Concursos BR | AC | AL | AP | AM | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MT | MS | MG | PA | PB | PR | PE | PI | RJ | RN | RS | RO | RR | SC | SP | SE | TO

Edital Concurso de Conceição do Coité

PROCESSO SELETIVO
Prefeitura Municipal de Conceição do Coité – Ba
Manual do Candidato

Candidato: Leia atentamente as informações aqui relacionadas.

CRONOGRAMA PREVISTO PARA O PROCESSO SELETIVO
INSCRIÇÕES DE 11 A 22 DE JULHO DE 2011
CONSULTA DO LOCAL DA PROVA OBJETIVA 15 DE AGOSTO DE 2011
PROVA OBJETIVA 21 DE AGOSTO DE 2011
HORÁRIO DAS PROVAS 13:30
PUBLICAÇÃO DO GABARITO PARCIAL 24 HORAS APÓS APLICAÇÃO DA PROVA OBJETIVA
RESULTADO DA PROVA OBJETIVA DE 1 A 15 DIAS APÓS PUBLICAÇÃO DOS GABARITOS
RECURSO (GABARITOS) ATÉ 48 HORAS APÓS PUBLICAÇÃO
PUBLICAÇÃO DO RESULTADO PARCIAL 25 DE AGOSTO DE 2011
ENTREGA DE TÍTULOS 29 DE AGOSTO DE 2011
PUBLICAÇÃO DO RESULTADO FINAL COM TÍTULOS ATÉ 02 DE SETEMBRO DE 2011
RECURSOS (RESULTADO FINAL) ATÉ 48 HORAS APÓS
PROVÁVEL PERÍODO PARA HOMOLOGAÇÃO 05 A 13 DE SETEMBRO DE 2011

EDITAL – 042/2011

O PREFEITO MUNICIPAL DE CONCEIÇÃO DO COITÉ, ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições legais, tendo em vista o disposto no art. 37, II da CF e art. 206, V com a respectiva alteração dada pela Emenda Constitucional nº 19 de 04.06.98 e as Leis complementares nº 016/2005, 018/2005, 021/2005 e 039/2011 e demais leis que regem o município e em cumprimento às normas estabelecidas pelo Tribunal de Contas dos Municípios – TCM – FAZ SABER, que estarão abertas as inscrições do Processo Seletivo de Provas e Títulos para o provimento de cargos de contratação temporária da Prefeitura Municipal de Conceição do Coité-Ba, constituindo a regulamentação do referido processo seletivo na forma prevista no presente Edital e instruções que o integram.

1. DOS CARGOS, ESCOLARIDADE, CARGA HORÁRIA, VAGAS, VENCIMENTOS E TAXA DE INSCRIÇÃO.

1.1 – O ingresso no cargo far-se-a mediante a aprovação no Processo Seletivo e nomeação por ato do Prefeito, em conformidade com a Lei:133/1996 e as demais Leis acima especificadas que regem o município, compreendendo os cargos e vagas distribuídas da seguinte forma:

ANEXO I

CARGO VAGAS C/H ESCOLARIDADE SALÁRIO R$ TAXA DE INSCRIÇÃO R$
01 – Médico Generalista 06 40 Nível Superior / Registro no Conselho Competente Sede 5.500,00

Zona Rural 6.000,00

100,00
02 – Odontólogo (Cirurgião Dentista) 03 40 Nível Superior / Registro no Conselho Competente 1.600,00 80,00
03 – Enfermeiro 02 20 Nível Superior / Registro no Conselho Competente 1.250,00 80,00
04 – Nutricionista 01 40 Nível Superior / Registro no Conselho Competente 1.700,00 80,00
05 – Assistente Social 02 30 Nível Superior / Registro no Conselho Competente 1.550,00 80,00
06 – Fisioterapeuta 02 20 Nível Superior / Registro no Conselho Competente 850,00 80,00
07 – Educador Físico 01 40 Nível Superior / Registro no Conselho Competente 1.700,00 80,00
08 – Farmacêutico 01 40 Nível Superior / Registro no Conselho Competente 1.700,00 80,00
09 – Psicólogo 02 40 Nível Superior / Registro no Conselho Competente 1.700,00 80,00
10 – Médico Psiquiatra 01 20 Nível Superior / Registro no Conselho Competente 2.750,00 100,00
11 – Psicopedagogo - 01 40 Nível Superior em Psicopedagogia 1.350,00 80,00
12 – Pedagogo/Orientador Educacional 01 40 Nível Superior em Pedagogia 1.200,00 80,00
13 – Auxiliar de Odontologia 03 40 Nível Médio 545,00 40,00
14 – Auxiliar de Enfermagem 03 40 Nível Médio/Curso Técnico 545,00 40,00
15 – Assistente -Técnico Administrativo 01 40 Nível Médio 545,00 40,00
16 – Artesão 01 40 Nível Médio 545,00 40,00
17 – Motorista II 02 40 Nível Fundamental/CNH Cat: D 900,00 40,00

CADASTRO RESERVA

CARGO VAGAS C/H ESCOLARIDADE SALÁRIOS R$ TAXA DE INSCRIÇÃO R$
Médico Generalista 01 40 Nível Superior/Registro no Conselho Competente Sede: 5.500,00

Zona Rural: 6.000,00

100,00
Odontólogo (Cirurgião Dentista) 03 40 Nível Superior/Registro no Conselho Competente 1.600,00 80,00
Enfermeiro 05 20 Nível Superior/Registro no Conselho Competente 1.250,00 80,00
Fisioterapeuta 02 20 Nível Superior/Registro no Conselho Competente 818,40 80,00
Agente de Combate às Endemias 02 40 Nível Fundamental 545,00 30,00
Guarda Municipal 03 40 Nível Fundamental 545,00 30,00
Motorista II 04 40 Nível Fundamental/CNH Cat. D 900,00 30,00

2. DAS INSCRIÇÕES

2.1 – As inscrições PRESENCIAIS ficarão abertas em dias úteis no período de 11 a 22 de julho de 2011 no Município de Conceição do Coité – Ba, no Centro Cultural Ana Rios de Araújo, localizado na Praça Dr. José Gonçalves, no horário das 8 horas às 13 horas, de segunda à sexta-feira ou no site: www.seletaconsultoria.com.br

2.2 - Das condições para a inscrição:

I – Ser brasileiro nato ou naturalizado, com reconhecimento de gozo de direitos políticos, nos termos do Artigo 12, da Constituição Federal.

