Edital Concurso Prefeitura de Capivari – SP

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPIVARI
ESTADO DE SÃO PAULO
PROCESSO SELETIVO Nº 1/2013
EDITAL COMPLETO - RETIFICADO

A Prefeitura Municipal de CAPIVARI, Estado de São Paulo, torna público a abertura de Processo Seletivo para a formação de Cadastro de Reserva visando a contratação por tempo determinado para a substituição de professores efetivos em suas ausências e afastamentos durante o exercício de 2013, e para outras funções temporárias em projetos a serem eventualmente desenvolvidos no âmbito da Secretaria Municipal de Educação, o qual será regido pelas normas do Decreto Municipal Nº 5.335/2009, alterado pelo Decreto Municipal nº 5.575/2011, pela regulamentação estabelecida neste Edital e pela legislação suplementar pertinente.

1. DAS FUNÇÕES/ATIVIDADES:

1.1. As funções a serem providas, os requisitos para contratação, respectivas remunerações e a taxa de inscrição são os seguintes:

FUNÇÃO / ATIVIDADE

REQUISITOS MÍNIMOS

REMUNE- RAÇÃO

TAXA DE INSCRIÇÃO

Instrutor de Oficina de Banda

Ensino Fundamental Incompleto c/ conhecimentos específicos na área

R$ 9,59 (hora/aula)

 

Instrutor de Oficina de Capoeira

Ensino Médio Completo c/ certificado específico na área

 

Instrutor de Oficina de Musicalização

Ensino Médio Completo c/ certificado específico na área

 

Instrutor de Oficina de Dança

Ensino Médio Completo c/ certificado específico na área

 

Instrutor de Oficina de Artes

Ensino Médio Completo c/ certificado específico na área

R$ 5,00

Instrutor de Oficina de Xadrez

Ensino Médio Completo c/ certificado específico na área

 

Instrutor de Oficina de Informática

Ensino Médio Completo c/ certificado específico na área

 

Instrutor de Oficina de Teatro

Ensino Médio Completo c/ certificado específico na área

 

Instrutor de Oficina de Natação

Licenciatura Plena em Educação Física c/ registro no CREF; OU CREF - Provisionado

 

Professor de Oficina de Leitura e Produção de Textos

Licenciatura Plena em Pedagogia, Normal Superior ou Letras; OU curso de Habilitação para o Magistério em Nível Médio; OU Estudante com 50 % do curso concluído.

R$ 9,59 (hora/aula)

R$ 5,00

Professor de Oficina de Experiências Matemáticas

Licenciatura Plena em Pedagogia, Normal Superior, Matemática ou Ciências com Habilitação em Matemática; OU curso de Habilitação para o Magistério em Nível Médio; OU Estudante com 50 % do curso concluído.

Professor de Oficina de Saúde e Qualidade de Vida

Licenciatura Plena em Ciências Físicas e Biológicas ou em Ciências; OU curso de Habilitação para o Magistério em Nível Médio; OU Estudante com 50 % do curso concluído.

Professor de Oficina de Jogos

Pedagógicos e Recreação

Licenciatura Plena em Pedagogia ou Normal Superior; OU curso de Habilitação para o Magistério em Nível Médio; OU Estudante com 50 % do curso concluído.

Professor de Desenvolvimento Infantil

Licenciatura Plena em Pedagogia ou Normal Superior; OU curso de Habilitação para o Magistério em Nível Médio; OU Estudante com 50 % do curso concluído.

R$ 1.102,86 (30 h/sem)

R$ 5,00

Professor Substituto I

Licenciatura Plena em Pedagogia ou Normal Superior, OU curso de Habilitação para o Magistério em Nível Médio; OU Estudante com 50 % do curso concluído.

R$ 1.208,50 (24 h/sem)

ou

R$ 1.438,14 (30 h/sem)

R$ 5,00

Professor Adjunto I

Licenciatura Plena em Pedagogia ou Normal Superior; OU curso de Habilitação para o Magistério em Nível Médio; OU Estudante com 50 % do curso concluído.

R$ 1.080,00 (25 h/sem)

 

Professor Adjunto II - Língua Portuguesa

Licenciatura Plena em Letras com Habilitação em Português; OU Estudante com 50 % do curso concluído.

 

R$ 5,00

Professor Adjunto II - Matemática

Licenciatura Plena em Matemática ou em Ciências com Habilitação em Matemática; OU Estudante com 50 % do curso concluído.

  

Professor Substituto II - Língua Portuguesa

Licenciatura Plena em Letras com Habilitação em Português; OU Estudante com 50 % do curso concluído.

R$ 11,12 (hora/aula)

R$ 5,00

Professor Substituto II - Inglês

Licenciatura Plena em Letras com Habilitação em Inglês; OU Estudante com 50 % do curso concluído.

Professor Substituto II - Matemática

Licenciatura Plena em Matemática ou em Ciências com Habilitação em Matemática; OU Estudante com 50 % do curso concluído.

Professor Substituto II - Ciências

Licenciatura Plena em Ciências Físicas e Biológicas ou em Ciências; OU Estudante com 50 % do curso concluído.

Professor Substituto II - Geografia

Licenciatura Plena em Geografia ou em Estudos Sociais específica em Geografia; OU Estudante com 50 % do curso concluído.

Professor Substituto II - História

Licenciatura Plena em História ou em Estudos Sociais específica em História; OU Estudante com 50 % do curso concluído.

Professor Substituto II - Educação Física

Licenciatura Plena em Educação Física c/ registro no CREF

Professor Substituto II - Artes

Licenciatura Plena em Educação Artística ou em Artes; OU Estudante com 50 % do curso concluído.

1.2. A Descrição Sumária das Funções e Atividades encontra-se disposta no Anexo IV deste Edital.

1.3. O Processo Seletivo terá validade de 1 (um) ano, a contar da sua homologação.

1.4. A Prefeitura convocará os candidatos aprovados, na estrita ordem de classificação, para substituição temporária de servidores efetivos em seus afastamentos durante a vigência do presente processo seletivo, não implicando a aprovação do candidato em garantia de convocação, mesmo que temporária, para exercício das funções, haja vista que as convocações se farão na medida em que ocorram as necessidades de substituição.

2. DAS INSCRIÇÕES

2.1. São condições essenciais para a inscrição do candidato, ser brasileiro ou gozar das prerrogativas do Decreto Federal 70.436/72.

2.2. As inscrições serão efetuadas no período 11 a 17 de janeiro de 2013, exclusivamente através da internet, acessando-se o site www.publiconsult.com.br. O candidato deverá escolher, na guia "Inscrições Abertas", o Concurso Público ou Processo Seletivo de seu interesse, e preencher corretamente os campos relativos aos formulários de Cadastramento e de Inscrição; a seguir, deverá imprimir o boleto referente à taxa de inscrição e efetuar o seu pagamento até a data de vencimento (18 de janeiro de 2013) em qualquer instituição bancária, através de internet banking, ou em qualquer estabelecimento autorizado a receber pagamento de documentos de compensação bancária (casas lotéricas, correios, etc.)

2.2.1. Em caso de dúvida para efetivar a sua inscrição, o candidato poderá entrar em contato com a empresa através de e-mail, clicando no ícone "Fale Conosco" do site, selecionando o assunto "Concursos Públicos e Processos Seletivos" e encaminhado sua dúvida; ou através do telefone (15) 4141-2327. Ao candidato será atribuída total responsabilidade pelo correto preenchimento do formulário de inscrição.

2.2.2. A efetivação da inscrição estará condicionada ao correto preenchimento do requerimento de inscrição e ao pagamento ou compensação do valor correspondente a taxa de inscrição. Não será aceito pagamento da taxa de inscrição por outros meios que não o pagamento do boleto bancário emitido especificamente para cada inscrição, bem como pagamentos condicionais ou efetuados fora do prazo de vencimento do boleto; serão indeferidas as inscrições cujos cheques de pagamento não venham a ser compensados, por qualquer motivo (falta de fundos, ausência ou divergência de assinatura, data de emissão prescrita, etc.). É vedada a transferência para terceiros do valor da taxa de inscrição.

2.2.3. O candidato poderá se inscrever para mais de uma função, desde que não haja coincidência dos horários de aplicação das provas estipulados no item 5.2 deste Edital.

2.3. Amparado pela Lei Municipal 3.488/2009 e pelo Decreto nº 6.593/2008, os candidatos que sejam estudantes, assim considerados aqueles regularmente matriculados em uma das séries do ensino fundamental ou médio, em curso pré-vestibular ou curso superior em nível de graduação ou pós-graduação; e os que se encontrarem desempregados ou recebam remuneração mensal de até 2 (dois) salários mínimos, poderão requer redução de 50% (cinquenta por cento) do valor da taxa de inscrição; com base na mesma legislação, os candidatos considerados hipossuficientes poderão requerer a isenção do pagamento da taxa de inscrição, obedecendo aos seguintes procedimentos:

2.3.1. Os candidatos que se enquadrem em uma das situações descritas no item anterior e desejam requerer a redução ou isenção do pagamento da taxa de inscrição do processo seletivo deverão efetuar normalmente sua inscrição no site da empresa, na forma estabelecida no item 2.2. deste Edital, deixando apenas de efetuar o pagamento do boleto bancário.

2.3.2. A seguir, deverão comparecer pessoalmente na sede da Secretaria Municipal de Educação de Capivari, situada na Rua Madre Valéria, 287, Centro - Capivari, entre os dias 14 e 15 de janeiro de 2013, no horário das 9h00 as 12h00 e das 14h00 as 17h00, para solicitar a redução ou isenção da taxa de inscrição, apresentando os seguintes documentos:

2.3.2.1. No caso de candidato estudante:

a) cópia do RG e CPF;

b) certidão ou declaração expedida por instituição de ensino pública ou privada, de que se encontra regularmente matriculado em uma das séries do ensino fundamental ou médio, em curso pré-vestibular ou curso superior em nível de graduação ou pós-graduação; OU carteira de identidade estudantil ou documento similar, expedida por instituição de ensino pública ou privada ou por entidade de representação discente, indicando a regular matrícula em uma das séries do ensino fundamental ou médio, em curso pré-vestibular ou curso superior em nível de graduação ou pós-graduação.

c) declaração, nos moldes do Anexo V, de que as informações prestadas são verdadeiras, sob pena de sofrer as sanções dispostas na legislação em vigor.

2.3.2.2. No caso de candidato desempregado:

a) cópia do RG e do CPF;

b) cópia da Carteira de Trabalho e Previdência Social comprovando baixa por demissão de seu último emprego ou estágio remunerado; OU ainda a ausência de registro no caso de aspirante ao primeiro emprego (deverá ser encaminhada cópia simples das páginas onde constem a foto e a identificação e, ainda, no caso de candidato desempregado as anotações de admissão e demissão).

c) declaração, nos moldes do Anexo V, de que as informações prestadas são verdadeiras, sob pena de sofrer as sanções dispostas na legislação em vigor.

2.3.2.3. No caso de candidato empregado que receba até 2 (dois) salários mínimos mensais:

a) cópia do RG e do CPF;

b) cópia da Carteira de Trabalho e Previdência Social (deverá ser encaminhada cópia simples das páginas onde constem a foto, a identificação e a anotação de admissão, bem como a última atualização salarial);

c) cópia do último holerite.

c.1) a cópia do holerite poderá ser substituída por declaração do empregador. A declaração contendo a informação de que o candidato ganha até 2 (dois) salários mínimos deverá ser encaminhada em papel timbrado da empresa e assinada por pessoa responsável. No caso de empregador particular, deverá ser reconhecida firma da assinatura deste;

c.2) o trabalhador autônomo poderá comprovar os rendimentos encaminhando cópia simples do Carnê do INSS;

d) cópia simples da conta de luz ou telefone para comprovação de endereço;

e) declaração, nos moldes do Anexo V, de que as informações prestadas são verdadeiras, sob pena de sofrer as sanções dispostas na legislação em vigor.

2.3.2.4. No caso de o candidato financeiramente hipossuficiente:

a) cópia do RG e do CPF;

b) declaração, sob as penas da lei, de que é financeiramente hipossuficiente,não possuindo condições de arcar com as custas da inscrição sem prejuízo próprio e da sua família; tal se fará através da assinalação do campo respectivo no Anexo V, no qual declarará ainda que as informações prestadas são verdadeiras, sob pena de sofrer as sanções dispostas na legislação em vigor.

2.3.3. Não será aceita a entrega condicional ou complementação de documentos ou a retirada de documentos após o período de inscrição.

2.3.4. Caso o candidato utilize outro meio que não o estabelecido neste Edital terá indeferido seu pedido de redução ou isenção do pagamento da taxa de inscrição.

2.3.5. Todas as informações prestadas no Anexo V - Requerimento de Redução/Isenção do Pagamento da Taxa de Inscrição e nas declarações firmadas são de inteira responsabilidade do candidato, assim como a idoneidade dos documentos encaminhados, tornando-se nulos todos os atos delas decorrentes, além de sujeitar-se o candidato às penalidades previstas em lei, em caso de irregularidade constatada.

2.3.6. O candidato deverá, a partir das 18 horas do dia 16 de janeiro de 2013, acessar os sites www.publiconsult.com.br e verificar o resultado da solicitação pleiteada.

2.3.7. O candidato que tiver seu pedido de isenção deferido terá automaticamente sua inscrição efetivada, não havendo necessidade de qualquer outro procedimento.

2.3.8. Caso o pedido seja indeferido, o que ocorrerá apenas pela falta de comprovação documental solicitada, pela apresentação de documentação que não comprove a situação pleiteada, ou por solicitação da redução ou isenção fora dos prazos estabelecidos, o candidato ainda poderá participar do processo seletivo, imprimindo e pagando o boleto bancário até o dia 18 de janeiro de 2013, na forma do item 2.2. deste Edital. O candidato que tiver a solicitação de redução ou isenção da taxa de inscrição indeferida e não recolher o valor da taxa não terá sua inscrição efetivada.

