas ficarão disponíveis pelo prazo de 7 (sete) dias a contar da data de divulgação no site da Fundação Carlos Chagas (www.concursosfcc.com.br).

VII. DO JULGAMENTO DAS PROVAS OBJETIVAS PARA TODOS OS CARGOS

1. As provas serão estatisticamente avaliadas, de acordo com o desempenho do grupo a elas submetido.

2. Considera-se grupo o total de candidatos presentes a cada uma das provas do respectivo Cargo – Ocupação/Cidade de Classificação.

3. Na avaliação de cada prova será utilizado o escore padronizado, com média igual a 50 (cinquenta) e desvio padrão igual a 10 (dez).

4. Esta padronização das notas de cada prova tem por finalidade avaliar o desempenho do candidato em relação aos demais, permitindo que a posição relativa de cada candidato reflita sua classificação em cada prova. Na avaliação das provas do Concurso,

a) é contado o total de acertos de cada candidato em cada prova;

b) são calculadas a média e o desvio padrão dos acertos de todos os candidatos em cada prova;

c) é transformado o total de acertos de cada candidato em nota padronizada (NP); para isso calcula-se a diferença entre o total de acertos do candidato na prova (A) e a média de acertos do grupo da prova ( X ), divide-se essa diferença pelo desvio padrão (s) do grupo da prova, multiplica-se o resultado por 10 (dez) e soma-se 50 (cinquenta) , de acordo com a fórmula:

Fórmula utilizada NP = ( (A – X) /s ) * 10 + 50;

NP = Nota Padronizada

A = Numero de Acertos do Candidato

X = Média de acertos do grupo

s = Desvio Padrão

d) é multiplicada a nota padronizada do candidato em cada prova pelo respectivo peso;

e) são somadas as notas padronizadas (já multiplicadas pelos pesos respectivos) de cada prova, obtendo-se, assim, o total de pontos de cada candidato.

5. Para os cargos de Analista Superior I, II, III e IV – todas as Ocupações: as Provas Objetivas de Conhecimentos Básicos e de Conhecimentos Específicos serão de caráter eliminatório e classificatório, considerando-se habilitado o candidato que tenha obtido o total de pontos, na somatória das provas mencionadas neste item, igual ou superior a 200 (duzentos).

6. Para os cargos PEM – Profissional de Engenharia e Manutenção e PST – Profissional de Serviços Técnicos, todas as Ocupações: as Provas Objetivas de Conhecimentos Básicos e de Conhecimentos Específicos serão de caráter eliminatório e classificatório, considerando-se habilitado o candidato que tenha obtido o total de pontos, na somatória das provas mencionadas neste item, igual ou superior a 150 (cento e cinquenta).

7. Para os cargos CRO/PNA – Profissional de Navegação Aérea e CRO/PTA – Profissional de Tráfego Aéreo: a Prova Objetiva de Conhecimentos Básicos será de caráter eliminatório e classificatório, considerando-se habilitado o candidato que tenha obtido nota padronizada igual ou superior a 50 (cinquenta).

8. Os candidatos não habilitados nas Provas Objetivas serão excluídos do Concurso.

9. Da divulgação dos resultados constarão somente os candidatos habilitados.

VIII. DA PROVA DE REDAÇÃO PARA OS CARGOS DE ANALISTA SUPERIOR I, II, III e IV – TODAS AS OCUPAÇÕES

1. Para os cargos de Analista Superior I, II, III e IV – todas as Ocupações, a Prova de Redação será aplicada juntamente com as provas objetivas para todos os candidatos e somente será avaliada a dos candidatos habilitados e mais bem classificados nas provas objetivas, na forma do Capítulo VII deste Edital, considerando-se, para cada Cargo – Ocupação/Cidade de Classificação, até a colocação indicada na tabela constante do Anexo IV.

2. Em caso de empate na última posição, todos os candidatos nessa condição terão as Provas de Redação avaliadas.

3. Dentre os candidatos que concorrerem às vagas reservadas aos candidatos com deficiência, serão corrigidas as Provas de Redação de todos os candidatos habilitados nas Provas Objetivas.

4. Na Prova de Redação, será apresentada uma única proposta a respeito da qual o candidato deverá desenvolver a redação.

5. Na avaliação da Prova de Redação serão considerados, para atribuição dos pontos, os seguintes aspectos:

5.1 Conteúdo – até 40 (quarenta) pontos:

a) perspectiva adotada no tratamento do tema;

b)capacidade de análise e senso crítico em relação ao tema proposto;

c) consistência dos argumentos, clareza e coerência no seu encadeamento.

5.2 A nota será prejudicada, proporcionalmente, caso ocorra uma abordagem tangencial, parcial ou diluída em meio a divagações e/ou colagem de textos e de questões apresentados na prova.

5.3 Estrutura – até 30 (trinta) pontos:

a) respeito ao gênero solicitado;

b) progressão textual e encadeamento de ideias;

c) articulação de frases e parágrafos (coesão textual).

5.4 Expressão – até 30 (trinta) pontos:

A avaliação da expressão não será feita de modo estanque ou mecânico, mas sim de acordo com sua estreita correlação com o conteúdo desenvolvido.

A avaliação será feita considerando-se:

a) desempenho linguístico de acordo com o nível de conhecimento exigido;

b) adequação do nível de linguagem adotado à produção proposta e coerência no uso;

c) domínio da norma culta formal, com atenção aos seguintes itens: estrutura sintática de orações e períodos, elementos coesivos; concordância verbal e nominal; pontuação; regência verbal e nominal; emprego de pronomes; flexão verbal e nominal; uso de tempos e modos verbais; grafia e acentuação.

6. Na aferição do critério de correção gramatical, por ocasião da avaliação do desempenho na Prova de Redação a que se refere este Capítulo, poderão os candidatos valerem-se das normas ortográficas em vigor antes ou depois daquelas implementadas pelo Decreto Presidencial nº 6.583, de 29 de setembro de 2008, em decorrência do período de transição previsto no art. 2º, parágrafo único da citada norma, que estabeleceu o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.

7. Será atribuída nota ZERO à redação que:

a) fugir à modalidade de texto solicitada e/ou ao tema proposto;

b) apresentar textos sob forma não articulada verbalmente (apenas com desenhos, números e palavras soltas ou em versos) ou qualquer fragmento de texto escrito fora do local apropriado.

c) for assinada fora do local apropriado;

d) apresentar qualquer sinal que, de alguma forma, possibilite a identificação do candidato;

e) for escrita a lápis, em parte ou em sua totalidade;

f) estiver em branco;

g) apresentar letra ilegível e/ou incompreensível.

8. A folha para rascunho no Caderno de Provas é de preenchimento facultativo. Em hipótese alguma o rascunho elaborado pelo candidato será considerado na correção da Prova de Redação pela banca examinadora.

9. Na Prova de Redação deverão ser observados os limites mínimo de 20 (vinte) linhas e máximo de 30 (trinta) linhas, sob pena de perda de pontos a serem atribuídos à Redação.

10. A Prova de Redação terá caráter eliminatório e classificatório e será avaliada na escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos, considerando-se habilitado o candidato que nela obtiver nota igual ou superior a 50 (cinquenta) pontos.

11. O candidato não habilitado na Prova de Redação será excluído do Concurso.

12. Da publicação constarão apenas os candidatos habilitados.

IX. DA CLASSIFICAÇÃO DOS CANDIDATOS

1. A nota final dos candidatos habilitados para os cargos de Analista Superior I, II III e IV – todas as Ocupações será igual ao total de pontos obtidos nas provas objetivas de Conhecimentos Básicos e de Conhecimentos Específicos mais a nota obtida na Prova de Redação, obedecidos os critérios estabelecidos nos Capítulos VII e VIII deste Edital.

2. A nota final dos candidatos habilitados para os cargos PEM – Profissional de Engenharia e Manutenção e PST – Profissional de Serviços Técnicos, todas as Ocupações será igual ao total de pontos obtidos nas provas objetivas de Conhecimentos Básicos e de Conhecimentos Específicos, obedecidos os critérios estabelecidos no Capítulo VII deste Edital.

3. A nota final dos candidatos habilitados para o cargo de CRO/PNA – Profissional de Navegação Aérea e CRO/PTA – Profissional de Tráfego Aéreo será igual à nota padronizada obtida na prova objetiva de Conhecimentos Básicos, obedecidos os critérios estabelecidos no Capítulo VII deste Edital.

4. Para os cargos de Analista Superior I, II, III e IV; PEM – Profissional de Engenharia e Manutenção e PST – Profissional de Serviços Técnicos, todas as Ocupações, na hipótese de igualdade da nota final, terá preferência, para fins de desempate, após a observância do disposto no Parágrafo Único do artigo 27 da Lei nº 10.741, de 1º de outubro de 2003 (Estatuto do Idoso), sucessivamente, o candidato que:

4.1 obtiver maior nota padronizada ponderada na Prova Objetiva de Conhecimentos Específicos;

4.2 obtiver maior nota na Prova de Redação, quando for o caso;

4.3 obtiver maior número de acertos em Legislação, da Prova Objetiva de Conhecimentos Básicos;

4.4 persistindo o empate, o que tiver maior idade.

4.5 Comprovar ter exercido efetivamente a função de jurado no período entre a data de publicação da Lei nº 11.689/08 e a data de término das inscrições;

5. Para os cargos CRO/PNA – Profissional de Navegação Aérea e CRO/PTA – Profissional de Tráfego Aéreo, na hipótese de igualdade da nota final, terá preferência, para fins de desempate, após a observância do disposto no Parágrafo Único do artigo 27 da Lei nº 10.741, de 1º de outubro de 2003 (Estatuto do Idoso), sucessivamente, o candidato que:

5.1 obtiver maior número de acertos em Português, da Prova Objetiva de Conhecimentos Básicos;

5.2 obtiver maior número de acertos em Legislação, da Prova Objetiva de Conhecimentos Básicos;

5.3 persistindo o empate, o que tiver maior idade.

5.4 Comprovar ter exercido efetivamente a função de jurado no período entre a data de publicação da Lei nº 11.689/08 e a data de término das inscrições;

6. Serão consideradas, para fins de desempate, a data limite para correção de dados cadastrais estabelecida no item 6 do Capítulo VI, deste Edital.

7. Para cada Cargo – Ocupação/Cidade de Classificação serão publicadas duas listagens de candidatos habilitados no Concurso Público, em ordem classificatória: uma com a relação de todos os candidatos, inclusive os candidatos com deficiência, e outra somente com a relação dos candidatos com deficiência, quando houver, conforme Capítulo IV.

X. DOS RECURSOS

1. Será admitido recurso quanto:

a) ao indeferimento do requerimento de isenção do valor da inscrição;

b) à aplicação das provas;

c) à divulgação das questões da Prova Objetiva e dos gabaritos preliminares;

d) à vista da Prova de Redação;

e) aos resultados das provas;

2. O prazo para interposição de recurso será de 2 (dois) dias úteis após a concretização do evento que lhes disser respeito, tendo como termo inicial o 1º dia útil subsequente à data do evento a ser recorrido.

2.1 Admitir-se-á um único recurso por candidato para cada evento referido no item 1 deste Capítulo, devidamente fundamentado, sendo desconsiderado recurso de igual teor.

2.2 Somente serão considerados os recursos interpostos no prazo estipulado para a fase a que se referem.

3. Os recursos quanto ao indeferimento do pedido de isenção do valor da inscrição deverão ser interpostos exclusivamente através do site da Fundação Carlos Chagas (www.concursosfcc.com.br), de acordo com as instruções constantes na página do Concurso Público.

4. Os recursos quanto a aplicação das provas, às questões da Prova Objetiva e gabaritos preliminares, à vista da Prova de Redação e aos resultados das provas deverão ser remetidos através dos Correios, por SEDEX, à Fundação Carlos Chagas, (Departamento de Execução de Projetos/DEP – Ref: Recurso-Infraero, Av. Prof. Francisco Morato, 1565 – Jardim Guedala, São Paulo – SP, CEP 05513- 900).

Modelo de Identificação de Recurso

Concurso: InfraeroCandidato: ___________________________________

Nº do Documento de Identidade: ________________________

Nº de Inscrição: ___________________________________ Cargo – Ocupação:

Nº do caderno: _______ (apenas para recursos sobre o item 1, “c”)

Nº da Questão: _______ (apenas para recursos sobre o item 1, “c”)

Fundamentação e argumentação lógica: _________________

Data: _____/_____/________

Assinatura: ___________________________

4.1 Não serão aceitos os recursos interpostos em prazo destinado a evento diverso do questionado.

5. Será concedida Vista da Prova de Redação a todos os candidatos habilitados na Prova Objetiva, conforme item 1 do Capítulo VIII, em período a ser informado em edital específico.

5.1 A vista da Prova de Redação será realizada através do site da Fundação Carlos Chagas (www.concursosfcc.com.br), em data e horário a serem oportunamente divulgados no Diário Oficial da União.

5.2 As instruções para a vista de prova serão disponibilizadas no site da Fundação Carlos Chagas.

6. Não serão aceitos pedidos de vista da Prova de Redação ou recursos interpostos por fac-símile (fax), telex, Correios, telegrama ou outro meio que não seja o especificado neste Edital.

7. A Banca Examinadora constitui última instância para recursos, sendo soberana em suas decisões, razão pela qual não caberão recursos adicionais.

8. O(s) ponto(s) relativo(s) à(s) questão(ões) eventualmente anulada(s) será(ão) atribuído(s) a todos os candidatos presentes à prova, independentemente de formulação de recurso.

9. O gabarito divulgado poderá ser alterado, em função dos recursos interpostos e as provas serão corrigidas de acordo com o gabarito oficial definitivo.

10. Na ocorrência do disposto nos itens 8 e 9, poderá haver, eventualmente, alteração da classificação inicial obtida para uma classificação superior ou inferior ou, ainda, poderá ocorrer a desclassificação do candidato que não obtiver a nota mínima exigida para a prova.

11. Serão indeferidos os recursos:

a) cujo teor desrespeite a Banca Examinadora.

b) que estejam em desacordo com as especificações contidas neste Capítulo e com as instruções disponibilizadas no site da Fundação Carlos Chagas.

c) sem fundamentação ou com fundamentação inconsistente, incoerente ou intempestivo.

12. As decisões dos recursos serão dadas a conhecer aos candidatos por meio do site da Fundação Carlos Chagas www.concursosfcc.com.br, e ficarão disponibilizadas pelo prazo de 7 (sete) dias a contar da data de sua divulgação

XI. DA HOMOLOGAÇÃO

1. O resultado final do concurso, após decididos todos os recursos interpostos, será homologado pela Infraero e publicado no Diário Oficial da União, em duas listas, por Cargo – Ocupação/Cidade de Classificação, em ordem classificatória, com pontuação: uma lista contendo a classificação de todos os candidatos, inclusive a dos candidatos com deficiência e outra somente com a classificação dos candidatos com deficiência.

XII. DA CONVOCAÇÃO PARA REALIZAÇÃO DE EXAMES MÉDICOS E COMPROVAÇÃO DE PRÉ-REQUISITOS

1. A convocação dos candidatos obedecerá rigorosamente à ordem de classificação por Cargo – Ocupação/Cidade de Classificação, conforme opção realizada no ato de inscrição.

2. A convocação se dará por meio de telegrama enviado pelos Correios, com Pedido de Confirmação, para o endereço indicado no formulário de inscrição.

3. Será considerado desistente definitivo e eliminado do Concurso Público o candidato que, quando convocado, não comparecer no período estipulado.

XIII. DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA PARA OS CARGOS CRO – CADASTRO RESERVA OPERACIONAL

1. A avaliação psicológica será realizada somente para os candidatos aos Cargos – Ocupações CRO – PNA Cadastro Reserva Operacional – Profissional de Navegação Aérea e CRO – PTA Cadastro Reserva Operacional – Profissional de Tráfego Aéreo habilitados na prova objetiva. Visará aferir se o candidato possui perfil adequado ao exercício das atividades inerentes ao Cargo – Ocupação, sendo de caráter eliminatório.

1.1 A avaliação psicológica será realizada quando da convocação para a realização dos exames médicos pela INFRAERO.

2. A avaliação psicológica dos(as) candidatos(as) será realizada por empresa contratada pela Infraero para essa finalidade, observados os critérios definidos pelo Conselho Federal de Psicologia – CFP conforme Resolução CFP nº 01/2002.

3. A avaliação psicológica consistirá na aplicação de testes de nível e aptidão mental, testes de personalidade, prova situacional e de entrevistas não direcionadas, tendo como resultado parecer “RECOMENDADO” ou “NÃO RECOMENDADO” ao Cargo – Ocupação a que se destina.

4. Com base nas observações e nos resultados obtidos através da análise quantitativa, será elaborada a análise qualitativa, na qual o perfil obtido será comparado ao exigido ao Cargo – Ocupação proposto, conforme ANEXO IV, sendo este favorável ou não ao ingresso do candidato ao curso de formação.

5. Após a análise citada no item 4 deste Capitulo, o candidato será informado do resultado de sua avaliação psicológica pela empresa contratada, através de entrevista devolutiva.

6. Ao candidato que for considerado “não recomendado” na avaliação psicológica é assegurada apresentação de recurso no prazo de 2 (dois) dias úteis, que será avaliado pela empresa responsável pelo processo.

6.1 Não serão aceitos recursos de recursos.

XIV. DO CURSO DE FORMAÇÃO – CARGOS CRO – CADASTRO DE RESERVA OPERACIONAL E AS III – ESPECIALISTA EM NAVEGAÇÃO AÉREA

1. Os candidatos habilitados para os Cargos – Ocupações CRO – PNA Cadastro Reserva Operacional – Profissional de Navegação Aérea; CRO – PTA Cadastro Reserva Operacional – Profissional de Tráfego Aéreo e AS III – Especialista em Navegação Aérea poderão ser convocados para o curso de formação, de caráter eliminatório, de acordo com as necessidades e conveniências da INFRAERO, podendo o candidato desistir definitiva ou temporariamente.

1.1 A convocação dos candidatos obedecerá rigorosamente a ordem de classificação por Cargo – Ocupação/Cidade de Classificação, conforme opção realizada no ato de inscrição.

1.2 A convocação se dará por meio de telegrama enviado pelos Correios, com Pedido de Confirmação, para o endereço indicado no formulário de inscrição.

2. O curso de formação para o cargo AS III – Especialista em Navegação Aérea ocorrerá em uma única fase a ser realizada no Instituto de Controle do Espaço Aéreo – ICEA, atualmente localizado na cidade de São José dos Campos – SP, ou em local a ser definido pela Infraero, e terá duração variável de 30 (trinta) a 50 (cinquenta) dias.

2.1 O curso de formação para o cargo AS III – Especialista em Navegação Aérea será custeado pela Infraero.

2.2 É facultada ao candidato a desistência temporária. Neste caso, o candidato renunciará a sua classificação de origem e será posicionado em último lugar na relação dos aprovados para o Cargo – Ocupação/Cidade de Classificação, aguardando nova convocação, que poderá ou não se efetivar no período de vigência do Concurso Público.

2.3 O candidato convocado para o curso de formação poderá desistir temporariamente, até 3 (três) dias úteis antes do início do curso de formação.

2.4 A desistência após essa data ou durante ou após o curso de formação será considerada definitiva.

2.5 Será considerado desistente e eliminado do Concurso Público o candidato que, quando convocado, não comparecer no período estipulado.

2.6 Para a inscrição no curso de formação, o candidato ao Cargo – Ocupação AS III – Especialista em Navegação Aérea deverá:

a) comprovar os requisitos exigidos no item 2 do Capítulo II;

b) ter sido considerado apto em exames médicos realizados pela INFRAERO

2.7 Durante o período do curso de formação, o aluno receberá uma Bolsa-Auxílio, cujo valor atual é de R$ 1.985,80 (Hum mil, novecentos e oitenta e cinco reais e oitenta centavos), correspondente a 80% (oitenta por cento) da categoria/padrão D/36 da tabela salarial da INFRAERO.

2.8 Outras despesas não previstas neste edital serão custeadas pelo candidato.

2.9 O candidato aprovado, que for empregado da INFRAERO, ao ser convocado para participar do curso de formação, só poderá fazê-lo se o cargo operacional para o qual optou tiver categoria/padrão inicial superior ou igual a categoria/padrão inicial prevista para o seu cargo atual. Caso contrário, será desclassificado do concurso.

2.10 Quando o candidato habilitado for empregado da INFRAERO, receberá seu salário base, benefícios e a Bolsa-Auxílio, conforme subitem 2.7, que será providenciada por meio da folha de pagamento.

2.11 Serão fornecidas passagens aos candidatos convocados para a realização do curso de formação, da cidade de classificação até a cidade onde ocorrerá a formação, e passagens de retorno à cidade de classificação quando do término do curso.

2.12 Caso haja desistência por parte do candidato em qualquer das etapas do curso de formação, não serão fornecidas passagens de retorno.

2.13 Após o término do treinamento prático, o candidato nele aprovado será admitido na Cidade de Classificação, conforme opção realizada no ato de inscrição.

3. O curso de formação para os cargos CRO – PNA Cadastro Reserva Operacional – Profissional de Navegação Aérea e CRO – PTA Cadastro Reserva Operacional – Profissional de Tráfego Aéreo será subdividido em duas fases, sendo a primeira realizada no Instituto de Controle do Espaço Aéreo – ICEA, atualmente localizado na cidade de São José dos Campos – SP, ou em local a ser definido pela Infraero, e a segunda fase (treinamento prático) em uma das Dependências da Infraero.

3.1 É facultada ao candidato a desistência temporária quando da convocação para o curso de formação. Neste caso, o candidato renunciará a sua classificação de origem e será posicionado em último lugar na relação dos aprovados para o Cargo/Cidade de Classificação, aguardando nova convocação, que poderá ou não se efetivar no período de vigência do Concurso Público.

3.2 O candidato convocado para o curso de formação poderá desistir temporariamente, até 3 (três) dias úteis antes do início da primeira fase do curso de formação.

3.3 A desistência após essa data ou durante ou após o curso de formação será considerada definitiva.

3.4 Será considerado desistente e eliminado do Concurso Público o candidato que, quando convocado, não comparecer no período estipulado.

3.5 Para a inscrição no curso de formação, o candidato aos cargos CRO – PNA Cadastro Reserva Operacional – Profissional de Navegação Aérea e CRO – PTA Cadastro Reserva Operacional – Profissional de Tráfego Aéreo deverá:

a) comprovar os requisitos exigidos no item 2 do Capítulo II;

b) ter sido considerado apto em inspeção de saúde a ser realizada pela área de saúde da Aeronáutica e exames médicos realizados pela INFRAERO;

c) Ter obtido parecer “recomendado” na avaliação psicológica.

3.6 Os cursos de formação para os Cargos – Ocupações CRO – PTA – Profissional de Tráfego Aéreo e CRO – PNA Profissional de Navegação Aérea serão custeados pela INFRAERO, cuja primeira fase terá duração variável entre 4 (quatro) a 10 (dez) meses, no ICEA ou em local a ser definido pela INFRAERO, e a segunda fase, de 2 (dois) a 5 (cinco) meses em Dependência da Infraero.

3.7 Durante o período do curso de formação, o aluno receberá uma Bolsa-Auxílio, cujo valor atual é de R$ 1.985,80 (Hum mil, novecentos e oitenta e cinco reais e oitenta centavos), correspondente a 80% (oitenta por cento) da categoria/padrão D/36 da tabela salarial da INFRAERO.

3.8 Outras despesas não previstas neste edital serão custeadas pelo candidato.

3.9 O candidato aprovado, que for empregado da INFRAERO, ao ser convocado para participar do curso de formação, só poderá fazê-lo se o cargo operacional para o qual optou tiver categoria/padrão inicial superior ou igual a categoria/padrão inicial prevista para o seu cargo atual. Caso contrário, será desclassificado do concurso.

3.10 Quando o candidato aprovado for empregado da INFRAERO, receberá seu salário base, benefícios e a Bolsa-Auxílio, conforme subitem 3.7, que será providenciada por meio da folha de pagamento.

3.11 Serão fornecidas passagens aos candidatos convocados para a realização da primeira fase do curso de formação, da cidade de classificação até a cidade de São José dos Campos, e passagens de retorno à cidade de classificação quando do término da primeira fase.

3.12 Serão fornecidas, também, passagens aos candidatos para a realização da segunda fase do curso de formação, da cidade de classificação até a localidade de realização do treinamento prático e da localidade do treinamento prático até a cidade de admissão, se esta for diferente da outra.

3.13 Caso haja desistência por parte do candidato em qualquer das etapas do curso de formação, não serão fornecidas passagens de retorno.

3.14 Após o término do treinamento prático, o candidato nele aprovado será admitido na Cidade de Classificação, conforme opção realizada no ato de inscrição.

XV. DA ADMISSÃO

1. A convocação dos candidatos para a admissão obedecerá rigorosamente a ordem de classificação por Cargo – Ocupação/Cidade de Classificação, conforme opção realizada no ato de inscrição.

1.1 A convocação se dará por meio de telegrama enviado pelos Correios, com Pedido de Confirmação, para o endereço indicado no formulário de inscrição.

2. O candidato convocado para admissão deverá apresentar originais e cópias dos seguintes documentos:

a) Comprovação de escolaridade/pré-requisitos constantes do Anexo I deste Edital;

b) Comprovação dos requisitos enumerados no item 2 do Capítulo II;

c) Certidão de Nascimento ou casamento com as respectivas averbações, se for o caso;

d) Título de Eleitor com comprovante de votação na última eleição ou certidão de quitação eleitoral;

e) Certificado de Reservista ou de dispensa de incorporação para candidatos do sexo masculino, dispensados os que forem admitidos a partir de 1º de janeiro do ano em que completarem 46 (quarenta e seis) anos de idade, de acordo com o disposto no art. 19 do Decreto Nº 57.654/66;

f) Cédula de Identidade;

g) Cadastro de Pessoa Física – CPF;

h) Documento de inscrição no PIS/PASEP, se houver;

i) Quatro fotos 3X4 recentes;

j) Currículo;

k) Comprovante de residência;

l) Comprovação de ter exercido efetivamente a função de jurado, conforme item 2.6 do Capítulo XI deste Edital.

m) Para os Cargos – Ocupações CRO – PTA – Profissional de Tráfego Aéreo; CRO – PNA Profissional de Navegação Aérea e AS III – Especialista em Navegação Aérea, Certificado de Conclusão do Curso de Formação.

2.1 Serão aceitas cópias não autenticadas dos documentos exigidos, se acompanhados dos originais.

3. O candidato que não atender aos prazos estabelecidos pela Infraero, quando da convocação, será considerado desistente definitivo.

4. A admissão será condicionada:

a) à existência de vaga;

b) à necessidade e à disponibilidade orçamentária da Infraero;

c) ao atendimento ao disposto no item 2 deste Capítulo;

5. A critério da Infraero, os candidatos aprovados em um Cargo/Ocupação/Cidade de Classificação poderão ser aproveitados em outras localidades onde existam vagas para o mesmo Cargo/Ocupação, nas quais não haja candidatos aprovados, respeitando a ordem de classificação:

5.1 O aproveitamento de candidatos de outras localidades obedecerá rigorosamente o critério de Localidade mais próxima para qual haja cadastro para o Cargo/Ocupação a ser convocado.

5.2 O candidato que aceitar esta convocação deverá declarar, por escrito, que aceita ser admitido em cidade diferente daquela para onde concorreu, desistindo definitivamente do local para o qual foi aprovado e classificado.

5.3 Na ocorrência desta situação, a Infraero não se responsabilizará em hipótese alguma, por qualquer despesa de mudança de domicílio, deslocamento ou estada disto decorrente.

5.4 A critério do candidato, este poderá não aceitar a convocação excepcional, de que trata este item, sem prejuízo de sua classificação no Cargo – Ocupação/Cidade de Classificação.