II – Estar em dia com as obrigações eleitorais;

III – Se do sexo masculino, estar em dia com as obrigações militares;

IV – Ter, na data da posse, idade mínima de 18 (dezoito) e máxima de 65 (sessenta e cinco) anos completos;

V – Ter a escolaridade e a formação profissional exigida para o exercício do cargo, no momento do provimento conforme discriminado na tabela do item 1, subitem 1.1;

VI – Estar inscrito, no ato de admissão, no respectivo Conselho Regional da categoria profissional, quando for o caso;

VII – Declarar, no Requerimento da Inscrição, que possui habilitação exigida para o cargo pretendido e que conhece e aceita as normas constantes deste Edital;

VIII – Preencher todos os requisitos exigidos para a investidura no cargo.

2.3 – Para efetuar a inscrição o candidato deverá:

- Presencial:

I – Dirigir-se ao Posto de Inscrição, adquirir o Boleto Bancário, em seguida efetuar o pagamento da taxa, Ag: 1171, Conta Corrente: 21870-7. PAGAR OBRIGATORIAMENTE NO BRADESCO.

II – Observar atentamente o campo correspondente ao código do cargo pleiteado;

III – Apresentar original da Cédula de Identidade (R.G.), podendo ser substituída por: Carteira de Trabalho e Previdência Social, Carteira Nacional de Habilitação (com

fotografia na forma da Lei nº 9.503/97) e CPF (Cadastro de Pessoa Física).

Obs: O mesmo documento deverá ser apresentado no dia da realização das provas;

IV – São considerados desistentes os candidatos que, mesmo tendo feito o depósito do valor de inscrição, não tenham preenchido a respectiva Ficha de Inscrição no período das inscrições.

V – Observar e cumprir as orientações contidas na própria Ficha e no Edital, pois não serão admitidas quaisquer alterações posteriores à efetivação da inscrição. – IMPORTANTE: Após efetivação da Inscrição, não serão aceitos pedidos para qualquer alteração na Ficha de Inscrição, como também não haverá devolução da importância paga, a título de ressarcimento das despesas com materiais e serviços em qualquer hipótese.

Informações no site da empresa: www.seletaconsultoria.com.br

- Via internet: Observando porém, que o candidato que realizar sua inscrição pela INTERNET até às 23:59 horas do dia 22 de julho, terá como data limite para efetuar o pagamento do boleto bancário o dia 24 de julho.

2.4 – Os pagamentos efetuados com cheque somente serão considerados quitados após a compensação respectiva.

2.5 – Não serão aceitas inscrições por depósito via postal, fac-símile, condicional e/ou extemporânea.

2.6 – Antes de efetuar a inscrição, o candidato deverá certificar-se de que preenche todos os requisitos exigidos para a investidura no cargo.

2.7 – Serão canceladas, a qualquer tempo, as inscrições, provas ou nomeação do Candidato, se verificadas falsidade de declaração ou irregularidade nas provas ou documentos.

2.8 – A Seleta Consultoria e a Prefeitura Municipal de Conceição do Coité – Ba não se responsabilizarão pela solicitação de inscrição via Internet não-recebidas por motivos de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, bem como outros fatores de ordem técnica que impossibilitem a transferência de dados.

2.9 – Inscrição presencial por Procuração se for o caso, com poderes especiais para requerer a inscrição, acompanhada da Cédula de Identidade do Procurador.

3. DA REALIZAÇÃO DAS PROVAS

3.1 – As provas serão realizadas no Município de Conceição do Coité – Ba e a entrega de títulos com prazo de até 48 horas após a publicação do resultado da Prova Objetiva ocorrerá em data, horário e local a ser publicado no Diário Oficial do Município de Conceição do Coité no site: www.diáriooficialdomunicipio.com.br

3.2 – O candidato somente fará a prova se munido de um dos documentos exigidos no ato da inscrição, conforme Item.2.3, inciso III .

3.3 – Não serão aceitos protocolos ou quaisquer outros documentos de identificação diferentes dos estabelecidos.

3.4 – Os documentos deverão estar em perfeitas condições, de forma a permitir, com clareza, a identificação do candidato.

3.5 – Havendo erros de digitação de nome, número de documento de identidade, sexo, data de nascimento, o candidato deverá solicitar ao fiscal de classe a correção no dia da prova, anexando-se a solicitação em Ata.

3.6- O candidato deverá, OBRIGATORIAMENTE, acompanhar as convocações, avisos e/ou comunicados, através da divulgação no Diário Oficial do Município de Conceição do Coit, no endereço eletrônico informado no subitem 3.1 e nas repartições públicas municipais de costume bem como no site da Seleta: www.seletaconsultoria.com.br, obter informações quanto ao local da prova através do citado site, ou dirigir-se à Prefeitura Municipal de Conceição do Coité – Ba ou à sede da Secretaria da Saúde no horário no horário das 8 às 12 , de segunda à sexta-feira.

3.7 – O candidato deverá comparecer ao local designado para a realização das provas com antecedência mínima de 30 (trinta) minutos do horário fixado para o seu início, munido de caneta esferográfica de tinta azul ou preta, comprovante de inscrição e documento de identificação original, Item 2.3, inciso III.

3.8 – Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar no dia de realização das provas, documentos de identidade original, por motivo de perda, roubo ou furto, deverá ser apresentado documento que ateste o registro da ocorrência em órgão policial, expedido há no máximo 30 dias, ocasião em que será submetido a identificação especial, compreendendo coleta de dados de assinatura e de impressão digital em formulário próprio.

3.9 – A identificação especial será exigida também ao candidato cujo documento de identificação apresente dúvidas relativas a fisionomia ou a assinatura do portador e o candidato que não apresentar documento de identidade original na forma definida no Item

2.3, inciso III, deste edital, não poderá fazer as provas e será automaticamente eliminado do processo seletivo.

3.10 – Não será permitida a entrada de candidatos, sob qualquer pretexto, após o fechamento dos portões.

3.11 – É de responsabilidade exclusiva do candidato o conhecimento das publicações relativas ao Processo seletivo, bem como o comparecimento nas datas e horários determinados nos Editais de Convocação para cada etapa.