2.3.9. Será eliminado do processo seletivo o candidato que, não atendendo, à época de sua inscrição, aos requisitos legais, tenha obtido, com emprego de fraude ou qualquer meio que evidencie má fé, a redução ou isenção da taxa de inscrição de que trata a Lei Municipal nº 3488/2009. A eliminação importará a anulação da inscrição e dos demais atos praticados pelo candidato, sem prejuízo da aplicação de outras sanções cabíveis.

2.4. Encerrado o prazo das inscrições, será divulgado no quadro de avisos da Prefeitura Municipal de CAPIVARI e no site www.publiconsult.com.br, a relação dos candidatos que tiverem suas inscrições deferidas e indeferidas.

3. DOS REQUISITOS PARA A CONTRATAÇÃO

3.1. São requisitos para a contratação:

a) Ser aprovado neste Processo seletivo;

b) Ter idade mínima de 18 (dezoito) anos completos;

c) Ter aptidões físicas e mentais para o exercício das atribuições da função mediante confirmação de exame médico admissional;

d) Estar quites com o Serviço Militar, se, do sexo masculino;

e) Estar no gozo dos direitos civis e políticos;

f) Atender as condições, escolaridade e requisitos prescritos para a função;

g) Não registrar antecedentes criminais;

h) Não ter sido demitido por ato de improbidade ou exonerado "a bem do serviço público", mediante decisão transitada em julgado em qualquer esfera governamental;

i) Gozar de saúde física e mental compatíveis com o exercício da função, comprovada em prévia inspeção médica oficial;

j) Não possuir vínculo com qualquer órgão ou entidade da Administração Pública que impossibilite acumulação de cargos, empregos e funções, ressalvados os casos contidos nas alíneas "a", "b" e "c", inc. XVI, do art. 37, da Constituição Federal, inclusive no que concerne à compatibilidade de horários.

k) Não ser aposentado por invalidez, não estar em idade de aposentadoria compulsória ou receber proventos de aposentadoria decorrentes do art. 40 ou dos arts. 42 e 142, ressalvados os casos que permitam a acumulação dos proventos com a remuneração de cargos, empregos, funções, cargos eletivos e cargos em comissão declarados em lei de livre nomeação e exoneração, na forma da Constituição Federal.

3.2. Os referidos requisitos são essenciais para contratação para a função, devendo o candidato, na ocasião da convocação, ou seja, no dia da atribuição, apresentar os documentos exigidos à equipe de atribuição. No caso do não cumprimento destas exigências, o candidato perderá o direito à vaga.

4. DOS CANDIDATOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA FÍSICA OU SENSORIAL

4.1. Aos candidatos portadores de deficiência física ou sensorial que pretendam fazer uso das prerrogativas que lhe são facultadas no inciso VIII do artigo 37 da Constituição Federal, é assegurado o direito de inscrição neste Processo seletivo, desde que a deficiência de que são portadores seja compatível com o efetivo desempenho das atribuições da função. Consideram-se pessoas portadoras de deficiência aquelas que se enquadram nas categorias discriminadas no art. 4º do Decreto Federal nº 3.298/99.

4.2. A pessoa portadora de deficiência participará deste Processo Seletivo em igualdade de condições com os demais candidatos no que concerne ao conteúdo das provas, à avaliação e aos critérios de aprovação, ao horário e ao local de aplicação das provas e à nota mínima exigida para todos os demais candidatos.

4.3. Aos portadores de deficiência física ou sensorial será reservado o percentual de 5% (cinco por cento) das vagas oferecidas neste Processo Seletivo, exceto para as funções que não possibilitem as suas contratações pelas características de atribuições e desempenhos, incompatíveis com a deficiência possuída.

4.3.1. Quando nas operações aritméticas necessárias à apuração do número de funções reservadas, o resultado obtido não resultar em número inteiro, desprezar-se-á a fração inferior a meio e arredondar-se-á para unidade imediatamente superior a que for igual ou superior.

4.3.2. Inexistindo candidatos portadores de deficiência, as vagas serão preenchidas por candidatos não portadores de deficiência.

4.3.3. Não serão considerados como deficiência, os distúrbios passíveis de correção, segundo os padrões clinicamente estabelecidos.

4.3.4. Os candidatos que concorrerem na condição prevista neste item serão classificados em lista separada.

4.3.5. Havendo laudo médico oficial contrário à condição de deficiente, o candidato será excluído da listagem correspondente.

4.4. O candidato que quiser concorrer às vagas deste Processo Seletivo como portador de deficiência física ou sensorial deverá efetuar sua inscrição na forma determinada no item 2.2 deste Edital e remeter, pelo correio, Laudo Médico atestando a espécie, o grau e o nível da deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença - CID, até o último dia de inscrição, valendo como comprovação de opção efetuada no prazo, a data de postagem do Laudo Médico nos Correios.

4.4.1. O candidato que não efetuar a remessa do Laudo Médico, ou que efetuá-la fora do prazo, poderá participar do Processo Seletivo desde que tenha efetuado o pagamento da taxa de inscrição, porém não concorrerá na condição de portador de deficiência física ou sensorial, não podendo, posteriormente, alegar tal condição para reivindicar as prerrogativas constantes neste Edital.

4.4.2. No caso do candidato necessitar de prova especial (letra ampliada, Braille, intérprete de LIBRAS, etc.) deverá encaminhar Requerimento de Prova Especial, nos moldes do Anexo III deste Edital, à empresa PUBLICONSULT, juntamente com o Laudo Médico.

4.4.2.1. O candidato deficiente que não solicitar a prova especial no prazo estabelecido no item anterior, não terá direito a realizar a prova adaptada às suas condições, reservando-se o direito de realizar a prova regular aplicada aos demais candidatos.

4.4.2.2. Os deficientes visuais, que se julgarem amparados pelas disposições legais, prestarão as provas mediante leitura através do sistema Braille. Os candidatos deverão levar, para esse fim, no dia da aplicação das provas, reglete e punção, podendo ainda utilizar-se de soroban. Aos deficientes visuais amblíopes serão oferecidas provas ampliadas com tamanho da letra correspondente à fonte Arial - 24.

4.4.3. O Laudo Médico e o Requerimento de Prova Especial, se for o caso, deverão ser postados através de SEDEX, seguindo o modelo do envelope abaixo:

À PUBLICONSULT

Ref.: Prefeitura Municipal de CAPIVARI - Processo Seletivo nº 1/2013

Portador de Deficiência Física e/ou Sensorial

Av. Pereira da Silva, nº 828 - Jd. Santa Rosália - Sorocaba/SP CEP 18.095-340

4.4. O candidato portador de deficiência física ou sensorial que no ato da inscrição não declarar essa condição, não poderá impetrar recurso em favor de sua inscrição. O candidato que declarar falsamente a deficiência será excluído do Processo Seletivo, se confirmada tal ocorrência em qualquer fase deste processo, sujeitando-se às consequências legais decorrentes.

4.5. Caso o período de inscrições seja prorrogado, o prazo para a remessa da documentação ficará automaticamente prorrogado por igual período, ou seja, até o dia do término do novo prazo de inscrições.

4.6. O candidato portador de deficiência física ou sensorial aprovado no processo seletivo será submetido, antes da contratação, à avaliação médica a fim de analisar a compatibilidade entre a deficiência apresentada e a função a ser desempenhada.

5. DO PROCESSO SELETIVO

5.1. O Processo Seletivo consistirá exclusivamente da aplicação de Prova Teórica, na forma de testes de múltipla escolha.

5.2. As provas serão realizadas no município de CAPIVARI/SP, com data prevista para o dia 27 de janeiro de 2013 (domingo), nos seguintes horários:

HORÁRIO

FUNÇÕES

9h00

1Instrutor de Oficina de Banda; Instrutor de Oficina de Capoeira; Instrutor de Oficina de Dança; Instrutor de Oficina de Xadrez; Instrutor de Oficina de Informática; Instrutor de Oficina de Teatro; Instrutor de Oficina de Natação; Professor de Oficina de Jogos Pedagógicos e Recreação; Professor Substituto I; Professor Substituto II - Língua Portuguesa; Professor Substituto II - Matemática; Professor Substituto II - História; Professor Substituto II - Educação Física

13h00

Instrutor de Oficina de Musicalização; Instrutor de Oficina de Artes; Professor de Oficina de Leitura e Produção de Textos; Professor de Oficina de Experiências Matemáticas; Professor de Oficina de Saúde e Qualidade de Vida; Professor Adjunto I; Professor Adjunto II - Língua Portuguesa; Professor Adjunto II - Matemática; 2Professor de Desenvolvimento Infantil; Professor Substituto II - Inglês; Professor Substituto II - Ciências; Professor Substituto II - Geografia; Professor Substituto II - Artes

5.3. A confirmação oficial da data, horário e local da realização das provas será divulgada oportunamente, após o encerramento das inscrições, através de Edital de Convocação para Provas, a ser afixado no quadro de avisos da Prefeitura Municipal de CAPIVARI e disponibilizado no site www.publiconsult.com.br.

6. DA PROVA TEÓRICA

6.1. A prova teórica, de caráter eliminatório e classificatório, visa avaliar o grau de conhecimento teórico do candidato, necessário ao desempenho da função. Essa prova terá duração de 2h00min (duas horas) e será composta de 20 (vinte) questões de múltipla escolha, de acordo com o conteúdo programático constante do Anexo I deste Edital, distribuídas e pontuadas na seguinte conformidade:

DISCIPLINAS

Nº DE QUESTÕES

PESO

TOTAL DE PONTOS POR DISCIPLINA

TOTAL

Língua Portuguesa e Interpretação de Textos

Conhecimentos Gerais e Atualidades

Conhecimentos Específicos

5

5

10

5

3

6

25

15

60

100

6.2. A bibliografia apresentada no Anexo I - Conteúdo Programático é meramente sugestiva, não se restringindo a aplicação das questões ao conteúdo da mesma, porém ao conteúdo programático indicado. Desta forma, o candidato poderá se preparar para as provas utilizando, além das indicações do conteúdo programático, de qualquer bibliografia que trate de forma sistematizada dos assuntos selecionados no Anexo I.

1 Edital retificado em 11JAN2013 - Retirado a função de Cuidador Social do quadro do item 5.2

2 Edital retificado em 11JAN2013 - Alterado o horário de prova da função de Professor de Desenvolvimento Infantil

6.3. Na data determinada para a realização das provas os candidatos deverão se apresentar nos locais indicados com antecedência de 30 (trinta) minutos em relação ao horário determinado para o início das mesmas.

6.4. O ingresso aos locais das provas será permitido apenas aos candidatos que estiverem munidos de documento de identidade original com foto, comprovante de inscrição e caneta esferográfica azul ou preta.

6.4.1. Entende-se por documento de identidade original: Carteiras e/ou cédulas de Identidade expedidas pelas Secretarias de Segurança Pública, pelas Forças Armadas, pela Polícia Militar, pelo Ministério das Relações Exteriores; Cédula de Identidade para Estrangeiros; Cédulas de Identidade fornecidas por Órgãos ou Conselhos de Classe que, por força de Lei Federal valem como documento de identidade (OAB, CRM, CREA, CRC, etc.); Certificado de Reservista; Passaporte; Carteira de Trabalho e Previdência Social, bem como Carteira Nacional de Habilitação, na forma da Lei nº 9.503/1997, não sendo admitido no recinto de realização das provas o candidato que não portá-lo.

6.4.2. O candidato que não estiver de posse de nenhum documento de identidade original em virtude de perda, roubo ou furto, só poderá realizar as provas atendendo, concomitantemente, aos seguintes requisitos:

a) deverá apresentar Boletim de Ocorrência Policial;

b) deverá apresentar o protocolo de requisição de nova via do documento;

c) deverá apresentar cópia autenticada da certidão de nascimento ou casamento;

d) deverá apresentar duas testemunhas que com ele firmarão, no ato, declaração, sob as penas da lei, acerca da identidade do candidato, sendo que as testemunhas deverão apresentar documentos originais de identidade, e todos deverão apor identificação digital na referida declaração.

6.4.3. Serão efetuadas diligências posteriores à realização da prova, em relação à documentação dos candidatos admitidos na forma do item

6.4.2, sendo desclassificados automaticamente do processo aqueles cuja declaração de dados revelar-se falsa, sem prejuízo de eventuais ações criminais contra o declarante e as testemunhas por ele apresentadas.

6.4.4. A candidata que estiver amamentando deverá levar acompanhante responsável pela guarda da criança. Não haverá prorrogação de horário da duração da prova para a candidata nesta situação.

6.4.5. Os candidatos médicos, bombeiros, policiais e militares que estiverem em regime de plantão poderão atender a bips ou celulares, desde que comprovem esta condição ao Fiscal de Sala, mediante apresentação da identidade profissional (CRM, identidade policial ou militar) antes do início das provas; neste caso deverão ser acompanhados por um Auxiliar de Coordenação e atender a ligação fora da sala.

6.4.6. Durante a prova, o candidato não deve levantar-se, comunicar-se com outros candidatos, e nem fumar; será advertido pelo Fiscal de Sala caso perceba-se que busca visualizar a prova ou a Folha de Respostas de outro candidato, sendo-lhe retirada a prova e desclassificado no caso de reiteração da atitude.

6.5. Não serão admitidos nos locais de aplicação das provas, os candidatos que se apresentarem após o horário estabelecido para início das mesmas e para o fechamentos dos portões.