6. A Infraero, no momento do recebimento dos documentos para a admissão, afixará 1 (uma) fotografia (3×4) cm do candidato no Cartão de Autenticação Digital – CAD, e, na sequência, coletará a assinatura do candidato e procederá à autenticação digital no Cartão para confirmação dos dados digitais e/ou assinaturas solicitadas no dia da realização das provas.

7. A falta de comprovação de qualquer dos requisitos para a admissão ou a prática de falsidade ideológica em prova documental acarretará cancelamento da inscrição do candidato, sua eliminação do respectivo concurso público e anulação de todos os atos com respeito a ele praticados pela Infraero, ainda que já tenha sido publicado o edital de homologação do resultado final, sem prejuízo das sanções legais cabíveis.

XVI. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

1. A inscrição do candidato implicará o conhecimento das presentes instruções e a tácita aceitação das condições do Concurso, tais como se acham estabelecidas neste Edital e nas normas legais pertinentes, bem como em eventuais aditamentos e instruções específicas para a realização do certame, acerca das quais não poderá alegar desconhecimento.

2. A legislação com vigência após a data de publicação deste Edital, bem como as alterações em dispositivos constitucionais, legais e normativos a ela posteriores não serão objeto de avaliação nas provas do Concurso.

3. O Concurso Público terá validade de 2 (dois) anos, a contar da data da publicação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por igual período, a critério da Infraero.

4. Em obediência ao inciso IV do Art. 37 da Constituição Federal, havendo candidatos pertencentes a cadastros válidos mais antigos, estes terão prioridade na convocação sobre os concursados deste certame;

5. De acordo com a necessidade, a Infraero poderá abrir novo concurso para cargos nos quais ainda exista cadastro reserva, garantindo-se a prioridade de convocação dos candidatos pertencentes ao cadastro mais antigo.

6. A Infraero poderá homologar por atos diferentes e em épocas distintas o resultado final dos diversos Cargos – Ocupações deste Concurso.

7. A Infraero reserva-se o direito de proceder às contratações em número que atenda ao interesse e às necessidades do serviço e de acordo com a disponibilidade orçamentária.

8. O empregado poderá ser transferido de localidade, dentro do território brasileiro e onde haja dependências da Infraero, respeitadas as normas legais.

9. Todos os atos relativos ao presente Concurso até a data de homologação do certame, como convocações, avisos e comunicados, serão publicados no Diário Oficial da União e ficarão à disposição dos candidatos no site da Fundação Carlos Chagas (www.concursosfcc.com.br).

10. A Infraero divulgará, no Diário Oficial da União, a data em que estará disponível o resultado das provas do Concurso Público, por meio do Edital de Resultado.

11. A Fundação Carlos Chagas disponibilizará o boletim de desempenho nas provas para consulta por meio do CPF e do número de inscrição do candidato, no endereço eletrônico www.concursosfcc.com.br em data a ser determinada no Edital de Resultado, a ser publicada no Diário Oficial da União, conforme item 10 deste Capítulo.

12. O acompanhamento das publicações, editais, avisos e comunicados referentes ao Concurso Público é de responsabilidade exclusiva do candidato. Não serão prestadas por telefone informações relativas ao resultado do Concurso Público.

13. Não serão fornecidos atestados, declarações, certificados ou certidões relativos à habilitação, classificação ou nota de candidatos, valendo para tal fim o boletim de desempenho disponível no endereço eletrônico da Fundação Carlos Chagas, conforme item 11 deste Capítulo, e a publicação da homologação do resultado do concurso do Diário Oficial da União, conforme Capítulo XI deste Edital.

14. Em caso de alteração dos dados pessoais (nome, endereço, telefone para contato, sexo, data de nascimento etc.) constantes do Formulário de Inscrição, o candidato deverá:

14.1 Efetuar a atualização dos dados pessoais até o terceiro dia útil após a aplicação das provas, conforme estabelecido no item 6 do Capítulo VI deste Edital, por meio do site www.concursosfcc.com.br.

14.2 Após o prazo estabelecido no item 14.1 até a homologação dos Resultados, encaminhar via Sedex ou Aviso de Recebimento (AR), à Fundação Carlos Chagas (Serviço de Atendimento ao Candidato – SAC – Ref.: Atualização de Dados Cadastrais/Infraero – Av. Prof. Francisco Morato, 1565, Jardim Guedala – São Paulo – SP – CEP 05513-900).

14.3 Após a homologação dos resultados, comparecer à área de RH/Pessoal da Sede ou de qualquer aeroporto administrado pela Infraero.

14.4 As alterações nos dados pessoais quanto aos critérios de desempate estabelecidos nos itens 4.4, 4.5, 5.3 e 5.4 do Capítulo IX deste Edital, somente serão consideradas quando solicitadas no prazo estabelecido no item 6 do capítulo VI do presente Edital.

15. É de responsabilidade do candidato manter seu endereço e telefone atualizados para viabilizar os contatos necessários, sob pena de perder os prazos de comparecimento.

15.1 O candidato aprovado deverá manter seu endereço atualizado até que se expire o prazo de validade do Concurso.

16. A Infraero e a Fundação Carlos Chagas não se responsabilizam por eventuais prejuízos ao candidato decorrentes de:

a) endereço residencial ou eletrônico não atualizado;

b) endereço de difícil acesso;

c) correspondência devolvida pela ECT por razões diversas de fornecimento e/ou endereço errado do candidato;

d) correspondência recebida por terceiros.

17. A qualquer tempo poder-se-á anular a inscrição, prova e/ou tornar sem efeito a participação do candidato, em todos os atos relacionados ao Concurso, quando constatada a omissão, declaração falsa ou diversa da que devia ser escrita, com a finalidade de prejudicar direito ou criar obrigação.

17.1 Comprovada a inexatidão ou irregularidades descritas no item 17 deste Capítulo, o candidato estará sujeito a responder por Falsidade Ideológica de acordo com o artigo 299 do Código Penal.

18. Os itens deste Edital poderão sofrer eventuais alterações, atualizações ou acréscimos enquanto não consumada a providência ou evento que lhes disser respeito, circunstância que será mencionada em Edital ou aviso a ser publicado.

19. As despesas relativas à participação do candidato no Concurso e à apresentação para admissão e exercício correrão às expensas do próprio candidato.

20. Prescreverá em um ano, a contar da data em que for publicada a homologação do resultado final, o direito de ação contra quaisquer atos relativos a este Concurso Público.

21. A Infraero e a Fundação Carlos Chagas não se responsabilizam por quaisquer cursos, textos, apostilas e outras publicações referentes a este Concurso.

22. Todos os cálculos descritos neste Edital, relativos aos resultados das provas, serão realizados com duas casas decimais, arredondando-se para cima sempre que a terceira casa decimal for maior ou igual a cinco.

23. Distribuídos os Cadernos de Questões aos candidatos e, na remota hipótese de verificarem-se falhas de impressão, o Coordenador do Colégio, antes do início da prova, diligenciará no sentido de:

a) substituição dos Cadernos de Questões defeituosos;

b) em não havendo número suficiente de Cadernos para a devida substituição, procederá à leitura dos itens onde ocorreram falhas, usando, para tanto, um Caderno de Questões completo;

c) se a ocorrência verificar-se após o início da prova, o Coordenador do Colégio, após ouvido o Plantão da Fundação Carlos Chagas, estabelecerá prazo para compensação do tempo usado para regularização do caderno.

24. As ocorrências não previstas neste Edital, os casos omissos e os casos duvidosos serão resolvidos, em caráter irrecorrível, pela Infraero e pela Fundação Carlos Chagas, no que a cada uma couber.

ANEXO I

PRÉ-REQUISITOS, DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES, SALÁRIOS E BENEFÍCIOS

1. Além do Salário descrito no quadro abaixo, o candidato admitido na Infraero fará jus, dentre outros, aos seguintes benefícios, conforme Acordo Coletivo de Trabalho 2010/2011:

a) Programa alimentação no valor de R$ 669,50 (seiscentos e sessenta e nove reais e cinquenta centavos) ao mês, com participação do empregado sobre este valor, conforme tabela abaixo.

b) Cesta Alimentação no valor de R$ 44,63 (quarenta e quatro reais e sessenta e três centavos) ao mês.

c) Programa de Assistência Médica Infraero – PAMI e Convênio com a Unimed Nacional, sem mensalidade, mas com participação do empregado sobre este valor, conforme tabela abaixo, no caso de utilização.

d) Programa de Auxílio Odontológico – cota anual de reembolso no valor de R$ 2.236,15 (dois mil duzentos e trinta e seis reais) com participação do empregado sobre este valor, conforme tabela abaixo, no caso de utilização.

e) Programa de Auxílio-Babá ou Auxílio-Creche para empregados com filhos na faixa etária entre zero a seis anos, onze meses e vinte e nove dias, no valor de R$ 248,45 ao mês.

e.1) A empregada é isenta da participação nos custos e o empregado passa a ter participação nos custos, conforme tabela abaixo, quando o dependente completar dois anos e um dia.

f) Auxílio-Combustível no valor de R$ 150,00 (cento e cinquenta reais) ao mês com participação de 4% pelo empregado, ou Programa Transporte Funcional através do fornecimento de vale-transporte, com participação variável conforme a tabela abaixo, sobre o valor do benefício.

1.1 Os benefícios, bem como os valores acima, poderão sofrer alteração e até mesmo supressão, mediante Acordo Coletivo de Trabalho a ser firmado entre a Infraero e o Sindicato da categoria.

TABELA DE PARTICIPAÇÃO

CARGO PARTICIPAÇÃO
PEM 8%
PST 8%
CRO – PNA 8%
CRO – PTA 8%
AS I 15%
AS II 15%
AS III 15%
AS IV 15%

Ensino Superior Completo

Cargo – Ocupação Pré-requisitos para Admissão Descrição sumária das atividades Salário
ASI – Analista Superior I – Arquivista - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Arquivologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC);- Registro no Ministério do Trabalho e Emprego Orientar, planejar, assessorar, executar, organizar e acompanhar o processo documental, informativo e de arquivo. R$ 2.818,86
AS I – Analista Superior I – Assistente Social - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Serviço Social, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC);- Registro no CRESS – Conselho Regional de Serviço Social. Executar, sob supervisão direta, atividades pertinentes à área de Serviço Social que colaborem com o bem-estar do empregado e a eficiência da Empresa. R$ 2.818,86
AS I – Analista Superior I – Biólogo - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Biologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC);- Registro no CRBio – Conselho Regional de Biologia. Atender às demandas de Meio Ambiente, principalmente no controle de fauna e avifauna encontrada nos sítios aeroportuários. R$ 2.818,86
AS I – Analista Superior I – Especialista em Comunicação Social – Jornalismo - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Comunicação Social – habilitação Jornalismo, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC);- Registro no Ministério do Trabalho e Emprego Executar atividades pertinentes à área de Comunicação Social que auxiliem na divulgação e promoção da Empresa. R$ 2.818,86
AS I – Analista Superior I – Especialista em Comunicação Social – Publicidade - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Comunicação Social – habilitação Publicidade, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC); Executar atividades pertinentes à área de Comunicação. Social que auxiliem na divulgação e promoção da Empresa R$ 2.818,86
AS I – Analista Superior I – Especialista em Comunicação Social – Relações Públicas - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Comunicação Social – habilitação Relações Públicas, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC);- Registro no CRRP – Conselho Regional de Relações Públicas. Executar atividades pertinentes à área de Comunicação Social que auxiliem na divulgação e promoção da Empresa. R$ 2.818,86
AS I – Analista Superior I – Pedagogo - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Pedagogia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC);- Registro junto ao Ministério da Educação. Executar atividades técnico-pedagógicas que assistam às diversas áreas da Empresa. R$ 2.818,86
AS I – Analista Superior I – Psicólogo - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Psicologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC);- Registro no CRP – Conselho Regional de Psicologia. Realizar atividades auxiliares ao desenvolvimento e a integração dos recursos humanos da Organização. R$ 2.818,86
AS II – Analista Superior II – Administrador - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Administração, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC);- Registro no CRA – Conselho Regional de Administração. Realizar as atividades pertinentes ao controle e acompanhamento dos procedimentos administrativos utilizados na Empresa. R$ 3.201,08
AS II – Analista Superior II – Advogado - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC);- Registro na OAB – Ordem dos Advogados do Brasil. Realizar as atividades jurídicas necessárias às diversas áreas da Empresa. R$ 3.201,08
AS II – Analista Superior II – Auditor - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Ciências Contábeis ou Ciências Econômicas ou Administração, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC);- Certificado de conclusão de Curso de Auditoria Interna (carga horária mínima de 40h);- Registro no CRC – Conselho Regional de Contabilidade ou CRE – Conselho Regional de Economia ou CRA – Conselho Regional de Administração. Realizar as atividades necessárias ao exame analítico dos procedimentos das atividades contábil-financeira, administrativa, operacional e outras afins, pertinentes às diversas áreas da Empresa. R$ 3.201,08
AS II – Analista Superior II – Contador - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Ciência Contábeis, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC);- Registro no CRC – Conselho Regional de Contabilidade. Organizar e controlar as atividades contábeis pertinentes às diversas áreas da Empresa. R$ 3.201,08
AS II – Analista Superior II – Economista - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Ciências Econômicas, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC);- Registro no CRE – Conselho Regional de Economia. Realizar as atividades pertinentes à análise econômico- financeira, necessárias às diversas áreas da Empresa. R$ 3.201,08
AS III – Analista Superior III – Analista de Sistemas – Engenharia de Software - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior na área de Tecnologia da Informação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC); ou diploma, devidamente registrado, de conclusão de qualquer curso de nível superior, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, acompanhado de certificado de curso de pós- graduação (especialização, mestrado ou doutorado) na área de Tecnologia da Informação de, no mínimo, 360 horas, fornecido por instituição reconhecida pelo MEC. Realizar atividades de nível superior, de natureza técnica relacionadas ao planejamento, organização, supervisão, assessoramento, estudo e pesquisa, que envolverá tarefas inerentes às seguintes áreas de atuação: engenharia de software e engenharia de usabilidade. R$ 3.635,12
AS III – Analista Superior III – Analista de Sistemas – Banco de Dados e Administração de Dados - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior na área de Tecnologia da Informação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC); ou diploma, devidamente registrado, de conclusão de qualquer curso de nível superior, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, acompanhado de certificado de curso de pós- graduação (especialização, mestrado ou doutorado) na área de Tecnologia da Informação de, no mínimo, 360 horas, fornecido por instituição reconhecida pelo MEC. Realizar atividades de nível superior, de natureza técnica, relacionadas ao planejamento, organização, supervisão, assessoramento, estudo e pesquisa, que envolverá tarefas inerentes às seguintes áreas de atuação: banco de dados; administração de dados; soluções de suporte à decisão. R$ 3.635,12
AS III – Analista Superior III – Analista de Sistemas – Desenvolvimento e Manutenção - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior na área de Tecnologia da Informação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC); ou diploma, devidamente registrado, de conclusão de qualquer curso de nível superior, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, acompanhado de certificado de curso de pós- graduação (especialização, mestrado ou doutorado) na área de Tecnologia da Informação de, no mínimo, 360 horas, fornecido por instituição reconhecida pelo MEC. Realizar atividades de nível superior, de natureza técnica, relacionadas ao planejamento, organização, supervisão, assessoramento, estudo e pesquisa, que envolverá tarefas inerentes às seguintes áreas de atuação: desenvolvimento, implantação, manutenção de sistemas informatizados, gestão de dados e gestão de demandas. R$ 3.635,12
AS III – Analista Superior III – Analista de Sistemas – Gestão de TI - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior na área de Tecnologia da Informação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC); ou diploma, devidamente registrado, de conclusão de qualquer curso de nível superior, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, acompanhado de certificado de curso de pós- graduação (especialização, mestrado ou doutorado) na área de Tecnologia da Informação de, no mínimo, 360 horas, fornecido por instituição reconhecida pelo MEC. Realizar atividades de nível superior, de natureza técnica, relacionadas ao planejamento, organização, supervisão, assessoramento, estudo e pesquisa, que envolverá tarefas inerentes às seguintes áreas de atuação: gestão de projetos, qualidade de software, atendimento ao cliente; gestão de aquisição de bens e serviços de TI. R$ 3.635,12
AS III – Analista Superior III – Analista de Sistemas – Rede e Suporte - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior na área de Tecnologia da Informação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC); ou diploma, devidamente registrado, de conclusão de qualquer curso de nível superior, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, acompanhado de certificado de curso de pós- graduação (especialização, mestrado ou doutorado) na área de Tecnologia da Informação de, no mínimo, 360 horas, fornecido por instituição reconhecida pelo MEC. Realizar atividades de nível superior, de natureza técnica, relacionadas ao planejamento, organização, supervisão, assessoramento, estudo e pesquisa, que envolverá tarefas inerentes às seguintes áreas de atuação: ambientes operacionais corporativos e infra-estrutura de servidores;. tecnologia de rede; tecnologia de telecomunicações R$ 3.635,12
AS III – Analista Superior III – Analista de Sistemas – Segurança da Informação - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior na área de Tecnologia da Informação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC); ou diploma, devidamente registrado, de conclusão de qualquer curso de nível superior, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, acompanhado de certificado de curso de pós- graduação (especialização, mestrado ou doutorado) na área de Tecnologia da Informação de, no mínimo, 360 horas, fornecido por instituição reconhecida pelo MEC. Realizar atividades de nível superior, de natureza técnica, relacionadas ao planejamento, organização, supervisão, assessoramento, estudo e pesquisa, que envolverá tarefas inerentes às seguintes áreas de atuação: segurança da informação; auditoria de TI. R$ 3.635,12
AS III Analista Superior III – Especialista em Navegação Aérea Diploma ou certificado de conclusão de curso de Ensino Superior Completo em Meteorologia, expedido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação. OUDiploma ou certificado de conclusão de curso de Ensino Superior Completo, expedido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação acrescido de Comprovante de conclusão em um dos cursos relacionados abaixo:- Curso ATM-005, ou curso em estabelecimento de ensino do Comando da Aeronáutica, ou por este homologado na área de controle de tráfego aéreo ou Licença de Controlador de Tráfego Aéreo emitida por Órgão do Comando da Aeronáutica; ou

- Curso MET-005, ou de Observador Meteorológico em estabelecimento de ensino do Comando da Aeronáutica, ou curso de meteorologia de nível médio em instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação; ou

- Curso AIS-005 ou curso em estabelecimento de ensino do Comando da Aeronáutica como curso de Especialista em Informação Aeronáutica; ou

- Curso CNS-005 ou curso em estabelecimento de ensino do Comando da Aeronáutica ou por este homologado como curso de Operador de Estação Aeronáutica, ou Licença de Operador de Estação Aeronáutica emitida por órgão do Comando da Aeronáutica.

Realizar atividades técnicas e administrativas necessárias para assegurar à Empresa a capacidade de realizar serviço de navegação aérea. R$ 3.635,12
AS III – Analista Superior III – Médico do Trabalho - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Medicina, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC);- Curso de Medicina do Trabalho reconhecido pelo Ministério do Trabalho e Emprego ou Ministério da Educação ou CRM – Conselho Regional de Medicina;- Registro no CRM – Conselho Regional de Medicina na especialidade Medicina do Trabalho. Realizar as atividades necessárias à promoção da saúde dos empregados das diversas áreas da Empresa. R$ 3.635,12
AS III – Analista Superior III – Meteorologista - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Meteorologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC); ou curso equivalente em estabelecimento de ensino do Comando da Aeronáutica, ou outro estabelecimento por este homologado;- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Supervisionar e coordenar os trabalhos desenvolvidos em órgãos operacionais de Meteorologia. R$ 3.635,12
AS IV – Analista Superior IV – Arquiteto - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Arquitetura, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC);- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Realizar atividades pertinentes ao controle e desenvolvimento de projetos, obras e instalações, necessárias às diversas áreas da Empresa. R$ 4.839,19
AS IV – Analista Superior IV – Engenheiro Ambiental - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Engenharia Ambiental, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Outras formações na área Ambiental serão aceitas, desde que acompanhadas por certidão emitida pelo respectivo Conselho de Classe, atestando a posse de todas as atribuições profissionais de Engenheiro Ambiental;- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Acompanhar, fiscalizar e executar obras e serviços técnicos de Engenharia necessários ao desenvolvimento e controle dos procedimentos e projetos da área de Meio Ambiente. R$ 4.839,19
AS IV – Analista Superior IV – Engenheiro Civil - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Engenharia Civil, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Outras formações na área Civil serão aceitas, desde que acompanhadas por certidão emitida pelo respectivo Conselho de Classe, atestando a posse de todas as atribuições profissionais de Engenheiro Civil;- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Acompanhar, fiscalizar e executar obras civis e/ou projetos na área civil. R$ 4.839,19
AS IV – Analista Superior IV – Engenheiro Civil – Estruturas - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Engenharia Civil, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Outras formações na área Civil serão aceitas, desde que acompanhadas por certidão emitida pelo respectivo Conselho de Classe, atestando a posse de todas as atribuições profissionais de Engenheiro Civil;- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Acompanhar, fiscalizar e executar obras civis e/ou projetos na área civil. R$ 4.839,19
AS IV – Analista Superior IV – Engenheiro Civil – Hidrossanitário - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Engenharia Civil, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Outras formações na área Civil serão aceitas, desde que acompanhadas por certidão emitida pelo respectivo Conselho de Classe, atestando a posse de todas as atribuições profissionais de Engenheiro Civil;- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Acompanhar, fiscalizar e executar obras civis e/ou projetos na área civil. R$ 4.839,19
AS IV – Analista Superior IV – Engenheiro Civil – Manutenção Predial - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Engenharia Civil, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Outras formações na área Civil serão aceitas, desde que acompanhadas por certidão emitida pelo respectivo Conselho de Classe, atestando a posse de todas as atribuições profissionais de Engenheiro Civil;- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Executar e controlar atividades de manutenção em sistemas da área de atuação. R$ 4.839,19
AS IV – Analista Superior IV – Engenheiro Civil – Orçamentação - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Engenharia Civil, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Outras formações na área Civil serão aceitas, desde que acompanhadas por certidão emitida pelo respectivo Conselho de Classe, atestando a posse de todas as atribuições profissionais de Engenheiro Civil;- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Executar e controlar atividades de manutenção em sistemas da área de atuação. R$ 4.839,19
AS IV – Analista Superior IV – Engenheiro Civil – Pavimentação - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Engenharia Civil, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Outras formações na área Civil serão aceitas, desde que acompanhadas por certidão emitida pelo respectivo Conselho de Classe, atestando a posse de todas as atribuições profissionais de Engenheiro Civil;- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia Acompanhar, fiscalizar e executar obras civis e/ou projetos na área civil. R$ 4.839,19
AS IV – Analista Superior IV – Engenheiro de Infra-Estrutura Aeronáutica (Engenheiro Civil – Aeronáutica) - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Engenharia de Infra-Estrutura Aeronáutica ou em Engenharia Civil – Aeronáutica, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC);- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Acompanhar, fiscalizar e executar projetos na área de Infra- Estrutura Aeronáutica. R$ 4.839,19
AS IV – Analista Superior IV – Engenheiro de Segurança do Trabalho - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Engenharia ou Arquitetura, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC);- Certificado de Conclusão de curso de especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho, reconhecido pelo Ministério do Trabalho;- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Realizar atividades necessárias aos serviços de Engenharia de Segurança do Trabalho. R$ 4.839,19
AS IV – Analista Superior IV – Engenheiro de Telecomunicações - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Engenharia de Telecomunicações, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Outras formações na área de Telecomunicações serão aceitas, desde que acompanhadas por certidão emitida pelo respectivo Conselho de Classe, atestando a posse de todas as atribuições profissionais de Engenheiro de Telecomunicações;- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Executar e controlar atividades de manutenção em sistemas da área de atuação. R$ 4.839,19
AS IV – Analista Superior IV – Engenheiro Eletricista - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Engenharia de Elétrica, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Outras formações na área Elétrica serão aceitas, desde que acompanhadas por certidão emitida pelo respectivo Conselho de Classe, atestando a posse de todas as atribuições profissionais de Engenheiro Eletricista;- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Executar e controlar atividades de manutenção em sistemas da área de atuação. R$ 4.839,19
AS IV – Analista Superior IV – Engenheiro Eletricista – Modalidade Eletrônica - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Engenharia de Elétrica, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Outras formações na área Elétrica modalidade Eletrônica serão aceitas, desde que acompanhadas por certidão emitida pelo respectivo Conselho de Classe, atestando a posse de todas as atribuições profissionais de Engenheiro Eletricista – Modalidade Eletrônica;- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Executar e controlar atividades de manutenção em sistemas da área de atuação. R$ 4.839,19
AS IV – Analista Superior IV – Engenheiro Eletrônico - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Engenharia de Eletrônica, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Outras formações na área Eletrônica serão aceitas, desde que acompanhadas por certidão emitida pelo respectivo Conselho de Classe, atestando a posse de todas as atribuições profissionais de Engenheiro Eletrônico;- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Executar e controlar atividades de manutenção em sistemas da área de atuação. R$ 4.839,19
AS IV – Analista Superior IV – Engenheiro Eletrônico – Automação Predial/Industrial - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Engenharia de Eletrônica, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Outras formações na área Eletrônica serão aceitas, desde que acompanhadas por certidão emitida pelo respectivo Conselho de Classe, atestando a posse de todas as atribuições profissionais de Engenheiro Eletrônico;- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Executar e controlar atividades de manutenção em sistemas da área de atuação. R$ 4.839,19
AS IV – Analista Superior IV – Engenheiro Eletrônico – Sistema de Proteção ao Voo - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Engenharia de Eletrônica, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Outras formações na área Eletrônica serão aceitas, desde que acompanhadas por certidão emitida pelo respectivo Conselho de Classe, atestando a posse de todas as atribuições profissionais de Engenheiro Eletrônico;- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Executar e controlar atividades de manutenção em sistemas da área de atuação. R$ 4.839,19
AS IV – Analista Superior IV – Engenheiro Florestal - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Engenharia Florestal, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC);- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Planejar, executar, controlar, fiscalizar e executar programas, projetos, obras e serviços técnicos de engenharia florestal. R$ 4.839,19
AS IV – Analista Superior IV – Engenheiro Mecânico - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Engenharia Mecânica, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Outras formações na área Mecânica serão aceitas, desde que acompanhadas por certidão emitida pelo respectivo Conselho de Classe, atestando a posse de todas as atribuições profissionais de Engenheiro Mecânico;- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Executar e controlar atividades de manutenção em sistemas da área de atuação. R$ 4.839,19
AS IV – Analista Superior IV – Engenheiro Mecatrônico - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Engenharia de Mecatrônica, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Outras formações na área Mecatrônica serão aceitas, desde que acompanhadas por certidão emitida pelo respectivo Conselho de Classe, atestando a posse de todas as atribuições profissionais de Engenheiro Mecatrônico;- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Executar e controlar atividades de manutenção em sistemas da área de atuação. R$ 4.839,19
AS IV – Analista Superior IV – Engenheiro Sanitarista - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Engenharia Sanitária, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Outras formações na área Sanitária serão aceitas, desde que acompanhadas por certidão emitida pelo respectivo Conselho de Classe, atestando a posse de todas as atribuições profissionais de Engenheiro Sanitarista;- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Planejar, executar, controlar, fiscalizar programas, projetos, obras e serviços técnicos de engenharia na área de saneamento básico. R$ 4.839,19
AS IV – Analista Superior IV – Engenheiro Cartógrafo - Diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo em Engenharia Cartográfica, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Outras formações na área de Cartografia serão aceitas, desde que acompanhadas por certidão emitida pelo respectivo Conselho de Classe, atestando a posse de todas as atribuições profissionais de Engenheiro Cartógrafo;- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Coordenar, orientar, especificar, supervisionar, executar, fiscalizar e realizar controle de qualidade em atividades relacionadas a levantamentos topográficos e geodésicos, aerofotogramétricos e de sensoriamento remoto necessários à elaboração de produtos cartográficos. Operar, supervisionar e orientar a utilização de equipamentos de topografia e geodésia. Planejar, elaborar e manter atualizadas as bases digitais componentes de Sistemas de Informações Geográficas. Executar e Fiscalizar obras e serviços técnicos na área de cartografia. R$ 4.839,19
CRO – PNA – Cadastro Reserva Operacional – Profissional da Navegação Aérea Comprovante de Conclusão de Curso de Ensino Médio, ou equivalente, devidamente reconhecido pelo MEC. Auxiliar nos serviços inerentes à área de Apoio à Navegação Aérea da Empresa, tendo em vista o perfeito desenvolvimento da mesma e proporcionar os Serviços de Informação Aeronáutica e de Centro de Notificação dos Serviços de Tráfego Aéreo e de Mensagens CONFAC. R$ 2.185,89
CRO – PTA – Cadastro Reserva Operacional – Profissional de Tráfego Aéreo Comprovante de Conclusão de Curso de Ensino Médio, ou equivalente, devidamente reconhecido pelo MEC. Prestar serviços de tráfego aéreo em Órgãos de Navegação Aérea sob a responsabilidade da INFRAERO. R$ 2.482,25
PEM – Profissional de Engenharia e Manutenção – Desenhista Projetista - Comprovante de Conclusão de Curso de Ensino Médio, ou equivalente, devidamente reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC);- Certificado ou Declaração de conclusão em um dos seguintes cursos ou disciplinas (carga horária mínima de 60 horas):Cursos:

a) Desenho Arquitetônico e ou Técnico,

b) Desenhista Projetista,

c) Técnico em Edificações;