3.12 – Não haverá segunda chamada para as provas. O não comparecimento, seja qual for o motivo que tenha determinado a ausência do candidato, implicará em sua eliminação automática do processo.

3.13 – O candidato deverá marcar suas respostas com caneta esferográfica de tinta azul ou preta, na Folha de Respostas Óptica, observando as seguintes orientações:

-O preenchimento correto dos quadrados ópticos, que deverão ser preenchidos conforme as instruções específicas no Caderno de Questões, contidas também na própria Folha.

-As marcações incorretas na Folha de Respostas Óptica geram prejuízos ao candidato.

-Serão consideradas incorretas: dupla marcação, marcação rasurada, marcação emendada, campos de marcação não preenchidos integralmente, marcação ultrapassando o campo determinado e marcação que não seja feita com caneta esferográfica de tinta preta ou azul.

3.14 – Os fiscais da sala não estão autorizados a fazer retificações de qualquer natureza nas instruções ou no enunciado das questões da prova. O candidato só deverá fazer qualquer ato que contrarie o que especifica o seu caderno de provas, se o próprio Coordenador da Área, reconhecido por um dístico bem visível, autorizar pessoalmente alguma alteração.

3.15 – Durante a realização das provas não serão permitidas a comunicação dos candidatos nem a utilização de máquinas calculadoras, aparelhos eletrônicos (bip, telefone celular, walkman, receptor, gravador) e outros equipamentos similares, livros, anotações, impressos. A Seleta e a Prefeitura Municipal não se responsabilizará por perdas ou extravios de objetos ou de equipamentos eletrônicos ocorridos durante a realização das provas, nem por danos a eles causados.

3.16 – O CANDIDATO TERÁ POR OBRIGATORIEDADE AO ENTRAR NA SALA PARA FAZER SUA PROVA, DESLIGAR O SEU TELEFONE CELULAR E REMOVER A BATERIA. QUALQUER SOM GERADO PELO APARELHO NO HORÁRIO DA PROVA IMPLICARÁ NA ELIMINAÇÃO DO CANDIDATO, O MESMO SERÁ ORDENADO A SE RETIRAR DA SALA PELO FISCAL.

3.17 – Não haverá, por qualquer motivo, prorrogação do tempo previsto para a aplicação das provas, que terá, impreterivelmente, a duração de três horas e meia, contadas a partir do seu início.

3.18 – Ao término da prova o candidato deverá devolver ao fiscal o Cartão-Resposta devidamente assinado.

3.19 – A avaliação da prova será realizada por sistema eletrônico de processamento de dados, considerados para esse efeito, exclusivamente, as respostas transferidas para o Cartão-Resposta.

3.20 – Não será informado por telefone, o local e horário das provas, nem o gabarito e o resultado.

3.21 – CASOS ESPECIAIS

I – O Candidato que estiver hospitalizado na sede do município de Conceição do Coité – Ba, deverá comunicar à Comissão do Processo Seletivo e/ou ao Coordenador Local, até

12 horas antes da realização das provas. Para tanto, o seu representante deverá comparecer, apresentando documento oficial de identidade e munido de:

a) Atestado do médico que esteja acompanhando o Candidato, declarando a impossibilidade de locomoção e atestando que o Candidato tem condições de ler, redigir e marcar o Cartão de Respostas;

b) Autorização do hospital para acesso do(s) fiscal(is) no horário de realização das provas;

c) Documento de Identidade do Candidato (o mesmo apresentado no ato da inscrição);

4. DAS ETAPAS DO PROCESSO SELETIVO

4.1 – O Processo Seletivo será realizado nas seguintes etapas:

Prova Objetiva:

- Todos os candidatos serão submetidos a uma Prova Objetiva de Conhecimentos que será de acordo com o cargo e constará de questões objetivas de múltipla escolha, com 5 (cinco) alternativas (A, B, C, D e E) para resposta, sendo adotada, para fins de correção, uma única resposta correta por questão;

I – Distribuição das Questões:

Cargos de Nível Superior: 12 – Língua portuguesa, 08 – Atualidades, 20 – Conhecimento Específico.

Cargos de Nível Médio com Conhecimento Específico:10 – Língua Portuguesa, 10 – Matemática, 05 – Atualidades, 15 – Conhecimento Específico.

Cargos de Nível Médio sem específicos: 15 – Língua Portuguesa, 15 – Matemática, 10 – Atualidades.

Cargos de Nível Fundamental sem Específico: 20 – Língua Portuguesa, 20 – Matemática.

Cargos de Nível Fundamental com Conhecimento Específico: Motorista : 15 – Língua Portuguesa, 15 – Matemática, 10 – Conhecimento Específico.

II – A Prova Objetiva valerá de 0 a 100 pontos. Serão divididos os 100 (cem) pontos pelo número de questões que compõe a prova escrita, sendo que cada questão terá o mesmo peso de 2,50 pontos, considerando-se habilitados os candidatos que obtiverem, no mínimo, 50 (cinquenta) pontos, o equivalente a 50% da prova.

III – A Prova Objetiva será elaborada de acordo com os conteúdos constantes do Programa que integram este Edital.

Prova Prática:.

4. 2 – A Prova Prática será realizada para os candidatos ao cargo de , Motorista II, não eliminados na Prova Objetiva de Conhecimentos e cuja classificação, seja correspondente a até CINCO VEZES o número das vagas previstas para os referidos cargos.

4.3 – A Prova Prática tem caráter classificatório e eliminatório e valerá de 0 a 100 pontos, sendo tais pontos somados aos pontos da prova objetiva, para serem divididos, obtendo- se uma média das duas etapas.

4.4 – Os candidatos serão submetidos a uma avaliação do desempenho na direção de veículos, conforme a Categoria D, na qual serão analisados os itens que seguem: Controle de embreagem em aclives e declives. Entrada e saída nas vias preferenciais. Entrada e saída nas curvas e retorno Uso da sinalização por gestos, luzes e som com o veículo parado e em movimento. Passagem e ultrapassagem de outro veículo em movimento. Velocidade regulamentar. Velocidade compatível com a segurança. Estacionamento e parada. Partida e parada de veículo. Uso de pistas com mais de uma faixa de circulação no mesmo sentido. Operação de freios. Operação da embreagem. Operação de instrumentos no painel. Observância da sinalização horizontal e vertical. Observância da sinalização semafórica. Engrenagem e Desengrenagem das marchas. Funcionamento do motor. Distância de segurança entre o veículo que dirige e o que segue imediatamente. Mudança de faixa. Marcha-a-ré.