6.6. No período de duração da prova - 2h00 (duas horas) - já está incluído o tempo destinado ao preenchimento da Folha de Respostas. O candidato somente poderá entregar a prova depois de 0h30 (trinta minutos) do seu início.

6.7. O candidato deverá assinar a Lista de Presenças que lhe será apresentada antes do início da prova. Eventuais erros de digitação de nome, número de documento de identidade e data de nascimento deverão ser comunicados ao Fiscal de Sala para correção, o qual o fará em formulário específico.

6.8. A inviolabilidade das provas será comprovada no local de sua realização, sendo o rompimento do lacre dos envelopes efetuado por 2 (dois) candidatos, os quais lavrarão declaração neste sentido na Ata de Realização de Prova.

6.9. O candidato deverá efetuar a conferência do Caderno de Provas antes de começar a resolução, verificando no cabeçalho se todas as folhas correspondem à função para a qual se inscreveu; a seguir deverá verificar se o Caderno de Provas possui 20 (vinte) questões objetivas de múltipla escolha; por fim, o candidato deverá verificar se não há falha de impressão que prejudique a leitura do texto, gráficos ou ilustrações. Caso a prova não seja referente à função para a qual se inscreveu, ou o Caderno de Provas estiver incompleto ou possuir qualquer defeito, o candidato deverá solicitar ao Fiscal da Prova que o substitua, não cabendo reclamações posteriores neste sentido.

6.10. O candidato, antes do preenchimento da Folha de Respostas, deverá efetuar a conferência dos seus dados nela impressos. Havendo divergência, deverá solicitar a substituição do material ao Fiscal de Sala, não cabendo reclamações posteriores neste sentido.

6.10.1. As questões deverão ser respondidas na Folha de Respostas, preenchendo-se totalmente o campo indicativo da letra correspondente à opção de resposta escolhida com caneta esferográfica azul ou preta. A Folha de Respostas não poderá ser rasurada, amassada ou perfurada, caso contrário, as respostas serão anuladas. A Folha de Respostas somente terá validade se estiver assinada pelo candidato no campo indicado.

6.11. Durante a realização da prova não será permitida a consulta de nenhuma espécie de legislação, livro, revista, folheto, uso de calculadora, telefone celular ou outro equipamento de comunicação, bem como não será admitida comunicação entre os candidatos.

6.12. Caso seja necessário utilizar o sanitário, o candidato deverá solicitar ao Fiscal de Sala, que designará um Auxiliar de Coordenação para acompanhá-lo, devendo no percurso manter-se em silêncio, podendo sofrer revista antes e depois da entrada no sanitário.

6.13. Será excluído do Processo Seletivo o candidato que:

a) não comparecer para a realização da prova, conforme convocação oficial seja qual for o motivo alegado;

b) apresentar-se fora de local, data e/ou do horário estabelecidos no Edital de Convocação;

c) não apresentar o documento de identificação conforme previsto neste Edital;

d) ausentar-se, durante o processo, da sala ou local de provas sem o acompanhamento de um fiscal;

e) for surpreendido em comunicação com outro candidato ou terceiros, verbalmente ou por escrito, bem como fazendo uso de material não permitido para a realização da prova ou de qualquer tipo de equipamento eletrônico de comunicação;

f) lançar meios ilícitos para a realização das provas;

g) não devolver ao fiscal, seguindo critérios estabelecidos neste Edital, qualquer material de aplicação e de correção das provas;

h) perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos; e

i) agir com incorreção ou descortesia para com qualquer membro da equipe encarregada da aplicação da prova.

6.14. O candidato levará consigo, ao final da prova, o Caderno de Provas, podendo, portanto, utilizá-lo como rascunho e para a anotação das alternativas que escolher, a fim de subsidiá-lo na correção das questões quando da divulgação do gabarito, ou na eventualidade da interposição de algum recurso contra questão e/ou gabarito, sendo, no entanto, em função de reserva de direitos autorais, vedada a sua divulgação e/ou reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa da PUBLICONSULT Assessoria e Consultoria Pública Ltda, ficando sujeito a processo legal o responsável pela divulgação.

6.15. A partir das 18h00 do dia da aplicação das provas, o candidato poderá consultar o Gabarito Oficial no site www.publiconsult.com.br e no quadro de avisos da Prefeitura Municipal de CAPIVARI. Não serão informados resultados por telefone ou outro meio de comunicação.

7. DA NOTA FINAL E DO CRITÉRIO DE DESEMPATE

7.1. A nota final será equivalente à nota da Prova Teórica, que será alcançada pelo somatório das pontuações obtidas em cada disciplina da prova; a pontuação referente a cada disciplina será obtida pela multiplicação da quantidade de respostas corretas pelo peso respectivo da disciplina, conforme o item 6.1.

7.1.1. A prova será classificatória e não eliminatória

7.1.2. A classificação será em ordem decrescente de acordo com a nota final. Haverá uma lista de classificação final para todos os candidatos classificados, sendo composta por professores devidamente habilitados e estudantes com 50% do curso concluído, sendo que os primeiros terão prioridade no chamamento para o preenchimento da função e, na inexistência destes na Sessão de Atribuição, os estudantes serão chamados, excepcionalmente, diante da notória ausência de profissionais formados no Município de Capivari.

7.2. No caso de empate na nota final, será processado o desempate, tendo preferência sucessivamente, o candidato:

a) de idade mais elevada, desde que igual ou superior a 60 (sessenta) anos, entre aqueles na mesma faixa etária e frente aos demais candidatos, nos termos da Lei Federal nº 10.741/2003;

b) que obtiver a maior pontuação nas questões de Conhecimentos Específicos;

c) que obtiver a maior pontuação nas questões de Interpretação de Textos;

d) mais idoso entre aqueles com idade inferior a 60 anos;

e) alistado como jurado pelo Presidente do Tribunal de Júri, nos termos do art. 440 do Código de Processo Penal.

8. DOS RECURSOS ADMINISTRATIVOS

8.1. Caberá recurso administrativo dos gabaritos e da divulgação das notas dos candidatos aprovados no prazo de 1 (um) dia útil, a contar da data das respectivas divulgações no quadro de avisos da Prefeitura Municipal de CAPIVARI e no site www.publiconsult.com.br.

8.2. O recurso administrativo deverá seguir preferencialmente, os moldes do Anexo II deste Edital e ser protocolizado na sede da Secretaria da Educação do Município de Capivari, na Rua Madre Valéria, 287, Centro - Capivari, no horário de expediente.

8.2.1. Devem constar do recurso: o nome do candidato, número de inscrição, número do documento de identidade, função para o qual se inscreveu, endereço completo, a fundamentação ou o embasamento com as devidas razões do recurso, local, data e assinatura, conforme modelo definido no Anexo II deste Edital.

8.2.2. Serão indeferidos os recursos interpostos através de e-mail, fax ou por outras formas, meios e prazos não estipulados neste Edital, bem como aqueles que não apresentarem fundamentação e embasamento.

8.2.3. Os recursos poderão ser efetuados por procurador; neste caso o recurso deverá conter a assinatura com firma reconhecida do candidato e ser acompanhados da procuração específica; além disso, o procurador deverá portar documento original de identidade, sendo reconhecidos como tal aqueles discriminados no item 6.4.1 deste Edital.

8.3. No caso de provimento de recurso interposto dentro das especificações, esse poderá, eventualmente, alterar a nota e/ou classificação inicial obtida pelo candidato para uma nota e/ou classificação superior ou inferior; ou ainda acarretar a classificação e/ou desclassificação de candidatos em virtude da alteração de sua nota em relação à pontuação mínima exigida para a habilitação.

8.3.1. Os pontos relativos às questões da prova teórica, eventualmente anuladas, serão atribuídos a todos os candidatos presentes à prova.

8.4. A decisão acerca do deferimento ou indeferimento de recurso será objeto de divulgação no site www.publiconsult.com.br e no quadro de avisos da Prefeitura Municipal de CAPIVARI.

9. DA CONVOCAÇÃO E CONTRATAÇÃO

9.1. A convocação para admissão do candidato aprovado, seja por tempo determinado como para substituição eventual, será feita na ordem de classificação e na medida das necessidades da Secretaria Municipal de Educação, oportunidade em que deverão ser apresentados os documentos exigidos para comprovação dos requisitos para a contratação, sob pena de perda da vaga. A simples classificação neste Processo Seletivo não gera direito à contratação, pois serão contratados apenas os professores em quantidade suficiente para atender as necessidades da Secretaria Municipal de Educação

9.1.1. Caso o candidato convocado possua outro emprego, cargo ou função pública acumulável na forma do artigo 37, inc. XVI, alíneas "a", "b" e "c", da Constituição Federal, deverá apresentar declaração firmada pelo órgão ou entidade pública contratante contemplando o horário em que exerce suas funções, para fins de averiguação de compatibilidade de horários.

9.1.2. O candidato convocado como portador de deficiência física ou sensorial cuja avaliação médica revelar deficiência considerada incompatível com o desempenho das funções, será desclassificado.

9.2. As vagas disponíveis serão afixadas nos painéis da sede da Secretaria Municipal da Educação de Capivari, situada a Rua Madre Valéria, 287, Centro - Capivari - SP, todas às segundas-feiras, a partir das 9 horas.

9.3. Não haverá convocação para as Sessões de Atribuições via fax, Email, telegrama ou telefone, ficando desde já estabelecido que, o candidato classificado e interessado deverá comparecer às SESSÕES DE ATRIBUIÇÕES que acontecerão todas às segundas-feiras nos horários especificados no item 9.4, conforme sua Habilitação.

9.4. As sessões de Atribuições ocorrerão todas às SEGUNDAS-FEIRAS, na sede da Secretaria Municipal da Educação de Capivari, situada a Rua Madre Valéria, 287, Centro - Capivari - SP, conforme os horários e habilitações, a saber:

HORÁRIO

HABILITAÇÃO

14h00

Professor Substituto I

14h30

Professor Adjunto I e II

15h00

Professor Substituto II

15h30

Professor de Desenvolvimento Infantil

9.4.1. Poderá haver mudanças na data das Sessões de Atribuições dependendo de datas comemorativas municipais, feriados e pontos facultativos, ou por necessidade da Administração Municipal, sendo que, para essas eventuais alterações, a confirmação da nova data será previamente divulgada no próximo dia útil subsequente por afixação nos locais de praxe da Secretaria Municipal da Educação.

9.5. O candidato classificado que não comparecer às Sessões de Atribuições, seja por qual for o motivo, estará excluído apenas da sessão em que não compareceu, permanecendo na lista final de classificação, e se ainda houver interesse, o mesmo poderá participar da próxima Sessão de Atribuição conforme sua classificação.

9.6. O não comparecimento do candidato implica na desistência voluntária da vaga, sendo convocado o próximo da listagem, não podendo o mesmo, alegar qualquer desconhecimento quanto a sua convocação.

9.7. Não serão aceitos Atestados Médicos e ou comprovantes para justificar a ausência do candidato às Sessões de Atribuições, pois as mesmas não configuram dias de trabalho.

9.8. A atribuição das vagas para o candidato implicará no conhecimento e na tácita aceitação das normas e condições estabelecidas neste edital, em relação às quais não poderá alegar desconhecimento. Desta forma, recursos e/ou reclamações quanto ao desconhecimento das datas das convocações, bem como a ausência do candidato nas Sessões de Atribuições serão preliminarmente indeferidos.

9.9. As convocações para a funções de Professor de Oficina e Instrutor de Oficina acontecerão conforme demanda da Secretaria Municipal da Educação, e quando houver as vagas, estas serão afixadas no quadro de avisos da sede da Secretaria Municipal da Educação de Capivari, conforme item 9.2, devendo, portanto, os interessados acompanharem as publicações.

9.10. A inexatidão das afirmativas e/ou irregularidades de documentos, mesmo que verificadas posteriormente, acarretarão a nulidade da inscrição, desqualificação e desclassificação do candidato, com todas as decorrências, sem prejuízo das medidas de ordem administrativa, civil e criminal.

9.11. O contratado poderá vir a perder, durante o ano letivo, as aulas atribuídas, em razão de deixar de corresponder às expectativas do desenvolvimento das atividades, mediante cláusulas contratuais.

9.12. As contratações serão regidas pela CLT - Consolidação das Leis do Trabalho e pelas normas de serviço da Secretaria Municipal da Educação, não angariando o contratado estabilidade funcional em qualquer hipótese, haja vista a natureza de provimento por tempo determinado das funções em disputa no presente Processo Seletivo.

10. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS E FINAIS

10.1. O candidato, ao inscrever-se, estará aceitando todas as disposições estabelecidas neste Edital e na legislação vigente, não podendo alegar desconhecimento de qualquer natureza.

10.2. Qualquer regra prevista neste Edital poderá ser alterada antes da realização das provas, mediante a divulgação oficial do item atualizado no site www.publiconsult.com.br e no quadro de avisos da Prefeitura Municipal de CAPIVARI.

10.3. O candidato classificado obrigar-se-á a manter, durante o prazo de validade deste Processo Seletivo, o seu endereço atualizado para eventuais convocações, junto à Divisão de Administração de Pessoal da Prefeitura Municipal, não lhe cabendo qualquer reclamação caso não seja possível ao órgão competente convocá-lo por falta da referida atualização.

10.4. Compete ao Prefeito Municipal a homologação do resultado do Processo Seletivo. A homologação deverá ser publicada no órgão oficial de imprensa.

10.5. Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão do Processo Seletivo, ad referendum do Prefeito Municipal.

10.6. Os serviços técnicos relativos ao processo seletivo ficarão sob a coordenação e responsabilidade da empresa Publiconsult Assessoria e Consultoria Pública Ltda, devidamente contratada para tal fim, e acompanhados e supervisionados pela Comissão de Acompanhamento nomeada nos termos da 3Portaria SEMEC nº 1/2013.