Disciplinas:

a) Desenho Arquitetônico e/ou Técnico;

- Certificado de conclusão de Curso ou Disciplina de CAD (carga horária mínima de 40 horas)

Auxiliar na elaboração de desenhos técnicos para o bom desenvolvimento de projetos inerentes à área de Engenha- ria. R$ 1.924,86
PEM – Profissional de Engenharia e Manutenção – Técnico em Edificações - Comprovante de Conclusão de Curso de Ensino Médio, ou equivalente, devidamente reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC);- Curso de Técnico em Edificações. Outras formações na área Edificações serão aceitas, desde que acompanhadas por certidão emitida pelo respectivo Conselho de Classe, atestando a posse de todas as atribuições profissionais de Técnico em Edificações;- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Auxiliar nas atividades da área de projetos de engenharia civil, segundo plantas e desenhos. Auxiliar nas atividades de manutenção e equipamentos de sua área de atuação. R$ 1.924,86
PEM – Profissional de Engenharia e Manutenção – Técnico em Eletrônica - Comprovante de Conclusão de Curso de Ensino Médio, ou equivalente, devidamente reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC);- Certificado de conclusão de Curso de Técnico em Eletrônica. Outras formações na área Eletrônica serão aceitas, desde que acompanhadas por certidão emitida pelo respectivo Conselho de Classe, atestando a posse de todas as atribuições profissionais de Técnico em Eletrônica;- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Auxiliar nas atividades de manutenção e equipamentos de sua área de atuação. R$ 1.924,86
PEM – Profissional de Engenharia e Manutenção – Técnico em Eletrotécnica - Comprovante de Conclusão de Curso de Ensino Médio, ou equivalente, devidamente reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC);- Certificado de conclusão de Curso de Técnico em Eletrotécnica. Outras formações na área Eletrotécnica serão aceitas, desde que acompanhadas por certidão emitida pelo respectivo Conselho de Classe, atestando a posse de todas as atribuições profissionais de Técnico em Eletrotécnica;- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Auxiliar nas atividades de manutenção e equipamentos de sua área de atuação. R$ 1.924,86
PEM – Profissional de Engenharia e Manutenção – Técnico em Estradas - Comprovante de Conclusão de Curso de Ensino Médio, ou equivalente, devidamente reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC);- Certificado de conclusão de Curso de Técnico em Estradas. Outras formações na área Estradas serão aceitas, desde que acompanhadas por certidão emitida pelo respectivo Conselho de Classe, atestando a posse de todas as atribuições profissionais de Técnico em Estradas;- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Participar na execução de projetos de obras de vias e rodovias. R$ 1.924,86
PEM – Profissional de Engenharia e Manutenção – Técnico em Mecânica - Comprovante de Conclusão de Curso de Ensino Médio, ou equivalente, devidamente reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC);- Certificado de conclusão de Curso de Técnico em Mecânica. Outras formações na área Mecânica serão aceitas, desde que acompanhadas por certidão emitida pelo respectivo Conselho de Classe, atestando a posse de todas as atribuições profissionais de Técnico em Mecânica;- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Auxiliar na execução de projetos e na execução de manutenção em sistemas e equipamentos da sua área de atuação. R$ 1.924,86
PEM – Profissional de Engenharia e Manutenção – Topógrafo - Comprovante de Conclusão de Curso de Ensino Médio, ou equivalente, devidamente reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC);- Certificado de conclusão de Curso de Técnico em Topografia. Outras formações na área Topografia serão aceitas, desde que acompanhadas por certidão emitida pelo respectivo Conselho de Classe, atestando a posse de todas as atribuições profissionais de Topógrafo;- Registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Executar atividades da área de topografia. R$ 1.924,86
PST – Profissional de Serviços Técnicos – Auxiliar de Enfermagem do Trabalho - Comprovante de Conclusão de Curso de Ensino Médio, ou equivalente, devidamente reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC);- Certificado de conclusão de Curso de Técnico de Enfermagem do Trabalho reconhecido pelo Ministério do Trabalho e Emprego ou Ministério da Educação ou COREN – Conselho Regional de Enfermagem;- Registro no COREN – Conselho Regional de Enfermagem ou no Ministério do Trabalho e Emprego. Realizar as atividades auxiliares na área de Enfermagem do Trabalho prestando atendimento aos empregados em geral e participando de campanhas de segurança, higiene e medicina do trabalho. R$ 1.924,86
PST – Profissional de Serviços Técnicos – Técnico em Contabilidade - Comprovante de Conclusão de Curso de Ensino Médio, ou equivalente, devidamente reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC);- Certificado de conclusão de Curso de Técnico em Contabilidade;- Registro no CRC – Conselho Regional de Contabilidade. Auxiliar na execução de atividades referentes à área de Contabilidade. R$ 1.924,86
PST – Profissional de Serviços Técnicos – Técnico em Segurança do Trabalho - Comprovante de Conclusão de Curso de Ensino Médio, ou equivalente, devidamente reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC);- Certificado de conclusão de Curso de Técnico em Segurança do Trabalho reconhecido pelo Ministério do Trabalho e Emprego ou Ministério da Educação;- Registro no Ministério do Trabalho. Auxiliar na execução de atividades concernentes à área de Segurança do Trabalho. R$ 1.924,86

ANEXO II

PERFIL BÁSICO

Comportamentos essenciais a todos os Cargos – Ocupações da Infraero

Competência Comportamento
Visão Estratégica Conhece os objetivos de sua área de atuação.
Focaliza suas ações na direção dos objetivos de sua área de atuação.
Conhece a missão, o objetivo e a estrutura organizacional da Infraero.
Zela pela imagem da Infraero.
Conhece o planejamento estratégico da Infraero.
Gestão de Processos Mantém o seu ambiente de trabalho limpo e organizado.
Cumpre os prazos requeridos para a execução de suas atividades.
Demonstra comprometimento com as atividades que desenvolve.
Preserva os bens públicos.
Conhece as atividades inerentes a sua área de atuação.
Especialização Técnica Conhece normas internas e legislação específica de sua área de atuação.
Aplica conhecimentos teóricos, práticos e normativos em suas atividades.
Utiliza ferramentas (recursos/técnicas/materiais) adequadas às atividades que realiza.
Mantém-se atualizado quanto aos procedimentos na sua área de atuação.
Tomada de Decisão Conhece claramente os limites da sua esfera de decisão.
RelacionamentoInterpessoal Utiliza normas de cortesia em seu comportamento diário (bom dia, boa tarde, por favor, obrigado, com licença).
Respeita a individualidade das pessoas.
Age com transparência junto aos clientes, parceiros e colegas de trabalho.
Preza pela reputação dos clientes, parceiros e colegas de trabalho.
É receptivo a sugestões e críticas.
Interage satisfatoriamente mesmo com pessoas de difícil relacionamento.
Negociação Identifica o objeto e os objetivos de uma negociação.
Conhece Regras Básicas de Negociação.
Age de forma que suas emoções e preferências pessoais não interfiram nos interesses da Infraero.
Comunicação Expressa-se de maneira educada.

ANEXO III – CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

Observação: Considerar-se-á a legislação vigente até a data da publicação do Edital de Abertura das Inscrições.

CONHECIMENTOS BÁSICOS PARA TODOS OS CARGOS/OCUPAÇÕES, EXCETO PARA AS III – ESPECIALISTA EM NAVEGAÇÃO AÉREA, CRO/PNA E CRO/PTA:

Português: Ortografia Oficial. Acentuação gráfica. Flexão nominal e verbal. Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação. Emprego de tempos e modos verbais. Vozes do verbo. Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal. Ocorrência de crase. Pontuação. Redação. Intelecção de texto.

Legislação: Lei n.º 5.862/1972. Lei n.º 11.182/2005. Código Brasileiro de Aeronáutica (CBA). Noções: Lei nº 8.666/1993. Lei nº 10.520/2002. Lei nº 9.784/1999. Decreto n° 1.171/1994, Medida Provisória (MP) n.º 527/2011.

PARA O CARGO AS III – ESPECIALISTA EM NAVEGAÇÃO AÉREA:

Português: Ortografia Oficial. Acentuação gráfica. Flexão nominal e verbal. Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação. Emprego de tempos e modos verbais. Vozes do verbo. Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal. Ocorrência de crase. Pontuação. Intelecção de texto.

Inglês: Estratégias de leitura: compreensão geral do texto; reconhecimento de informações específicas; capacidade de análise e síntese; inferência e predição; reconhecimento do vocabulário mais freqüente em textos não literários; palavras cognatas e falsos cognatos. Estratégias discursivas: tipo de texto; função e estrutura discursivas; marcadores de discurso; elementos de coesão. Aspectos gramaticais: conhecimento dos tempos e modos verbais; uso de preposições, conjunções, pronomes e modais; concordância nominal e verbal; formação e classe de palavras; e relações de coordenação e subordinação. Compreender e aplicar as estruturas fonológicas e gramaticais da língua inglesa, as expressões e termos próprios às atividades aeronáuticas e de Controle de Tráfego Aéreo. Interpretar leituras técnicas e especializadas, em inglês.

PARA OS CARGOS: CRO/PNA – Profissional de Navegação Aérea e CRO/PTA – Profissional de Tráfego Aéreo:

Português: Ortografia Oficial. Acentuação gráfica. Flexão nominal e verbal. Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação. Emprego de tempos e modos verbais. Vozes do verbo. Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal. Ocorrência de crase. Pontuação. Redação de frases. Reescritura de frases. Intelecção de texto.

Legislação: Lei n.º 5.862/1972. Lei n.º 11.182/2005. Código Brasileiro de Aeronáutica (CBA). Noções da Lei nº 8.666/1993. Noções da Lei nº 9.784/1999, Medida Provisória (MP) n.º 527/2011.

Matemática: Números racionais e irracionais (reta numérica, valor absoluto, representação decimal); números reais (relação de ordem e intervalos); operações. Funções: estudo das relações, definição de função, funções definidas por fórmulas; domínio. Imagem e contradomínio; gráficos: funções injetora, sobrejetora e bijetora. Resolução de equações, inequações e sistemas. Sistemas de Numeração: base 10 e outras bases; mudança de base. Seqüência: Progressões aritmética e geométrica. Razão, proporção; regra de três simples e composta, porcentagem. Paralelismo, ângulos de duas retas concorrentes, ângulos de duas retas com uma transversal. Polígonos: congruência, semelhança, soma dos ângulos internos e externos, diagonais, relações métricas nos triângulos. Circunferência: relações métricas nos polígonos regulares e na circunferência, comprimento e ângulos. Áreas dos polígonos, do círculo e suas partes. Resolução de triângulos, arcos, ângulos e funções trigonométricas. Retas e planos no espaço (paralelismo e perpendicularismo); ângulos diedros e poliedros; poliedros regulares, prismas, pirâmides, cilindro, cone e esfera (cálculos de áreas e volumes). Troncos de pirâmide e de cone. Estudo analítico do ponto, da reta e da circunferência. Elipse, hipérbole e parábola (elementos e equações).

Inglês: Estratégias de leitura: compreensão geral do texto; reconhecimento de informações específicas; capacidade de análise e síntese; inferência e predição; reconhecimento do vocabulário mais freqüente em textos nãoliterários; palavras cognatas e falsos cognatos. Estratégias discursivas: tipo de texto; função e estrutura discursivas; marcadores de discurso; elementos de coesão. Aspectos gramaticais: conhecimento dos tempos e modos verbais; uso de preposições, conjunções, pronomes e modais; concordância nominal e verbal; formação e classe de palavras; e relações de coordenação e subordinação. Compreender e aplicar as estruturas fonológicas e gramaticais da língua inglesa, as expressões e termos próprios às atividades aeronáuticas e de Controle de Tráfego Aéreo. Interpretar leituras técnicas e especializadas, em inglês. Inglês Técnico.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