- Os candidatos deverão apresentar a “C.N.H.” no momento da assinatura para avaliação prática.

- Cada candidato terá um prazo de 20 minutos para a direção do veiculo, obedecendo nesse ínterim aos comandos do instrutor avaliador. O candidato convocado que não comparecer para realizar a prova prática será eliminado.

5. DA DESCLASSIFICAÇÃO DOS CANDIDATOS

5.1- Será desclassificado o candidato que:

I – Não estiver presente na sala de provas no horário determinado para o seu início.

II – Usar ou tentar usar meios fraudulentos e/ou ilegais para a sua realização;

III – Comunicar-se com outros candidatos durante a realização da prova;

IV – Ausentar-se da sala, a qualquer tempo, sem a autorização e acompanhamento do fiscal;

V – Iniciadas as provas, retirar-se da sala antes de decorridos 60 (sessenta) minutos;

VI -Tiver procedimento inadequado ou descortês para com qualquer dos executores, autoridades presentes e/ou candidatos;

VII – Fizer, em qualquer documento, declaração falsa ou inexata e for responsável por falsa identificação pessoal;

VIII – Não preencher qualquer um dos requisitos previstos no presente Edital para investidura no Cargo;

IX – Obtiver nota inferior a 50% (cinquenta por cento) de acertos na prova aplicada;

X – Não assinar o cartão-resposta

XI – O candidato que não comparecer à alguma das etapas do Processo Seletivo.

6. DA PROVA DE TÍTULOS

6.1 – Na forma prevista no art. 19 das Disposições Transitórias da Constituição Federal, a todos os candidatos aos cargos de Nível Superior que se habilitarem com média mínima de 50% de acertos na Prova Objetiva será facultada a prova de títulos com caráter classificatório, a ser requerida no prazo de até 48 horas contados a partir da publicação do resultado da Prova Objetiva.

6.2 – Todo documento apresentado para fins de comprovação de experiência profissional deverá ser emitido pelo setor pessoal competente e conter o período do início e término do trabalho realizado, obrigatoriamente acompanhados da CTPS, contratos de prestação de serviços e/ou decreto de nomeação.

6.3 – A declaração do empregador deverá ser em papel timbrado, reconhecido firma que conste claramente a função desempenhada, a descrição do serviço e o nível de desempenho na área de atuação, conforme a nomenclatura do cargo que concorre.

6.4 – Não será computado como experiência profissional, o tempo de estágio ou monitoria.

6.5 – A Prova de Títulos tem caráter meramente classificatório, com anexação dos pontos da tabela abaixo à nota da prova objetiva.

6.6 – Somente aos candidatos dos cargos de Nível Superior, será facultada a apresentação de prova de títulos de formação e especialização indicados abaixo e devidamente comprovados.

6.7 – A pontuação só será atribuída ao período de um ano completo, assim compreendido

12 (doze) meses de efetiva atividade profissional na mesma função. Períodos inferiores a

12 (doze) meses completos não serão pontuados.

BAREMA DE TÍTULOS PONTOS PONTOS

MÁXIMOS

Experiência profissional em Serviço Público ou Privado, estando diretamente relacionada com a nomenclatura do cargo a que concorre. 01 ponto 5,0
Aprovação comprovada em concurso público, sendo que se faz necessário que esteja relacionado diretamente com a nomenclatura do cargo a que concorre, sendo aceito apenas mediante comprovação por certidão emitida pelo órgão público e/ou publicação no Diário Oficial. 02 ponto 2,0
Certificado de curso de especialização, em nível de pós-graduação, com carga horária mínima de 360 horas, na área especifica a que concorre. 02 pontos 2,0
Diploma, devidamente registrado, de curso de pós-graduação, em nível de mestrado ( título de mestre) na área especifica ao cargo que concorre. 03 pontos 3,0
Diploma, devidamente registrado, de curso de pós-graduação, em nível de doutorado (título de doutor) na área específica ao cargo que concorre. 04 pontos 4,0

6.8 – Os pontos serão somados de acordo com as comprovações enviadas pelos candidatos e pela pontuação máxima demonstrada no quadro acima.

6.9 – As notas atribuídas aos títulos serão adicionadas à nota final, exclusivamente para efeitos de classificação.

6.10 – Os documentos deverão ser apresentados em fotocópias, autenticadas em cartório e acompanhadas dos respectivos originais para conferência e devolução imediata, sendo os mesmos no ato do recebimento, devidamente protocolados.

6.11 – Todos os documentos apresentados, cuja devolução não for solicitada no prazo de 90 dias, contados a partir da homologação do resultado final do processo, serão incinerados pela SELETA.

6.12 – O candidato somente poderá obter até o máximo de 16 (dezesseis) pontos em títulos, sendo desprezada pontuação superior a este número.

6.13 – Após o prazo, não serão aceitos pedidos de inclusão de títulos sob qualquer hipótese ou alegação.

7. DOS RECURSOS

7.1 – O prazo para interposição de recursos será de até 48 (quarenta e oito) horas, contados a partir da publicação dos respectivos resultados e devem ser fundamentados, com o nome do candidato, cargo e número de inscrição (modelo disponível no site da Seleta) e enviados para o e-mail: seletaconsult@ibest.com.br

Obs: Será rejeitado liminarmente o recurso que:

I – não possuir argumentação lógica e consistente;

II - estiver incompleto;

III - estiver fora do prazo determinado (48 horas após divulgação dos resultados);

7.2 – Se dos julgamentos dos recursos resultarem em anulação de questão(ões), a pontuação correspondente a essa(s) questão(ões) será atribuída a todos os candidatos, independentemente de terem recorrido ou não.

7.3 – A Banca Examinadora constitui última instância para recurso, sendo soberana em suas decisões, razão pela qual não caberão recursos adicionais.

7.4 – A eliminação do candidato em razão de não-comparecimento à prova ou a sua expulsão da sala de prova em razão de comportamento indevido, não poderá ser objeto de recurso.