10.7. O edital deste Processo Seletivo estará disponível para consulta no quadro de avisos da Prefeitura Municipal de CAPIVARI, Rua XV de Novembro, 639 - Centro - CAPIVARI/SP, bem como no site: www.publiconsult.com.br, sendo publicado de forma resumida na imprensa local.

CAPIVARI, 11 de janeiro de 2013.

Prefeitura Municipal de CAPIVARI

Secretaria Municipal de Educação

ANEXO I - CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

DISCIPLINAS COMUNS A TODAS AS FUNÇÕES

Interpretação de Textos: Leitura, análise e interpretação de textos. Noções de ortografia, gramática, sintaxe, concordância, sinônimos, antônimos, conjugações e tempos verbais. Sugestão de bibliografia e de sites para estudo do conteúdo: Moderna Gramática Portuguesa (Evanildo Bechara); Novíssima Gramática da Língua Portuguesa (Domingos Paschoal Cegalla). www.revistaescola.abril.com; www.portugues.com.br; www.soportugues.com.br.

Conhecimentos Gerais e Atualidades: Conhecimentos Gerais - Política, Economia, Sociedade, Saúde e Nutrição, Ciências e Tecnologia, Meio Ambiente, Educação, Cultura, Esporte, Religião, História (Brasil e Mundo), Geografia (Brasil e Mundo). Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: Almanaque Abril 2013 (Editora Abril). Revistas de atualidades (Veja, Isto é, Época, etc.); www.folhaonline.com.br, www.estadao.com.br, www.uol.com.br/noticias; www.terra.com.br/noticias.

INSTRUTOR DE OFICINA DE BANDA

Conhecimentos Específicos: Escola de Tempo Integral: concepção e prática. Programa de Teoria Elementar, Análise e História da Música. Músicas Descritivas. Grafias Musicais. Intervalos: classificação; inversão; simples e compostos; melódicos e harmônicos. Escalas: maiores, menores, cromáticas e modais. Síncope e Contratempo. Quiálteras. Acordes de 3, 4 e 5 sons: classificação. Acordes alterados: acordes de sexta aumentada; sexta napolitana; dominante secundária; sensível secundária e empréstimo modal. Funções Tonais. Tons vizinhos. Modulação. Formas: binária e ternária; forma sonata. Análise Harmônica e Morfológica. Conhecimento e emprego do conjunto de sinais e termos básicos empregados na escrita de partituras: Relação entre a "clave de sol" e a "clave de fá" na 4a linha - transposição de claves; Emprego dos acidentes sustenido, bemol, duplo-sustenido e duplo bemol e bequadro; Notas enarmônicas; Elementos básicos da escrita rítmica: valores (ou figuras) de tempo com suas respectivas pausas, ponto de aumento, ligadura de prolongação, formulas de compassos, compassos simples e compassos compostos. Escalas e Tonalidades: Estudo das escalas com base em sua estruturação nos modos maior e menor e relação entre tonalidades (ou tons): Escala maior: estrutura do modo maior, denominação dos graus de uma escala no modo maior (tônica, supertônica, mediante, subdominante, dominante, superdominante e sensível); Escala menor: estrutura do modo menor, denominação dos graus de uma escala menor, emprego das três formas de escala no modo menor, formas, natural (primitiva ou antiga), harmônica e melódica; Tonalidades (ou tons): estruturação das escalas maiores e menores nas diferentes tonalidades, armaduras de claves (dos tons maiores e menores), tons relativos. Intervalos: Estudo básico de intervalos, restrito ao conjunto dos intervalos simples (não superiores a oitava): Classificação e formação de intervalos pela sua denominação: por exemplo, 1a. Justa (ou uníssono), 2a. Menor e 2a maior; Intervalos enarmônicos, ou seja, relação entre intervalos com espaços sonoros equivalentes e denominações diferentes (por exemplo: 2a menor e 1a aumentada); Semitom diatônico e semitom cromático; intervalos consonantes (perfeitos e imperfeitos) e dissonantes. Acordes: Estudo dos acordes tríades (acordes de três sons), em estado fundamental, baseado em sua classificação (ou identificação), construção e relação com as tonalidades: Tipos de acordes tríades: maiores e menores; Acordes possíveis no modo maior (escalas/tonalidades maiores); Acordes possíveis no modo menor (considerando-se três formas de escala empregadas neste modo). Acordes consonantes e dissonantes. A música contemporânea na educação musical. Propostas metodológicas e atividades pedagógicas. Conjuntos instrumentais e vocais: sua formação e prática. Proposta de Atividades pedagógicas. Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: MOTA, Silvia Maria Coelho - ESCOLA DE TEMPO INTEGRAL: DA CONCEPÇÃO À PRÁTICA - 2006 - Rio de Janeiro - disponível em: http://www.fae.ufmg.br/estrado/cd_viseminario/trabalhos/eixo_tematico_1/escola_de_tempo_int.pdf. Música na Educação Infantil (Teca Alencar de Brito - Ed. Peirópolis). Oficinas Curriculares de Linguagens Artísticas - Música (disponível em www.cenp.edunet.sp.gov.br/escola_integral). Legislação do Ensino: Constituição Federal - Artigos 205 a 214. Lei federal nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; Lei federal nº 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente.

Sugestão de sites para obtenção do conteúdo: www.presidencia.gov.br/legislacao; www.portal.mec.gov.br.

INSTRUTOR DE OFICINA DE CAPOEIRA

Conhecimentos Específicos: Escola de Tempo Integral: concepção e prática. História da Capoeira. A arte da capoeira. A capoeira como esporte. Capoeira Regional. Capoeira Angola. Movimentos Básicos da Capoeira. Golpes de Capoeira. Instrumentos de Capoeira. Toques de Capoeira. Fundamentos técnicos. Fundamentos ritualísticos. Fundamentos musicais. Fundamentos de roda. Os Grupos e as instituições corporativas. Aquecimento e alongamento - preparação individual para o treinamento ou jogo. Condicionamento físico. As questões de gênero e o sexismo aplicados à prática esportiva de jovens e adolescentes. Inclusão na prática desportiva escolar. Nutrição e atividade física. Noções de socorros de urgência aplicados à prática desportiva. Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: MOTA, Silvia Maria Coelho - ESCOLA DE TEMPO INTEGRAL: DA CONCEPÇÃO À PRÁTICA - 2006 - Rio de Janeiro - disponível em: http://www.fae.ufmg.br/estrado/cd_viseminario/trabalhos/eixo_tematico_1/escola_de_tempo_int.pdf. Dicionário de Educação Física e Esporte (Valdir J. Barbanti - Ed. Manole); Capoeira - http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/capas/esportes/capoeira.php. Legislação: Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei federal 8.069/1990). Legislação do Ensino: Constituição Federal - Artigos 205 a 214. Lei federal nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; Lei federal nº 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente. Sugestão de sites para obtenção do conteúdo: www.presidencia.gov.br/legislacao; www.portal.mec.gov.br.

INSTRUTOR DE OFICINA DE MUSICALIZAÇÃO

Conhecimentos Específicos: Escola de Tempo Integral: concepção e prática. Programa de Teoria Elementar, Análise e História da Música. Músicas Descritivas. Grafias Musicais. Intervalos: classificação; inversão; simples e compostos; melódicos e harmônicos. Escalas: maiores, menores, cromáticas e modais. Síncope e Contratempo. Quiálteras. Acordes de 3, 4 e 5 sons: classificação. Acordes alterados: acordes de sexta aumentada; sexta napolitana; dominante secundária; sensível secundária e empréstimo modal. Funções Tonais. Tons vizinhos. Modulação. Formas: binária e ternária; forma sonata. Análise Harmônica e Morfológica. História da Música Ocidental (do Barroco ao séc. XX): principais gêneros, estilos e compositores. A Improvisação Musical na musicalização. Propostas de atividades pedagógicas. O folclore brasileiro e a música popular brasileira: aproveitamento na Educação Musical. Propostas de Atividades pedagógicas. Abordagem crítico comparativa sobre os métodos ativos de musicalização: Dalcroze, Kodaly, Orff, Willems e Suzuki. Propostas metodológicas rítmico-melódicas. A música contemporânea na educação musical. Propostas metodológicas e atividades pedagógicas. Conjuntos instrumentais e vocais: sua formação e prática. A voz como recurso pedagógico na educação musical. Proposta de Atividades pedagógicas. Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: MOTA, Silvia Maria Coelho - ESCOLA DE TEMPO INTEGRAL: DA CONCEPÇÃO À PRÁTICA - 2006 - Rio de Janeiro - disponível em: http://www.fae.ufmg.br/estrado/cd_viseminario/trabalhos/eixo_tematico_1/escola_de_tempo_int.pdf. Música na Educação Infantil (Teca Alencar de Brito - Ed. Peirópolis). Oficinas Curriculares de Linguagens Artísticas - Música (disponível em www.cenp.edunet.sp.gov.br/escola_integral.). Legislação do Ensino: Constituição Federal - Artigos 205 a 214. Lei federal nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; Lei federal nº 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente.

Sugestão de sites para obtenção do conteúdo: www.presidencia.gov.br/legislacao; www.portal.mec.gov.br.

INSTRUTOR DE OFICINA DE DANÇA

Conhecimentos Específicos: Escola de Tempo Integral: concepção e prática. História da Dança. Dança Contemporânea. Folclore Brasileiro. Repertório e Coreografia. Anatomia para Dança. Terminologia e Codificação. Técnica do Movimento. Alongamento. Ritmo, coordenação e musicalidade. Didática de Ensino da Dança. Oficinas e atividades. Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: MOTA, Silvia Maria Coelho - ESCOLA DE TEMPO INTEGRAL: DA CONCEPÇÃO À PRÁTICA - 2006 - Rio de Janeiro - disponível em: http://www.fae.ufmg.br/estrado/cd_viseminario/trabalhos/eixo_tematico_1/escola_de_tempo_int.pdf. Oficinas Curriculares de Linguagens Artísticas - Dança (disponível em www.cenp.edunet.sp.gov.br/escola_integral). Legislação do Ensino: Constituição Federal - Artigos 205 a 214. Lei federal nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; Lei federal nº 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente. Sugestão de sites para obtenção do conteúdo: www.presidencia.gov.br/legislacao; www.portal.mec.gov.br.

INSTRUTOR DE OFICINA DE ARTES

Conhecimentos Específicos: Escola de Tempo Integral: concepção e prática. Artes Plásticas: história geral das artes; história e ensino das artes no Brasil; teoria da arte: arte como produção, conhecimento e expressão; a obra de arte e sua recepção; artes visuais: elementos de visualidade e suas relações; comunicação na contemporaneidade. Pintura, gravura, escultura. Processo de criação. Percepção. Cor, disco cromático, espectro. Criatividade: conceito, originalidade, criatividade e desenvolvimento, inibição, processo e produto. Percepção: o visual, o tátil. Aspectos formais da arte/artesanato: linha, forma, superfície, volume, espaço, tempo, movimento. Integração através do trabalho artesanal. Recursos materiais. Técnicas e manuseio de materiais diversos, para confecção de produtos artesanais. Tipos de artesanato: Biscuit, EVA, Madeira, Decoupage, Mosaico, Patchwork, Tecidos, Pinturas em geral, Scrapbook, Artes em papel, Tricô, Crochê, Tear, etc. Confecção de peças artesanais decorativas. Materiais e equipamentos utilizados nos diversos tipos de artesanato. Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: MOTA, Silvia Maria Coelho - ESCOLA DE TEMPO INTEGRAL: DA CONCEPÇÃO À PRÁTICA - 2006 - Rio de Janeiro - disponível em: http://www.fae.ufmg.br/estrado/cd_viseminario/trabalhos/eixo_tematico_1/escola_de_tempo_int.pdf. Aprendendo Arte (César Coll, Ana Teberosky - Ed. Ática). Oficinas Curriculares de Linguagens Artísticas - Artes Visuais (disponível em www.cenp.edunet.sp.gov.br/escola_integral). Legislação do Ensino: Constituição Federal - Artigos 205 a 214. Lei federal nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; Lei federal nº 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente.

Sugestão de sites para obtenção do conteúdo: www.presidencia.gov.br/legislacao; www.portal.mec.gov.br.

INSTRUTOR DE OFICINA DE XADREZ

Conhecimentos Específicos: Escola de Tempo Integral: concepção e prática. História do Xadrez. Peças e equipamentos. Regras do Jogo de Xadrez. Inclusão de crianças e adolescentes. Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: MOTA, Silvia Maria Coelho - ESCOLA DE TEMPO INTEGRAL: DA CONCEPÇÃO À PRÁTICA - 2006 - Rio de Janeiro - disponível em: http://www.fae.ufmg.br/estrado/cd_viseminario/trabalhos/eixo_tematico_1/escola_de_tempo_int.pdf. Manual de Xadrez (Idel Becker - NBL Editora). Xadrez - http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/capas/esportes/xadrez.php. Legislação do Ensino: Constituição Federal - Artigos 205 a 214. Lei federal nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; Lei federal nº 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente. Sugestão de sites para obtenção do conteúdo: www.presidencia.gov.br/legislacao; www.portal.mec.gov.br.