AS I – ARQUIVISTA: Conceitos fundamentais de arquivologia: teorias e princípios; Gerenciamento da informação e gestão de documentos aplicada aos arquivos governamentais; Informação: conceitos e tipologia; O processo de comunicação da informação; Os paradigmas teóricos da Ciência da Informação; Ciência da Informação no contexto atual; Diagnóstico; Arquivos correntes e inter mediários; Protocolos; Avaliação de documentos; Tabela de temporalidade; Tipologias documentais e suportes físicos; A teoria e a prática de arranjo em arquivos permanentes: princípios, quadros, propostas de Trabalho. O programa descritivo – instrumentos de pesquisa – em arquivos permanentes e intermediários. Documentos históricos, fundamentos teóricos, guias, inventários e repertórios. As políticas públicas dos arquivos: órgãos, sistemas e representação; ações culturais e educativas. A legislação arquivística brasileira: leis e fundamentos; Microfilmagem aplicada aos arquivos: políticas, planejamento e técnicas; Automação aplicada aos arquivos: políticas, planejamento e técnicas. Produção, armazenamento, conservação e disseminação de documentos eletrônicos. Ética e privacidade dos dados. Direitos Autorais; Documento Eletrônico Digital. Preservação Digital. Análise Diplomática de Documento Eletrônico Arquivístico. Sistemas de Gerenciamento Arquivístico de Documentos Eletrônicos Digitais. Preservação, conservação e restauração de documentos arquivísticos: política, planejamento e técnicas; Conservação de arquivos de documentos em papel, fotografias, fitas magnéticas ou microfilmes. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS I – ASSISTENTE SOCIAL: Padrão histórico e sócio-institucional das políticas sociais, seguridade social e cidadania no contexto contemporâneo. Lei Orgânica da Saúde. Lei Orgânica da Assistência Social. Legislação Previdenciária: planos de benefícios da Previdência Social. Decreto nº 3.048/1999 e alterações. Legislação e códigos relacionados ao trabalho profissional do Assistente Social (Estatuto da Criança e do Adolescente-ECA, Estatuto do Idoso, legislação de proteção a pessoas portadoras de deficiência e dos direitos da mulher). Reforma do Estado: fundamentos, propostas e iniciativas governamentais. Transformações no mundo do trabalho: reestruturação produtiva, relações de produção e novas tecnologias de gerenciamento. Instituições: saberes, estratégias e práticas. Fundamentos históricos e teórico-metodológicos do Serviço Social. Interdisciplinaridade e atuação do profissional de Serviço Social em equipe. Ética e Serviço Social: Código de Ética Profissional do Serviço Social e Projeto Ético-Político do Serviço Social. Processos de Trabalho e Serviço Social: conhecimentos, habilidades e exigências para o trabalho em empresas; mediação e instrumentalidade; formulação de projetos de intervenção. Instrumentos e técnicas de investigação e diagnóstico, entrevista, abordagem individual e em grupo, em redes sociais com família. Aspectos gerais das atividades cotidianas do assistente social: planejamento, pesquisa, supervisão, assessoria, coordenação e execução de planos, programas e projetos sociais. Atuação em programas de prevenção e tratamento: Política para Atenção Integral a Usuários de Álcool e Outras Drogas, Política Nacional sobre Drogas e Política Nacional de DST/AIDS, princípios e diretrizes. Perícia, Parecer e Estudo social. Família contemporânea: novas modalidades, diagnóstico, abordagem sistêmica e estratégias de atendimento e acompanhamento. Resolução de conflitos: mediação e conciliação. Responsabilidade Social das empresas: fundamentos da gestão, conceitos, referenciais, normativos e indicadores. Segurança no Trabalho e Saúde Ocupacional. Absenteísmo: conceitos e aplicações do conceito. Qualidade de vida no trabalho. Meio Ambiente/Sustentabilidade. Dinâmica das organizações: a organização como um sistema social, cultura organizacional, motivação e liderança, comunicação, processo decisório, descentralização e delegação. NR 4, NR 5, NR 6, NR 7, NR 9, NR 17 e NR 24. Decreto nº 5.296 de 02/12/2004. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS I – BIÓLOGO: Geral: Método científico; Desenho de experimento; Noções de avaliação ambiental; Evolução: A moderna teoria evolutiva; Origem e manutenção da variabilidade genética; Mudanças nas frequências gênicas pela ação dos agentes evolutivos; Processos de especiação e formação de subespécies. ZOOLOGIA, ECOLOGIA E BIODIVERSIDADE: Biologia da conservação: biodiversidade; estratégias para conservação da fauna silvestre; habitats e paisagens; Fauna ameaçada de extinção – manejo de fauna invasora; tráfico de animais silvestres; desmatamento; explosão populacional; Classificação, taxonomia e sistemática de vertebrados com ênfase em avifauna, Uso das técnicas moleculares como ferramenta de classificação dos seres vivos. Manejo direto e indireto de fauna. Métodos de captura e monitoramento da fauna. Fatores biológicos determinantes de riscos de extinção. Degradação de habitat. Biossegurança aplicada ao manejo de fauna silvestre. Nicho ecológico e redes tróficas; Dinâmica de populações e seus métodos de amostragem; Ecologia de comunidades; Biogeografia; Comportamento animal. Ecos-sistemas brasileiros e fitogeografia; Biodiversidade Brasileira e Zoogeografia; Corredores ecológicos, dispersão de fauna e flora e trocas genéticas. Conservação e manejo de populações e de metapopulações in situ e ex situ. Introduções indesejadas de animais exóticos ou alóctones e seus efeitos sobre populações e comunidades em ambientes naturais. Importância dos mosaicos e corredores ecológicos na conservação dos ecossistemas. NOCÕES DE LEGISLAÇÃO AMBIENTAL: Meio ambiente na Constituição Federal de 1988. Política Nacional de Meio Ambiente – Leis nº 6.938/1981 e alterações nº 10.165/2000 e Decreto nº 99.274/1990. Sistema Nacional de Meio Ambiente. Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC) Lei nº 9.985/2000 e Decreto nº 4.340/2002. RESOLUÇÃO CONAMA nº 237/97 – Licenciamento Ambiental. RESOLUÇÃO CONAMA nº 01/86 – Estudos de Impacto Ambiental. Lei de Crimes Ambientais – Lei nº 9.605/1998. Política Nacional de Biodiversidade – Decreto nº 4.339/2002. Lei da Fauna – Lei nº 5.197/1967. NOCÕES DE LEGISLAÇÃO AMBIENTAL COM INTERESSE AEROPORTUÁRIO: RESOLUÇÃO CONAMA nº 4/1995. RESOLUÇÃO CONAC – CONSELHO DE AVIAÇÃO CIVIL – Nº 003/2010. Das diretrizes para mitigação dos riscos operacionais à aviação decorrentes de perigo aviário nos aeródromos e suas imediações. INSTRUÇÃO NORMATIVA DO IBAMA Nº 141/2006 – Regulamenta o controle e o manejo ambiental da fauna sinantrópica nociva. INSTRUÇÃO NORMATIVA IBAMA Nº 72, de 18/08/2005 – Normatiza a elaboração de Planos de Manejo visando evitar e/ou reduzir colisões de aeronaves com a Fauna Silvestre em Aeródromos (PMFA) e regulamenta a concessão de autorização para manejo de fauna relacionada ao perigo de colisões em aeródromos brasileiros”. PORTARIA COMANDO DA AERONÁUTICA nº 906/GC5, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2010 – Estabelece o Plano Básico de Gerenciamento de Risco Aviário – PBGRA e outras disposições. PORTARIA NORMATIVA GABINETE DO MINISTRO da DEFESA nº 1.887, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2010 – Estabelece diretrizes para mitigação dos riscos operacionais à aviação decorrentes de perigo aviário nos aeródromos e suas imediações e dá outras providências. PORTARIA COMANDO DA AERONÁUTICA nº 249/GC5, DE 06 DE MAIO DE 2011 – Aprova o Plano Básico de Gerenciamento de Risco Aviário – PBGRA. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS I – ESPECIALISTA EM COMUNICAÇÃO SOCIAL – JORNALISMO: Princípios de comunicação social e comunicação de massa. Técnicas de jornalismo: redação de material informativo; noções de fotojornalismo; noções de comunicação visual para veículos impressos. Comunicação de massa e Difusão de Ciência e tecnologia. Linguagem dos meios de comunicação. Difusão de Ciência e tecnologia. Conceitos gerais de comunicação e informações. O Jornalismo e a Editoração na Popularização do Conhecimento. Gêneros Jornalísticos. Jornalismo Especializado e Científico alinhado com conhecimentos do setor aéreo e infraestrutura aeroportuária. Diferentes veículos de Comunicação. Uso de meios de Comunicação Social: rádio, jornais, emissoras de televisão, revistas, sites, blogs etc. Jornalismo digital e novas tecnologias (redes sociais, wiki, blog, podcasts, twitter). Produção e edição da notícia no Rádio, TV e site (web). Elaboração de notas para a imprensa, apuração de informação. Portal corporativo. Características específicas para o uso dos Meios de Comunicação; uso dos Meios de Comunicação Social – Publicações, expositivos, folhetos, etc. Redação de artigos técnicos e científicos (estrutura, estilo de linguagem, normas técnicas). Critérios de seleção da notícia (redação e edição). Comunicação de Crise. Comunicação Empresarial: Planejamento Estratégico de Comunicação; Comunicação Integrada; Identidade e Imagem Corporativa; Comunicação Organizacional. Estrutura; normas convencionais; características de linguagem. Ética Jornalística. Legislação Jornalística. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS I – ANALISTA SUPERIOR I – ESPECIALISTA EM COMUNICAÇÃO SOCIAL – PUBLICIDADE: Conhecimento de comunicação social e comunicação de massa. Técnicas de redação de material informativo e divulgação. Técnicas de produção gráfica, produção fotográfica, produção eletrônica e de utilização de recursos áudio visuais e conhecimento de e-marketing (e-commerce, e-business). Produção cultural e publicitária. Conhecimento das técnicas, peculiaridades e características dos meios de comunicação; formas de comercialização; conceitos técnicos de mídia – cobertura, frequência média, impactos, qualificação, tiragem/circulação. Planejamento de mídia; briefing; técnicas e estratégias; endomarketing; gerenciamento de projetos; análise e planejamento mercadológico; teoria e métodos de pesquisa de opinião e de mercado. Legislação de Publicidade e Propaganda e Legislação e Ética da Comunicação. Decretos e Normas de Governo na área de Comunicação. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS I – ESPECIALISTA EM COMUNICAÇÃO SOCIAL – RELAÇÕES PÚBLICAS: Princípios de comunicação social e comunicação de massa. Técnicas de jornalismo: redação de material informativo; noções de fotojornalismo e telecinejornalismo; noções de comunicação visual para veículos impressos. Relações Públicas: comunicação com diversos públicos de uma empresa; realização de eventos em geral. Tipos de Eventos. Cerimonial e Protocolo. Princípios Gerais e Específicos de Relações Públicas. Relações Humanas. Técnicas de Atendimento ao Público. Relações Públicas Aplicadas. Planejamento de Relações Públicas. Técnicas e Instrumentos de Comunicação Dirigida em Relações Públicas. Ética e Legislação em Comunicação Social e Relações Públicas. Elementos fundamentais de assessoria e consultoria de Relações Públicas. Técnicas de Endomarketing. Linguagem dos meios de comunicação. Conceitos gerais de comunicação e informações. Uso dos Meios de Comunicação Social: expositivos, folhetos, “bunners”, etc. Retórica e persuasão nas mensagens de Relações Públicas, com ênfase nas técnicas de redação. Conhecimento Técnico em “Press Release”, “Press Kit”, publicação interna e outros. Técnica de Pesquisa – Opinião Pública Veiculação, atendimento e avaliação do “feedback” possível. Planejamento e execução de atividades de Relações Públicas, tais como elaboração de eventos, campanhas e reuniões. Conhecimento de técnicas administrativas aplicadas a Relações Públicas. Análise do mercado para posicionar os elementos de Relações Públicas na sociedade de consumo. Caracterização dos veículos de comunicação, rádio e televisão, como estudo de linguagem do som e imagem. Conhecimento no planejamento de mensagens de entretenimento educacionais e de divulgação científica. Técnicas de composição de mídia impressa, de produção de anúncios e planejamento de campanhas. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intra net. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS I – PEDAGOGO: Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Planejamento de ensino. Planejamento curricular. Didática. Formulação de objetivos de ensino. Taxonomia de objetivos educacionais: Taxonomia de Bloom. Recursos de ensino. Metodologia de ensino. Avaliação da aprendizagem (montagem de provas; tipos de itens; critérios para dosagem de conteúdo e para valoração de questões). Gestão por competências. Elaboração de projetos pedagógicos. Teorias de Aprendizagem. Educação Corporativa: o papel do pedagogo na empresa, gestão do conhecimento e inteligência organizacional, Elaboração de programas de capacitação técnica. Atuação interdisciplinar para formação de profissionais. Dinâmicas de grupos e jogos nas organizações. Avaliação de programas educacionais no âmbito organizacional. Comunicação e formação de equipes. Tecnologias da comunicação e da informação em educação. Planejamento, execução e avaliação de eventos empresariais. Educação a Distância – conceito, histórico, características, Desenvolvimento do EAD no Brasil. Tecnologias aplicadas ao EAD – princípios gerais de navegação WEB, uso de multimídias, ferramentas da WEB, e-learning, plataforma Moodle (conceito e características e administração). 3-Desenho Instrucional – fundamentos do DI, campos de atuação do designer instrucional, abordagens andragógica do DI, modelos de aprendizado online (fixo, aberto e contextualizado), aplicação dos modelos de DI e respectivas tecnologias empregadas, coleta e análise do público-alvo e contexto ambiental, relatório da análise contextual, processos do DI: Análise, Desenho (design), desenvolvimento, implementação, acompanhamento (avaliação do projeto), roteirização de conteúdo, desenho da interface x motivação do aluno frente ao conteúdo, criação e desenvolvimento de cursos. Fundamentos para tutoria – Perfil, atribuições, acompanhamento de tutoria, avaliação de tutoria. Avaliação em EAD – Instrumentos e critérios. Noções básicas de Planejamento Estratégico em RH. Gestão por Competência: conceito, objetivos e sua relação com o Planejamento Estratégico e Treinamento de Pessoas. Ética profissional. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS I – PSICÓLOGO: O Psicólogo na Organização: aspectos políticos e administrativos. O código de ética profissional do Psicólogo. Organizações: tipos e estruturas; Comportamento organizacional: clima, motivação, liderança e relações humanas no trabalho; Comunicação na organização: mediação, negociação, interação grupal. Teorias da personalidade. Psicodiagnóstico: conceito, testes psicológicos: de stress, de ansiedade, de dependência química, de depressão; elaboração de documentos psicológicos. Métodos e técnicas da Psicologia aplicada ao trabalho: entrevistas, provas, testes, dinâmicas de grupo, técnicas situacionais. Ergonomia da atividade e psicopatologia do trabalho: saúde, higiene e segurança no trabalho; qualidade de vida no contexto das organizações; assistência psicológica aos empregados; prevenção de acidentes e doenças ocupacionais. Efeitos do ambiente de trabalho na saúde física e mental; Prevalência de transtornos mentais nos ambientes de trabalho; Doenças Osteomusculares Relacionadas ao Trabalho – DORT: aspectos psicológicos; Qualidade de vida e trabalho; Atualizações sobre síndrome de Burnout, Absenteísmo, conceito e aplicações do conceito; Programas de prevenção à dependência química no trabalho (drogas lícitas e ilícitas); Violência no trabalho; Assédio Sexual e moral no trabalho: aspectos psicológicos-psiquiátricos. Noções básicas de Planejamento Estratégico em Recursos Humanos. Recrutamento de pessoas: planejamento, levantamento de necessidades e mercado de trabalho, tipos de recrutamento. Seleção de pessoas: conceito, classificação e colocação de pessoas; técnicas de seleção; apresentação de resultados: laudos, relatórios, listas de classificação, critérios para validação da seleção; análise de função e requisitos funcionais. Orientação, acompanhamento e readaptação profissionais: avaliação no período de experiência; entrevista de acompanhamento; recolocação em outro cargo; readaptação e reabilitação; entrevista de desligamento. Avaliação de desempenho: objetivos, métodos e aplicações; principais erros envolvidos na avaliação; implantação e acompanhamento. Treinamento e desenvolvimento de pessoas: papel e objetivos; levantamento de necessidades, planejamento, métodos e técnicas, execução e avaliação. Gestão por competências: conceito, objetivos e sua relação com planejamento estratégico, recrutamento, seleção, avaliação de desempenho, treinamento e desenvolvimento de pessoas. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS II – ADMINISTRADOR: 1. Teorias Administrativas: Principais escolas – características básicas e contribuições. 2. Planejamento Estratégico: Conceitos. Princípios. Etapas. Níveis. Métodos. 3. Gestão de Projetos: Conceitos. Fundamentos. Ciclo de vida. Ferramentas. Benefícios. 4. Gestão de Processos: Definições. Componentes. Características. Benefícios. Objetivos do mapeamento. Cadeia de valor. Níveis de detalhamento dos processos. Notação. Ferramentas de mapeamento. Projeto de mapeamento. Indicadores. 5. Administração de Recursos Humanos: Conceitos. Estratégias de RH. Controle de RH. Recrutamento e seleção. Remuneração. Benefícios. Treinamento e desenvolvimento. Gerenciamento de desempenho. Relações trabalhistas. Liderança. Gestão estratégica de pessoas por competências. 6. Cultura Organizacional: Conceitos. Elementos. Clima organizacional. Motivação. Gestão de conflitos. 7. Noções de Administração de Material. 8. Licitações e Contratos: Lei nº 8.666/1993: Conceito, finalidade, princípios, objeto, obrigatoriedade, dispensa, inexigibilidade e vedações, modalidades, procedimentos, anulação e revogação, sanções, pregão presencial e eletrônico, sistema de registro de preços, tratamento favorecido e diferenciado para microempresas e empresas de pequeno porte, normas gerais de licitação. Decreto nº 3.555/2000. Decreto nº 3.931/2001. Decreto nº 5.450/2005. Decreto nº 5.504/2005. Capítulo V da Lei Complementar nº 123/2006. Lei nº 10.520/2007. Características do contrato administrativo. Formalização e fiscalização do contrato. Aspectos orçamentários e financeiros da execução do contrato. Sanção administrativa. Equilíbrio econômico-financeiro. Garantia contratual. Alteração do objeto. Prorrogação do prazo de vigência e de execução. Lei nº 9.784/1999. Papel dos Controles externos e internos da Administração Pública. 9. Administração Financeira: conceitos básicos de administração financeira; princípios gerais de alavancagem operacional e financeira; planejamento financeiro de curto prazo e de longo prazo. 10. Noções de Matemática Financeira: Razão e proporção. Divisão proporcional. Regras de três simples e composta. Porcentagem. Juros simples e compostos. Taxas de juros. Regimes de capitalização. Desconto. 11. Noções de Estatística: Estatística descritiva. Medidas de posição. Medidas de dispersão. Distribuições de probabilidade. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS II – ADVOGADO: DIREITO ADMINISTRATIVO: 1 Conceito de administração pública sob os aspectos orgânico, formal e material. 2 Conceito de direito administrativo. 3 Fontes do direito administrativo: doutrina e jurisprudência na formação do direito administrativo. Lei formal. Regulamentos administrativos, estatutos e regimentos; instruções; princípios gerais; tratados internacionais; costume. 4 Descentralização e desconcentração da atividade administrativa. Relação jurídico-administrativa. Personalidade de direito público. Conceito de pessoa administrativa. Teoria do órgão da pessoa jurídica: aplicação no campo do direito administrativo. 5 Classificação dos órgãos e funções da administração pública. 6 Competência administrativa: conceito e critérios de distribuição. Avocação e delegação de competência. Concentração e desconcentração de competência. 7 Ausência de competência: agente de fato. 8 Hierarquia. Poder hierárquico e suas manifestações. 9 Administração Pública direta e indireta. 10 Autarquias. Agências reguladoras e executivas. 11 Fundações públicas. 12 Empresa pública. 13 Sociedade de economia mista. 14 Entidades paraestatais, em geral. 15 Fatos da administração pública: atos da administração pública e fatos administrativos. Formação do ato administrativo: elementos; procedimento administrativo. 16 Validade, eficácia e auto-executoriedade do ato administrativo. 17 Atos administrativos simples, complexos e compostos. 18 Atos administrativos unilaterais, bilaterais e multilaterais. 19 Atos administrativos gerais e individuais. 18 Atos administrativos vinculados e discricionários. Mérito do ato administrativo, discricionariedade. 20 Controle do ato administrativo. 21 Ato administrativo inexistente. Atos administrativos nulos e anuláveis. Revogação, anulação e convalidação dos atos administrativos. Teoria das nulidades no direito administrativo. Vícios do ato administrativo. Teoria dos motivos determinantes. 22 Processo Administrativo (Lei nº 9.784/1999). 23 Contrato administrativo: discussão sobre sua existência como categoria específica; conceito e caracteres jurídicos. 24 Formação do contrato administrativo: elementos. Licitação: conceito, modalidades e procedimentos; dispensa e inexigibilidade de licitação. 25 Execução do contrato administrativo: princípios; teorias do fato do príncipe e da imprevisão. 26 Extinção do contrato administrativo: força maior e outras causas. 27 Espécies de contratos administrativos. Convênios administrativos. Consórcios públicos (Lei nº 11.107/2005). Terceiro setor. Parcerias público privadas (Lei nº 11.079/2004). 28 Poder de polícia: conceito; polícia judiciária e polícia administrativa; liberdades públicas e poder de polícia. 29 Principais setores de atuação da polícia administrativa. 30 Serviço público: conceito; caracteres jurídicos; classificação e garantias. Usuário do serviço público. 31 Concessão de serviço público: natureza jurídica e conceito; regime jurídico financeiro. 32 Extinção da concessão de serviço público; reversão dos bens. 33 Permissão e autorização. 34 Bens públicos: classificação e caracteres jurídicos. Natureza jurídica do domínio público. 35 Domínio público hídrico: composição; regime jurídico das águas públicas. 36 Domínio público aéreo. 37 Domínio público terrestre: evolução do regime jurídico das terras públicas no Brasil: terras urbanas e rurais; terras devolutas. Vias públicas; cemitérios públicos; portos. 38 Recursos minerais e potenciais de energia hidráulica: regime jurídico. 39 Utilização dos bens públicos: autorização, permissão e concessão de uso; ocupação; aforamento; concessão de domínio pleno. 40 Limitações administrativas: conceito. Zoneamento. Polícia edilícia. Zonas fortificadas e de fronteira. Florestas. Tombamento. 41 Servidões administrativas. 42 Requisição da propriedade privada. Ocupação temporária. 43 Desapropriação por utilidade pública: conceito e fundamento jurídico; objeto da desapropriação e competência para desapropriar; procedimentos administrativo e judicial; indenização. 44 Desapropriação por zona. Direito de extensão. Retrocessão. “Desapropriação indireta”. 45 Desapropriação por interesse social: conceito, fundamento jurídico e espécies; função social do imóvel rural. Evolução do regime-jurídico no Brasil. 46 Controle interno e externo da administração pública. 47 Sistemas de controle jurisdicional da administração pública: contencioso administrativo e sistema da jurisdição una. 48 Controle jurisdicional da administração pública no direito brasileiro. 49 Responsabilidade patrimonial do Estado por atos da administração pública: evolução histórica e fundamentos jurídicos. Teorias subjetivas e objetivas da responsabilidade patrimonial do Estado. 50 Responsabilidade patrimonial do Estado por atos da administração pública no direito brasileiro. 51 Controle da atividade financeira do Estado: espécies e sistemas. 52 Tribunal de Contas da União e suas atribuições. Entendimentos com caráter normativo exarado pela Corte de Contas. 53 Agentes públicos: servidor público e funcionário público; natureza jurídica da relação de emprego público; preceitos constitucionais. 54 Funcionário efetivo e vitalício: garantias; estágio probatório. Funcionário ocupante de cargo em comissão e função de confiança. 55 Servidores públicos. Direitos, deveres e responsabilidades dos servidores públicos civis. 56 Lei nº 8.112/1990 e alterações. 57 Improbidade administrativa. 58 Formas de provimento e vacância dos cargos públicos. 59 Exigência constitucional de concurso público para investidura em cargo ou emprego público. 60 Procedimento administrativo. Instância administrativa. Representação e reclamação administrativas. 61 Pedido de reconsideração e recurso hierárquico próprio e impróprio. Prescrição administrativa. 62 Setor energético e suas relações com a economia, o desenvolvimento social, a tecnologia e o meio ambiente. 63 Lei Geral das Agências Reguladoras. 64 Advocacia-Geral da União. 65 Procuradoria-Geral Federal. 66 Advocacia pública consultiva. Hipóteses de manifestação obrigatória. Aspectos de responsabilidade do parecerista pelas manifestações exaradas e do administrador público, quando age em acordo e quando age em desacordo com tais manifestações. 67 Lei de Improbidade (Lei nº 8.429/1992). 68 Lei nº 9.469/1997. DIREITO AGRÁRIO: 1 Teoria geral do Direito Agrário: conceito e princípios. 2 Reforma Agrária (Lei nº 8.629/1993). 3 O Processo de desapropriação para fins de reforma agrária (Leis Complementares nºs 76/93 e 88/96). 4 Usucapião constitucional rural (artigo 191 da Constituição da República e Lei nº 6.969/1981). DIREITO AMBIENTAL: 1 Princípios do Direito Ambiental. 2 A Constituição Federal e o meio ambiente. 3 O estudo de impacto ambiental e a Administração Pública. 4 A legislação brasileira de proteção florestal. 5 Áreas de preservação permanente e unidades de conservação. 6 Crimes contra o meio ambiente. DIREITO AERONÁUTICO: 1 Código Brasileiro de Aeronáutica – Lei nº 7.565/1986. 2 Lei nº 5.862/1972 – Lei de Criação da INFRAERO. 3 Lei nº 6.009/1973. 4 Decreto nº 89.121/1983. 5 Lei Nº 12.379/2011. 6 Medida Provisória Nº 527/2011. 7 Decreto nº 7475/2011. 8 Lei nº 11.182/2005. 9 Resoluções da Agência Nacional de Aviação Civil nº 113/2009, nº 116/2009 e nº 185/2011. DIREITO CIVIL: 1 Lei de Introdução ao Código Civil. Aplicação da lei no tempo e no espaço; interpretação da lei; integração da lei; analogia. Princípios gerais do direito e equidade. 2 Das pessoas. Das pessoas naturais. Das pessoas jurídicas. Do domicílio. 3 Dos bens. Das diferentes classes de bens. 4 Bem de família legal e bem de família convencional. 5 Dos fatos jurídicos. Do negócio jurídico. Dos atos jurídicos lícitos. Dos atos ilícitos. Da prescrição e da decadência. Da prova. 6 Do direito das obrigações. Das modalidades das obrigações. Da transmissão das obrigações. Do adimplemento e extinção das obrigações. Do inadimplemento das obrigações. Dos contratos em geral. Das várias espécies de contratos. Dos atos unilaterais. Da responsabilidade civil. Das preferências e privilégios creditórios. 7 Do direito das coisas. Da posse. Dos direitos reais. Da propriedade. Da superfície. Das servidões. Do usufruto. Do uso. Da habitação. Do penhor, da hipoteca e da anticrese. 8 Da tutela e da curatela. 9 Responsabilidade civil do Estado e do particular. 10 Responsabilidade civil do fornecedor pelos produtos fabricados e pelos serviços prestados. 11 Responsabilidade civil por dano causado ao meio ambiente e a bens e direitos de valor artístico, estético, histórico e paisagístico. 12 Registros públicos. 13 Do direito de empresa. Do empresário. Da sociedade. Da sociedade não personificada. Da sociedade em comum. Da sociedade em conta de participação. Da sociedade personificada. Da sociedade simples. Da sociedade em nome coletivo. Da sociedade em comandita simples. Da sociedade limitada. Da sociedade anônima. Da sociedade em comandita por ações. DIREITO PROCESSUAL CIVIL: 1 Da jurisdição: conceito, modalidades, poderes, princípios, órgãos, formas e limites da jurisdição civil. 2 Competência: conceito; competência funcional e territorial; competência internacional. Competência absoluta e relativa. Modificações da competência e conflito; conexão e continência. 3 Da ação: conceito; ação e pretensão; natureza jurídica, condições, princípios, classificação. 4 Do processo e procedimento: natureza e princípios. Formação, suspensão e extinção do processo; pressupostos processuais; tipos de procedimentos. 5 Prazos: conceito, classificação, princípios, contagem; preclusão. Prazos especiais da Fazenda Pública. 6 O juiz: poderes, deveres e responsabilidades. Do Ministério Público e dos auxiliares da justiça. 7 Sujeitos do processo: das partes e dos procuradores. O litisconsórcio; capacidade de ser parte e estar em juízo. Legitimação ordinária e extraordinária. A substituição processual. Intervenção de terceiros; oposição; nomeação à autoria; denunciação da lide; chamamento ao processo; da assistência. 8 Formação suspensão e extinção do processo. 9 Dos atos processuais. 10 Petição inicial: conceito, requisitos. Pedidos: espécies, modificação, cumulação. Causa de pedir. Despacho liminar: objeto, natureza, de conteúdo positivo, de conteúdo negativo. Da citação. Da intimação. Da resposta do réu: contestação, exceções, reconvenção. Revelia. Direitos indisponíveis. Providências preliminares e julgamento conforme o estado do processo. Antecipação de tutela. Tutela de específica. 11 Despesas processuais e honorários advocatícios. 12 Prova: conceito, modalidades, princípios gerais, objeto, ônus, procedimentos. Da audiência. Da sentença: requisitos; publicação. Da coisa julgada: conceito; limites objetivos e subjetivos; coisa julgada formal e coisa julgada material. Preclusão. 13 Recursos: conceito, fundamentos, princípios, classificação, pressupostos intrínsecos e extrínsecos de admissibilidade, efeitos, juízo de mérito. Reexame necessário. Apelação. Agravo. Embargos infringentes, de divergência e de declaração. Recurso especial. Recurso extraordinário. Recurso repetitivo no STJ (Lei nº 11.672/2008). Repercussão geral no STF (Lei nº 11.418/2006). Ação rescisória. Nulidades. 14 Liquidação de sentença. 15 Cumprimento de sentença. 16 Processo de execução: pressupostos e princípios informativos. Espécies de execução. Embargos à adjudicação. Embargos do devedor: natureza jurídica, cabimento e procedimento. Embargos de terceiro: natureza jurídica, legitimidade e procedimento. Execução fiscal. Da execução contra a fazenda pública. 17 Processo e ação cautelares. Procedimento cautelar comum e procedimentos específicos. 18 Juizados especiais federais. 19 Da ação de usucapião de terras particulares. 20 Ação civil pública, ação popular e ação de improbidade administrativa. 21 Mandado de segurança individual e coletivo. 22 Mandado de Injunção. 23 Habeas data. 24 Ação monitória. 25 Reclamação Constitucional. 26 Suspensão de Segurança, de liminar e de antecipação de tutela. 27 Ação discriminatória. 28 Ação de desapropriação. 29 Ações possessórias. 30 Ação civil originária nos Tribunais. DIREITO COMERCIAL: 1 O estabelecimento: conceito e natureza, fundo de comércio e sucessão comercial. 2 Nome empresarial: natureza e espécies. 3 Registro de empresas. 4 O Empresário: requisitos necessários, impedimentos, direitos e deveres em face da legislação vigente. 5 Atos de comércio. 6 Livros comerciais obrigatórios auxiliares: espécies e requisitos e valor probante dos livros comerciais. 7 Contratos de Empresas: noções, requisitos, classificação, formação, meios de provas, contratos de compra e venda e de prestação de serviços, contratos de conta corrente, de abertura de crédito, de alienação e contrato de leasing. 8 Responsabilidade dos sócios e administradores. Doutrina da desconsideração da personalidade jurídica. 9 Títulos de crédito. 10 Sociedades Empresárias: classificação, características, distinções: sociedades não personificadas, sociedade comum e em conta de participação; sociedades personificadas, sociedade simples, em nome coletivo, em comandita simples, limitada, anônima, em comandita por ações, cooperativa e coligadas – liquidação, transformação, incorporação, fusão e da cisão das sociedades; sociedade dependente de autorização. 11 Propriedade industrial e intelectual (Leis nº 5.772/1971 e nº 9.279/1996, e respectivas atualizações). 12 Direito Bancário, sistema financeiro nacional. 13 Direito Securitário. 14 Falência, Recuperação judicial e extrajudicial. DIREITO CONSTITUCIONAL: 1 Evolução constitucional do Brasil. 2 Constituição: conceito e classificação. 3 Normas constitucionais: classificação. 4 Preâmbulo, normas constitucionais programáticas e princípios constitucionais. 5 Disposições constitucionais transitórias. 6 Hermenêutica constitucional. 7 Poder constituinte. 8 Controle de constitucionalidade: direito comparado. Sistema brasileiro. Evolução histórica. normas constitucionais inconstitucionais. 9 Declaração de inconstitucionalidade sem redução de texto e declaração conforme a constituição. 10 Inconstitucionalidade por omissão. 11 Ação direta de inconstitucionalidade: origem, evolução e estado atual. 12 Ação declaratória de constitucionalidade. 13 Arguição de descumprimento de preceito fundamental. 14 Da declaração de direitos: histórico; teoria jurídica e teoria política. 15 Direitos e garantias individuais e coletivos. 16 Princípio da legalidade e da reserva legal. 17 Princípio da isonomia. 18 Regime constitucional da propriedade. 19 Princípio do devido processo legal, do Estado federal: conceito e sistemas de repartição de competência, direito comparado, discriminação de competência na Constituição de 1988, Intervenção federal, Princípio da simetria constitucional. 28 Estado Democrático de Direito: fundamentos constitucionais e doutrinários. 29 Organização dos Poderes: mecanismos de freios e contrapesos. 30 União: competência. 31 Estado-membro; poder constituinte estadual: autonomia e limitações. 32 Estado-membro: competência e autonomia. 33 Administração pública: princípios constitucionais. 34 Servidores públicos: princípios constitucionais. 35 Poder Legislativo: organização; atribuições; processo legislativo. 36 Poder Executivo: presidencialismo e parlamentarismo; ministro de Estado. 37 Presidente da República: poder regulamentar; medidas provisórias. 38 Crimes de responsabilidade do Presidente da República e dos ministros de Estado. 39 Conselho da República e Conselho de Defesa. 40 Poder Legislativo: prerrogativas e vedações. 41 Comissão Parlamentar de Inquérito. 42 Processo Legislativo. 43 Poder Judiciário: organização; estatuto constitucional da magistratura. 44 Supremo Tribunal Federal: organização e competência. Súmula Vinculante. 45 Conselho Nacional de Justiça e do Ministério Público. 46 Superior Tribunal de Justiça: organização e competência. Justiça federal: organização e competência. 47 Justiça do trabalho: organização e competência. 48 Ministério Público: princípios constitucionais. 49 Advocacia Pública: representação judicial e extrajudicial das pessoas jurídicas de direito público; consultoria e assessoramento jurídico do Poder Executivo; organização e funcionamento. 50 Limitações constitucionais do poder de tributar. 51 Ordem econômica e ordem financeira. 52 Intervenção do Estado no domínio econômico. 53 Direitos e interesses das populações indígenas. 54 Interesses difusos e coletivos. 55 Ato das Disposições Constitucionais Transitórias. DIREITO DO TRABALHO E PROCESSUAL DO TRABALHO: 1 Direito do trabalho: definição, fontes. Princípios do direito do trabalho. 2 Contrato individual de trabalho: conceito, requisitos, classificação. 3 Sujeitos do contrato de trabalho. 4 Responsabilidade solidária de empresas. Sucessão de empresas. Desconsideração da personalidade jurídica. 5 Salário e remuneração. 6 13º salário. 7 Salário-família. Salário-educação. Salário do menor e do aprendiz. 8 Equiparação salarial. 9 Suspensão e interrupção do contrato de trabalho. 10 Paralisação temporária ou definitiva do trabalho. 11 Força maior no direito do trabalho. 12 Alteração do contrato individual de trabalho. 13 Justa causa de despedida do empregado. 14 Rescisão do contrato de trabalho. 15 Aviso prévio. 16 Indenizações em decorrência de dispensa do empregado. 17 Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. 18 Estabilidade. 19 Reintegração do empregado estável. 20 Inquérito para apuração de falta grave. 21 Duração do trabalho. Jornada de trabalho. Intervalos. Trabalho extraordinário e trabalho noturno. 22 Repouso semanal remunerado. 23 Férias: direito do empregado, época de concessão e remuneração. 24 Segurança e higiene do trabalho. Periculosidade e insalubridade. 25 Trabalho da mulher. Estabilidade da gestante. Trabalho noturno e trabalho proibido. 26 Trabalho do menor. 27. Direito coletivo. Organizações sindicais: natureza jurídica, criação, administração e dissolução de sindicatos. Acordos e convenções coletivas de trabalho. Mediação e arbitragem. Direito de greve. Serviços essenciais. Condutas antisindicais e consequências. 28 Profissões regulamentadas. 29 Fiscalização trabalhista. 30 Justiça do trabalho. Organização. Competência. Alterações introduzidas pela Emenda Constitucional nº 45/2004. 31 Ministério Público do Trabalho. 32 Direito processual do trabalho. Fontes. Princípios gerais que informam o processo trabalhista. Processo do trabalho. Atos processuais. Formas de comunicação dos atos processuais. Procedimentos. 33 Prescrição e decadência. 34 Substituição e representação processuais, assistência judiciária e honorários de advogado. 35 Dissídios individuais. 36 Dissídios coletivos. 37 Decisões judiciais. Termo de conciliação e sua eficácia. Nulidades no processo trabalhista. 38 Recursos no processo trabalhista. 39 Liquidação de sentença. 40 Execução no processo trabalhista. 41 Embargos à execução no processo trabalhista. 42 Processos especiais. Ação rescisória. Mandado de segurança. 43 Execução contra a Fazenda Pública. 44 Execução das contribuições sociais na Justiça do Trabalho. Competência. Legitimidade. Procedimento. Lei nº 10.035/2000. Prerrogativas do Fisco. DIREITO FINANCEIRO E ECONÔMICO: 1 Finanças públicas na Constituição de 1988. 2 Orçamento. Conceito e espécies. Natureza jurídica. Princípios orçamentários. Normas gerais de direito financeiro (Lei nº 4.320, de 17/3/1964). Fiscalização e controle interno e externo dos orçamentos. 3 Despesa pública. Conceito e classificação. Disciplina constitucional dos precatórios. Princípio da legalidade. Técnica de realização da despesa pública: empenho, liquidação e pagamento. Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei Complementar nº 101/2000). 4 Receita pública. Conceito. Ingressos e receitas. Classificação: receitas originárias e receitas derivadas. Preço público e sua distinção com a taxa. 5 Dívida ativa da União de natureza tributária e não tributária. 6 Crédito público. Conceito. Dívida pública: conceito. Disciplina constitucional, classificação e extinção. 7 Ordem constitucional econômica: princípios gerais da atividade econômica. 8 Ordem jurídico-econômica. Conceito. Ordem econômica e regime político. 9 Sujeitos econômicos. 10 Intervenção do Estado no domínio econômico. Liberalismo e intervencionismo. Modalidades de intervenção. Intervenção no direito positivo brasileiro. 11 Lei Antitruste (Lei nº 8.884, de 11/6/1994). DIREITO INTERNACIONAL PÚBLICO: 1 História e fontes de direito dos tratados. 2 Obrigações e compromissos internacionais. 3 Costume internacional. 4 Entes de direito internacional. 5 Estados. 6 Organizações internacionais. 7 Personalidade internacional. 8 Direito econômico internacional. 9 Direito de integração. 10 Direito do MERCOSUL. 11 Ordenamento jurídico internacional. 12 Direitos territoriais de jurisdição. 13 Sanções no direito internacional público. 14 Conflitos internacionais. 15 Segurança coletiva e manutenção da paz. 16 Direito de guerra e neutralidade. 17 Serviço diplomático e consular. 18 Nacionalidade, naturalização. 19 Regime jurídico do estrangeiro. DIREITO PENAL: 1 Aplicação da lei penal. Princípios da legalidade e anterioridade. Lei penal no tempo e no espaço. 2 Crime. Conceito. Relação de causalidade. Superveniência de causa independente. Relevância da omissão. Crime consumado, tentado e impossível. Desistência voluntária e arrependimento eficaz. Arrependimento posterior. Crime doloso, culposo e preterdoloso. Tipicidade (tipo legal do crime). Erro de tipo e erro de proibição. Coação irresistível e obediência hierárquica. 3 Exclusão de ilicitude. 4 Imputabilidade penal. 5 Concurso de pessoas. 6 Efeitos da condenação e da reabilitação. 7 Pena de multa criminal (artigo 51 do Código Penal). 8 Ação penal pública e privada. 9 Extinção da punibilidade. 10 Crimes contra a administração pública e Lei nº 8.429, de 2/6/1992. 11 Crimes relativos à licitação (Lei nº 8.666, de 21/6/1993). 12 Crimes contra a fé pública. 13 Crimes de abuso de autoridade (Lei nº 4.898, de 9/12/1965). 14 Crimes contra a ordem econômica, as relações de consumo e a economia popular (Lei Delegada nº 4, de 26/9/1962; Lei nº 1.521, de 26/12/1951; Lei nº 8.078, de 11/9/1990; Lei nº 8.137, de 27/12/1990; artigo 34 da Lei nº 9.249, de 26/12/1995; Lei nº 8.176, de 8/2/1991; Lei nº 8.884, de 11/6/1994). 15 Crime de imprensa (Lei nº 5.250, de 9/2/1967). 16 Crime de preconceito (Lei nº 7.716, de 5/1/1989). 17 Crime organizado (Lei nº 9.034, de 3/5/1995). 18 Suspensão condicional do processo (Lei nº 9.099, de 26/9/1995). 19 Interceptação telefônica (Lei nº 9.296, de 24/7/1996). 20 Crime de lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores (Lei n° 9.613, de 3/3/1998). 21 Crimes contra o sistema financeiro nacional (Lei nº 7.492/86). 22 Crimes contra a organização do trabalho. DIREITO PROCESSUAL PENAL: 1 Princípios gerais. Aplicação da lei processual no tempo, no espaço e em relação às pessoas. Sujeitos da relação processual. Inquérito policial. 2 Ação penal: conceito, condições, pressupostos processuais. Ação penal pública: titularidade, condições de procedibilidade. Denúncia: forma e conteúdo; recebimento e rejeição. Ação penal de iniciativa privada: titularidade. Queixa. Renúncia. Perdão. Perempção. Extinção da punibilidade. Ação civil. 3 Jurisdição. Competência: critérios de determinação e modificação. Incompetência. Efeitos. Das questões e processos incidentes. 4 Da prova: conceito, princípios básicos, objeto, meios, ônus, limitações constitucionais das provas, sistemas de apreciação. Sigilo bancário e fiscal. Interceptação das comunicações. Busca e apreensão. Do juiz, do Ministério Público, do acusado e defensor, dos assistentes e auxiliares da justiça. Da prisão e da liberdade provisória. Prisão em flagrante. Prisão preventiva. Prisão temporária. 5 Das citações e intimações. Forma, lugar e tempo dos atos processuais. Dos atos processuais. Atos das partes, dos juízes, dos auxiliares da Justiça e de terceiros. Assistência. Dos prazos: características, princípios e contagem. 6 Da sentença. Conceito, requisitos, classificação, publicação e intimação. Sentença absolutória: providências e efeitos. Sentença condenatória: fundamentação da pena e efeitos; efeitos civis da sentença penal. Da coisa julgada penal. Da aplicação provisória de interdições de direitos e medidas de segurança. 7 Procedimento comum. Procedimento dos Juizados Especiais Criminais (Lei nº 9.099/1995). 8 Das nulidades. Dos recursos em geral: princípios básicos e modalidades e princípio da fungibilidade. Da revisão criminal. Das exceções. 9 Do habeas corpus. Do processo e do julgamento dos crimes de responsabilidade dos funcionários públicos. Do processo e do julgamento dos crimes de calúnia e injúria, de competência do juiz singular. 10 Restituição de coisas apreendidas. Perdimento de bens. DIREITO TRIBUTÁRIO: 1 O Estado e o poder de tributar. 2 Direito tributário: conceito e princípios. Tributo: conceito e espécies. Código Tributário Nacional. Normas gerais de direito tributário. 3 Norma tributária. Espécies. Vigência e aplicação. Interpretação e integração. Natureza. 4 Obrigação tributária: conceito; espécies; fato gerador (hipótese de incidência); sujeitos ativo e passivo; solidariedade; capacidade tributária; domicílio tributário. 5 Crédito tributário. Conceito. Natureza. Lançamento. Revisão. Suspensão, extinção e exclusão. Prescrição e decadência. Repetição do indébito. 6 Responsabilidade tributária. Responsabilidade por dívida própria e por dívida de outrem. Solidariedade e sucessão. Responsabilidade pessoal e de terceiros. Responsabilidade supletiva. 7 Garantias e privilégios do crédito tributário. 8 Sistema Tributário Nacional. Princípios gerais. Limitações do poder de tributar. Impostos da União. Impostos dos estados e do Distrito Federal. Impostos dos municípios. Repartição das receitas tributárias. 9 Dívida ativa e certidões negativas. 10 Lei Complementar 118/2005. LEGISLAÇÃO SOBRE ENSINO: 1 A educação na Constituição da República Federativa do Brasil. 2 Autonomia universitária. 3 Leis de Diretrizes e Bases da Educação. LEGISLAÇÃO SOBRE SEGURIDADE SOCIAL: 1 Seguridade social: conceito; organização e princípios constitucionais. 2 Regime Geral da Previdência Social: beneficiário, benefícios e custeio. 3 Prescrição e decadência. 4 Salário-de-contribuição: conceito, parcelas integrantes e excluídas, limites mínimo e máximo; salário-base, enquadramento, proporcionalidade e reajustamento. 5 Planos de benefícios da previdência social: espécies de benefícios e prestações, disposições gerais e específicas, períodos de carência, salário-de-benefício, renda mensal do benefício, reajustamento do valor do benefício. 6 Legislação acidentária. 6.1 Regulamento do seguro de acidentes do trabalho (urbano e rural). 6.2 Moléstia profissional. Lei nº 8.212/1991. Lei nº 8.213/1991. Lei nº 8.742/1993. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS II – AUDITOR: Auditoria: Normas de Auditoria de acordo com as Normas Profissionais do Auditor Independente – NBTC PA e Normas Profissionais do Auditor Interno – NBTC PI; Auditoria contábil, de gestão, de programas, operacional e de sistemas; Planejamento de Auditoria; Programa de Auditoria; Exame dos controles internos; Procedimentos de Auditoria: testes substantivos e de controle aplicáveis aos grupos de contas; Papéis de Trabalho: objetivos, tipos, técnica de elaboração; Revisão Analítica: objetivo e técnicas; Parecer: tipos de Pareceres, limitação de escopo; Eventos subsequentes; Controle Interno (Decreto n.º 3.591/2000 e alterações/ Instrução Normativa n.º 01 da Secretaria Federal de Controle de 06/04/2001) e Externo de empresas públicas; Atuação do Tribunal de Contas da União; Riscos de Auditoria; Elaboração e Desenvolvimento do Plano Anual de Auditoria. Tipos de teste em áreas específicas das demonstrações contábeis: caixa e bancos, clientes, estoques, investimentos, imobilizado, fornecedores, Provisões e Depósitos Judiciais, seguros, folha de pagamentos; Amostragem Estatística: tipos de amostragem, tamanho da amostra, risco de amostragem, seleção da amostra, avaliação do resultado do teste; Uso do trabalho de outros profissionais: outro auditor independente, auditor interno, especialista de outra área. Análise Econômico-Financeira: Análise vertical e horizontal das demonstrações financeiras. Contabilidade Geral: Introdução: Estrutura e órgãos que emitem e interpretam as normas contábeis nacionais e internacionais. As mudanças na legislação societária brasileira e a convergência ao IFRS no Brasil e no mundo. Estrutura Conceitual Básica das Demonstrações Financeiras: Objetivos e Pressupostos básicos das Demonstrações Financeiras. Características qualitativas das Demonstrações Financeiras. Mensuração e reconhecimento dos elementos das DF’s. Conceitos de capital e ma nutenção de capital. Apresentação das Demonstrações Financeiras: Objetivos e considerações gerais sobre as demonstrações financeiras. Conteúdo e estrutura das Demonstrações Financeiras. Critérios de divulgação. Práticas Contábeis, Mudanças de estimativas e correção de erros: Mudanças nas práticas contábeis. Mudanças nas estimativas. Correção de erros. Eventos subsequentes: Data da conclusão das demonstrações financeiras. Quando efetuar ajustes. Quando não efetuar ajustes. Divulgações necessárias em notas explicativas. Ajuste a Valor Presente: Objetivo e limitações. Itens qualificáveis. Ajustamentos e reversões. Contabilização. Estoques: Visão Geral. Definições. Mensuração dos estoques. Fórmula de custeio. Teste de recuperabilidade. Divulgações em notas explicativas. Ativo Imobilizado: Reconhecimento inicial. Depreciação. Mensuração subsequente (reavaliação). Gastos subsequentes e alteração na vida útil. Alienação. Ativos Intangíveis: Critérios para reconhecimento. Critérios para a mensuração inicial. Ativos intangíveis gerados internamente. Reavaliação de ativos intangíveis. Pesquisa e desenvolvimento de novos produtos. Contabilidade de Concessões Públicas: Entidades qualificáveis; Tipologias básicas dos contratos de concessão. Reconhecimento de receitas e apropriação de despesas. Reconhecimento e mensuração de ativos financeiros e intangíveis. Divulgações. Arrendamento Mercantil: Características. Arrendamento financeiro. Arrendamento operacional. Contabilização pelo arrendatário. Contabilização pelo arrendador. Redução do Valor Recuperável do Ativo: Ativos sujeitos ao impairment. Indícios de necessidade de impairment. Definição e Identificação de Unidades Geradoras de Caixa. Métodos de cálculo do valor recuperável. Taxa de desconto. Contabilização da constituição e da reversão do impairment. Divulgações. Investimentos societários e consolidação de demonstrações financeiras: Conceito de controle. Conceito de coligadas. Método da equivalência patrimonial. Critérios de consolidação. Divulgações. Provisões, Passivos Contingentes e Ativos Contingentes: Definição e reconhecimento de passivos. Definição e critério de avaliação de Contingências ativas e passivas. Reconhecimento e desreconhecimento. Divulgações. Custos de empréstimos: Característica geral. Capitalização. Como fazer a capitalização. Imposto Diferido: Definição da base contábil e fiscal. Diferenças temporárias e definitivas. Reconhecimento e reversão. Benefícios a empregados: Benefícios pagos durante o tempo de serviços. Benefícios pós-emprego. Efeito de mudanças nas taxas de câmbio e conversão de demonstrações financeiras: Objetivo e motivação. Moeda funcional. Entidades autônomas e não autônomas. Reconhecimento dos efeitos da variação cambial. Ajustes acumulados de conversão. Demonstração dos Fluxos de Caixa e/ DVA: Utilidade da Demonstração dos Fluxos de Caixa. Método direto e método indireto. Alocação entre atividades operacionais, de investimentos e de financiamentos. Pontos de atenção na elaboração da DFC. Objetivo da DVA. Estrutura de apresentação. Conceito de geração e apropriação de riqueza. Contabilidade de Custos: Classificação de custos: diretos, indiretos, fixos e variáveis, separação entre custos e despesas; Apropriação de custos: material, mão-de-obra e rateio de custos indiretos; Rateio de custos na Departamentalização; Métodos de custeio: por absorção e variável; Custos para controle, custo-padrão. Contabilidade Tributária: Legislação Tributária; IRRF; ICMS; Contribuição social sobre o lucro; Destinação de resultado; Imposto de renda de pessoa jurídica; Participações governamentais: PIS, PASEP e CO-FINS; Créditos Tributários; Tributos Diretos e Indiretos. Impostos e contribuições incidentes sobre folha de pagamento. Matemática Financeira: Juros simples e compostos: capitalização e desconto; Taxas de juros: nominal, efetiva, equivalentes, real e aparente. Noções de Direito Administrativo: Conceito, objeto e fontes do Direito Administrativo; Regime Jurídico- Administrativo: princípios do Direito Administrativo brasileiro; Organização administrativa da União: administração direta e indireta; autarquias, fundações públicas; empresas públicas; sociedades de economia mista; entidades paraestatais; Atos administrativos: conceito, requisitos, elementos, pressupostos e classificação; vinculação e discricionariedade; revogação, convalidação e invalidação; Controle dos atos administrativos; Licitação: conceito, finalidades, princípios; objeto e normas gerais; Contratos administrativos: conceito, peculiaridades e interpretação. Reequilíbrio econômico-financeiro. Teoria do fato do príncipe e Teoria da Imprevisão aplicada ao Direito Administrativo; Agentes Públicos. Servidores públicos: classificação e características. Regimes jurídicos funcionais: único, estatutário, e de emprego público. Contratação temporária (Lei nº 8.745, de 9 de dezembro de 1993). Execução indireta de atividades – terceirização (Decreto no 2.271, de 7 de julho de 1997); Regime jurídico das concessões de serviço público. Parcerias Público-Privadas; Permissão e Autorização; Convênios e consórcios administrativos; Domínio público: conceito e classificação dos bens públicos; administração, utilização e alienação dos bens públicos; imprescritibilidade, impenhorabilidade e não oneração dos bens públicos; aquisição de bens pela Administração; Responsabilidade civil da Administração: evolução doutrinária; responsabilidade civil da Administração no Direito brasileiro; ação de indenização; ação regressiva; Processo Administrativo: normas básicas no âmbito da Administração Federal (Lei nº 9.784, de 29 de janeiro de 1999). Técnicas de Controle: Controle externo Tribunal de Contas da União (Lei nº 8.443/92 e IN nº 47/04): natureza, competência, jurisdição e julgamento de contas. Processo de Tomada de Contas e Prestação de Contas; O Sistema de Controle Interno do Poder Executivo Federal: finalidades, atividades, organização e competências (Lei nº 10.180/2001, Decreto n.º 3.591/2000 e suas alterações; Controladoria. Teoria dos sistemas aplicada às organizações. Definição e funções da controladoria numa organização. Aplicabilidade do conceito de controladoria à gestão pública; A Metodologia de Trabalho do Sistema de Controle Interno – SCI (Instrução Normativa SFC/MF n.º 01, de 06.04.2001, publicada no DOU de 12.04.2001, seção I, pág. 12). Objetivos e abrangência de atuação do SCI; Técnicas de Controle. Formas e tipos. Normas relativas à execução dos trabalhos. Normas relativas à opinião do Sistema de Controle Interno – SCI. Normas relativas ao controle interno administrativo. Normas relativas à audiência do auditado; Normas relativas à forma de comunicação. Relatórios e pareceres de Auditoria. Planejamento das ações de controle interno. Ética: Ética e Moral; Princípios e Valores Éticos; Ética e Democracia: exercício da cidadania; Ética e Função Pública; Ética no Setor Público. Noções de Direito Constitucional: conceito, origem, formação, objeto, fontes e relações com outros ramos do Direito; Constituição: conceito, objeto, elementos, classificação; Normas constitucionais: estrutura lógica, interpretação, integração, eficácia e aplicabilidade; hierarquia das normas jurídicas; classificação das normas constitucionais; Regras, normas e princípios constitucionais: conceito; conteúdo; natureza jurídica; função; Estado brasileiro: objetivos e fundamentos; República Federativa do Brasil; estado democrático de direito; princípio da separação dos poderes: funções típicas e atípicas de cada poder; regime político; conceitos de democracia representativa e participativa; Direitos e garantias fundamentais: conceito, evolução histórica; direitos e deveres individuais e coletivos; proteção judicial dos direitos fundamentais; ações constitucionais; direitos sociais; nacionalidade e cidadania; direitos políticos; partidos políticos; Organização do Estado brasileiro: entidades integrantes do Estado federal; repartição de competências e bens; competência material e legislativa da União, Estados e Municípios; intervenção nos Estados e Municípios; Organização dos Poderes; Poder Legislativo; Poder Executivo; Poder Judiciário; Funções essenciais à Justiça. Ministério Público Estadual e Ministério Público Especial junto aos Tribunais de Contas. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS II – CONTADOR: 1. Legislação: Lei n.° 6.404/76, suas alterações e legislação complementar; Noções da Lei Complementar n.º 101/2000 (Lei de Responsabilidade Fiscal). Pronunciamentos emitidos pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis – CPC. 2. Contabilidade Geral: Elaboração de demonstrações contábeis pela legislação societária e pelos princípios fundamentais da contabilidade, Demonstração do Fluxo de Caixa (Métodos Direto e Indireto) e Demonstração do Valor Adicionado; Fusão, cisão e incorporação de empresas; Consolidação de demonstrações contábeis; Critérios de avaliação e contabilização de Ativos e Passivos; Contabilidade em companhias abertas (Instruções da CVM e Mercado); Mercado de capitais (noções básicas); Importações e exportações (noções básicas); Efeitos inflacionários sobre o patrimônio das empresas; Avaliação e contabilização de investimentos societários no país e no exterior; Destinação de resultado. Demonstração Intermediária por Segmento. 3. Contabilidade Tributária: Conhecimentos básicos; Legislação Tributária; Créditos Tributários; Tributos Diretos e Indiretos; Impostos e contribuições incidentes sobre folha de pagamento; Imposto de Renda Pessoa Jurídica e Contribuição Social sobre o Lucro; Imposto de Renda Retido na Fonte – IRRF; Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços – ICMS; Participações governamentais; Programa de Integração Social e de Formação do Patrimônio do Servidor Público – PIS/PASEP; Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social – COFINS; Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico – CIDE; Planejamento Tributário. Retenções de tributos Federais, Estaduais e Municipais. 4. Contabilidade de Custos: Classificação de custos: diretos, indiretos, fixos e variáveis, separação entre custos e despesas; Apropriação de custos: material, mão-de-obra e rateio de custos indiretos; Rateio de custos na Departamentalização; Métodos de custeio: por absorção e variável; Custos para controle, custo-padrão; Custos para avaliação de estoques; Custos para tomada de decisões; Sistemas de custos e informações gerenciais; Estudo da relação custo versus volume versus lucro. 5. Contabilidade Internacional: Conversão de demonstrações contábeis em moedas estrangeiras; Operações com joint-ventures (aspectos societários e tributários); A contabilidade no Contexto Internacional; Harmonização contábil Internacional: objetivos e situação atual o problema da comparabilidade, principais contribuições ao processo harmonizador. 6.Governança Corporativa: Noções das melhores práticas de Governança Corporativa. 7. Orçamento Público: Conceito; Instrumentos Básicos de Planejamento; Princípios Orçamentários; Técnicas de Elaboração Orçamentária; Recursos para execução dos programas: Exercício Financeiro; Créditos Orçamentários e Créditos Adicionais; Descentralização de Créditos; Orçamento por Programa; Noções de Contabilidade Pública; Lei Orçamentária anual – LOA e Plano Plurianual – PPA. 8. Análise Econômico- Financeira: Análise vertical e horizontal das demonstrações financeiras; Operações de leasing financeiro e operacional; Operações de Drawback (noções básicas); Derivativos financeiros (noções básicas); Indicadores Financeiros; Avaliação econômica de projetos. 9. Matemática financeira: Juros simples e compostos: capitalização e desconto; Taxas de juros: nominal, efetiva, equivalentes, real e aparente. 10. Licitações e Contratos: Lei nº 8.666/93. Lei 10.520/2007. Lei Complementar nº 123/2006. Decreto nº 3.931/2001. Papel dos Controles externos e internos da Administração Pública. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para arma- zenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS II – ECONOMISTA: 1. Microeconomia: o problema econômico; escassez e escolha; bens econômicos; alocação de recursos; a tecnologia; a questão ambiental; demanda do consumidor e demanda do mercado; a teoria da produção; a função de produto neoclássica; a lei da oferta; teorema de Euler; a teoria marginalista da distribuição; a teoria dos custos; custos contábeis e custos econômicos; o mercado em concorrência perfeita; equilíbrio parcial e equilíbrio geral; modelo de Leontief; mecanismos de ajustamento, concorrência imperfeita; as falhas do mercado; teoria do bem-estar social. 2. Macroeconomia: as contas nacionais e o balanço de pagamentos; contabilidade nacional; o sistema financeiro; oferta e demanda de moeda; o controle da oferta de moeda; as funções consumo e investimento; os modelos Clássicos e Keynesiano; neokeynesianos e novos clássicos; modelos de economia aberta; a taxa de câmbio e a taxa de juro; inflação e desemprego (a curva de Phillips); expectativas racionais; políticas fiscal, monetária e de rendas; monetarismo e estruturalismo; a experiência brasileira de estabilização. 3. Crescimento e Desenvolvimento Econômico: os conceitos de crescimento e de desenvolvimento econômico; modelos Keynesianos e neoclássicos de crescimento; modelo de dois hiatos; estratégias de crescimentos; protecionismo e liberalismo econômico; blocos econômicos e globalização da economia; a política brasileira de desenvolvimento. 4. Elementos de Estatística e Econometria: estatística descritiva; medidas de tendência central e medidas de dispersão; probabilidade; independência de eventos; Teorema de Bayes; principais teoremas da probabilidade; variáveis aleatórias; funções de distribuição e densidade de probabilidade; esperança matemática, variância, covariância e correlação; distribuições conjunta e marginais, distribuições condicionais, independência estatística; principais distribuições discretas e contínuas; inferência estatística; estimação pontual e intervalar; métodos de estimação propriedades dos estimadores em pequenas amostras; propriedades assintóticas; análise de regressão linear simples; pressupostos básicos; intervalos de confiança; teste de hipóteses; previsão; regressão múltipla; violação das hipóteses básicas; autocorrelação, heterocedasticidade, multicolinearidade; análise de séries temporais; modelos ARI-MA; raízes unitárias e cointegração; números índices. 5.Matemática: conjuntos; relações; funções; limites; derivadas; integral; sequências e séries; equações diferenciais e em diferenças; álgebra linear; matemática financeira. 6.Avaliações Econômicas de Projetos: conceito de projeto de investimento; importância, características e limitações da elaboração e análise de projetos; etapas na elaboração de projetos; metodologias de avaliação e seleção de projetos; taxa mínima de atratividade; parâmetros para análise de projetos (vida econômica, depreciação, valor residual, capital de giro); indicadores econômicos de projetos e sua utilização para tomada de decisão; análise de sensibilidade e cenários; incorporação da análise de risco e incerteza na avaliação e seleção de projetos; análise de projetos sociais; modelagem de Estrutura a Termo de Taxa de Juros; “Duration”; noções de Administração de Risco de Mercado (VaR). Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS III – ANALISTA SUPERIOR III – ANALISTA DE SISTEMAS – ENGENHARIA DE SOFTWARE: 1. Engenharia de Software: conceitos gerais, engenharia de requisitos de software, projeto de software orientado a objetos (OOP) e aspectos (AOP), padrões de projeto (Design Patterns) e Anti-Patterns. 2. Análise por Pontos de Função: conceitos básicos e aplicação; contagem em projeto de desenvolvimento (IFPUG/NESMA); contagem em projeto de manutenção (IFPUG/NESMA) com o uso de deflatores. 3. Processo de desenvolvimento de software – processo unificado: conceitos gerais do RUP (Rational Unified Process), disciplinas, fases, papéis, atividades, artefatos. 4. Disciplina de requisitos: casos de uso e diagramas de caso de uso. 5. Disciplina de análise e projeto. 6. Disciplina de implementação, testes e distribuição. 7. Gestão de Configuração de Software – GCS: Conceitos, principais objetivos, atividades para a melhoria do processo (identificação, controle, relatório de estado e auditoria). 8. Arquitetura de aplicações para o ambiente internet, arquitetura em camadas; arquitetura cliente-servidor. 9. Soluções de integração e interoperabilidade. E-ping. Service Oriented Architecture (SOA). Web services. Barramento corporativo de serviços (ESB). 10. Componentização: conceitos e técnicas. 11. Conceitos e arquitetura para sistemas de banco de dados: características de um SGBD, modelagem de dados e projeto de banco de dados para ambiente relacional e modelagem multidimensional. 12. Atributos de desempenho, segurança, confiabilidade, robustez e usabilidade: conceitos e objetivos. 13. Recomendações de acessibilidade para a construção e adaptação de conteúdos do governo brasileiro na internet, conforme Decreto nº 5.296, de 2 de dezembro de 2004. 14. Gerência de projetos: conceitos básicos, processos do PMBOK, gerenciamento do escopo, gerenciamento do tempo, gerenciamento de custos, gerenciamento de recursos humanos, gerenciamento de riscos, gerenciamento das comunicações, gerenciamento da qualidade, gerenciamento de aquisições, estudo de viabilidade técnica e econômica, análise de risco, métricas para estimativas de prazo e custo. 15. Teste de Software: conceito de teste (tipos, padrões, métodos e processos). Test Driver Development (TDD). Planejamento, Elaboração, Execução e Automatização de testes. Métricas e Estimativas aplicadas a Teste de Software. 16. Conceitos de qualidade de Software. Garantia da Qualidade de Software (SQA). ISO 12207. ISO 15504. ISO 9126. NBR ISO 25000. IEEE 829. 17. Compreensão de texto escrito em Língua Inglesa. Gramática para a compreensão de conteúdos semânticos em Inglês Técnico.