8. DO RESULTADO

8.1 – Somente serão aprovados os candidatos que obtiverem nota igual ou superior a 50% (cinquenta por cento) do total da prova.

8.2 – A Classificação Final dos candidatos será obtida através da soma dos escores brutos de cada prova, convertidos em notas e somadas, gerando-se a apuração final, na seguinte formula:

Com Provas de Títulos – CF = (PO + PT ) = Notas somadas

CF = Classificação Final

PO = Nota da Prova Objetiva

PT = Nota da Prova de Títulos

Para Motorista será utilizada a seguinte formula:

Com Prova Prática – CF = (PO + PP) ÷ 2= Notas somadas e divididas

CF = Classificação Final

PO = Nota da Prova Objetiva

Para Guarda Municipal haverá um PSICOTESTE com caráter eliminatório no qual, o candidato convocado conforme nota da prova objetiva será considerado APTO ou INAPTO.

8.3 – A nota final dos candidatos que não apresentarem provas de títulos e realizarem prova prática será conforme desempenho na Prova Objetiva.

8.4 – Serão considerados aprovados no processo os candidatos que prestaram as provas previstas para os cargos aos quais concorreram que não tenham sido eliminados e que tenham sido classificados em ordem decrescente de classificação e correspondente ao número das vagas oferecidas para cada cargo.

8.5 – Na hipótese de igualdade de pontos, para fins de classificação, terá preferência, sucessivamente, o candidato:

8.6 – Seja mais idoso;

8.7 – Tiver maior número de dependentes;

8.8 – Sorteio Público realizado pela Comissão Especial do Processo, com a presença dos candidatos empatados.

8.9 – A Comissão Organizadora do Processo Seletivo publicará o resultado final relacionando o nome do candidato ao total de pontos obtidos.

9 – DO PROVIMENTO

9.1 – A aprovação no processo seletivo não cria direito à nomeação, mas essa, quando ocorrer, obedecerá rigorosamente à ordem de classificação dos candidatos empatados.

9.2 – A nomeação dos aprovados obedecerá à ordem de classificação dos candidatos habilitados, de acordo com a necessidade da Prefeitura Municipal de Conceição do Coité- Ba.

9.3 – Os candidatos aprovados serão nomeados após apresentação de todos os documentos exigidos no Edital de convocação, devendo tomar posse e entrar em efetivo exercício no prazo de 30 dias após a publicação do ato de provimento, no lugar onde for designado.

9.4 – A Prefeitura Municipal, previamente à nomeação, convocará os candidatos habilitados, em ordem de classificação final, para aplicação dos critérios de desempate; para comprovação dos requisitos mínimos e realização dos exames de sanidade e capacidade física, mental e psicológica, sendo eliminado o candidato inapto.

9.5 – O candidato que nomeado através de Decreto do Poder Executivo Municipal, não tomar posse no prazo de 30 dias, perderá o direito à sua classificação, passando a ser o último da lista de classificados.

9.6 – O regime jurídico de trabalho será celetista, com carga horária estabelecida em lei específica.

9.7 – A nomeação, bem como todos os atos do presente Processo serão publicados no Diário Oficial da Prefeitura Municipal e registrados no livro próprio dos atos do Poder Executivo.

10 – DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

10.1 – Decairá do direito de impugnar os termos deste edital do processo seletivo, perante a administração, o candidato que não o fizer até o segundo dia útil, após o encerramento das inscrições.

10.2 – A inexatidão das declarações, as irregularidades de documentos ou as de outra natureza, ocorridas no decorrer do processo seletivo, mesmo que só verificadas posteriormente, eliminarão o candidato, anulando todos os efeitos decorrentes de sua inscrição.

10.3 – O cronograma do presente processo poderá, por iniciativa da Comissão, ratificado pela Secretaria de Administração e Planejamento ser antecipado ou prorrogado, devendo para tanto, ser publicado em Edital contendo prorrogação ou antecipação de quaisquer das datas, no local de costume de publicação dos atos oficiais da Prefeitura Municipal e no site da SELETA.

10.4 – Quaisquer informações adicionais sobre o processo serão obtidas na Prefeitura Municipal de Conceição do Coité – Ba ou na SELETA, através do telefone (075XX3422-5561ou 3182 – 7090, 7091, 7092) e home page: www.seletaconsultoria.com.br.

10.5 – Não será fornecido ao candidato qualquer documento comprobatório de classificação neste processo, valendo, para esse fim, a homologação pública.

10.6 – O ato de inscrição gera presunção absoluta de que o candidato conhece as instruções e de que aceita as condições do processo estabelecidas neste Edital.

10.7 – A Prefeitura Municipal e a Seleta não se responsabilizam por equívocos eventualmente cometidos pelo candidato, POR DEIXAR DE LER ESTE EDITAL DO PROCESSO SELETIVO.

10.8 – A Prefeitura Municipal aproveitará os candidatos aprovados em número estritamente necessário ao atendimento de suas necessidades, não havendo, portanto, obrigatoriedade de preenchimento imediato de todas as vagas.

10.9 – Os casos omissos até a publicação serão resolvidos pela Comissão do Processo Seletivo e, após a publicação do Resultado Final, pelo Secretário de Administração e Planejamento.

10.10 – O prazo de validade do processo será de 01 (um) ano, contados da data da publicação de sua homologação, podendo, antes de esgotado, ser prorrogado uma vez, por igual período, a critério da Prefeitura Municipal, por ato expresso do seu Prefeito.

10.11 – O Processo Seletivo será planejado e executado pela empresa SELETA.

10.12 – A publicação dos aprovados será de responsabilidade da Comissão de processo.

10.13 – A homologação do processo a que se refere este edital é de competência da Prefeitura Municipal.

10.14 – Todas as informações referentes ao processo, após publicação do Resultado Final, deverão ser obtidas na Prefeitura Municipal de Conceição do Coité – Ba.

Gabinete do Prefeito Municipal

Conceição do Coité, 29 de junho de 2011

Renato Souza dos Santos

Prefeito Municipal

Rita de Cássia Silva Sacramento

Secretária de Administração e Planejamento

 

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR

LÍNGUA PORTUGUESA: Intelecção de textos, Acentuação gráfica e Ortografia pertinente com o novo acordo ortográfico, Emprego do sinal indicativo de crase, Análise morfossintática em situações contextuais, Sintaxe de colocação, Sintaxe de regência verbal e nominal, Sintaxe de concordância verbal e nominal, Período composto por coordenação e subordinação, Semântica.