INSTRUTOR DE OFICINA DE INFORMÁTICA

Conhecimentos Específicos: Escola de Tempo Integral: concepção e prática. Hardware, Software e Periféricos. Sistemas Operacionais. Conceitos e serviços relacionados à Internet e a correio eletrônico. Segurança na Internet. Noções de MS Office (Word, Excel, e Power Point). Oficinas de Informática Educacional. Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: MOTA, Silvia Maria Coelho - ESCOLA DE TEMPO INTEGRAL: DA CONCEPÇÃO À PRÁTICA - 2006 - Rio de Janeiro - disponível em: http://www.fae.ufmg.br/estrado/cd_viseminario/trabalhos/eixo_tematico_1/escola_de_tempo_int.pdf. Cartilha de segurança na Internet (Comitê Gestor da Internet no Brasil - acessível através do site http://cartilha.cert.br). Pacote MS Office - http://office.microsoft.com/pt- br/word; http://office.microsoft.com/pt-br/excel; http://office.microsoft.com/pt-br/powerpoint. Legislação do Ensino: Constituição Federal - Artigos 205 a 214. Lei federal nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; Lei federal nº 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente. Sugestão de sites para obtenção do conteúdo: www.presidencia.gov.br/legislacao; www.portal.mec.gov.br.

INSTRUTOR DE OFICINA DE TEATRO

Conhecimentos Específicos: Escola de Tempo Integral: concepção e prática. O Teatro Educativo. Noções de teoria de Teatro. Ritmo. Jogo cênico. Concepção, utilização e articulação dos elementos cenográficos. Construção corporal do personagem. Expressão corporal, expressão vocal, improvisação. Noção de dramaturgia e interpretação. Criação de figurinos, cenários e adereços. Sonoplastia, iluminação. Histórico da origem do teatro e o teatro na história. Dramatização de poesias. Formação de elenco. Maquiagem. Motricidade. Leitura, escolha e análise de textos. Divisão dos personagens, construção dos personagens, marcação de cenas e apresentações públicas. Jogos de Improvisações Teatral. Elementos de Linguagem. Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: MOTA, Silvia Maria Coelho - ESCOLA DE TEMPO INTEGRAL: DA CONCEPÇÃO À PRÁTICA - 2006 - Rio de Janeiro - disponível em: http://www.fae.ufmg.br/estrado/cd_viseminario/trabalhos/eixo_tematico_1/escola_de_tempo_int.pdf. Oficinas Curriculares de Linguagens Artísticas - Teatro (disponível em www.cenp.edunet.sp.gov.br/escola_integral). Glossário de Teatro (Rubens Queiroz Cobra - http://www.cobra.pages.nom.br/ecp-teatrogloss-A.html). Legislação do Ensino: Constituição Federal - Artigos 205 a 214. Lei federal nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; Lei federal nº 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente. Sugestão de sites para obtenção do conteúdo: www.presidencia.gov.br/legislacao; www.portal.mec.gov.br.

INSTRUTOR DE OFICINA DE NATAÇÃO

Conhecimentos Específicos: Escola de Tempo Integral: concepção e prática. Preparação fora da água. Organização e planejamento do treinamento. Aquecimento e alongamento - preparação individual para o treinamento ou jogo. Condicionamento físico. As questões de gênero e o sexismo aplicados à prática esportiva de jovens e adolescentes. Inclusão na prática desportiva escolar. Nutrição e atividade física. Noções de socorros de urgência aplicados à prática desportiva. História da Natação. Tipos de nados: Crawl, costas, peito, borboleta, medley. Regras. Instalações e equipamentos. Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: MOTA, Silvia Maria Coelho - ESCOLA DE TEMPO INTEGRAL: DA CONCEPÇÃO À PRÁTICA - 2006 - Rio de Janeiro - disponível em: http://www.fae.ufmg.br/estrado/cd_viseminario/trabalhos/eixo_tematico_1/escola_de_tempo_int.pdf. Dicionário de Educação Física e Esporte (Valdir J. Barbanti - Ed. Manole). Natação - http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/capas/esportes/natacao.php. Legislação do Ensino: Constituição Federal - Artigos 205 a 214. Lei federal nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; Lei federal nº 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente. Sugestão de sites para obtenção do conteúdo: www.presidencia.gov.br/legislacao; www.portal.mec.gov.br.

PROFESSOR DE OFICINA DE LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTOS

Conhecimentos Específicos: Escola de Tempo Integral: concepção e prática. Os Parâmetros Curriculares Nacionais; Objetivos Gerais da Língua Portuguesa no Ensino Fundamental; Conteúdos; Orientações Didáticas; Organização do tempo; Organização do espaço; Seleção de material; Os métodos de ensino. Avaliação Escolar. Educação Inclusiva. Planejamento Escolar. Didática. Prática de leitura; Tratamento didático; Aprendizado inicial da leitura; Leitura diária; Leitura colaborativa; Projetos de leitura; Atividades sequenciadas de leitura; Atividades permanentes de leitura; Leitura feita pelo professor; Literatura apta a desenvolver o gosto pela leitura. Principais obras da literatura brasileira. Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: MOTA, Silvia Maria Coelho - ESCOLA DE TEMPO INTEGRAL: DA CONCEPÇÃO À PRÁTICA - 2006 - Rio de Janeiro - disponível em: http://www.fae.ufmg.br/estrado/cd_viseminario/trabalhos/eixo_tematico_1/escola_de_tempo_int.pdf. Parâmetros Curriculares Nacionais - Língua Portuguesa (disponível em www.portal.mec.gov.br). Hora da Leitura (disponível em www.cenp.edunet.sp.gov.br/escola_integral. Didática (José Carlos Libâneo - Cortez Editora); Como desenvolver competências em sala de aula (Celso Antunes - Ed. Vozes); Avaliação da Aprendizagem Escolar (Cipriano C. Luckesi - Cortez Editora); Os sete saberes necessários à educação do futuro (Edgar Morin - Cortez Editora). Dez novas competências para ensinar (Phillipe Perrenoud - Artmed). Legislação do Ensino: Constituição Federal - Artigos 205 a 214. Lei federal nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; Lei federal nº 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente; Lei federal nº 11.494/2007 - Regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - FUNDEB. Sugestão de sites para obtenção do conteúdo: www.presidencia.gov.br/legislacao; www.portal.mec.gov.br.

PROFESSOR DE OFICINA DE EXPERIÊNCIAS MATEMÁTICAS

Conhecimentos Específicos: Escola de Tempo Integral: concepção e prática. Os Parâmetros Curriculares Nacionais; Objetivos Gerais da Matemática no Ensino Fundamental; Conteúdos; Orientações Didáticas; Organização do tempo; Organização do espaço; Seleção de material; Os métodos de ensino. Avaliação Escolar. Educação Inclusiva. Planejamento Escolar. Didática. Aprender e ensinar Matemática no Ensino Fundamental: o professor e o saber matemático; o aluno e o saber matemático; as relações professor- aluno e aluno-aluno. A resolução de problemas e o ensino-aprendizagem de Matemática. Avaliação em Matemática. Meios para ensinar e aprender Matemática no Ensino Fundamental: possibilidades da história da Matemática; jogos nas aulas de Matemática; o uso das calculadoras. Operações com números reais. Mínimo múltiplo comum e máximo divisor comum. Regra de três simples e composta. Média aritmética simples e ponderada. Equação do 1.º e 2.º graus. Sistema de equações do 1.º grau. Relação entre grandezas: tabelas e gráficos. Sistemas de medidas usuais. Álgebra: Conjuntos numéricos, Funções, Função Afim, Função Quadrática, Função Modular, Função Exponencial, Logaritmos, Função Logarítmica, Progressões, Matrizes, Determinantes, Sistemas lineares, Análise combinatória, Probabilidade, Análise combinatória, Probabilidade, Binômio de Newton, Números complexos, Polinômios, Equações polinomiais ou algébricas; Estatística: variável, tabela de frequência, representação gráfica, medidas de centralidade, medidas de dispersão; Matemática Financeira: Razão e proporção, porcentagem, juros simples e compostos; Trigonometria: Semelhança de triângulos, Trigonometria no triângulo retângulo, Resolução de triângulos, Funções circulares, Relações entre funções, Transformações, Equações e inequações, Funções trigonométricas; Noções de geometria: forma, perímetro, área, volume, ângulo, teorema de Pitágoras; Geometria Analítica: O ponto, A reta, A circunferência. Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: MOTA, Silvia Maria Coelho - ESCOLA DE TEMPO INTEGRAL: DA CONCEPÇÃO À PRÁTICA - 2006 - Rio de Janeiro - disponível em: http://www.fae.ufmg.br/estrado/cd_viseminario/trabalhos/eixo_tematico_1/escola_de_tempo_int.pdf. Parâmetros Curriculares Nacionais - Matemática (disponível em www.portal.mec.gov.br). Oficinas de Experiências Matemáticas (disponível em www.cenp.edunet.sp.gov.br/escola_integral). http://educacao.uol.com.br/matematica; www.somatematica.com.br. Didática (José Carlos Libâneo - Cortez Editora); Como desenvolver competências em sala de aula (Celso Antunes - Ed. Vozes); Avaliação da Aprendizagem Escolar (Cipriano C. Luckesi - Cortez Editora); Os sete saberes necessários à educação do futuro (Edgar Morin - Cortez Editora). Dez novas competências para ensinar (Phillipe Perrenoud - Artmed). Legislação do Ensino: Constituição Federal - Artigos 205 a 214. Lei federal nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; Lei federal nº 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente; Lei federal nº 11.494/2007 - Regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - FUNDEB. Sugestão de sites para obtenção do conteúdo: www.presidencia.gov.br/legislacao; www.portal.mec.gov.br.

PROFESSOR DE OFICINA DE SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA

Conhecimentos Específicos: Escola de Tempo Integral: concepção e prática. Os Parâmetros Curriculares Nacionais; Tema Transversal - Saúde. Objetivos Gerais do ensino de Saúde e Ciências Naturais no Ensino Fundamental; Conteúdos; Orientações Didáticas; Organização do tempo; Organização do espaço; Seleção de material; Os métodos de ensino. Avaliação Escolar. Educação Inclusiva. Planejamento Escolar. Didática. O conhecimento científico: evolução histórica. O ensino de Ciências e as questões sociais: ambiente, saúde, orientação sexual, ética e pluralidade cultural. O corpo humano como um todo em equilíbrio: saúde e orientação sexual, desequilíbrios: endemias, drogas, desnutrição. Continuidade das espécies: evolução; reprodução, hereditariedade. Água, Corpo e Higiene. Higiene Bucal. Saúde do Brasileiro. Alimento e Saúde. Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: MOTA, Silvia Maria Coelho - ESCOLA DE TEMPO INTEGRAL: DA CONCEPÇÃO À PRÁTICA - 2006 - Rio de Janeiro - disponível em: http://www.fae.ufmg.br/estrado/cd_viseminario/trabalhos/eixo_tematico_1/escola_de_tempo_int.pdf. Parâmetros Curriculares Nacionais - Ciências Naturais. Tema Transversal - Saúde (disponíveis em www.portal.mec.gov.br). Oficinas de Saúde e Qualidade de Vida (disponível em www.cenp.edunet.sp.gov.br/escola_integral). Didática (José Carlos Libâneo - Cortez Editora); Como desenvolver competências em sala de aula (Celso Antunes - Ed. Vozes); Avaliação da Aprendizagem Escolar (Cipriano C. Luckesi - Cortez Editora); Os sete saberes necessários à educação do futuro (Edgar Morin - Cortez Editora). Dez novas competências para ensinar (Phillipe Perrenoud - Artmed). Legislação do Ensino: Constituição Federal - Artigos 205 a 214. Lei federal nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; Lei federal nº 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente; Lei federal nº 11.494/2007 - Regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - FUNDEB. Sugestão de sites para obtenção do conteúdo: www.presidencia.gov.br/legislacao; www.portal.mec.gov.br.

PROFESSOR DE OFICINA DE JOGOS PEDAGÓGICOS E RECREAÇÃO

Conhecimentos Específicos: Escola de Tempo Integral: concepção e prática. Os Parâmetros Curriculares Nacionais; Orientações Didáticas; Organização do tempo; Organização do espaço; Os recursos materiais; Seleção de material; Acessibilidade dos materiais. Segurança dos espaços e dos materiais; Os métodos de ensino. Avaliação Escolar. Educação Inclusiva. Planejamento Escolar. Didática. Conceito pedagógico sobre o brincar; Brinquedoteca: um espaço estruturado para brincar; O papel educativo da brinquedoteca; Interação; Cantos Temáticos; Faz de conta; Trabalhando com artes; Sugestões de trabalho em artes; Trabalhando com Hora do Conto; Trabalhando com música; A criança e a música; Tipos de instrumentos; Ideias sobre brinquedo e jogo simbólico e o desenvolvimento infantil; Classificação de jogos e brincadeiras, por Piaget; Brinquedos para diferentes idades; Classificação de brinquedos por categorias de uso; Trabalho com música; Instrumentos musicais; Jogos e brincadeiras musicais; Trabalho com Artes; Técnicas de Pintura; Modelagem; Colagem; Desenho; Brinquedos de sucata. Confecção de brinquedos com materiais descartáveis. A Arte de contar histórias e o teatro de fantoches. Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: MOTA, Silvia Maria Coelho - ESCOLA DE TEMPO INTEGRAL: DA CONCEPÇÃO À PRÁTICA - 2006 - Rio de Janeiro - disponível em: http://www.fae.ufmg.br/estrado/cd_viseminario/trabalhos/eixo_tematico_1/escola_de_tempo_int.pdf. Aprendendo Arte (César Coll, Ana Teberosky); Música na Educação Infantil (Teca Alencar de Brito); Brinquedos - Desafios e descobertas (Nylse Helena Silva Cunha) ; Criar para Brincar - A sucata como recurso pedagógico (Nylse Helena Silva Cunha). www.pedagogia.com.br; www.educajogos.com.br. Didática (José Carlos Libâneo - Cortez Editora); Como desenvolver competências em sala de aula (Celso Antunes - Ed. Vozes); Avaliação da Aprendizagem Escolar (Cipriano C. Luckesi - Cortez Editora); Os sete saberes necessários à educação do futuro (Edgar Morin - Cortez Editora). Dez novas competências para ensinar (Phillipe Perrenoud - Artmed). Legislação do Ensino: Constituição Federal - Artigos 205 a 214. Lei federal nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; Lei federal nº 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente; Lei federal nº 11.494/2007 - Regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - FUNDEB. Sugestão de sites para obtenção do conteúdo: www.presidencia.gov.br/legislacao; www.portal.mec.gov.br.