AS III – ANALISTA SUPERIOR III – ANALISTA DE SISTEMAS – BANCO DE DADOS E ADMINISTRAÇÃO DE DADOS: 1. Conceitos básicos de Banco de Dados: esquema, campos, registros, índices, relacionamentos, transação, triggers, stored, procedures, tipos de bancos de dados, modelo conceitual, modelo entidade x relacionamento, mapeamento do modelo entidade-relacionamento para o modelo objeto relacional. 2. Normalização de dados: conceitos, primeira, segunda e terceira formas normais. 3. DML: Linguagem de manipulação de Dados. 4. DDL: Linguagem de Definição de Dados. 5. Banco de dados distribuídos. 6. Administração de Dados: conceitos e técnicas. 7. Sistemas de apoio à decisão: Princípios e técnicas de modelagem dimensional (Star Schema, Snow Fake), arquitetura OLAP, ETL, Data Mining, Data Warehouse. 8. Business Intelligence: Conceitos, princípios e processos. 9. Administração de Banco de Dados Relacionais: Projeto e implantação de SGBDs relacionais. 10. Administração de usuários e perfis de acesso. 11. Controle de proteção, integridade, concorrência e bloqueio de transações. 12. Backup e restauração de dados. 13. Tolerância e falhas e continuidade de operação. 14. Monitoração e otimização de desempenho. 15. Oracle: fundamentos, instalação, administração, configuração, procedures, packages, functions, triggers, views, materialized views, jobs e sequences. 16. SQL Server: fundamentos, instalação, administração e configuração. 17. MySql: fundamentos, instalação, administração e configuração. 18. PostGreSQL: fundamentos, instalação, administração e configuração. 19. Linguagens SQL (ANSI) e PL/SQL: conceitos gerais, principais instruções de manipulação de dados, procedures, functions, triggers, restrição, integridade, segurança em banco de dados. 20. Gerência de projetos: conceitos básicos, processos do PMBOK, gerenciamento do escopo, gerenciamento do tempo, gerenciamento de custos, gerenciamento de recursos humanos, gerenciamento de riscos, gerenciamento das comunicações, gerenciamento da qualidade, gerenciamento de aquisições, estudo de viabilidade técnica e econômica, análise de risco, métricas para estimativas de prazo e custo. 21. Compreensão de texto escrito em Língua Inglesa. Gramática para a compreensão de conteúdos semânticos em Inglês Técnico.

AS III – ANALISTA DE SISTEMAS – DESENVOLVIMENTO E MANUTENÇÃO: 1. Conceitos fundamentais sobre processamento de dados. 2. Construção de algoritmos: tipos de dados simples e estruturados, variáveis e constantes, comandos e atribuição, avaliação de expressões, comandos de entrada e saída, funções pré-definidas, conceito de bloco de comandos, estruturas de controle, subprogramação, passagem de parâmetros, recursividade; programação estruturada. 3. Uso de linguagem .NET C# e PHP. 4. Conceitos e arquitetura para sistemas de banco de dados: características de um SGBD, modelagem de dados e projeto de banco de dados para ambiente relacional e modelagem multidimensional. 5. Arquitetura de aplicações para o ambiente internet, arquitetura em camadas; arquitetura cliente-servidor; portais corporativos; sistemas colaborativos; gestão de conteúdo; especificação de metadados e webservices. 6. Noções relativas a software livre. 7. Linguagens SQL (ANSI) e PL/SQL: conceitos gerais, principais instruções de manipulação de dados, procedures, functions, triggers, restrição e integridade. 8. RUP (Rational Unified Process): conceitos, modelagem de negócio, levantamento e gerenciamento de requisitos. 9. Desenvolvimento de aplicações: noções de engenharia de software, de modelos de desenvolvimento, de análise e técnicas de levantamento de requisitos, de análise e projeto estruturados, de análise e projetos orientados a objetos, de análise essencial e de projeto de sistemas; ciclo de vida de um software-produto, ciclo de desenvolvimento de um software-produto; noções de processo de testes de software (conceitos, fases, técnicas e automação de testes) e de técnicas de revisão de software. 10. UML (Unified Modeling Language): conceitos gerais, diagrama de casos de uso, diagrama de classes/objetos, diagrama de estados, diagrama de comunicação, diagrama de sequência, diagrama de atividades, diagrama de componentes, diagrama de implementação. 11. Projeto de interfaces, padrões de projetos (design patterns), uso/conceitos de ferramentas de suporte à análise e projetos orientados a objetos. 12. Visão geral do modelo de governança de TI. 13. Noções de ITIL, COBIT e CMMI. 14. Noções de Segurança da Informação. 15. Noções de Análise por Pontos de Função: conceitos básicos e aplicação; contagem em projeto de desenvolvimento (IFPUG/NESMA); contagem em projeto de manutenção (IFPUG/NESMA) com o uso de deflatores. 16. Recomendações de acessibilidade para a construção e adaptação de conteúdos do governo brasileiro na internet, conforme Decreto nº 5.296, de 02 de dezembro de 2004. 17. Gerência de projetos: conceitos básicos, processos do PMBOK, gerenciamento do escopo, gerenciamento do tempo, gerenciamento de custos, gerenciamento de recursos humanos, gerenciamento de riscos, gerenciamento das comunicações, gerenciamento da qualidade, gerenciamento de aquisições, estudo de viabilidade técnica e econômica, análise de risco, métricas para estimativas de prazo e custo. 18. Noções de aquisições de bens e serviços de TI: normas federais aplicadas às contratações de TI, exigências e restrições específicas para contratação de bens e serviços de TI. 19. Compreensão de texto escrito em Língua Inglesa. Gramática para a compreensão de conteúdos semânticos em Inglês Técnico.