CONHECIMENTOS GERAIS E ATUALIDADES: Conhecimentos marcantes do cenário cultural, político, econômico e social no Brasil e no Mundo, Princípios de Organização Social, Cultural, Saúde, Meio Ambiente, Política e Economia Brasileira, Análise dos principais conflitos nacionais e mundiais. Amplamente veiculados nos últimos dois anos pela imprensa falada e escrita nacional ou local (rádio, televisão, jornais, revistas e/ou internet).

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Médico Generalista: Ética e legislação profissional. A educação em saúde na prática do PSF. Sistema de informação da atenção básica. Noções Básicas de Epidemiologia: Vigilância epidemiológica, Indicadores Básicos de Saúde. Atuação do Médico nos programas Ministeriais: Hanseníase, Tuberculose, Hipertensão, Diabetes. Atenção a Saúde da Mulher. Atenção a Saúde da Criança. Atenção a Saúde do Adolescente, Adulto e do Idoso. Exame Clínico; Considerações Biológicas em Medicina Clínica; doenças causadas por agentes biológicos e ambientais; Doenças causadas por riscos do meio ambiente e agentes físicos e químicos; Doenças dos sistemas orgânicos; DST – Doenças Sexualmente Transmissíveis: HIV e AIDS, Prevenção, Transmissão e Tratamento; Fundamentos da Psiquiatria: Anamnese. Distúrbios mentais orgânicos, Dependência do álcool e de outras substâncias psicoativas. Distúrbios esquizofrênicos: distúrbios delirantes. Distúrbios do humor. Distúrbios de ansiedade: ansiedade generalizada, distúrbios de pânico, distúrbios fóbicos, obsessivo, compulsivo e distúrbios de stress pós- traumáticos. Distúrbios conversivos, dissociativos e somatoformes. Distúrbios de personalidade: desvios sexuais. Deficiência mental. Saúde-mental: Psiquiatria preventiva e da comunidade, organização da assistência psiquiátrica. Saúde mental no PSF. Doenças Psicossomáticas: Fundamentos, Geriatria, Fundamentos da Hemoterapia; Fundamentos de Epidemiologia e Doenças de Motivação Compulsória; Fundamentos de Saúde Pública; Fundamentos de Pediatria; Emergências Médicas: Cardiovasculares, Respiratórias, Neurológicas, Pneumológicas dos distúrbios metabólicos e endócrinos gastroenterológicos das doenças infecciocontagiosas, dos estados alérgicos e dermatológicos, dos politraumatizados, da Ortopedia, das feridas e queimaduras, da Ginecologia e Obstetrícia, da Urologia, da Oftalmologia e Otorrinclariogologia, dos envenenamentos agudos. Partos de urgências. Saúde da família na busca da humanização e da ética na atenção a saúde. Saúde mental no PSF. Tratamento de feridas no domicílio. Controle da dor no domicílio. Intervenções Médica na internação domiciliar e assistência Médica em domicílio. Visitas Domiciliares. Trabalho em equipe multiprofissional. Relacionamento Interpessoal. Propedêutica em clínica médica. Prevenção, nutrição e doenças nutricionais. Antibióticos, quimioterapicos e corticoides. Epidemiologia, etiologia clínica, laboratório, diagnostico diferencial das seguintes afecções: Aparelho digestivo: esofagite, gastrite, ulcera péptica, doença intestinal inflamatória e cirrose hepática; Aparelho cardio vascular: angina pectoris, infarto agudo do miocárdio, hipertensão arterial sistêmica; Sistema Hematopoiético: anemias leucoses e linfomas; Sistema renal: infecções do trato urinário GNDA, GNC; Aparelho respiratório: pneumonia, bronco pneumonia e DPOC.

Médico Psiquiatra:

Diagnóstico e classificação em psiquiatria, aspectos do funcionamento do sistema nervoso central; epidemiologia, diagnóstico e tratamento de: esquizofrenias, transtornos do humor, transtornos delirantes, transtornos de ansiedade, transtornos da personalidade, transtornos alimentares, transtornos associados à sexualidade, suicídio e tentativa de suicídio, transtornos do sono; abuso e dependência de álcool e drogas, aspectos gerais da psiquiatria em idosos, crianças e adolescentes, psicoterapias, psiquiatria na rede primaria de saúde.

Enfermeiro: Saúde Pública, Políticas de Saúde no Brasil, Evolução Histórica do Sistema Único de Saúde (SUS), Legislação Básica do SUS (Constituição Federal/88, Secção II – Da Saúde. Lei Federal nº 8. 080, de 19/09/1990, Lei Federal nº 8. 142, de 28/12/1990, NOB/96 e NOAS 01 e 02). Princípios do SUS, Política de Saúde e Organização dos Serviços. Modelos de Atenção em Saúde, Financiamento e Controle Social. Programa de Saúde à Família, Ética e Legislação de Enfermagem – Princípios Básicos de Ética Profissional e Deontologia de Enfermagem. Atenção a Saúde da mulher, do idoso, da criança e do adolescente, Calendário Nacional de Vacina de Rotina do Ministério da Saúde (indicação, contra-indicação, doses, vias de administração, efeitos adversos) conservação de vacinas e soros. Vigilância Epidemiológica – Introdução à Epidemiologia. Epidemiologia Descritiva, Medidas de Saúde Coletiva (Freqüência Absoluta e Relativa, Coeficiente ou Taxas de Incidência, Coeficiente ou Taxa de Prevalência, Taxa de Ataque, Coeficiente de Mortalidade, Coeficiente de Mortalidade Infantil, Taxa de Letalidade, Portaria nº 1. 1461/GM/MS, Investigação Epidemiológica, Sistema de Informação em Saúde (SIM, SINAM, SINASC, SISVAN, SI-API, SAI-SUS, SIH-SUS, SIAB, CENSO), Doenças Transmissíveis e Parasitárias – vias de transmissão, profilaxia e cuidados de enfermagem, Diabetes, Hipertensão, Tuberculose e Hanseníase.