PROFESSOR DE DESENVOLVIMENTO INFANTIL

Conhecimentos Específicos: A criança. Educar. O professor de educação infantil. Organização do Referencial Curricular Nacional para a educação infantil. Objetivos gerais da educação infantil. A instituição e o projeto educativo. Concepção. Aprendizagem. Presença do Movimento na educação infantil: ideias e práticas correntes. Presença da Música na educação infantil: ideias e práticas correntes. Presença das Artes Visuais na educação infantil: ideias e práticas correntes. Presença da Linguagem Oral e Escrita na educação infantil: ideias e práticas correntes. Presença dos conhecimentos sobre Natureza e Sociedade na educação infantil: ideias e práticas correntes. Presença da Matemática na educação infantil: ideias e práticas correntes. Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil - Volume 1 - Introdução. Volume 2 - Formação pessoal e social. Volume 3 - Concepção de Mundo (acessível através do site www.portal.mec.gov.br). Música na Educação Infantil (Teca Alencar de Brito - Ed. Peirópolis). Critérios para um atendimento em creches que respeite os direitos fundamentais das crianças (acessível através do site www.portal.mec.gov.br). Legislação do Ensino: Constituição Federal - Artigos 205 a 214. Lei federal nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; Lei federal nº 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente; Lei federal nº 11.494/2007 - Regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - FUNDEB. Sugestão de sites para obtenção do conteúdo: www.presidencia.gov.br/legislacao; www.portal.mec.gov.br.

PROFESSOR SUBSTITUTO I

Conhecimentos Específicos: Os Parâmetros Curriculares Nacionais; Objetivos Gerais do Ensino Fundamental; Conteúdos; Orientações Didáticas; Autonomia; Diversidade; Interação e cooperação; Disponibilidade para a aprendizagem; Organização do tempo; Organização do espaço; Seleção de material; Os métodos de ensino. Avaliação Escolar. Educação Inclusiva. Jogos e Brincadeiras. Planejamento Escolar. Didática. Disciplina e indisciplina na Escola. Psicologia da Educação. Ética no Trabalho Docente. Planejamento Escolar. Didática. Os objetivos sócio-pedagógicos. Os conteúdos escolares. Os princípios didáticos. Os métodos de ensino aprendizagem. As formas organizadas do ensino. Aplicação de técnicas e recursos. Controle e avaliação da aprendizagem. Educação Inclusiva. Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: Publicações Institucionais do Ministério da Educação (www.portal.mec.gov.br): Parâmetros Curriculares Nacionais - 1ª a 4ª séries: Introdução, Artes, Ciências Naturais, Educação Física, Geografia, História, Língua Portuguesa, Matemática; Temas Transversais: Ética, Meio Ambiente, Orientação Sexual, Pluralidade Cultural, Saúde; Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Didática (José Carlos Libâneo); Avaliação da Aprendizagem Escolar (Cipriano C. Luckesi); Como desenvolver competências em sala de aula (Celso Antunes); Dez novas competências para ensinar (Philippe Perrenoud). Indisciplina na Escola - Alternativas Teóricas e Práticas (Julio Groppa Aquino); Os sete saberes necessários à Educação do Futuro (Edgard Morin). Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva (MEC - acessível através do site: www.portal.mec.gov.br). Legislação do Ensino: Constituição Federal - Artigos 205 a 214. Lei federal nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; Lei federal nº 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente; Lei federal nº 11.494/2007 - Regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - FUNDEB. Sugestão de sites para obtenção do conteúdo: www.presidencia.gov.br/legislacao; www.portal.mec.gov.br.

PROFESSOR ADJUNTO I

Conhecimentos Específicos: Os Parâmetros Curriculares Nacionais; Objetivos Gerais do Ensino Fundamental; Conteúdos; Orientações Didáticas; Autonomia; Diversidade; Interação e cooperação; Disponibilidade para a aprendizagem; Organização do tempo; Organização do espaço; Seleção de material; Os métodos de ensino. Avaliação Escolar. Educação Inclusiva. Jogos e Brincadeiras. Planejamento Escolar. Didática. Disciplina e indisciplina na Escola. Psicologia da Educação. Ética no Trabalho Docente. Planejamento Escolar. Didática. Os objetivos sócio-pedagógicos. Os conteúdos escolares. Os princípios didáticos. Os métodos de ensino aprendizagem. As formas organizadas do ensino. Aplicação de técnicas e recursos. Controle e avaliação da aprendizagem. Educação Inclusiva. Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: Publicações Institucionais do Ministério da Educação (www.portal.mec.gov.br): Parâmetros Curriculares Nacionais - 1ª a 4ª séries: Introdução, Artes, Ciências Naturais, Educação Física, Geografia, História, Língua Portuguesa, Matemática; Temas Transversais: Ética, Meio Ambiente, Orientação Sexual, Pluralidade Cultural, Saúde; Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Didática (José Carlos Libâneo); Avaliação da Aprendizagem Escolar (Cipriano C. Luckesi); Como desenvolver competências em sala de aula (Celso Antunes); Dez novas competências para ensinar (Philippe Perrenoud). Indisciplina na Escola - Alternativas Teóricas e Práticas (Julio Groppa Aquino); Os sete saberes necessários à Educação do Futuro (Edgard Morin). Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva (MEC - acessível através do site: www.portal.mec.gov.br). Legislação do Ensino: Constituição Federal - Artigos 205 a 214. Lei federal nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; Lei federal nº 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente; Lei federal nº 11.494/2007 - Regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - FUNDEB. Sugestão de sites para obtenção do conteúdo: www.presidencia.gov.br/legislacao; www.portal.mec.gov.br.

PROFESSOR ADJUNTO II - LÍNGUA PORTUGUESA

Conhecimentos Específicos: Os Parâmetros Curriculares Nacionais; Objetivos Gerais do Ensino Fundamental; Conteúdos; Orientações Didáticas; Autonomia; Diversidade; Interação e cooperação; Disponibilidade para a aprendizagem; Organização do tempo; Organização do espaço; Seleção de material; Os métodos de ensino. Avaliação Escolar. Educação Inclusiva. Jogos e Brincadeiras. Planejamento Escolar. Didática. Disciplina e indisciplina na Escola. Psicologia da Educação. Ética no Trabalho Docente. Planejamento Escolar. Didática. Os objetivos sócio-pedagógicos. Os conteúdos escolares. Os princípios didáticos. Os métodos de ensino aprendizagem. As formas organizadas do ensino. Aplicação de técnicas e recursos. Controle e avaliação da aprendizagem. Educação Inclusiva. Encontros vocálicos: ditongo, tritongo, hiato; A sílaba: classificação dos vocábulos quanto ao número de sílabas, acento tônico, separação silábica; Ortografia: uso da letra H, emprego do X, C e Ç, SS, S, Z, J, G, as vogais E e I, as vogais O e U; Emprego do hífen; Acentuação gráfica: acento gráfico e acento tônico; Classe das palavras; substantivo, artigo, adjetivo, numeral, pronome, verbo; Classes gramaticais invariáveis: preposição, conjunção, advérbio; Sintaxe: As estruturas do período simples: frase, oração, período, sujeito, predicado, complemento verbal, complemento nominal, adjunto adnominal, adjunto adverbial, agente da passiva, aposto, vocativo. Sintaxe: As estruturas do período composto: período composto por coordenação, período composto por subordinação: Sintaxe de regência: regência verbal, regência nominal; Sintaxe de concordância: concordância nominal, concordância verbal; Colocação pronominal: próclise,ênclise, mesóclise, colocação dos pronomes oblíquos átonos nas locuções verbais; Formas comuns de tratamento; Plural e Singular; Aumentativo e Diminutivo; Feminino e Masculino; Pontuação: ponto final, ponto e vírgula, ponto de interrogação, ponto de exclamação, dois pontos, travessão, reticências, aspas, parênteses, vírgula; Regras de acentuação: monossílabos tônicos, oxítonos, paroxítonos, proparoxítonos, hiatos, ditongos; Significação das Palavras: sinônimos, antônimos, homônimos, parônimos, polissemia; Processos de formação das palavras: derivação, composição, hibridismo, abreviação, onomatopeia, sigla; As palavras: que, se e como; Tópicos de Linguagem. Emprego das Iniciais Maiúsculas e Minúsculas. Figuras de linguagem: denotação, conotação, figuras de palavras, figuras de pensamento, figuras de construção ou sintaxe, figuras sonoras ou de harmonia; Vícios de linguagem: barbarismo, solecismo, ambiguidade, cacofonia, pleonasmo vicioso, eco, colisão, hiato. Aprendizagem da língua materna: estrutura, uso e funções; ensino e aprendizagem da gramática normativa. Linguagem: uso, funções, análise; língua oral e escrita; variações linguísticas; norma padrão. O texto: tipologia textual; intertextualidade; coesão e coerência textuais; o texto e a prática de análise linguística. Leitura e produção de textos. Literatura brasileira.Reforma Ortográfica 2009. Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: Ministério da Educação (www.portal.mec.gov.br): Parâmetros Curriculares Nacionais. 5ª a 8ª série. Volume 2 (Língua Portuguesa); Temas Transversais: Ética, Meio Ambiente, Educação Sexual, Pluralidade Cultural e Saúde.Didática (José Carlos Libâneo); Avaliação da Aprendizagem Escolar (Cipriano C. Luckesi); Como desenvolver competências em sala de aula (Celso Antunes); Dez novas competências para ensinar (Philippe Perrenoud). Indisciplina na Escola - Alternativas Teóricas e Práticas (Julio Groppa Aquino); Os sete saberes necessários à Educação do Futuro (Edgard Morin). Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva (MEC - acessível através do site: www.portal.mec.gov.br). Moderna Gramática Portuguesa (Evanildo Bechara); Novíssima Gramática da Língua Portuguesa. (Domingos Paschoal Cegalla); Sugestões de sites para estudo do conteúdo: http://educacao.uol.com.br/portugues; www.brasilescola.com/portugues. Legislação do Ensino: Constituição Federal - Artigos 205 a 214. Lei federal nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; Lei federal nº 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente; Lei federal nº 11.494/2007 - Regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - FUNDEB. Sugestão de sites para obtenção do conteúdo: www.presidencia.gov.br/legislacao; www.portal.mec.gov.br.

PROFESSOR ADJUNTO II - MATEMÁTICA

Conhecimentos Específicos: Os Parâmetros Curriculares Nacionais; Objetivos Gerais do Ensino Fundamental; Conteúdos; Orientações Didáticas; Autonomia; Diversidade; Interação e cooperação; Disponibilidade para a aprendizagem; Organização do tempo; Organização do espaço; Seleção de material; Os métodos de ensino. Avaliação Escolar. Educação Inclusiva. Jogos e Brincadeiras. Planejamento Escolar. Didática. Disciplina e indisciplina na Escola. Psicologia da Educação. Ética no Trabalho Docente. Planejamento Escolar. Didática. Os objetivos sócio-pedagógicos. Os conteúdos escolares. Os princípios didáticos. Os métodos de ensino aprendizagem. As formas organizadas do ensino. Aplicação de técnicas e recursos. Controle e avaliação da aprendizagem. Educação Inclusiva. Operações com números reais. Mínimo múltiplo comum e máximo divisor comum. Razão e proporção. Porcentagem. Regra de três simples e composta. Média aritmética simples e ponderada. Juros simples e compostos. Desconto. Equação do 1.º e 2.º graus. Sistema de equações do 1.º grau. Relação entre grandezas: tabelas e gráficos. Sistemas de medidas usuais. Noções de geometria: forma, perímetro, área, volume, ângulo, teorema de Pitágoras. Noções de estatística e probabilidade: média, média ponderada, mediana, moda, espaço amostral, eventos, arranjos, combinações, permutações. Resolução de situações-problema. Raciocínio lógico. Aprender e ensinar Matemática no Ensino Fundamental: o professor e o saber matemático; o aluno e o saber matemático; as relações professor-aluno e aluno-aluno. A resolução de problemas e o ensino-aprendizagem de Matemática. Avaliação em Matemática. Meios para ensinar e aprender Matemática no Ensino Fundamental: possibilidades da história da Matemática; jogos nas aulas de Matemática; o uso das calculadoras. Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: Ministério da Educação (www.portal.mec.gov.br): Parâmetros Curriculares Nacionais. 5ª a 8ª série. Volume 3 (Matemática); Temas Transversais: Ética, Meio Ambiente, Educação Sexual, Pluralidade Cultural e Saúde.Didática (José Carlos Libâneo); Avaliação da Aprendizagem Escolar (Cipriano C. Luckesi); Como desenvolver competências em sala de aula (Celso Antunes); Dez novas competências para ensinar (Philippe Perrenoud). Indisciplina na Escola - Alternativas Teóricas e Práticas (Julio Groppa Aquino); Os sete saberes necessários à Educação do Futuro (Edgard Morin). Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva (MEC - acessível através do site: www.portal.mec.gov.br). Matemática - Volume Único - Ensino Médio - Osvaldo Dolce - Gelson Iezzi - David Mauro Degenszajn - Atual Editora. http://educacao.uol.com.br/matematica; www.somatematica.com.br. Legislação do Ensino: Constituição Federal - Artigos 205 a 214. Lei federal nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; Lei federal nº 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente; Lei federal nº 11.494/2007 - Regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - FUNDEB. Sugestão de sites para obtenção do conteúdo: www.presidencia.gov.br/legislacao; www.portal.mec.gov.br.