ASIII – ANALISTA SUPERIOR III – ANALISTA DE SISTEMAS – GESTÃO DE TI: 1. Governança de TI: Conceitos, objetivos, componentes (etapa de alinhamento estratégico e compliance, etapa de decisão, compromisso, priorização e alocação de recursos, etapa de estrutura, processos e organização e gestão, etapa de medição e desempenho de TI). 2. Visão geral do modelo de Governança de TI. 3. Alinhamento estratégico de TI: Conceito, requisitos das estratégias empresariais para TI, requisitos dos fatores críticos de sucesso para TI, análise de planos funcionais, alinhamento através do Balanced Scorecard. 4. Plano de Tecnologia da Informação – PETI: Visão geral, objetivos e importância. 5. Portfolio de TI: Objetivos, importância, tipos de projetos, serviços e ativos do portfolio de TI, alternativas de classificação e representação. 6. ITIL – Information Technology Infrastructure Library: histórico do modelo, objetivos do modelo, estrutura do modelo, aplicabilidade do modelo, benefícios do modelo. 7. COBIT – Control Objectives for Information and Related Technology: histórico do modelo, objetivos do modelo, estrutura do modelo, visão geral do modelo, benefícios do modelo. 8. Padrão para Gestão de Portfolio: histórico do modelo, objetivos do modelo, estrutura do modelo, aplicabilidade do modelo, benefícios do modelo. 9. Gerência de projetos: conceitos básicos, processos do PMBOK 4ª edição, gerenciamento do escopo, gerenciamento do tempo, gerenciamento de custos, gerenciamento de recursos humanos, gerenciamento de riscos, gerenciamento das comunicações, gerenciamento da qualidade, gerenciamento de aquisições, estudo de viabilidade técnica e econômica, análise de risco, métricas para estimativas de prazo e custo. 10. Processo de testes de software (conceitos, fases, técnicas e automação de testes). 11. Planejamento, controle e garantia da qualidade. 12. Qualidade de software – CMMI 1.2. Conceitos básicos e objetivos. Áreas de Processos. Níveis de capacidade e maturidade. Método de avaliação. Benefícios do modelo. MPS-BR. Conceitos básicos e objetivos. Áreas de Processos. Níveis de capacidade e maturidade. Método de avaliação. Benefícios do modelo. 13. BPM: Modelagem de Processos. Análise de Processos AS IS/TO BE. Conceitos de BPMS(Business Process Management Suite). BPMN(Business Process Modeling Notation). Conceitos de BAM (Business Activity Monitoring). Indicadores de desempenho. Benefícios do modelo. 14. Noções relativas a software livre. 15. Aquisições de bens e serviços de TI: Normas federais aplicadas às contratações de TI, exigências e restrições específicas para contratação de bens e serviços de TI. 16. Especificação, mensuração e fiscalização de serviços de TI. 17. Cláusulas de nível de serviços (SLA) e sanções por inadimplemento. 18. Inglês técnico: Compreensão de texto escrito em Língua Inglesa. Gramática para a compreensão de conteúdos semânticos em Inglês Técnico.

AS III – ANALISTA SUPERIOR III – ANALISTA DE SISTEMAS – REDE E SUPORTE: 1. Rede de Computadores: Arquitetura de redes, topologias de redes, modelo OSI, Projetos de Redes Locais, Projetos de Redes Longa Distância, Noções de monitora-mento e gestão de tráfego em redes. 2. Linux, Unix; MS-WINDOWS: fundamentos, instalação, comandos básicos, administração. 3. Interoperabilidade: fundamentos CUPS, SAMBA e virtualização – Vmware e XenServer. 4. Serviço de diretório: MS Active Directory. LDAP, RedHat Directory Server; Métodos de autenticação. 5. Transmissão de informação: banda passante, taxa de transmissão máxima de um canal, formas de distorção de sinais em transmissão. Multiplexação e modulação: multiplexação na frequência, técnicas de modulação, sistemas em banda larga e banda básica. Comutação de circuitos, mensagens e pacotes. Codificação e transmissão de sinais em banda básica: transmissão síncrona e assíncrona. Meios de transmissão: par trançado, cabo coaxial, fibras óticas, outros meios de comunicação. 6. Principais funções dos níveis físico, enlace, rede, transporte, sessão, apresentação e aplicação. 7. Considerações sobre o nível de rede: endereçamento, roteamento, tipos de serviço, controle de congestionamento, protocolo IP (Internet Protocol). 8. Considerações sobre o nível de transporte: endereçamento, multiplexação e splitting, serviços oferecidos, estabelecimento e encerramento de conexões. 9. Tecnologias e protocolos de redes locais: padrões ethernet, endereçamento IP, máscara de rede, protocolos (IP, ARP, ICMP, UDP, TCP, FTP, SMTP), cabeamento estruturado EIA/TIA 568 e 568B2.10. 10. Elementos de interconexão de redes de computadores (hubs, bridges, switches, roteadores, gateways). 11. Configuração e gerenciamento de serviços de rede Windows e Linux: DNS, DHCP, FTP, servidores WEB, servidores de arquivos, serviço de diretório LDAP. 12. Gerenciamento de redes de computadores: conceitos, protocolo SNMP, agentes e gerentes, MIBs, gerenciamento de dispositivos de rede, servidores e aplicações, qualidade de serviço (QoS). 13. Tecnologias de redes de longa distância: frame relay, ATM e MPLS. 14. Voz sobre IP (VOIP, Telefonia IP): Conceitos, arquiteturas, protocolos (RTP, RTPC, SIP, H.323, MGCP). Videoconferência (SIP, H323, Multicast, IGMP). 15. Redes sem fio (wireless): conceitos, protocolos (802.1x, EAP, WEP, WPA, WPA2). 16. Linguagem de programação: linguagens de script (Shell, SQL, JCL, BAT, VBS). 17. Segurança de Rede e Controle de Acesso: Noções básicas de segurança de servidores Windows e Linux, Operação de sistemas de Firewall, Proxy e Defesa de Perímetros, IDS e IPS, Ferramentas de análise de vulnerabilidades, VPN, Certificação Digital, Administração de antivírus, Controle de logs, Definição e operação de políticas de backup de ativos de rede, sistemas operacionais, aplicativos, logs e bancos de dados. 18. Ambiente SAN (Storage Area Networks) e Network Attached Storage (NAS): Conceitos e protocolos. 19. Qualidade de serviços (QoS): DiffServ, Filas, DCSP, CoS (IEEE 802.1p). 20. Software livre: conceito, tipos de licença. 21. Ambiente de banco de dados Oracle, SQL Server, PostGreSQL, MySQL: Conceitos básicos; Planejamento, implementação, diagnóstico e solução de problemas. 22. Gerência de projetos: conceitos básicos, processos do PMBOK, gerenciamento do escopo, gerenciamento do tempo, gerenciamento de custos, gerenciamento de recursos humanos, gerenciamento de riscos, gerenciamento das comunicações, gerenciamento da qualidade, gerenciamento de aquisições, estudo de viabilidade técnica e econômica, análise de risco, métricas para estimativas de prazo e custo. 23. Compreensão de texto escrito em Língua Inglesa. Gramática para a compreensão de conteúdos semânticos em Inglês Técnico.

AS III – ANALISTA SUPERIOR III – ANALISTA DE SISTEMAS – SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO: 1. Análise de Riscos. 2. Classificação e controle dos ativos de informação. 3. Controles de acesso físico e lógico. 4. Plano de Continuidade de Negócio (plano de contingência, de recuperação de desastres etc.). Política de Segurança. 5. Avaliação de Segurança de Aplicações. 6. Conceitos de backup e recuperação de dados. 7. Tratamento de incidentes e problemas. 8. Identificação de tipos de códigos maliciosos: vírus e outros malware (cavalos de tróia, adware, spyware, backdoors, keyloggers, worms, bots, botnets, rootkits, phishing). 9. Ataques e proteções relativos a hardware, software, sistemas operacionais, aplicações, bancos de dados, redes, pessoas e ambiente físico. 10. Segurança de Rede: conceitos básicos, principais ameaças, análise de vulnerabilidades, sistemas de proteção (IDS, IPS, firewall, Proxy, NAC, VLANs, Antivirus e Antispam), monitoramento de tráfego, sniffer de rede, VPN, interpretação de pacotes, detecção e prevenção de ataques (IDS e IPS), arquitetura de firewalls, ataques e ameaças na Internet e de redes sem fio (phishing/scam, spoofing, DoS, flood). 11. Criptografia simétrica e assimétrica: conceitos básicos, aplicações e principais algoritimos. 12. Certificação digital: conceitos básicos e aplicações. 13. Segurança de host: conceitos básicos, principais ameaças, vulnerabilidades e sistemas de proteção (antivírus, IDS, IPS, personal firewall). 14. ISO 27001, ISO 27002 e ISO 27005: Conceitos, estrutura, objetivos, categorias de segurança, controles, diretrizes, histórico do modelo, objetivos, estrutura do modelo, aplicabilidade do modelo e benefícios do modelo. 15. Objetivos, estrutura e aplicabilidade dos modelos ITIL, COBIT e CMMI. 16. Gerência de projetos: conceitos básicos, processos do PMBOK, gerenciamento do escopo, gerenciamento do tempo, gerenciamento de custos, gerenciamento de recursos humanos, gerenciamento de riscos, gerenciamento das comunicações, gerenciamento da qualidade, gerenciamento de aquisições, estudo de viabilidade técnica e econômica, análise de risco, métricas para estimativas de prazo e custo. 17. Inglês técnico: Compreensão de texto escrito em Língua Inglesa. Gramática para a compreensão de conteúdos semânticos em Inglês Técnico.

AS III – ESPECIALISTA EM NAVEGAÇÃO AÉREA: 1- Organização da Aviação Civil Internacional: Convenção: anexos e documentos; Estrutura; Convenção de Chicago. 1.1- Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro: Objetivo, constituição, organização, composição, atribuição, relacionamento sistêmico e principais atividades. 1.2 – Segurança operacional: Sistema de Prevenção de Acidentes Aeronáuticos – SIPAER; Sistema de Prevenção de Acidentes Aeronáuticos do Controle do Espaço Aéreo – SIPACEA. 1.3 – Noções de Direito Aeronáutico: Código Brasileiro de Aeronáutica – CBA. 2 – Tráfego Aéreo: Estrutura do espaço aéreo; Regras do ar; Aeródromos; Auxílios à Navegação Aérea. 3 – Busca e salvamento: Noções de busca e salvamento. 4 – Informações Aeronáuticas: Serviço de Informações Aeronáuticas; Cartas aeronáuticas. 5 – Telecomunicação aeronáutica: Organização do Sistema de Telecomunicações Aeronáuticas – STA, Serviço fixo aeronáutico, Serviço móvel aeronáutico, Indicadores de localidade, Tipos de mensagens aeronáuticas. 6 – Meteorologia: Organização Meteorológica Nacional e Mundial – OMM e INMET; Meteorologia no SISCEAB; Informações meteorológicas operacionais. 7.Lei n.º 5.862/1972. Lei n.º 11.182/2005. Código Brasileiro de Aeronáutica (CBA). Noções da Lei nº 8.666/1993. Noções da Lei nº 9.784/1999, Medida Provisória (MP) n.º 527/2011. 8. Inglês Técnico.