Fisioterapeuta:

Recursos fisioterápicos fundamentais. Aplicação e Objetivos. Temoterapia–Eutioterapia-Massoterapia – Cinesioterapia – Mecanoterapia -, recursos terapêuticos manuais, ventilatórios. Diagnóstico – Cinesiológico e respiratório. Avaliação Fisioterapêutica e Bioimagem. Reabilitação – Angiologia, cardiologia, queimados, amputados, geriatria, neurologia, pediatria, pneumologia, traumato-ortopedia, terapia intensiva e dor. Ética Profissional.

Psicólogo: Psicologia do Desenvolvimento; Psicopatologia; Ética Profissional; Psicologia Hospitalar; Avaliação e Intervenções Psicológicas; Políticas em Saúde Mental e Reforma Psiquiátrica; Teorias da Personalidade; Técnicas Psicoterápicas; Psicodiagnóstico; Atuação em Equipe Multidisciplinar; Acompanhamento Psicossocial; Trabalho, Subjetividade e Saúde Psíquica; Motivação no Trabalho; Stress e Trabalho; O Papel do Psicólogo com Criança e o Adolescente Vitimizadas; Psicossomática; Psicologia e Luto; Psicologia e Estruturas Familiares; Psicofarmacologia; Prevenção e Tratamento no Uso de Substancias Psicoativas.

Psicopedagogo: Noções gerais de psicologia; A instituição escolar; A política social no Brasil e o processo de organização das instituições escolares; Educação inclusiva; Psicodiagnóstico; Fundamentos da epistemologia genética e seus estágios de desenvolvimento; Teoria construtivista de Vigotsky; Problemas de aprendizagem na escola; Fracasso escolar e suas implicações para a psicopedagogia; A função do psicopedagogo como agente na prática educativa e em equipes interdisciplinares Psicogênese da língua escrita e suas hipóteses.

Pedagogo/Orientador Educacional: Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira 9394/96; Tendências Pedagógicas da Educação (Liberais e Progressistas); Psicologia Genética (Piaget); Teoria Sócio-construtivista (Vygotsky); Henri Wallon – O desenvolvimento infantil; A Psicogênese da Escrita; O Projeto Político Pedagógico da Escola; Educação Contextualizada sob a Perspectiva da Educação para Convivência com o semi-árido. Parâmetros Curriculares Nacionais (séries iniciais); Prática Educativa Interdisciplinar e Transdisciplinar; A Literatura Infantil na Escola; Educação e Ludicidade; Educação Inclusiva (aspectos étnicos, culturais e raciais); Educação Inclusiva sob a perspectiva da Educação Especial; Avaliação Escolar sob uma perspectiva construtivista; Pedagogia Libertadora (Paulo Freire); Tecnologias, Informática e Educação; ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente.

Odontólogo (Cirurgião Dentista): Semiologia oral: anamnese, exame clínico e radiológico, meios complementares de diagnóstico. Cárie dentária: patologia, diagnóstico, prevenção: fluorterapia e toxicologia. Polpa dentária e patologia, diagnóstico, conduta clinica. Tratamento conservador da polpa. Estomatologia: gengivites, estomatites, etiopatogenia, diagnostico. Dentisteria: preparo da cavidade, materiais de proteção e de restauração. Anestesia loco-regional oral: tipos técnica, anestésicos, acidentes, medicação de emer-gência. Extração dentária, simples, complicações. Procedimentos cirúrgicos: pré e pós-operatório; pequena e média cirurgia, suturas, acidentes operatórios. Polpotemia, pulpetomia, tratamento e obturação do conduto radicular. Síndrome focal. Infecção focal, foco de infecção. Doenças gerais com sintomatologia oral, diagnóstico, tratamento local, orientação profissional. Odontopediatria; Dentes Decíduos, Cronologia. Cirurgia Buco-Maxilo-Facial: Procedimentos de urgência. Radiologia oral. Terapêutica: Definição, métodos, agentes medicamentosos. Odontologia em Saúde Coletiva. Principais problemas de saúde bucal em saúde pública. Epidemiologia da carie dentária. Sistemas de trabalho. Sistemas de atendimento. Educação em saúde bucal. Fluoretação das águas de abstecimento público. Benefícios: controle; fluoretos; ação sistêmica e ação tópica; métodos de aplicação; potencial de redução de incidência de cárie; toxicidade. Más-oclusões e hábitos perniciosos. Biosegurança: manutenção de cadeia asséptica; esterilização; destino de materiais infectantes.

Assistente Social: Análise de Conjuntura; Formação Profissional; Participação Social; Controle Social e Politicas Públicas; Familia;Politica Nacional de Assistencia Social. Lei Orgânica de Assistencia Social; Estatuto da Criança e do Adolescente; Estatuto do Idoso; Politica Nacional do Idoso; Sistema Único da Assistencia Social; Sistema Único de Saúde (SUS); Politica Nacional para Integração de Pessoa Portadora de Deficiencia (Decreto Federal n.32998 de 20/12/99); Condições do Profissional de Assistencia Social; Historia do Serviço Social; Código de Ética Profissional do Assistente Social.

Farmacêutico: Ética Profissional e Legislação. Medicamentos controlados e entorpecentes. Administração de Farmácia, dispensação, aviamento de receitas, controle de estoque de medicamentos, normas, rotinas e recursos humanos. Farmacotécnica: manipulação de formas oficiais e magistrais; Preparação Farmacêutica. Noções básicas de filtração, destilação e esterilização. Conceitos básicos de drogas que atuam no organismo: princípio de ação de medicamentos e interação medicamentosa. Absorção, distribuição, farmacocinética, biotransformação e excreção de drogas. Antibióticos e quimioterápicos: conceituação a agentes produtores e classificação. Toxicologia. Farmacodependência. Controle de infecção hospitalar: anti-sépticos, desinfetantes e esterilizantes.

Nutricionista: Código de Ética Profissional; Bases da Nutrição Humana: Anatomia e fisiologia do Aparelho Digestório; Digestão, absorção e metabolismo dos Nutrientes; Bases da Dietoterapia: Necessidades e recomendações de Nutrientes e energia, Consistência de dietas, Avaliação Nutricional; Nutrição e Alimentação nos diversas fases da vida com carências e excessos nutricionais; Alimentos: componentes e características físico – químicas, organolépticas, nutricionais, funcionais; Nutrição em condições clínicas específicas: patologias da Nutrição e sua dietoterapia.Terapia Nutricional. Administração de Unidades de Alimentação e Nutrição: Planejamento de cardápios, organização, administração, controle, recursos humanos, materiais e financeiros. Métodos de aquisição, seleção, armazenamento, conservação dos alimentos; Higienização ambientes, utensílios e equipamentos; Doenças veiculadas em alimentos. Método APPCC, controle higiênico – sanitário e qualidade da produção de refeições.