PROFESSOR SUBSTITUTO II - LÍNGUA PORTUGUESA

Conhecimentos Específicos: Os Parâmetros Curriculares Nacionais; Objetivos Gerais do Ensino Fundamental; Conteúdos; Orientações Didáticas; Autonomia; Diversidade; Interação e cooperação; Disponibilidade para a aprendizagem; Organização do tempo; Organização do espaço; Seleção de material; Os métodos de ensino. Avaliação Escolar. Educação Inclusiva. Jogos e Brincadeiras. Planejamento Escolar. Didática. Disciplina e indisciplina na Escola. Psicologia da Educação. Ética no Trabalho Docente. Planejamento Escolar. Didática. Os objetivos sócio-pedagógicos. Os conteúdos escolares. Os princípios didáticos. Os métodos de ensino aprendizagem. As formas organizadas do ensino. Aplicação de técnicas e recursos. Controle e avaliação da aprendizagem. Educação Inclusiva. Encontros vocálicos: ditongo, tritongo, hiato; A sílaba: classificação dos vocábulos quanto ao número de sílabas, acento tônico, separação silábica; Ortografia: uso da letra H, emprego do X, C e Ç, SS, S, Z, J, G, as vogais E e I, as vogais O e U; Emprego do hífen; Acentuação gráfica: acento gráfico e acento tônico; Classe das palavras; substantivo, artigo, adjetivo, numeral, pronome, verbo; Classes gramaticais invariáveis: preposição, conjunção, advérbio; Sintaxe: As estruturas do período simples: frase, oração, período, sujeito, predicado, complemento verbal, complemento nominal, adjunto adnominal, adjunto adverbial, agente da passiva, aposto, vocativo. Sintaxe: As estruturas do período composto: período composto por coordenação, período composto por subordinação: Sintaxe de regência: regência verbal, regência nominal; Sintaxe de concordância: concordância nominal, concordância verbal; Colocação pronominal: próclise,ênclise, mesóclise, colocação dos pronomes oblíquos átonos nas locuções verbais; Formas comuns de tratamento; Plural e Singular; Aumentativo e Diminutivo; Feminino e Masculino; Pontuação: ponto final, ponto e vírgula, ponto de interrogação, ponto de exclamação, dois pontos, travessão, reticências, aspas, parênteses, vírgula; Regras de acentuação: monossílabos tônicos, oxítonos, paroxítonos, proparoxítonos, hiatos, ditongos; Significação das Palavras: sinônimos, antônimos, homônimos, parônimos, polissemia; Processos de formação das palavras: derivação, composição, hibridismo, abreviação, onomatopeia, sigla; As palavras: que, se e como; Tópicos de Linguagem. Emprego das Iniciais Maiúsculas e Minúsculas. Figuras de linguagem: denotação, conotação, figuras de palavras, figuras de pensamento, figuras de construção ou sintaxe, figuras sonoras ou de harmonia; Vícios de linguagem: barbarismo, solecismo, ambiguidade, cacofonia, pleonasmo vicioso, eco, colisão, hiato. Aprendizagem da língua materna: estrutura, uso e funções; ensino e aprendizagem da gramática normativa. Linguagem: uso, funções, análise; língua oral e escrita; variações linguísticas; norma padrão. O texto: tipologia textual; intertextualidade; coesão e coerência textuais; o texto e a prática de análise linguística. Leitura e produção de textos. Literatura brasileira.Reforma Ortográfica 2009. Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: Ministério da Educação (www.portal.mec.gov.br): Parâmetros Curriculares Nacionais. 5ª a 8ª série. Volume 2 (Língua Portuguesa); Temas Transversais: Ética, Meio Ambiente, Educação Sexual, Pluralidade Cultural e Saúde.Didática (José Carlos Libâneo); Avaliação da Aprendizagem Escolar (Cipriano C. Luckesi); Como desenvolver competências em sala de aula (Celso Antunes); Dez novas competências para ensinar (Philippe Perrenoud). Indisciplina na Escola - Alternativas Teóricas e Práticas (Julio Groppa Aquino); Os sete saberes necessários à Educação do Futuro (Edgard Morin). Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva (MEC - acessível através do site: www.portal.mec.gov.br). Moderna Gramática Portuguesa (Evanildo Bechara); Novíssima Gramática da Língua Portuguesa. (Domingos Paschoal Cegalla); Sugestões de sites para estudo do conteúdo: http://educacao.uol.com.br/portugues; www.brasilescola.com/portugues. Legislação do Ensino: Constituição Federal - Artigos 205 a 214. Lei federal nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; Lei federal nº 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente; Lei federal nº 11.494/2007 - Regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - FUNDEB. Sugestão de sites para obtenção do conteúdo: www.presidencia.gov.br/legislacao; www.portal.mec.gov.br.

PROFESSOR SUBSTITUTO II - INGLÊS

Conhecimentos Específicos: Os Parâmetros Curriculares Nacionais; Objetivos Gerais do Ensino Fundamental; Conteúdos; Orientações Didáticas; Autonomia; Diversidade; Interação e cooperação; Disponibilidade para a aprendizagem; Organização do tempo; Organização do espaço; Seleção de material; Os métodos de ensino. Avaliação Escolar. Educação Inclusiva. Jogos e Brincadeiras. Planejamento Escolar. Didática. Disciplina e indisciplina na Escola. Psicologia da Educação. Ética no Trabalho Docente. Planejamento Escolar. Didática. Os objetivos sócio-pedagógicos. Os conteúdos escolares. Os princípios didáticos. Os métodos de ensino aprendizagem. As formas organizadas do ensino. Aplicação de técnicas e recursos. Controle e avaliação da aprendizagem. Educação Inclusiva. English Language. Language as communication: language system: phonology, morphology, syntax. Teacher development and teaching practice: objectives in teaching English as a foreign language: methods, approaches, techniques and resources; the four skills: reading, speaking, listening, writing. Evaluating, selecting and producing materials. Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: Publicações Institucionais. Ministério da Educação (www.portal.mec.gov.br): Parâmetros Curriculares Nacionais. 5ª a 8ª série. Volume 09 (Língua Estrangeira); Temas Transversais: Ética, Meio Ambiente, Educação Sexual, Pluralidade Cultural e Saúde.Didática (José Carlos Libâneo); Avaliação da Aprendizagem Escolar (Cipriano C. Luckesi); Como desenvolver competências em sala de aula (Celso Antunes); Dez novas competências para ensinar (Philippe Perrenoud). Indisciplina na Escola - Alternativas Teóricas e Práticas (Julio Groppa Aquino); Os sete saberes necessários à Educação do Futuro (Edgard Morin). Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva (MEC - acessível através do site: www.portal.mec.gov.br). Moderna Gramática Portuguesa (Evanildo Bechara); Novíssima Gramática da Língua Portuguesa (Domingos Paschoal Cegalla); English Grammar in Use (Raymond Murphy - Cambridge). Legislação do Ensino: Constituição Federal - Artigos 205 a 214. Lei federal nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; Lei federal nº 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente; Lei federal nº 11.494/2007 - Regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - FUNDEB. Sugestão de sites para obtenção do conteúdo: www.presidencia.gov.br/legislacao; www.portal.mec.gov.br.

PROFESSOR SUBSTITUTO II - MATEMÁTICA

Conhecimentos Específicos: Os Parâmetros Curriculares Nacionais; Objetivos Gerais do Ensino Fundamental; Conteúdos; Orientações Didáticas; Autonomia; Diversidade; Interação e cooperação; Disponibilidade para a aprendizagem; Organização do tempo; Organização do espaço; Seleção de material; Os métodos de ensino. Avaliação Escolar. Educação Inclusiva. Jogos e Brincadeiras. Planejamento Escolar. Didática. Disciplina e indisciplina na Escola. Psicologia da Educação. Ética no Trabalho Docente. Planejamento Escolar. Didática. Os objetivos sócio-pedagógicos. Os conteúdos escolares. Os princípios didáticos. Os métodos de ensino aprendizagem. As formas organizadas do ensino. Aplicação de técnicas e recursos. Controle e avaliação da aprendizagem. Educação Inclusiva. Operações com números reais. Mínimo múltiplo comum e máximo divisor comum. Razão e proporção. Porcentagem. Regra de três simples e composta. Média aritmética simples e ponderada. Juros simples e compostos. Desconto. Equação do 1.º e 2.º graus. Sistema de equações do 1.º grau. Relação entre grandezas: tabelas e gráficos. Sistemas de medidas usuais. Noções de geometria: forma, perímetro, área, volume, ângulo, teorema de Pitágoras. Noções de estatística e probabilidade: média, média ponderada, mediana, moda, espaço amostral, eventos, arranjos, combinações, permutações. Resolução de situações-problema. Raciocínio lógico. Aprender e ensinar Matemática no Ensino Fundamental: o professor e o saber matemático; o aluno e o saber matemático; as relações professor-aluno e aluno-aluno. A resolução de problemas e o ensino-aprendizagem de Matemática. Avaliação em Matemática. Meios para ensinar e aprender Matemática no Ensino Fundamental: possibilidades da história da Matemática; jogos nas aulas de Matemática; o uso das calculadoras. Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: Ministério da Educação (www.portal.mec.gov.br): Parâmetros Curriculares Nacionais. 5ª a 8ª série. Volume 3 (Matemática); Temas Transversais: Ética, Meio Ambiente, Educação Sexual, Pluralidade Cultural e Saúde.Didática (José Carlos Libâneo); Avaliação da Aprendizagem Escolar (Cipriano C. Luckesi); Como desenvolver competências em sala de aula (Celso Antunes); Dez novas competências para ensinar (Philippe Perrenoud). Indisciplina na Escola - Alternativas Teóricas e Práticas (Julio Groppa Aquino); Os sete saberes necessários à Educação do Futuro (Edgard Morin). Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva (MEC - acessível através do site: www.portal.mec.gov.br). Matemática - Volume Único - Ensino Médio - Osvaldo Dolce - Gelson Iezzi - David Mauro Degenszajn - Atual Editora. http://educacao.uol.com.br/matematica; www.somatematica.com.br. Legislação do Ensino: Constituição Federal - Artigos 205 a 214. Lei federal nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; Lei federal nº 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente; Lei federal nº 11.494/2007 - Regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - FUNDEB. Sugestão de sites para obtenção do conteúdo: www.presidencia.gov.br/legislacao; www.portal.mec.gov.br.

PROFESSOR SUBSTITUTO II - CIÊNCIAS

Conhecimentos Específicos: Os Parâmetros Curriculares Nacionais; Objetivos Gerais do Ensino Fundamental; Conteúdos; Orientações Didáticas; Autonomia; Diversidade; Interação e cooperação; Disponibilidade para a aprendizagem; Organização do tempo; Organização do espaço; Seleção de material; Os métodos de ensino. Avaliação Escolar. Educação Inclusiva. Jogos e Brincadeiras. Planejamento Escolar. Didática. Disciplina e indisciplina na Escola. Psicologia da Educação. Ética no Trabalho Docente. Planejamento Escolar. Didática. Os objetivos sócio-pedagógicos. Os conteúdos escolares. Os princípios didáticos. Os métodos de ensino aprendizagem. As formas organizadas do ensino. Aplicação de técnicas e recursos. Controle e avaliação da aprendizagem. Educação Inclusiva. O conhecimento científico: evolução histórica. Ensino de Ciências: evolução e contextualização na sociedade brasileira; o ensino de Ciências e as questões sociais: ambiente, saúde, orientação sexual, ética e pluralidade cultural. Relação entre os seres vivos e o ambiente: o homem e a sua ação sobre o ambiente; princípios básicos que regem as funções vitais dos seres vivos; relação entre estruturas e funções dos sistemas e suas adaptações ao meio; caracterização dos grandes grupos animais e vegetais. Citologia. Embriologia. Histologia. Organização e diversidade dos seres vivos. Fisiologia Vegetal. Fisiologia Animal. Genética. Evolução. Ecologia. O corpo humano como um todo em equilíbrio: saúde e orientação sexual, desequilíbrios: endemias, drogas, desnutrição. Continuidade das espécies: evolução; reprodução, hereditariedade. Fundamentos teóricos da Química: conceitos, leis, relações e princípios básicos; interações e transformações químicas. Fundamentos teóricos da Física: conceitos, leis, relações e princípios básicos. Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: Ministério da Educação (www.portal.mec.gov.br): Parâmetros Curriculares Nacionais. 5ª a 8ª série. Volume 4 (Ciências Naturais); Temas Transversais: Ética, Meio Ambiente, Educação Sexual, Pluralidade Cultural e Saúde.Didática (José Carlos Libâneo); Avaliação da Aprendizagem Escolar (Cipriano C. Luckesi); Como desenvolver competências em sala de aula (Celso Antunes); Dez novas competências para ensinar (Philippe Perrenoud). Indisciplina na Escola - Alternativas Teóricas e Práticas (Julio Groppa Aquino); Os sete saberes necessários à Educação do Futuro (Edgard Morin). Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva (MEC - acessível através do site: www.portal.mec.gov.br). Biologia (Demétrio Gowdak, Neide S. de Mattos - FTD Editora); Física Completa (Regina Bonjorno e outros - FTD Editora); Química Completa (Marcos Araújo - FTD). Legislação do Ensino: Constituição Federal - Artigos 205 a 214. Lei federal nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; Lei federal nº 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente; Lei federal nº 11.494/2007 - Regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - FUNDEB. Sugestão de sites para obtenção do conteúdo: www.presidencia.gov.br/legislacao; www.portal.mec.gov.br.