AS III – MÉDICO DO TRABALHO: Organização, Psicologia e Sociologia do Trabalho: O Conceito de Trabalho; Exploração e alienação; A divisão social do trabalho; A divisão sexual do trabalho; Valores e atitudes; Os valores do Trabalho; A consciência e o saber dos trabalhadores. Processo de trabalho e organização de trabalho; Ergonomia no trabalho; A crise da sociedade do trabalho; Globalização e reestruturação produtiva: introdução de novas tecnologias, automação e riscos à saúde. Trabalho e empresa; Modelos de Gestão; Vida Psíquica e Organização. Psicopatologia do trabalho; Organização do trabalho e sofrimento psíquico; Assédio Moral, Estresse, Ansiedade e Depressão; Droga-adição. Atividade e Carga de Trabalho; Atividade física e riscos à saúde; Trabalho sob pressão temporal e riscos à saúde; Trabalho Noturno e em turnos: riscos à saúde, noções de cronobiologia. Papéis e Responsabilidades de empregadores e trabalhadores e, de suas organizações representativas, com respeito à Segurança e Saúde no Trabalho no Brasil: Políticas/Contratos, Acordos e Negociações Coletivas. Legislação em Saúde, Trabalho e Previdência: A Segurança e a Saúde no Trabalho nos diplomas legais vigentes no país: Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988. Legislação Trabalhista: Consolidação das Leis do Trabalho – CLT; Normas Regulamentadoras, aprovadas pela Portaria MTb nº 3.214, de 08 de junho de 1978 e suas alterações posteriores. Lei Orgânica de Saúde: Lei nº 8.080 e Legislação Complementar: Lei nº 8.142. Política Nacional de Saúde do Trabalhador. A Segurança e a Saúde no Trabalho nas Normas Internacionais da Organização Internacional do Trabalho – OIT, especificamente a Convenção nº 81 – Inspeção do Trabalho (Decreto nº 95.461, de 11/12/87); Convenção nº 139 – Prevenção e o Controle de Riscos Profissionais causados pelas Substâncias ou Agentes Cancerígenos (Decreto nº 157, de 2/7/91); Convenção nº 148 – Proteção dos Trabalhadores contra os Riscos Profissionais devidos à Contaminação do Ar, ao Ruído, às Vibrações no Local de Trabalho (Decreto nº 93.413, de 15/10/86); Convenção nº 155 – Segurança e Saúde dos Trabalhadores (Decreto nº 1.254, de 29/09/94); Convenção nº 161 – Serviços de Saúde do Trabalho (Decreto nº 127, de 22/5/91). Legislação Previdenciária: Benefícios, aposentadoria, acidente de trabalho: Lei nº 8.212 e nº 8.213 de 24/07/91, Decreto nº 3.048/99 e alterações posteriores (3.112/99, 3.265/99, 3.298/99, 3.452/00, 3.668/00, 4.032/00, 4.079/00 e 4729/03). LTCAT e PPP. Saúde e Trabalho: Relação Saúde e Trabalho: Aspectos Conceituais e Evolução Histórica do Conhecimento. Investigação da Relação Saúde e Trabalho; Métodos de Abordagem: Individual e Coletiva dos Trabalhadores, com as ferramentas clínicas e epidemiológicas; Estudo dos Ambientes e das Condições de Trabalho, com as ferramentas da higiene do trabalho, da ergonomia e da psicologia do trabalho. Impacto do Trabalho sobre a Segurança e Saúde dos Trabalhadores: Indicadores de Saúde – Grupos de Risco e Doenças dos Trabalhadores; Situação Atual da Saúde dos Trabalhadores no Brasil; Epidemiologia Ocupacional: tipos de estudos epidemiológicos, métodos quantitativos, coeficientes e taxas: incidência, prevalência, gravidade, letalidade, mortalidade, risco relativo; Vigilância em Saúde do Trabalhador: Anamnese ocupacional. Grupos homogêneos de risco ocupacional; Evento Sentinela; Programa de Controle Médico em Saúde Ocupacional; Avaliação laboratorial; Atestado de Saúde Ocupacional; Avaliação da capacidade laborativa. Conceito, Classificação e Epidemiologia das Doenças Profissionais no Brasil; Aspectos clínicos, toxicológicos, diagnóstico, prevenção, prognóstico e reabilitação das doenças profissionais mais frequentes no Brasil; Relação de doenças profissionais no âmbito da Previdência Social. Acidentes do Trabalho: conceito, epidemiologia, técnicas e métodos de investigação, medidas técnicas e administrativas de prevenção; Emissão de CAT e de Laudo Médico. Noções de toxicologia ocupacional: toxicocinética e toxicodinâmica. Agentes químicos, físicos, biológicos, ergonômicos e mecânicos: vigilância, riscos à saúde, mecanismos de prevenção e controle e, patologias associadas. Programa de Prevenção de Riscos Ocupacionais. Limites de Tolerância. Nível de Ação. CIPA e Mapa de Riscos. Condutas Administrativas, Éticas e Legais. O ato médico pericial. A responsabilidade legal do Médico do Trabalho. Registro de dados, arquivo e Documentação Médica em Saúde do Trabalhador. Decreto 5296 de 02/12/2004. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS III – METEOROLOGISTA: Meteorologia Sinótica – massas de ar – origem e classificação; frentes frias; frentes quentes; frentes oclusas; cristas e anticiclones; cavados e ciclones; mapas de superfície; mapas de ar superior; correntes de jato; ondas curtas; análise dos campos meteorológicos; análise de linhas de corrente e configurações; análise e configuração dos produtos dos modelos numéricos para previsão de tempo; configuração isobárica; sistemas frontais na carta em superfície; medidas de pressão atmosférica. Meteorologia Dinâmica – sistemas meteorológicos que atuam no Brasil e na América do Sul; ondas de gravidade; ondas de Rossby; equação da vorticidade; equação do movimento vertical (Omega); força de Coriolis; vento geostrófico; ventos alísios; Zona de Convergência Intertropical (ZCIT); vento gradiente; camada limite; turbulência de ar claro; cisalhamento (shear) vertical do vento; tropopausa; convergência e divergência; movimento convectivo e advectivo; geopotencial e espessura do geopotencial; vórtices ciclônicos e cavados; cristas e anticiclones. Termodinâmica – diagrama termodinâmico; estabilidade atmosférica; gradiente vertical de temperatura; turbulência atmosférica; inversão de temperatura; subsidência; inversões frontais; estabilidade da atmosfera: índice (K), índice total totals (TT) e índice Showalter (ISS); nível de congelamento; temperatura convectiva; formação de cristais de gelo; detecção de trovoadas; pressão de vapor do ar úmido; pressão de vapor saturação; calor latente; processo isobárico; processo adiabático; umidade relativa; umidade específica; razão de mistura. Fenômenos regionais e locais – nevoeiro; névoa úmida; névoa seca; visibilidade horizontal; brisa marítima; brisa terrestre; brisa de montanha; convecção; linhas de cumulus-nimbus (linha de instabilidade); células de cumulus-nimbus; tempestades tropicais; trovoadas; turbulência mecânica. Interpretação de imagens de satélite meteorológico – frentes frias e frontogênese; frentes oclusas; ciclones e vórtices; ondas curtas; Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS); sistemas meteorológicos de mesoescala que atuam no Brasil; jato subtropical; monitoração das condições de tempo. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS IV – ARQUITETO: Execução de projetos arquitetônicos e elaboração de especificações técnicas para a execução de obras e serviços de Engenharia em edifícios. Estrutura de edificações. Instalações prediais. Arquitetura de interiores. Comunicação visual. Urbanismo. Paisagismo. Isolamento térmico. Isolamento acústico. Sistema viário. Gerência de Projetos. Administração de contratos. Fiscalização de obras e serviços de engenharia. Lei nº 8.666/1993 e nº 8.883/1994. Normas aplicáveis à saúde e Segurança no Trabalho. Liderança e gerenciamento de recursos. Conhecimentos de AutoCAD. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS IV – ENGENHEIRO AMBIENTAL: 1 Noções de hidrologia, qualidade da água, poluição hídrica e tecnologias de tratamento dos efluentes. 2 Noções de geologia, conservação de solos. 3 Poluição atmosférica e controle de emissões. 4 Gerenciamento de resíduos sólidos. 5 Legislação ambiental. 6 Economia ambiental. 7 Política ambiental e desenvolvimento sustentável. 8 Licenciamento ambiental, avaliação de impactos ambientais. 9 Riscos ambientais. 10 Educação ambiental. 11 Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS IV – ENGENHEIRO CIVIL: Instalações hidráulicas prediais. Instalações sanitárias. Meio ambiente. Sistema de tratamento de água potável. Sistema de poços artesianos. Sistema de tratamento de esgotos. Tratamento e incineração de lixo. Sistema de captação e drenagem de águas pluviais. Fiscalização de obras e serviços de engenharia. Impermeabilização. Coberturas. Revestimentos. Acabamentos. Segurança em edificações. Pavimentos rígidos e flexíveis. Drenagem de pavimentos. Captação de águas pluviais. Combate a erosões e contenção de taludes. Manutenção e reparos em pavimentos – rígidos e flexíveis. Rejuntamento de pavimento. Execução e remoção de pintura de sinalização horizontal. Plantio e manutenção de revestimento vegetal. Sistema de comunicação visual. Planejamento e controle de obras e serviços de engenharia. Elaboração e acompanhamento de cronograma físico e financeiro. Orçamento de obras e de serviços de engenharia. Fluxograma de pagamentos de faturas. Reajustamento de preços. Controle de prazos. Medições de obras e serviços de engenharia. Conceitos e fundamentos aplicados à manutenção de instalações e de sistemas (manutenção preditiva, preventiva e corretiva). Planejamento e controle de materiais técnicos de consumo. Planejamento e controle da manutenção (planejamento anual de atividades de manutenção; sistemas de Ordens de Serviços, históricos de intervenção em sistemas e equipamentos, custos aplicados à manutenção). Programação e execução de serviços de manutenção. Organização de manutenção em sistemas de operação contínua (H24). Gestão da manutenção e dos ativos das organizações. Administração de contratos; Lei nº 8.666/1993 e nº 8.883/1994. Normas aplicáveis à saúde e Segurança no Trabalho. Liderança e gerenciamento de recursos. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS IV – ENGENHEIRO CIVIL – ESTRUTURAS: Conhecimento das patologias de estruturas. Práticas de manutenção de estruturas prediais de concreto e metálica. Práticas de manutenção de pavimentos rígidos e flexíveis. Cronogramas físicos financeiro, orçamentos, prazos, custos e reajustes, controle de pagamentos e medições de obra. Conceitos de manutenção preditiva, preventiva e corretiva. Organização de manutenção em sistemas de operação contínua (H24). Gestão da manutenção e dos ativos das organizações. Controle e estocagem de materiais de construção. Administração de contratos; Lei nº 8.666/1993 e nº 8.883/1994. Normas aplicáveis à saúde e Segurança no Trabalho. Liderança e gerenciamento de recursos. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS IV – ENGENHEIRO CIVIL – HIDROSSANITÁRIO: Interpretação de projetos gráficos: arquitetura, estrutura, instalações elétricas. Instalações hidráulicas e sanitárias, meio ambiente, sistemas de tratamento de água e de esgotos, poços artesianos, fossas sépticas, captação e drenagem de águas pluviais. Tratamento e incineração de lixo. Fiscalização de serviços e obras. Assentamento de tubulações, juntas e blocos de ancoragem. Manutenção preditiva, preventiva e corretiva. de instalações industriais. Planejamento e controle de materiais técnicos, planejamento anual de atividades de manutenção. Histórico de intervenções em equipamentos, componentes principais e instalações. Custos aplicados à manutenção, programação e execução de serviços. Organização de manutenção em sistemas de operação contínua (H24). Gestão da manutenção e dos ativos das organizações. Administração de contratos. Lei nº 8.666/1993 e nº 8.883/1994. Nor mas aplicáveis à saúde e Segurança no Trabalho. Liderança e gerenciamento de recursos. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS IV – ENGENHEIRO CIVIL – MANUTENÇÃO PREDIAL: Interpretação de projetos gráficos: arquitetura, estrutura, instalações elétricas. Instalações hidráulicas e sanitárias, poços artesianos, fossas sépticas, captação e drenagem de águas pluviais. Prevenção contra incêndio. Sinalização horizontal a sistemas de segurança. Coberturas, revestimentos, acabamentos, pisos, impermeabilização, pintura e noções de concreto. Pavimentos rígidos e flexíveis, Planejamento de obra, Erosão e contenção de talude. Plantio e manutenção de revestimento vegetal. Cronogramas físicos financeiro, orçamentos, prazos, custos e reajustes, controle de pagamentos e medições de obra. Conceitos de manutenção preditiva, preventiva e corretiva. Organização de manutenção em sistemas de operação contínua (H24). Gestão da manutenção e dos ativos das organizações. Controle e estocagem de materiais de construção. Administração de contratos; Lei nº 8.666/1993 e nº 8.883/1994. Normas aplicáveis à saúde e Segurança no Trabalho. Liderança e gerenciamento de recursos. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS IV – ENGENHEIRO CIVIL – ORÇAMENTAÇÃO: Conhecimento de unidade de medidas. Conhecimento da diretrizes dos órgãos de controle externo quanto a formação de preços para obras públicas. Conhecimento geral de projetos de engenharia. Conhecimento de técnicas e métodos construtivos de obras e serviços de engenharia. Conhecimento de cálculo de produção de equipes mecânicas. Noção de estimativa de custo de obras e serviços de engenharia. Conhecimento do Sistema Nacional de Pesquisa de Custos de Índices da Construção Civil SINAPI. Conhecimento da Lei de Diretrizes orçamentárias LDO. Conhecimento da Lei nº 8.666/1993. Lei de Licitações e Contratos. Conhecimento de Composições de Preços Unitários (CPU) para obras, projetos e serviços de engenharia . Conhecimento de composição de BDI (Bonificação por Despesa Indireta). Conhecimento de Leis Sociais (Taxas de encargos) Conhecimento de Tributos aplicáveis a obras, projetos e serviços de engenharia (Taxas de impostos e contribuições). Resolução do CREA Nº 361 de 10-12-1991. Dispõe sobre a conceituação de Projeto Básico em Consultoria de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Access e MS Project. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS IV – ENGENHEIRO CIVIL – PAVIMENTAÇÃO: Topografia, levantamentos planialtimétricos, perfis e curvas de nível. Captação e drenagem de águas pluviais. Noções de corte, aterro e proteção de taludes. Distribuição de cargas e pressões. Solos: tipos, forma dos grãos, coesão, plasticidade, propriedades gerais, adensamento, grau de capacidade, ensaios de laboratório, curvas granulométricas. CBR e escolha de jazidas. Materiais: cimento, asfaltos, cimentos asfálticos de petróleo, britas e outras. Dimensionamento: subleito, base, sub-base, pavimentos rígidos e flexíveis. Fator de carga, ábacos de dimensionamento. Critérios, especificações e consumo de resistência à fadiga (C.R.F.), número de repetições. Cronogramas físicos financeiro, orçamentos, prazos, custos e reajustes, controle de pagamentos e medições de obra. Conceitos de manutenção preditiva, preventiva e corretiva. Organização de manutenção em sistemas de operação contínua (H24). Gestão da manutenção e dos ativos das organizações. Controle e estocagem de materiais de construção. Administração de contratos; Lei nº 8.666/1993 e nº 8.883/1994. Normas aplicáveis à saúde e Segurança no Trabalho. Liderança e gerenciamento de recursos. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS IV – ENGENHEIRO DE INFRAESTRUTURA AERONÁUTICA (ENGENHEIRO CIVIL-AERONÁUTICA): Transporte Aéreo: Aeronaves: componentes, características físicas e operacionais. Pesos. Tipos e modelos. Tendências. Técnicas e procedimentos de decolagem/aterrissagem; regimes de voo. Regulamentação e aeronavegabilidade. Planejamento de voo. Peso e balanceamento. Noções de aviônica. Infra-estrutura: aeroportos e controle do tráfego aéreo. Influência das aeronaves no planejamento da infra-estrutura. Sistema de aviação civil nacional e internacional: histórico e tendências. Organismos e empresas. Regulamentação nacional e internacional. Transporte aéreo regional, não-regular e de carga. Aviação geral. Sistema de iluminação de pistas e aeroportos. Planejamento dos Transportes: Organização e estrutura de um sistema de transportes. Mercado de transportes e regulamentação: objetivos e tendências. Demanda por transportes: conceitos básicos, curva de demanda individual e de mercado, nível de serviço, elasticidade e “spill factor”. Relações causais. Modelos direcionais e não direcionais. Oferta de serviços de transportes: função de produção da empresa. Função de custos, métodos de custeio e sistema de custeio de linhas utilizados no Brasil. Equilíbrio de mercado. Mercado do transporte aéreo. Tráfego Aéreo: Serviços de Tráfego aéreo: controle, informação de voo e alerta. Organização do espaço aéreo. Espaço aéreo brasileiro. Regulamentação do controle de tráfego aéreo. Sistemas de detecção e visualização, de comunicações e de auxílios à navegação, à aproximação e ao pouso. Equipamentos: função e localização. Sistemas atuais de comunicação, navegação e vigilância. Transição dos sistemas atuais aos propostos pela Organização de Aviação Civil Internacional para o futuro. Sistema de comunicação, navegação e vigilância global baseado em tecnologia de satélites. Gerenciamento de tráfego aéreo. Dimensionamento estrutural de pavimentos: aeroportuários. Lixo domiciliar urbano, industrial e aeroportuário: tratamento e disposição. Planejamento de Aeroportos: O aeroporto e o transporte aéreo. Escolha de sítio, Zoneamento. Anemograma e plano da zona de proteção. Sinalização diurna e noturna. Capacidade e configurações. Geometria do lado aéreo. Comprimento de pista. Número e localização de saídas. Pátios. Quantificação de posições de estacionamento no pátio. Terminal de passageiros: concepção e dimensionamento. Terminal de cargas e outras instalações de apoio. Equipamentos aeroportuários. Meio-fio e estacionamento de veículos. Infraestrutura básica. Instalações para operações V/STOL. Impactos gerados pela implantação de aeroportos. Planos diretores. Perspectivas no Brasil. Número de classificação de aeronaves e de pavimentos. Projeto e Construção de Pistas: Terraplanagem: histórico e conceitos. Materiais de superfície. Equipamentos terminologia, classificação, características, locomoção, seleção e produção. Estimativa de custos. Execução dos serviços preliminares, básicos e complementares da terraplanagem. Normas e princípios para projeto de pistas. Escolha de eixo e traçado de perfis longitudinais e transversais. Compensação de cortes e aterros. Determinação de greides. Dimensionamento de equipes de máquinas. Cronograma físico-financeiro de obras. Execução do projeto completo das pistas e pátios de um aeroporto. Projeto de Aeroportos: Elaboração e discussão do projeto podendo envolver: escolha de sítio, geometria, sinalização e segurança, esquemas funcionais e algumas especificações complementares previstas em normas para aeroportos. Tópicos Especiais em Transporte Aéreo II: Tópicos específicos do planejamento, projeto e operação dos sistemas do transporte aéreo. Filosofias e técnicas gerenciais em empresas aéreas e aeroportos. Marketing no transporte aéreo. Ruído Aeronáutico: Planejamento aeroportuário e o meio ambiente. O aeroporto como equipamento urbano. Impactos sobre o meio ambiente decorrentes da implantação de um projeto aeroportuário: visuais, gasosos e sonoros. O problema do ruído aeronáutico. Critérios internacionais para avaliação de ruído. Índice ponderado de ruído. A participação brasileira no comitê de Proteção do Meio Ambiente da ICAO. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS IV – ENGENHEIRO DE SEGURANÇA DO TRABALHO: Acidente de trabalho – Conceito técnico e legal, causas e consequências dos acidentes, taxa de frequência e gravidade, estatísticas de acidentes, comunicação e registro do acidente. Aposentadoria Especial. Segurança e Medicina do Trabalho – Capítulo V, Título II da CLT. Norma Regulamentadora nº 1- Disposições Gerais. Norma Regulamentadora nº 4- Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho. Norma Regulamentadora nº 5- Comissão Interna de Prevenção de Acidentes. Norma Regulamentadora nº 6- Equipamento de Proteção Individual. Norma Regulamentadora nº 8- Edificações. Norma Regulamentadora nº 9- Programa de Prevenção de Riscos Ambientais. Norma Regulamentadora nº10-Segurança em instalações e serviços em eletricidade. Norma Regulamentadora nº11- Transporte, movimentação, armazenagem e manuseio de materiais. Norma Regulamentadora nº12-Máquinas e equipamentos. Norma Regulamentadora nº13-Casos vasos de pressão. Norma Regulamentadora nº15- Atividades e operações insalubres. Norma Regulamentadora nº16- Atividades e operações perigosas. Norma Regulamentadora nº17- Ergonomia. Norma Regulamentadora nº18- Condições e meio ambiente de trabalho na indústria da construção. Norma Regulamentadora nº 23 Proteção Contra Incêndio. Norma Regulamentadora nº 24 Condições Sanitários e de conforto nos locais de trabalho. Norma Regulamentadora nº 26 Sinalização de Segurança. Lei nº 7.369 de 20-09-1985; Decreto 93.412 de 14-10- 1986 – Atividades no Setor de Energia Elétrica. Portaria 3.311 de 29- 11-1989 – Inspeção do Trabalho. Portaria MTE 3.393-87, confirmada pela Portaria MTE 518/2003 – Atividades com Radiações Ionizantes ou Substâncias Radioativas. Convenção da Organização Internacional do Trabalho – OIT. Responsabilidade civil e criminal. Higiene Ocupacional. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS IV – ENGENHEIRO DE TELECOMUNICAÇÕES: Eletricidade: primeira e segunda leis de Ohm; leis de Kirchhoff; filtros; circuitos ressonantes; transformador. Instrumentos de Medidas Elétricas: multímetros analógico e digital; osciloscópio. Funcionamento e especificações de dispositivos: resistor; capacitor, indutor; diodo retificador; diodo Zener; transistor bipolar; FET; circuitos integrados digitais (TTL e CMOS) e lineares (741, 555, 78XX). Eletrônica Básica: fontes de alimentação estabilizadas; amplificadores de áudio com transistores e com circuitos integrados; osciladores; circuitos básicos com amplificadores operacionais; circuitos combinacionais (decodificadores, multiplex e demultiplex); circuitos sequenciais (flipflops, registradores e contadores); memórias; conversores A/D e D/A. Sistemas Microprocessados: microprocessadores 8085 e Z80; micro-controlador 8051. Propagação de Ondas Eletromagnéticas: ondas espaciais, troposférica e ionosférica; perda no espaço livre; faixas de frequências; microondas. Antenas: tipos; características; aplicações. Linhas de Transmissão: parâmetros; tipos; aplicações. Processos de Modulação: AM-DSB; AM-DSB/SC; AM-SSB; FM; PAM; PPM; PWM; PCM. Sistemas Chaveados: ASK; PSK; FSK. Sistemas de Multiplexação: TDM; FDM. Telefonia: centrais telefônicas (analógica, TDM Hibrida e IP); telefonia fixa (redes interna e externa); telefonia celular; telefonia IP; rádio digital. Teleprocessamento: estrutura das redes de teleprocessamento; protocolos de comunicação. Microcomputador: instalação; hardware; software (DOS; WINDOWS; WORD; EXCEL). Equipamentos: sonorização ambiente; circuito fechado de TV; sistemas de mensagens e de sinalização. Conceito e fundamentos aplicados à manutenção de instalações industriais (manutenção preventiva e corretiva). Administração de materiais técnicos de consumo. Planejamento e controle da manutenção (planejamento anual de atividades sistemas de ordens de serviços, históricos de intervenções em equipamentos, componentes principais em instalações; Custos aplicados à manutenção). Programação e execução de serviços de manutenção. Organização de manutenção em sistemas produtivos contínuos (produção/operação H-24). Orçamento de serviços de Engenharia de Telecomunicações. Medição de Serviços de Engenharia e Leis n.º 8.666/1993 e 8.883/1994. Liderança e gerenciamento de recursos. Regulamento de Serviços de Telecomunicações. Fundamentos e classificação de sistemas de telecomunicações. História das telecomunicações; importância das telecomunicações; mercado; tipo de informação a ser transmitida; elementos de um sistema de comunicações. Fundamentos de sistemas de telecomunicações. Classificação dos sistemas: Simplex/Duplex, Analógico/Digital, Banda Base/Banda Passante, Via Cabo/Via Rádio. Espectro eletromagnético, atribuição de faixas de frequências no Brasil. Técnicas de modulação analógica e digital, multiplexação e múltiploacesso. Antenas e Propagação. Plataformas e serviços de comunicações. Telefonia celular: definições, configuração básica, faixas de operação, tipos de sistemas celulares, planejamento de sistemas celulares. Sistemas wireless: WLL, sistemas de telefone sem fio, sistemas de busca ou paging, sistemas troncalizados de despacho ou trunking. Comunicações ópticas: princípios de funcionamento, evolução da tecnologia óptica, comparação com outros meios de transmissão. Fundamentos de redes de comunicação. Redes LAN, MAN, WAN e Internet. Tecnologias de implantação, aplicações suportadas, interconexões, topologia de redes/hierarquização. Protocolos Redes determinísticas. Redes de pacotes X.25, Frame-relay e ATM. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS IV – ENGENHEIRO ELETRICISTA: Sistemas elétricos industriais; Circuitos trifásicos; Circuito-série; Sistemas elétricos de corrente constante; Subestações rebaixadoras e elevadoras; Iluminação predial e de áreas externas; Análises de óleo isolante; Sistemas de aterramento e malhas de terra; Transformadores; Disjuntores de A.T e B.T; Quadros de comando, controle e proteção; Motores elétricos; Operação e manutenção de sistemas elétricos de distribuição; Ope ração e manutenção de Sistemas No Break estático e dinâmico; Sistemas de Bancos de Baterias industriais; Manutenção de cabines primárias e secundárias; Conceitos e fundamentos aplicados à manutenção de instalações industriais (manutenção preditiva, preventiva e corretiva); Administração de materiais técnicos de consumo. Planejamento e controle da manutenção (planejamento anual de atividades; sistema de ordem de serviços; histórico de intervenções em equipamentos, componentes principais e em instalações; custos aplicados à manutenção); Programação e execução de serviços de manutenção; Organização da manutenção em sistemas de operação contínua H-24; Gestão da manutenção e dos ativos das organizações. Administração de contratos; Leis nº 8.666/1993 e 8.883/1994. Normas aplicáveis à saúde e Segurança no Trabalho. Liderança e gerenciamento de recursos. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS IV – ENGENHEIRO ELETRICISTA – MODALIDADE ELETRÔNICA: Instrumentos de Medidas Elétricas. Dispositivos semicondutores. Circuitos integrados, Amplificadores operacionais. Transistores de junção e efeito de campo. Amplificadores de um e de diversos estágios. Sistemas de numeração e códigos binários; aritmética binária; Álgebra booleana. Portas lógicas. Circuitos combinacionais. Arquitetura de computadores. Sistemas operacionais. Redes e comunicação de dados. Estrutura e linguagens de programação. Microcontroladores. Filtros ativos. Fontes chaveadas. Arquitetura de microprocessadores. Endereçamento e conjunto de instruções. Memória e adaptadores de interface de entrada e saída. Projeto lógico e elétrico de sistemas micro-processados. Sistemas supervisórios. Antenas: Radiação. Teoria das antenas lineares. Propagação ionosférica. Retificadores: projeto, filtros e proteção. Retificadores controlados. Inversores e ciclo conversores. Telecomunicações: Análise de sinais. Propagação de sinais. Modulação em amplitude, em frequência, com portadora suprimida e por pulsos. Sistemas de comunicações óticas: fibra ótica; demoduladores. emissores de luz e detectores de luz. Telefonia: telefones e circuitos telefônicos. Noções de tráfego telefônico. Redes telefônicas. Noções de tráfego telefônico. Centrais automáticas. Sistema de televisão e circuito fechado de TV. Controladores programáveis-PLC. Fontes de alimentação chaveadas. Sistema no-break. Sistemas de reprodução de som e vídeo. Instrumentação: Transdutores. Transmissão de sinais. Interface. Instrumentos indicadores. Cabeamento estruturado. Planejamento e controle de materiais técnicos de consumo. Planejamento e controle da manutenção (planejamento anual de atividades de manutenção; sistemas de Ordens de Serviços, históricos de intervenção em sistemas e equipamentos, custos aplicados à manutenção). Programação e execução de serviços de manutenção. Organização de manutenção em sistemas de operação contínua (H24). Gestão da manutenção e dos ativos das organizações. Administração de contratos; Lei nº 8.666/1993 e nº8.883/1994. Normas aplicáveis à saúde e Segurança no Trabalho. Liderança e gerenciamento de recursos. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS IV – ENGENHEIRO ELETRÔNICO: Instrumentos de Medidas Elétricas. Dispositivos semicondutores. Circuitos integrados, Amplificadores operacionais. Transistores de junção e efeito de campo. Amplificadores de um e de diversos estágios. Sistemas de numeração e códigos binários; aritmética binária; Álgebra booleana. Portas lógicas. Circuitos combinacionais. Arquitetura de computadores. Sistemas operacionais. Redes e comunicação de dados. Estrutura e linguagens de programação. Microcontroladores. Filtros ativos. Fontes chaveadas. Arquitetura de microprocessadores. Endereçamento e conjunto de instruções. Memória e adaptadores de interface de entrada e saída. Projeto lógico e elétrico de sistemas micro-processados. Sistemas supervisórios. Antenas: Radiação. Teoria das antenas lineares. Propagação ionosférica. Retificadores: projeto, filtros e proteção. Retificadores controlados. Inversores e ciclo conversores. Telecomunicações: Análise de sinais. Propagação de sinais. Modulação em amplitude, em frequência, com portadora suprimida e por pulsos. Sistemas de comunicações óticas: fibra ótica; demoduladores. emissores de luz e detectores de luz. Telefonia: telefones e circuitos telefônicos. Noções de tráfego telefônico. Redes telefônicas. Noções de tráfego telefônico. Centrais automáticas. Sistema de televisão e circuito fechado de TV. Controladores programáveis-PLC. Fontes de alimentação chaveadas. Sistema no-break. Sistemas de reprodução de som e vídeo. Instrumentação: Transdutores. Transmissão de sinais. Interface. Instrumentos indicadores. Cabeamento estruturado. Planejamento e controle de materiais técnicos de consumo. Planejamento e controle da manutenção (planejamento anual de atividades de manutenção; sistemas de Ordens de Serviços, históricos de intervenção em sistemas e equipamentos, custos aplicados à ma nutenção). Programação e execução de serviços de manutenção. Organização de manutenção em sistemas de operação contínua (H24). Gestão da manutenção e dos ativos das organizações. Administração de contratos; Lei nº 8.666/1993 e nº8.883/1994. Normas aplicáveis à saúde e Segurança no Trabalho. Liderança e gerenciamento de recursos. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS IV – ENGENHEIRO ELETRÔNICO – SISTEMAS DE PROTEÇÃO AO VOO: Instrumentos de Medidas Elétricas. Dispositivos semicondutores. Circuitos integrados, Amplificadores operacionais. Transistores de junção e efeito de campo. Amplificadores de um e de diversos estágios. Sistemas de numeração e códigos binários; aritmética binária; Álgebra booleana. Portas lógicas. Circuitos combinacionais. Arquitetura de computadores. Sistemas operacionais. Redes e comunicação de dados. Estrutura e linguagens de programação. Micro-controladores. Arquitetura de microprocessadores. Endereçamento e conjunto de instruções. Memória e adaptadores de interface de entrada e saída. Projeto lógico e elétrico de sistemas micro-processados. Filtros ativos. Fontes chaveadas. Retificadores: projeto, filtros e proteção. Retificadores controlados. Inversores e ciclo conversores. Telecomunicações: Operação e manutenção de sistemas de rádio-comunicação (UHF, VHF, microondas, antenas, transceptores). Análise de sinais. Modulação em amplitude, em frequência, com portadora suprimida e por pulsos. Sistemas de comunicações óticas: fibra ótica; demoduladores, emissores e detectores de luz. Telefonia: telefones e circuitos telefônicos. Noções de tráfego telefônico. Redes telefônicas. Noções de tráfego telefônico. Centrais automáticas. Sistema de televisão e circuito fechado de TV. Sistemas supervisórios. Controladores programáveis-PLC. Fontes de alimentação chaveadas. Sistemas de reprodução de som e vídeo. Instrumentação: Transdutores. Transmissão de sinais. Interface. Instrumentos indicadores. Sistema NO BREAK estático. Cabeamento estruturado. Planejamento e controle de materiais técnicos de consumo. Planejamento e controle da manutenção (planejamento anual de atividades de manutenção; sistemas de Ordens de Serviços, históricos de intervenção em sistemas e equipamentos, custos aplicados à manutenção). Programação e execução de serviços de manutenção. Organização de manutenção em sistemas de operação contínua (H24). Gestão da manutenção e dos ativos das organizações. Administração de contratos; Lei nº 8.666/9193 e nº 8.883/1994. Normas aplicáveis à saúde e Segurança no Trabalho. Liderança e gerenciamento de recursos. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS IV – ENGENHEIRO ELETRÔNICO – AUTOMAÇÃO PREDIAL/INDUSTRIAL: Instrumentos de Medidas Elétricas. Dispositivos semicondutores. Circuitos integrados, Amplificadores operacionais. Transistores de junção e efeito de campo. Amplificadores de um e de diversos estágios. Sistemas de numeração e códigos binários; aritmética binária; Álgebra booleana. Portas lógicas. Circuitos combinacionais. Arquitetura de computadores. Sistemas operacionais. Redes e comunicação de dados. Estrutura e linguagens de programação. Micro-controladores. Arquitetura de microprocessadores. Endereçamento e conjunto de instruções. Memória e adaptadores de interface de entrada e saída. Projeto lógico e elétrico de sistemas micro-processados. Filtros ativos. Fontes chaveadas. Operação e manutenção de sistemas supervisórios e painéis microprocessados. Retificadores controlados. Inversores e ciclo conversores. Telecomunicações: Sistema de radiocomunicação (VHF, UHF). Análise de sinais. Propagação de sinais. Modulação em amplitude e em frequência, com portadora suprimida e por pulsos. Telefones e circuitos telefônicos. Noções de tráfego telefônico. Redes telefônicas. Centrais automáticas. Sistemas de comunicações óticas: fibra ótica; demoduladores, emissores de luz e detectores de luz . Manutenção de sistema de relógios sincronizados. Operação e manutenção de circuito fechado de TV. Manutenção de microcomputadores e acessórios. Controladores programáveis-PLC. Fontes de alimentação chaveadas. Manutenção de sistemas de reprodução de som e vídeo. Instrumentação: Transdutores. Transmissão de sinais. Interface. Instrumentos indicadores. Manutenção de sistemas de alarme e detecção de incêndio Cabeamento estruturado. Sistema NO BREAK. Planejamento e controle de materiais técnicos de consumo. Planejamento e controle da manutenção (planejamento anual de atividades de manutenção; sistemas de Ordens de Serviços, históricos de intervenção em sistemas e equipamentos, custos aplicados à manutenção). Programação e execução de serviços de manutenção. Organização de manutenção em sistemas de operação contínua (H24). Gestão da manutenção e dos ativos das organizações. Administração de contratos; Lei nº 8.666/1993 e nº 8.883/1994. Normas aplicáveis à saúde e Segurança no Trabalho. Liderança e gerenciamento de recursos. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS IV – ENGENHEIRO FLORESTAL: 1 Uso sustentado dos recursos florestais. 2 Equilíbrio dos ecossistemas. 3 Avaliação do potencial dos Ecossistemas. 4 Impacto Ambiental e Recuperação de Áreas degradadas. 5 Avaliação de Impacto Ambiental. 6 Lei de crimes ambientais. 7 Conservação e proteção ambiental. 8 Fitopatologia Florestal. 9 Viveiro Florestal e produção de mudas. 10 Silvicultura. 11 Manejo de recursos florestais. 12 Plano de manejo de unidades de conservação. 13 Uso sustentado da vegetação nativa. 14 Espécies florestais do Brasil. 15 Volumetria de madeira; 16 Técnicas de manejo e conservação do solo. 18 Inventário Florestal. 19 Política Ambiental e de desenvolvimento florestal. 20 Zoneamento ambiental. Estudos ambientais. 22 Política ambiental e desenvolvimento sustentável. 23 Agenda 21. 24 Planejamento ambiental, 25 planejamento territorial, 26 vocação e uso do solo. 27 Zoneamento ecológico-econômico. 28 Gestão, conservação e manejo de recursos naturais. 29 Gestão de contratos, Lei nº 8.666/1993. 30 Código Florestal, Lei nº 4.777/1965. 31 Licenciamento ambiental, bem como executar outras atividades que, por sua natureza, estejam inseridas no âmbito das atribuições do cargo e da área de atuação. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS IV – ENGENHEIRO MECÂNICO: Motores diesel. Geradores. Motores elétricos. Acoplamentos. Quadros de comando, controle e proteção. Sistema de refrigeração de motores. Lubrificantes e lubrificação industrial. Análise de vibração. Balanceamento dinâmico. Alinhamento. Dimensionamento de eixos, mancais e rolamentos. Transmissão por correias e engrenagens. Ensaios não-destrutivos. Operação e manutenção de elevadores e montacargas. Manutenção de esteiras transportadoras, balanças e escadas rolantes. Operações e manutenção de sistema central de ar condicionado (self contained a ar, self contained a água, chillers, fan coils, torre de arrefecimento e bombas). Manutenção de caminhões e veículos de grande porte. Conceitos e fundamentos aplicados à manutenção de instalações industriais (manutenção preventiva e corretiva). Administração de materiais técnicos de consumo. Planejamento e controle de materiais técnicos de consumo. Planejamento e controle da manutenção (planejamento anual de atividades de manutenção; sistemas de Ordens de Serviços, históricos de intervenção em sistemas e equipamentos, custos aplicados à manutenção). Programação e execução de serviços de manutenção. Organização de manutenção em sistemas de operação contínua (H24). Gestão da manutenção e dos ativos das organizações. Administração de contratos; Lei nº 8.666/1993 e nº 8.883/1994. Normas aplicáveis à saúde e Segurança no Trabalho. Liderança e gerenciamento de recursos. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS IV – ENGENHEIRO MECATRÔNICO: Automação e sistemas de controle: Microcontroladores, microprocessadores/ microcomputadores para aplicações em mecatrônica; Controladores Lógicos Programáveis (CLP); Acionadores eletro-mecânicos, servomecanismos; Supervisory Control And Data Acquisition (SCADA); Redes industriais; Protocolos para automação industrial; Programação industrial (LADER). Eletrônica aplicada (analógica e digital). Potência em um circuito elétrico, corrente alternada monofásica e trifásica, valor RMS da corrente alternada, fator de potência, motores síncronos, motores de indução, regulação de velocidade de motores elétricos, baterias industriais, função de transferência de sistemas de controle, diagrama de blocos, sistemas de malha aberta, sistemas de malha fechada, sistemas de controle PD e PID, erro permanente, resposta transiente de sistemas de controle, estabilidade do sistema de controle, método do root-locus, variáveis de estado, sistema binário, hexagesimal e decimal, conversão de bases, álgebra booleana, sistemas digitais de aquisição de dados, frequência de amostragem, critério de Nyquist, estática, dinâmica, movimento de corpos rígidos, translação e rotação, leis de Newton-Euler, inércia, força, momento de uma força, distribuição de massa, mecanismos de quatro barras, mancais de deslizamento e de rolamento, redutores de velocidade, engrenagens, sistemas parafuso rosca sem-fim e coroa, transmissão por correias em V, transmissão por correias dentadas, momento fletor em vigas, momento de torção em vigas, tensão normal, tensão de cisalhamento, lei de Hooke, características mecânicas de materiais, módulo de elasticidade, módulo de cisalhamento, coeficiente de Poisson, rigidez à flexão, rigidez à torção, rigidez à tração e compressão, esforços de reação nos apoios, graus de liberdade, número de graus de liberdade do sistema, juntas esféricas, juntas de revolução, juntas prismáticas, bombas hidráulicas volumétricas, bombas hidráulicas centrífugas, circuitos hidráulicos, cilindros hidráulicos, válvulas hidráulicas, compressores de ar, cilindros pneumáticos, válvulas pneumáticas, circuitos hidráulicos, circuitos pneumáticos, atuadores elétricos, sensores de posição angular (encoders) absolutos e incrementais, sensores de posição indutivos, sensores de posição óticos, interfaces de comunicação serial, RS232, RS485, interfaces de comunicação paralela, circuitos C-MOS e TTL. Planejamento e controle de materiais técnicos de consumo. Planejamento e controle da manutenção (planejamento anual de atividades de manutenção; sistemas de Ordens de Serviços, históricos de intervenção em sistemas e equipamentos, custos aplicados à manutenção). Programação e execução de serviços de manutenção. Organização de manutenção em sistemas de operação contínua (H24). Gestão da manutenção e dos ativos das organizações. Administração de contratos; Lei nº 8.666/1993 e nº 8.883/1994. Normas aplicáveis à saúde e Segurança no Trabalho. Liderança e gerenciamento de recursos. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS IV – ENGENHEIRO SANITARISTA: 1 Noções de saúde pública, epidemiologia, saneamento, toxicologia ambiental, hidrologia, climatologia, drenagem urbana, hidráulica, obras hidráulicas e economia ambiental. 2 Qualidade da água. 3 Tratamento de águas residuárias. 4 Controle de poluição da água. 5 Gerenciamento e tratamento de resíduos sólidos urbanos. 6 Controle da poluição atmosférica. 7 Gestão e planejamento ambiental. 8 Avaliação de impacto ambiental e licenciamento ambiental. 9 Fontes de energia e de matérias primas renováveis. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

AS IV – ENGENHEIRO CARTÓGRAFO:: Legislação cartográfica: (Decreto nº 89.817 de 20 de junho de 1984, Decreto nº 5.334 de 6 de janeiro de 2005, Decreto nº 6.666, de 27 de novembro de 2008). Cartografia básica e temática: mapas, cartas e plantas, projeções cartográficas, projeções utm, ltm e rtm; escalas e distorções. topografia: métodos de levantamentos, equipamentos empregados para cada tipo de levantamento topográfico, taqueometria, nivelamento geométrico, poligonação, triangulação, tipos de erros envolvidos nos levantamentos, acurácia, precisão. Fotogrametria: conceitos básicos em fotogrametria, estereoscopia, mosaicos fotogramétricos, restituição fotogramétrica, ortofotografias e ortofotocartas. sensoriamento remoto: princípios básicos de sensoriamento remoto, tipos de resolução em sensoriamento remoto, comportamento espectral de alvos, georreferenciamento, orotorretificação, processamento digital de imagens. Geodésia: geóide, elipsóide, ondulação geoidal, sistemas geodésicos de referência, modelos geodidais, gnss, erros envolvidos no posicionamento pelo gnss, tipos de receptores gnss, tecnicas de posicionamento gnss, posicionamento relativo, posicionamento por ponto preciso. ajustamento de observações: conceitos de ajustamentos, observações e modelos matemáticos. erros, variância, convariância e confiabilidade. princípio dos mínimos quadrados, métodos de ajustamento. qualidade da estimativa. análise dos resultados, injunções. Geoprocessamento: cartografia digital, conceitos, estrutura e topologia dos sistemas de informações geográficas, dados raster, dados vetoriais, modelos digitais de elevação. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