Educador Físico: A Educação Física e sua contribuição como veículo e objeto de educação, cultura, conscientização social, lazer, saúde e qualidade de vida, através dos seus vários conteúdos, como jogos, esportes, ginástica, danças, ritmo e lutas. O movimento corporal em estreita conexão com o mundo da cultura e da sociedade. O papel pedagógico da Educação Física na constituição dos sujeitos, da sociedade e do mundo. A Ética no trabalho. Bioética. Sistema único de Saúde: princípios e diretrizes. Estratégias de ações de promoção, proteção e recuperação da saúde.

CARGOS DE NÍVEL MÉDIO:

LÍNGUA PORTUGUESA: Interpretação de textos, Acentuação gráfica e Ortografia pertinente com o novo acordo ortográfico, Encontros vocálicos e consonantais, Pontuação, Morfologia e suas flexões: substantivo, artigo, numeral, pronome, verbo, preposição e conjunção, Concordância verbal e nominal, Sintaxe de colocação, Frase, Oração e Período, Orações coordenadas e subordinadas, Semântica.

MATEMÁTICA: Números Naturais e Inteiros, Divisibilidade, MMC, MDC, Decomposição em Fatores Primos, Números Racionais, Noções de Números Reais, Relação de Ordem, Valor Absoluto, Equação de 1º e 2º Grau, Problemas com as quatro operações, Função do 1º e 2º Grau, Progressão Aritmética e Geométrica, Soma de Número Finito de Termos de uma PA e de uma PG, Porcentagem, Razão, Proporção, Juros Simples e Noções de Estatística.

CONHECIMENTOS GERAIS E ATUALIDADES: Conhecimentos marcantes do cenário cultural, político, econômico e social no Brasil e no Mundo, Princípios de Organização Social, Cultural, Saúde, Meio Ambiente, Política e Economia Brasileira, Análise dos principais conflitos nacionais e mundiais. Amplamente veiculados nos últimos dois anos pela imprensa falada e escrita nacional ou local ( rádio, televisão, jornais, revistas e/ou internet).

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PARA NÍVEL MÉDIO

Auxiliar de Enfermagem: Políticas de saúde no Brasil – Evolução Histórica e Sistema Único de Saúde (SUS) Ética e legislação de Enfermagem. Princípios Básicos de ética e regulação do Exercício profissional. Fundamentos de Enfermagem – Noções de Administração em enfermagem, orientação e supervisão do trabalho em enfermagem em grau auxiliar. Técnicas Básicas de Enfermagem. Sinais vitais, mensuração de peso e altura, administração de medicamentos (noções de farmacologia, cálculo de dosagem de drogas e soluções, vias de administração e cuidados na administração de venódise) administração de dietas oral e enteral. Coleta de materiais para exames laboratoriais. Prevenção de úlceras de pressão e curativos. Biossegurança e controle de infecção hospitalar. Cuidados de enfermagem aos pacientes com distúrbios endócrinos, cardiovasculares, pulmonares, auto-imines e reumatológicos, digestivos, neurológicos e do sistema hematopoieticos. Preparo, acondicionamento e métodos de esterilização e desinfecção de materiais. Atendimento de emergência, parada cardiorespiratória, hemorragias, queimaduras, estados convulsivos,, urgência ortopédicas. Vigilância Epidemiológica, cuidados da enfermagem relacionados com doenças transmissíveis e parasitárias, cuidados de enfermagem no pré-natal, pré-parto. Assistência ao recém- nascido normal e patológico, aleitamento materno e doenças da primeira infância. Saúde Pública – Atenção à Saúde da Mulher, da Criança, do Idoso e do Adolescente. Calendário Nacional de Vacina de Rotina do Ministério da Saúde (indicação, contraindicação, doses, vias de administração, efeitos adversos), conservação de vacinas e soros.

Assistente Técnico-Administrativo: Noções de Micro Computadores (operação), Formatação e Cópia de Discos, Gerenciamento da Lixeira, Conhecimento de Windows 2003/XP/2007, Windows Explorer, Principais navegadores. Ferramentas de Busca e pesquisa. Conhecimentos em Word (digitação, edição e modo de seleção de textos, arquivos, bordas, numeração, tabelas, inserção de figuras com “word art”, cabeçalho, rodapés, impressão), Conhecimento em Excel (formatação de dados, seleção e substituição de células, formulas diversas).

CARGOS DE NÍVEL FUNDAMENTAL:

LÍNGUA PORTUGUESA: Interpretação de textos, Divisão silábica, Encontros vocálicos e consonantais, Ortografia e Acentuação gráfica (atualizada com o novo acordo ortográfico), Classificação de palavras, Flexões, Emprego (substantivo, artigo, numeral, adjetivo, pronome, verbo, advérbio, preposição e conjunção), Análise do período simples (termos essenciais, integrantes e acessórios, Período composto (orações coordenadas e subordinadas), Semântica.

MATEMÁTICA: Números Pares e Impares, Antecessor e Sucessor, Números Primos, Múltiplos e Divisores, Fatoração, Equação do 1º Grau, Divisibilidade, Expressões Simples, Razão, Proporção, Porcentagem, Regra de Três Simples, Juros Simples, Operações com Números Naturais, Fração Ordinária, Números Naturais e Inteiros, MMC, MDC. .

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PARA MOTORISTA II: Noções de primeiros socorros, direção defensiva e Código Brasileiro de Trânsito, mecânica de veículos automotores.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PARA AGENTE DE COMBATE ÀS ENDEMIAS: Princípios do Sistema Único de Saúde (SUS); Promoção, prevenção e proteção de saúde; Noções de Vigilância à Saúde; Ações de Educação em Saúde; Participação social no Sistema Único de Saúde; Competências da União, Estados, Municípios e Distrito Federal na área de vigilância em saúde.

Concursos por e-mail (grátis)

Copyright © 2007/2011 LRI Sites - Todos os direitos reservados