PEM – PROFISSIONAL DE ENGENHARIA E MANUTENÇÃO – DESENHISTA PROJETISTA: Topografia. Levantamento planialtimétrico (poligonais, perfis, curvas de nível). Projetos (arquitetura, instalações prediais, instalações especiais). Comunicação visual. Urbanização e Paisagismo. Conhecimento de software do tipo CAD. Conhecimentos elementares de matemática: Números inteiros e racionais: leitura e escrita de números; operações (adição, subtração, multiplicação, divisão, potenciação e radiciação); expressões numéricas; múltiplos e divisores de números naturais; problemas. Sistemas de medidas: Medidas de tempo; sistema decimal, sexagesimal e radiano de medidas; sistema monetário brasileiro; problemas. Números e grandezas proporcionais: razões e proporções; divisão em partes proporcionais; regra de três simples; percentagem e problemas. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

PEM – PROFISSIONAL DE ENGENHARIA E MANUTENÇÃO – TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES: Estruturas (concreto, metálica, madeira etc.). Alvenarias, coberturas, revestimentos, cabeamentos, esquadrias, ferragens; impermeabilização. Materiais, máquinas equipamentos de construção civil. Instalações prediais elétricas, hidráulicas, sanitárias e especiais. Conceitos e fundamentos aplicados à manutenção de edificações públicas e industriais (manutenção preventiva e corretiva). Leitura e Interpretação de desenhos técnicos. Orçamento de Obras. Matemática Aplicada à construção civil. Conceitos de Higiene e Segurança no trabalho. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

PEM – PROFISSIONAL DE ENGENHARIA E MANUTENÇÃO – TÉCNICO EM ELETRÔNICA: Eletrônica industrial – retificadores e inversores estáticos. Radiocomunicação – UHF,VHF, microondas, antenas, transceptores de rádio. Telefonia – aparelhos telefônicos, comutação telefônica, transmissão de canais telefônicos, multiplexagem, mesas comutadoras. Transmissão de dados, cabeamento estruturado, No-break. Painéis de comando automático de grupos geradores. Excitatriz. Painéis microprocessados. Eletrônica digital. Microcontroladores. Operação e manutenção de medidores e instrumentos eletrônicos. Conceitos e fundamentos aplicados à manutenção de instalações e sistemas eletrônicos (manutenção preditiva, preventiva e corretiva). Interpretação de desenhos técnicos e diagramas. Materiais, equipamentos e dispositivos eletrônicos. Sistemas de Ordens de Serviços, históricos de intervenção em sistemas e equipamentos. Sistemas de medidas. Números e grandezas proporcionais: razões e proporções; divisão em partes proporcionais; regra de três. Conceitos de Higiene e Segurança no Trabalho. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

PEM – PROFISSIONAL DE ENGENHARIA E MANUTENÇÃO – TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA: Circuitos elétricos monofásicos, bifásicos, trifásicos, série. Corrente contínua e corrente alternada. Unidades de medidas elétricas. Correção de fator de potência. Medidas elétricas. Motores elétricos. Instalações elétricas prediais. Quadros de comando, controle e proteção de motores. Dimensionamento de condutores e proteção. Materiais, equipamentos e dispositivos elétricos e mecânicos. Manutenção de equipamentos e ferramentas. Conceitos e fundamentos aplicados à manutenção de instalações elétricas (manutenção preditiva, preventiva e corretiva). Leitura e interpretação de desenhos técnicos e diagramas. Conhecimentos de matemática: Números e grandezas proporcionais: razões e proporções; divisão em partes proporcionais; regra de três. Sistemas de medidas. Conceitos de Higiene e Segurança no trabalho. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

PEM – PROFISSIONAL DE ENGENHARIA E MANUTENÇÃO – TÉCNICO EM ESTRADAS: Interpretação de desenhos de topografia, arquitetura, estrutura, hidráulica e elétrica. Escalas métricas, ângulos, cálculos de áreas e noções de curvas de nível. Fiscalização de obras – conhecimento de materiais e especificações técnicas de pavimentação, concreto para pavimentos rígidos, misturas de concreto asfáltico, solos, conhecimento básico de geologia e movimento de terra. Elaboração e interpretação de cronogramas, execução de planilhas de custos e medições. Ensaios técnicos de materiais de solo. Noções de drenagem e taludes. Conhecimentos de matemática: Números e grandezas proporcionais: razões e proporções; divisão em partes proporcionais; regra de três. Sistemas de medidas. Conceitos de Higiene e Segurança no trabalho. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

PEM – PROFISSIONAL DE ENGENHARIA E MANUTENÇÃO – TÉCNICO EM MECÂNICA: Tecnologia mecânica; termodinâmica; motores de combustão interna; conceitos e fundamentos aplicados à manutenção de instalações e sistemas mecânicos; critério de manutenção; aços carbonos e aços ligas; conversão de unidades; ar condicionado, ventilação e refrigeração; materiais não ferrosos; materiais não metálicos; elementos de máquinas; resistência de materiais; lubrificantes e combustíveis; corrosão e oxidação; tintas, vernizes e lacas; tratamentos térmicos; equipamentos de medida (manômetro e paquímetro); materiais, equipamentos e dispositivos eletrônicos; circuito elétrico; grandezas elétricas; instrumentos de medidas elétricas e suas ligações; soldas e tipos de soldas; instalações elétricas; resistores, capacitores, indutores, transformadores, relês, diodos, chaves, disjuntores, amperímetros, voltímetros, motores, alternadores. Conhecimentos de matemática: Números e grandezas proporcionais: razões e proporções; divisão em partes proporcionais; regra de três. Sistemas de medidas. Conceitos de Higiene e Segurança no trabalho. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

PEM – PROFISSIONAL DE ENGENHARIA E MANUTENÇÃO – TOPÓGRAFO: Interpretação de desenhos e plantas. Elaboração de desenhos de várias escalas. Conhecimento teórico e prático de trabalhos em teodolito, estação total de topografia e níveis em levantamentos planialtimétricos. Cálculos de áreas e volumes através de métodos analíticos. Redação e elaboração de descrição de registros. Cálculo de coordenadas UTM e Geográfica. Conhecimentos elementares de matemática: Números inteiros e racionais: leitura e escrita de números; operações (adição, subtração, multiplicação, divisão, potenciação e radiciação); expressões numéricas; múltiplos e divisores de números naturais; problemas. Sistemas de medidas: Medidas de tempo; sistema decimal, sexagesimal e radiano de medidas; sistema monetário brasileiro; problemas. Números e grandezas proporcionais: razões e proporções; divisão em partes proporcionais; regra de três simples; percentagem e problemas. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

PST – PROFISSIONAL DE SERVIÇOS TÉCNICOS – AUXILIAR DE ENFERMAGEM DO TRABALHO: Fundamentos de Enfermagem: técnicas básicas. Manipulação de drogas e soluções. Enfermagem em Saúde Pública; Noções de vigilância sanitária e epidemiológica; Noções de Biossegurança no trabalho. Psicologia nas relações humanas no trabalho. Assistência de Enfermagem à saúde do trabalhador. Assistência de Enfermagem em situações de emergência. Legislação de Saúde e Previdência aplicável à saúde do trabalhador. Decreto nº 3.048/1999 e alterações. Educação para a Saúde: Campanhas de Prevenção: SIDA, Tabagismo, Alcoolismo e outros agravos à saúde; Dinâmica de Grupo. Acidentes do trabalho, doenças profissionais e do trabalho. Psicopatologia do trabalho: organização do trabalho e sofrimento psíquico no trabalho. Normas regulamentadoras (NR) aprovadas pela Portaria 3.214, de 08/06/1978, especialmente as NR-06, NR-07, NR-09 (ênfase em Programa de Conservação Auditiva) e NR-17. Ética profissional. Atribuições profissionais do auxiliar de enfermagem. Decreto 5.296 de 02/12/2004. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

PST – PROFISSIONAL DE SERVIÇOS TÉCNICOS – TÉCNICO EM CONTABILIDADE: 1.Contabilidade Geral: Lei nº 6.404/76, suas alterações e legislação complementar; Pronunciamentos emitidos pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis – CPC; Livros obrigatórios e facultativos; Registros contábeis; Método das Partidas Dobradas; Lançamentos de 1a, 2a, 3a, e 4a fórmulas; Regime de Competência e Regime de Caixa; Critérios de avaliação do Ativo e do Passivo; O Patrimônio Líquido; Capital subscrito e integralizado; Reservas de Capital; Reservas de Lucro e Reservas de Reavaliação – Lucros ou Prejuízos Acumulados; Contas Patrimoniais e Contas de Resultado; Operações contábeis comuns às empresas comerciais, industriais e de prestação de serviços; Principais Demonstrações Contábeis e suas finalidades; Dividendos obrigatórios; Avaliação de Investimentos pelo método da Equivalência Patrimonial e pelo método do Custo; Critérios de Avaliação de Estoques; Depreciações do Ativo Imobilizado e Amortizações do Ativo Diferido.2.Contabilidade Comercial: Registros contábeis das operações de compra e de venda de mercadorias; Apuração do Custo das Mercadorias Vendidas; Livros obrigatórios e facultativos, específicos da atividade comercial.3.Contabilidade industrial: Registros contábeis das operações de formação do Custo dos Produtos Fabricados; do Custo dos Produtos Vendidos; das Receitas Operacionais; Custos Fixos e Variáveis e Custos Diretos e Indiretos; Custeio Direto e Custeio por Absorção – diferenciações, vantagens e desvantagens.4.Contabilidade Tributária: Operações com ICMS, IRPJ, IRRF, ISS; PIS e COFINS; CSL; Impostos e contribuições incidentes sobre folha de pagamento; Estruturação Fiscal – livros obrigatórios e facultativos no âmbito das legislações do Imposto de Renda/Contribuição Social, do ICMS, do IPI e do ISS; Registros na Junta Comercial e Registros nos Cadastros Federal, Estadual e Municipal; Retenções de tributos Federais, Estaduais e Municipais. 5.Contabilidade Gerencial: Análise de demonstrativos contábeis; Harmonização contábil Internacional: objetivos e situação atual o problema da comparabilidade, principais contribuições ao processo harmonizador.6.Orçamento Público: Conceito; Instrumentos Básicos de Planejamento; Princípios Orçamentários; Técnicas de Elaboração Orçamentária; Recursos para execução dos programas: Exercício Financeiro; Créditos Orçamentários; Créditos Adicionais; Descentralização de Créditos; Orçamento por Programa.7.Matemática financeira: Juros simples e compostos: capitalização e desconto; Taxas de juros: nominal, efetiva, equivalentes, real e aparente. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

PST – PROFISSIONAL DE SERVIÇOS TÉCNICOS – TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO: Acidente de trabalho – Conceito técnico e legal, causas e consequências dos acidentes, taxa de frequência e gravidade, estatísticas de acidentes, comunicação e registro do acidente. Aposentadoria Especial. Norma Regulamentadora nº 1- Disposições Gerais. Norma Regulamentadora nº 4- Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho. Norma Regulamentadora nº 5- Comissão Interna de Prevenção de Acidentes. Norma Regulamentadora nº 6- Equipamento de Proteção Individual. Norma Regulamentadora nº 8- Edificações. Norma Regulamentadora nº 9- Programa de Prevenção de Riscos Ambientais. Norma Regulamentadora nº10-Segurança em instalações e serviços em eletricidade. Norma Regulamentadora nº11- Transporte, movimentação, armazenagem e manuseio de materiais. Norma Regulamentadora nº12-Máquinas e equipamentos. Norma Regulamentadora nº13-Casos vasos de pressão. Norma Regulamentadora nº15- Atividades e operações insalubres. Norma Regulamentadora nº16- Atividades e operações perigosas. Norma Regulamentadora nº17- Ergonomia. Norma Regulamentadora nº18- Condições e meio ambiente de trabalho na indústria da construção. Norma Regulamentadora nº 23 Proteção Contra Incêndio. Norma Regulamentadora nº 24 Condições Sanitários e de conforto nos locais de trabalho. Norma Regulamentadora nº 26 Sinalização de Segurança. Noções de Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet/Intranet. Ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico. Organização de informação para uso na Internet, acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos. Conceitos de proteção e segurança da informação. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: conceitos de hardware e de software. Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup). Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas, instalação de periféricos. Aplicativos para edição de textos e planilhas eletrônicas (Microsoft).

ANEXO IV – Somente serão avaliadas as Provas de Redação conforme a posição de classificação/Cidade indicada na tabela abaixo:

Cargos Localidades Até aposição de classificação Nº
AS I – Arquivista Belém – PA 30
Belo Horizonte – MG 30
Brasília – DF 80
Manaus – AM 30
Porto Alegre – RS 30
Recife – PE 30
Rio de Janeiro – RJ 30
Salvador – BA 30
São Paulo – SP 30
AS I – Assistente Social Belo Horizonte – MG 20
AS I – Biólogo Belo Horizonte – MG 20
Campinas – SP 20
Curitiba – PR 20
Fortaleza – CE 20
São Paulo – SP 20
AS I – Especialista em Comunicação Social -
Jornalismo
Belo Horizonte – MG 20
Brasília – DF 40
Guarulhos – SP 20
Vitoria – ES 20
AS I – Especialista em Comunicação Social
- Publicidade
Belo Horizonte – MG 20
Rio de Janeiro – RJ 20
AS I – Especialista em Comunicação Social
- Relações Públicas
Belo Horizonte – MG 20
Campinas – SP 20
Guarulhos – SP 20
AS I – Pedagogo Belo Horizonte – MG 20
AS I – Psicólogo Belo Horizonte – MG 20
AS II – Administrador Belém – PA 100
Belo Horizonte – MG 100
Brasília – DF 400
Porto Alegre – RS 100
Guarulhos – SP 100
Recife – PE 100
Rio de Janeiro – RJ 100
Salvador – BA 100
São Paulo – SP 100
AS II – Advogado Brasília – DF 100
Curitiba – PR 20
AS II – Auditor Belém – PA 20
Belo Horizonte – MG 20
Brasília – DF 50
Manaus – AM 20
Porto Alegre – RS 20
Recife – PE 20
Rio de Janeiro – RJ 20
Salvador – BA 20
São Paulo – SP 20
AS II – Contador Belo Horizonte – MG 50
Brasília – DF 100
Guarulhos – SP 50
Manaus – AM 50
Porto Alegre – RS 50
Salvador – BA 50
São Paulo – SP 50
AS II – Economista Belo Horizonte – MG 20
Brasília – DF 100
Guarulhos – SP 20
Porto Alegre – RS 20
São Paulo – SP 20
AS III – Analista de Sistemas – Engenharia de Software Belo Horizonte – MG 50
Brasília – DF 60
AS III – Analista de Sistemas – Banco de Dados e Administrador de Dados Belo Horizonte – MG 50
Brasília – DF 70
São Paulo – SP 50
AS III – Analista de Sistemas – Desenvolvimento e Manutenção Belo Horizonte – MG 50
Brasília – DF 100
São Paulo – SP 50
AS III – Analista de Sistemas – Gestão de TI Brasília – DF 100
AS III – Analista de Sistemas – Rede e Suporte Brasília – DF 60
Porto Alegre – RS 50
AS III – Analista de Sistemas – Segurança da Informação Belo Horizonte – MG 50
Brasília – DF 60
Campinas – SP 50
Manaus – AM 50
AS III – Especialista em Navegação Aérea Bauru – SP 30
Belém – PA 30
Belo Horizonte – MG 30
Brasília – DF 30
Goiânia – GO 30
Ilhéus – BA 30
João Pessoa – PB 30
Joinville – SC 30
Londrina – PR 30
Macaé – RJ 30
Macapá – AP 30
Marabá – PA 30
Navegantes – SC 30
Palmas – TO 30
Porto Alegre – RS 30
Presidente Prudente – SP 30
Ribeirão Preto – SP 30
Rio de Janeiro – RJ 30
Salvador – BA 30
Santarém – PA 30
São Paulo – SP 30
Teresina – PI 30
Uberaba – MG 30
Uberlândia – MG 30
Vitória – ES 30
AS III – Médico do Trabalho Belém – PA 30
Belo Horizonte – MG 30
Brasília – DF 30
Campinas – SP 30
Fortaleza – CE 30
Guarulhos – SP 30
Manaus – AM 30
Porto Alegre – RS 30
Recife – PE 30
Rio de Janeiro – RJ 30
Salvador – BA 30
São Paulo – SP 30
AS III – Meteorologista Belo Horizonte – MG 20
Brasília – DF 20
São Paulo – SP 20
AS IV – Arquiteto Brasília – DF 60
Curitiba – PR 20
Fortaleza – CE 20
AS IV – Engenheiro Ambiental Campinas – SP 20
AS IV – Engenheiro Civil Belém – PA 100
Belo Horizonte – MG 100
Brasília – DF 100
Campinas – SP 100
Guarulhos – SP 100
Maceió – Al 20
Manaus – AM 100
Palmas – TO 20
Porto Alegre – RS 100
Rio de Janeiro – RJ 100
AS IV – Engenheiro Civil – Estruturas Belo Horizonte – MG 50
Brasília – DF 50
Manaus – AM 50
Recife – PE 50
Salvador – BA 50
AS IV – Engenheiro Civil – Hidrossanitário Belo Horizonte – MG 50
Guarulhos – SP 50
Manaus – AM 50
Salvador – BA 50
São Paulo – SP 50
AS IV – Engenheiro Civil – Manutenção Predial Belo Horizonte – MG 50
Campinas – SP 50
Rio de Janeiro – RJ 50
São Paulo – SP 50
AS IV – Engenheiro Civil – Orçamentação Belém – PA 50
Belo Horizonte – MG 50
Brasília – DF 50
Guarulhos – SP 50
Manaus – AM 50
Porto Alegre – RS 50
Recife – PE 50
Rio de Janeiro – RJ 50
Salvador – BA 50
São Paulo – SP 50
AS IV – Engenheiro Civil – Pavimentação Belo Horizonte – MG 50
Belém – PA 50
Brasília – DF 50
Campinas – SP 50
Goiânia – GO 50
Manaus – AM 50
Salvador – BA 50
AS IV – Engenheiro de Infraestrutura Aeronáutica (Engenheiro Civil Aeronáutica) Belo Horizonte – MG 20
Brasília – DF 20
Campinas – SP 20
Guarulhos – SP 20
Manaus – AM 20
Rio de Janeiro – RJ 20
São Paulo – SP 20
AS IV – Engenheiro de Segurança do Trabalho Brasília – DF 20
Fortaleza – CE 20
Rio de Janeiro – RJ 20
AS IV – Engenheiro de Telecomunicações Belo Horizonte – MG 20
São Paulo – SP 20
AS IV – Engenheiro Eletricista Brasília – DF 100
Corumbá – MS 20
São Paulo – SP 20
AS IV – Engenheiro Eletricista – Modalidade Eletrônica Belo Horizonte – MG 20
Brasília – DF 30
AS IV – Engenheiro Eletrônico Belém – PA 50
Brasília – DF 50
Campinas – SP 50
Fortaleza – CE 50
Maceió – AL 50
Recife – PE 50
Salvador – BA 50
São Paulo – SP 50
AS IV – Engenheiro Eletrônico – Sistema de Proteção ao Voo Belo Horizonte – MG 20
São Paulo – SP 20
AS IV – Engenheiro Eletrônico – Automação Predial/Industrial São Paulo – SP 20
AS IV – Engenheiro Florestal Belo Horizonte – MG 20
AS IV – Engenheiro Mecânico Brasília – DF 100
Guarulhos – SP 20
Vitória – ES 20
AS IV – Engenheiro Mecatrônico Belo Horizonte – MG 20
Rio de Janeiro – RJ 20
São Paulo 20
AS IV – Engenheiro Sanitarista Belo Horizonte – MG 20
AS IV – Engenheiro Cartógrafo Brasília – DF 20

ANEXO V

PERFIS PSICOLÓGICOS PARA OS CARGOS – OCUPAÇÕES CRO – PNA CADASTRO RESERVA OPERACIONAL – PROFISSIONAL DE NAVEGAÇÃO AÉREA E CRO – PTA CADASTRO RESERVA OPERACIONAL – PROFISSIONAL DE TRÁFEGO AÉREO

CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS EXIGIDAS PARA O CANDIDATO AO CARGO – OCUPAÇÃO CRO – PNA CADASTRO RESERVA OPERACIONAL – PROFISSIONAL DE NAVEGAÇÃO AÉREA

1) ANÁLISE E SÍNTESE – habilidade de observar, analisar e interpretar, criteriosamente, informações recebidas ou contidas em documentos, orientando e efetuando correções e decidindo, sempre que necessário, em função da segurança de vôo.

2) CONTROLE EMOCIONAL – habilidade de administrar, com equilíbrio, as situações que envolvem opiniões divergentes, desabafos, questionamentos, problemas com equipamentos, emergências e outras situações de pressão.

3) INICIATIVA E PROATIVIDADE – habilidade no atendimento às necessidades operacionais e administrativas do aeronavegante, durante o planejamento de vôo, fornecendo-lhe informações complementares, transmitindo segurança e confiabilidade nos serviços aeronáuticos.

4) MEMORIZAÇÃO AUDITIVA E VISUAL – habilidade de identificar e localizar, com rapidez e eficácia, em normas e procedimentos, os dados necessários à prestação dos serviços de informações aeronáuticas. Habilidade para alocar e evocar dados da memória de trabalho (curto prazo) e da memória armazenada, a longo prazo, para subsidiar informações à equipe de trabalho, aeronavegantes e outros órgãos do Sistema de Proteção ao Vôo.

5) ORGANIZAÇÃO – habilidade de organizar adequadamente a Sala AIS visual e espacial, de modo a torná-la interativa e operacional, bem como na atualização detalhada de dados em publicações aeronáuticas

6) RELACIONAMENTO INTERPESSOAL – habilidade no atendimento ao cliente externo (aeronavegantes ou outras pessoas que acessem a Sala AIS) e no contato com o cliente interno, realizando intercâmbio de informações

7) TOMADA DE DECISÕES – habilidade de tomar decisões corretas e seguras nas orientações fornecidas ao aeronavegante, seguindo o previsto nas normas e procedimentos de sua área.

8) RACIOCÍNIO ESPACIAL – capacidade de avaliar distâncias e alturas para elaborar boletins meteorológicos que contenham, entre outros parâmetros, o teto ou altura das nuvens e a visibilidade horizontal do aeródromo, que determinam o tipo de operação do mesmo (Visual ou Instrumentos). Capacidade de visualizar e descrever o espaço aéreo no que se refere ao posicionamento das aeronaves em relação ao aeródromo.

9) RACIOCÍNIO LÓGICO E ABSTRATO – capacidade mental de identificar, organizar, localizar e utilizar, com rapidez, dados diversificados para informar a equipe de trabalho, os aeronavegantes e outros órgãos pertencentes ao Sistema de Proteção ao Vôo.

10) TRABALHAR SOB PRESSÃO – capacidade de enfrentar situações de pressão e de reagir, com presteza e imparcialidade, fornecendo informações operacionais fidedignas, visando a segurança de vôo.

11) ATENÇÃO CONCENTRADA E DIFUSA – habilidade de perceber detalhes e manter a atenção em uma tarefa específica ou em várias, ao mesmo tempo, sem perder a consciência situacional.

12) FLEXIBILIDADE/HUMILDADE – habilidade de analisar e compreender as diferentes situações do tráfego aéreo, opiniões da equipe de trabalho e clientes externos, tendo em vista a prestação das informações que garantam a segurança das operações aeronáuticas.

13) LIDERANÇA – capacidade de avaliar situações e coordenar informações para a solução de problemas interpessoais e operacionais, em contatos contínuos com personalidades diferentes (pilotos, colegas e chefias), visando manter um ambiente harmonioso e uma prestação de serviço rápida, segura e ordenada para o Sistema de Proteção ao Vôo.

14) RESPONSABILIDADE – senso ético extremamente apurado e discernimento para avaliar adequadamente a importância de sua atuação, e também assumindo responsabilidade por informações indevidas (auto-suficiência/onipotência).

CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS EXIGIDAS PARA O CANDIDATO AO CARGO – OCUPAÇÃO CRO – PTA CADASTRO RESERVA OPERACIONAL – PROFISSIONAL DE TRÁFEGO AÉREO

1) ANÁLISE E SÍNTESE – habilidade de observar, analisar e interpretar, criteriosamente, informações recebidas do ambiente de trabalho (dados do RADAR, informações e solicitações dos pilotos) tendo como finalidade, a tomada de decisão, em função da segurança de vôo.

2) ATENÇÃO CONCENTRADA E DIFUSA – habilidade de perceber detalhes e manter a atenção em uma tarefa específica ou em várias, ao mesmo tempo, sem perder a consciência situacional

3) CONTROLE EMOCIONAL – capacidade de administrar e enfrentar com equilíbrio e segurança as situações adversas internas (pessoais) e externas que ocorrem quando há opiniões divergentes, problemas com equipamentos ou emergências.

4) RAPIDEZ DE REAÇÃO – capacidade de agir com rapidez particularmente em situações de tráfego intenso e de emergência.

5) FLEXIBILIDADE/HUMILDADE – habilidade de analisar e compreender as diferentes situações do tráfego aéreo e opiniões da equipe envolvida, tendo em vista a tomada da decisão mais acertada, principalmente, em situações de muita diversidade ou de adversidade

6) INICIATIVA E PROATIVIDADE – habilidade no atendimento às necessidades operacionais do aeronavegante, durante todas as etapas do vôo, fornecendo-lhe informações essenciais e complementares, transmitindo segurança e confiabilidade nos serviços de tráfego aéreo

7) LIDERANÇA – capacidade de avaliar situações, coordenar informações e definir ações para a solução de problemas interpessoais e operacionais, em contatos contínuos com personalidades diferentes (pilotos, colegas e chefias), visando manter um ambiente harmonioso e uma prestação de serviço rápida, segura e ordenada no controle de tráfego aéreo.

8) MEMÓRIA VISUAL E AUDITIVA – habilidade para alocar e evocar dados da memória de trabalho (curto prazo) e da memória armazenada, a longo prazo, para subsidiar informações e tomada de decisões.

9) ORGANIZAÇÃO E SISTEMATIZAÇÃO – capacidade de ordenar e alocar mentalmente, de forma ágil e adequada, as informações necessárias às instruções a serem fornecidas aos pilotos no controle do tráfego aéreo

10) RACIOCÍNIO ESPACIAL – habilidade de visualizar e descrever mentalmente as diversas variáveis do cenário do tráfego aéreo que se configura como um ambiente extremamente dinâmico e complexo

11) RACIOCÍNIO LÓGICO E ABSTRATO – capacidade mental de identificar, organizar, localizar e utilizar, com rapidez, dados diversificados para inferir, orientar ou tomar decisões relativas ao tráfego aéreo.

12) RELACIONAMENTO INTERPESSOAL – habilidade de se relacionar com empatia e cordialidade, no convívio com colegas, chefias e pilotos, de modo a garantir um ambiente harmonioso, saudável, produtivo e seguro para o controle de tráfego aéreo.

13) RESPONSABILIDADE – senso ético extremamente apurado e discernimento para avaliar adequadamente a importância de sua atuação, e também assumindo responsabilidade por decisões indevidas (auto-suficiência/onipotência).

14) TOMADA DE DECISÃO – capacidade de julgar de forma correta, segura e ágil as informações para emitir instruções ao piloto, seguindo o previsto nas normas e procedimentos pertinentes ao tráfego aéreo, em situações normais e de emergência.

15) TRABALHAR SOB PRESSÃO – capacidade de enfrentar situações de pressão e de reagir, com presteza, definindo procedimentos operacionais adequados, visando a segurança de vôo.

ANTONIO GUSTAVO MATOS DO VALE
Presidente da Infraero

Notícia: Concurso Infraero

Concursos por e-mail (grátis)

Copyright © 2007/2011 LRI Sites - Todos os direitos reservados