PROFESSOR SUBSTITUTO II - GEOGRAFIA

Conhecimentos Específicos: Os Parâmetros Curriculares Nacionais; Objetivos Gerais do Ensino Fundamental; Conteúdos; Orientações Didáticas; Autonomia; Diversidade; Interação e cooperação; Disponibilidade para a aprendizagem; Organização do tempo; Organização do espaço; Seleção de material; Os métodos de ensino. Avaliação Escolar. Educação Inclusiva. Jogos e Brincadeiras. Planejamento Escolar. Didática. Disciplina e indisciplina na Escola. Psicologia da Educação. Ética no Trabalho Docente. Planejamento Escolar. Didática. Os objetivos sócio-pedagógicos. Os conteúdos escolares. Os princípios didáticos. Os métodos de ensino aprendizagem. As formas organizadas do ensino. Aplicação de técnicas e recursos. Controle e avaliação da aprendizagem. Educação Inclusiva. Evolução do pensamento geográfico; O ensino da Geografia no ensino fundamental; A formação do mundo atual - geopolítica e economia: A Geografia e as guerras mundiais, A geopolítica na Guerra Fria, A economia mundial e a globalização, O Brasil no mundo globalizado, A geopolítica no mundo atual; Espaço, produção e tecnologia: Indústria e transformações no espaço geográfico, Indústria e globalização, A indústria no Brasil, Tendências da agricultura mundial e políticas agrícolas no mundo desenvolvido, O espaço agrário no mundo subdesenvolvido e no Brasil; Energia - geopolítica e economia: A infraestrutura energética no mundo, As fontes alternativas e a energia no Brasil; Espaço e sociedade: Crescimento populacional no mundo e no Brasil, Economia e sociedade, Povos em movimento, Etnia e modernidade no mundo e no Brasil, Conflitos étnico-nacionalistas e separatismo; Espaço geográfico e urbanização: A urbanização mundial, Urbanização no Brasil; Natureza, sociedade e questão ambiental: Questão ambiental e desenvolvimento sustentável, A Terra - dinâmica, estrutura, forma e atividades humanas, Dinâmica climática e paisagens vegetais no mundo e no Brasil, Água - aproveitamento, geopolítica e conservação; Sistemas de localização e representação cartográfica: Sistemas de localização cartográfica e fuso horário, A representação do espaço geográfico; Os domínios naturais; Os grandes conjuntos climato-botânicos; O quadro geomorfológico da Terra; Características dos Povos e Países da Terra.

Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: Ministério da Educação (www.portal.mec.gov.br): Parâmetros Curriculares Nacionais. 5ª a 8ª série. Volume 5 (Geografia); Temas Transversais: Ética, Meio Ambiente, Educação Sexual, Pluralidade Cultural e Saúde.Didática (José Carlos Libâneo); Avaliação da Aprendizagem Escolar (Cipriano C. Luckesi); Como desenvolver competências em sala de aula (Celso Antunes); Dez novas competências para ensinar (Philippe Perrenoud). Indisciplina na Escola - Alternativas Teóricas e Práticas (Julio Groppa Aquino); Os sete saberes necessários à Educação do Futuro (Edgard Morin). Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva (MEC - acessível através do site: www.portal.mec.gov.br). Decifrando a Terra (Maria Cristina Motta de Toledo e outros - IBEP); Geografia - Pequena História Crítica (Antonio Carlos Robert Moraes - Hucitec); Geografia Geral e do Brasil (Elian Alabi Lucci e outros - Ed.Saraiva). Legislação do Ensino: Constituição Federal - Artigos 205 a 214. Lei federal nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; Lei federal nº 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente; Lei federal nº 11.494/2007 - Regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - FUNDEB. Sugestão de sites para obtenção do conteúdo: www.presidencia.gov.br/legislacao; www.portal.mec.gov.br.

PROFESSOR SUBSTITUTO II - HISTÓRIA

Conhecimentos Específicos: Os Parâmetros Curriculares Nacionais; Objetivos Gerais do Ensino Fundamental; Conteúdos; Orientações Didáticas; Autonomia; Diversidade; Interação e cooperação; Disponibilidade para a aprendizagem; Organização do tempo; Organização do espaço; Seleção de material; Os métodos de ensino. Avaliação Escolar. Educação Inclusiva. Jogos e Brincadeiras. Planejamento Escolar. Didática. Disciplina e indisciplina na Escola. Psicologia da Educação. Ética no Trabalho Docente. Planejamento Escolar. Didática. Os objetivos sócio-pedagógicos. Os conteúdos escolares. Os princípios didáticos. Os métodos de ensino aprendizagem. As formas organizadas do ensino. Aplicação de técnicas e recursos. Controle e avaliação da aprendizagem. Educação Inclusiva. Ensino de História: Saber histórico escolar; seleção e organização de conteúdos históricos; Metodologias do ensino de História; trabalho com documentos e diferentes linguagens no ensino de História. Conhecimento histórico contemporâneo: saber histórico e historiografia; história e temporalidade. História do Brasil e a construção de identidades: historiografia brasileira e a história do Brasil; história nacional, regional e local; história brasileira: da ocupação indígena ao mundo contemporâneo. O mundo antigo: da pré-história à história, as primeiras sociedades históricas, Antiguidade clássica, A Grécia antiga, Aspectos da cultura grega, Roma - da monarquia à República, O Império Romano - origens e declínio, Mito, magia e religião, O cristianismo; A Era Feudal: O Islã, Os reinos germânicos do ocidente, Origens e características do feudalismo, Desenvolvimento da economia feudal, Declínio do feudalismo; O nascimento do mundo moderno: A expansão ultramarina e a colonização, O Renascimento Cultural, A Reforma religiosa, O absolutismo e o Antigo Regime, O absolutismo na França, o absolutismo na Inglaterra; O Brasil colonial: O povoamento do Brasil, As bases econômicas da ocupação portuguesa, A constituição do escravismo colonial, Colonização e desenvolvimento colonial, O Brasil holandês, A mineração; O capitalismo - origens e transformações: O pensamento político, A crise do Antigo Regime, O triunfo do liberalismo e a nova face da Revolução, O pensamento econômico, A origem do trabalhador moderno, O nascimento da primeira sociedade industrial, A Europa no século XIX, O nacionalismo e as novas potências industriais, Capitalismo, imperialismo e a Primeira Guerra Mundial, A ascensão do socialismo; O Brasil Imperial: Anticolonialismo e emancipação política, Primeiro Reinado e Regência, O Segundo Reinado, A economia do Segundo Reinado, Da escravidão ao trabalho livre; Os desafios do capitalismo: O colapso do capitalismo liberal, O totalitarismo, A Segunda Guerra Mundial, A Guerra Fria; O Brasil republicano: A República Velha, Economia cafeeira e início da industrialização, A Era Vargas, A economia na Era Vargas, A experiência democrática, A globalização financeira, Da ditadura militar ao neoliberalismo; O mundo atual: o fim do socialismo real, A nova hegemonia norte-americana. Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: Ministério da Educação (www.portal.mec.gov.br): Parâmetros Curriculares Nacionais. 5ª a 8ª série. Volume 6 (História); Temas Transversais: Ética, Meio Ambiente, Educação Sexual, Pluralidade Cultural e Saúde.Didática (José Carlos Libâneo); Avaliação da Aprendizagem Escolar (Cipriano C. Luckesi); Como desenvolver competências em sala de aula (Celso Antunes); Dez novas competências para ensinar (Philippe Perrenoud). Indisciplina na Escola - Alternativas Teóricas e Práticas (Julio Groppa Aquino); Os sete saberes necessários à Educação do Futuro (Edgard Morin). Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva (MEC - acessível através do site: www.portal.mec.gov.br). História Geral e Brasil (Luiz Koshiba e outros - Atual Editora). Legislação do Ensino: Constituição Federal - Artigos 205 a 214. Lei federal nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; Lei federal nº 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente; Lei federal nº 11.494/2007 - Regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - FUNDEB. Sugestão de sites para obtenção do conteúdo: www.presidencia.gov.br/legislacao; www.portal.mec.gov.br.

PROFESSOR SUBSTITUTO II - EDUCAÇÃO FÍSICA

Conhecimentos Específicos: Os Parâmetros Curriculares Nacionais; Objetivos Gerais do Ensino Fundamental; Conteúdos; Orientações Didáticas; Autonomia; Diversidade; Interação e cooperação; Disponibilidade para a aprendizagem; Organização do tempo; Organização do espaço; Seleção de material; Os métodos de ensino. Avaliação Escolar. Educação Inclusiva. Jogos e Brincadeiras. Planejamento Escolar. Didática. Disciplina e indisciplina na Escola. Psicologia da Educação. Ética no Trabalho Docente. Planejamento Escolar. Didática. Os objetivos sócio-pedagógicos. Os conteúdos escolares. Os princípios didáticos. Os métodos de ensino aprendizagem. As formas organizadas do ensino. Aplicação de técnicas e recursos. Controle e avaliação da aprendizagem. Educação Inclusiva. Dimensões históricas da Educação Física. Dimensões filosóficas, antropológicas e sociais aplicadas à Educação e ao Esporte: lazer e as interfaces com a Educação Física, esporte, mídia e os desdobramentos na Educação Física; as questões de gênero e o sexismo aplicados à Educação Física; corpo, sociedade e a construção da cultura corporal de movimento. Dimensões biológicas aplicadas à Educação Física e ao Esporte: as mudanças fisiológicas resultantes da atividade física; nutrição e atividade física; socorros de urgência aplicados à Educação Física. A Educação Física no currículo da Educação Básica - significados e possibilidades: as diferentes tendências pedagógicas da Educação Física na escola; Educação Física escolar e cidadania; os objetivos, conteúdos, metodologia e avaliação na Educação Física escolar. Esporte e jogos na escola: competição, cooperação e transformação didático- pedagógica. Crescimento e desenvolvimento motor. Conhecimentos de técnicas e regras desportivas. Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: Ministério da Educação (www.portal.mec.gov.br): Parâmetros Curriculares Nacionais. 5ª a 8ª série. Volume 8 (Educação Física); Temas Transversais: Ética, Meio Ambiente, Educação Sexual, Pluralidade Cultural e Saúde.Didática (José Carlos Libâneo); Avaliação da Aprendizagem Escolar (Cipriano C. Luckesi); Como desenvolver competências em sala de aula (Celso Antunes); Dez novas competências para ensinar (Philippe Perrenoud). Indisciplina na Escola - Alternativas Teóricas e Práticas (Julio Groppa Aquino); Os sete saberes necessários à Educação do Futuro (Edgard Morin). Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva (MEC - acessível através do site: www.portal.mec.gov.br). Da Cultura do Corpo (Jocimar Daolio - Papirus Editora); Educação de Corpo Inteiro (João Batista Freire - Ed. Scipione). Dicionário de Educação Física e Esporte (Valdir J. Barbanti - Ed. Manole). Legislação do Ensino: Constituição Federal - Artigos 205 a 214. Lei federal nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; Lei federal nº 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente; Lei federal nº 11.494/2007 - Regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - FUNDEB. Sugestão de sites para obtenção do conteúdo: www.presidencia.gov.br/legislacao; www.portal.mec.gov.br.

PROFESSOR SUBSTITUTO II - ARTES

Conhecimentos Específicos: Os Parâmetros Curriculares Nacionais; Objetivos Gerais do Ensino Fundamental; Conteúdos; Orientações Didáticas; Autonomia; Diversidade; Interação e cooperação; Disponibilidade para a aprendizagem; Organização do tempo; Organização do espaço; Seleção de material; Os métodos de ensino. Avaliação Escolar. Educação Inclusiva. Jogos e Brincadeiras. Planejamento Escolar. Didática. Disciplina e indisciplina na Escola. Psicologia da Educação. Ética no Trabalho Docente. Planejamento Escolar. Didática. Os objetivos sócio-pedagógicos. Os conteúdos escolares. Os princípios didáticos. Os métodos de ensino aprendizagem. As formas organizadas do ensino. Aplicação de técnicas e recursos. Controle e avaliação da aprendizagem. Educação Inclusiva. Artes Cênicas: história das artes cênicas; teoria e prática; teatro e jogo. Artes Plásticas: história geral das artes; história e ensino das artes no Brasil; teoria da arte: arte como produção, conhecimento e expressão; a obra de arte e sua recepção; artes visuais: elementos de visualidade e suas relações; comunicação na contemporaneidade. Música: aspectos históricos da música ocidental; elementos estruturais da linguagem musical; tendências educacionais quanto ao ensino da música, na sala de aula; visão interdisciplinar do conhecimento musical. Dança: história da dança; papel da dança na educação; estrutura e funcionamento do corpo para a dança; proposta triangular: fazer, apreciar, contextualizar. As danças como manifestações culturais. Sugestão de bibliografia e sites para estudo do conteúdo: Ministério da Educação (www.portal.mec.gov.br): Parâmetros Curriculares Nacionais. 5ª a 8ª série. Volume 7 (Artes); Temas Transversais: Ética, Meio Ambiente, Educação Sexual, Pluralidade Cultural e Saúde.Didática (José Carlos Libâneo); Avaliação da Aprendizagem Escolar (Cipriano C. Luckesi); Como desenvolver competências em sala de aula (Celso Antunes); Dez novas competências para ensinar (Philippe Perrenoud). Indisciplina na Escola - Alternativas Teóricas e Práticas (Julio Groppa Aquino); Os sete saberes necessários à Educação do Futuro (Edgard Morin). Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva (MEC - acessível através do site: www.portal.mec.gov.br). A História da Arte (E.H. Gombrich - LTC Livros Técnicos e Científicos); Aprendendo Arte (César Coll, Ana Teberosky - Ed. Ática). Legislação do Ensino: Constituição Federal - Artigos 205 a 214. Lei federal nº 9.394/96 - Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; Lei federal nº 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente; Lei federal nº 11.494/2007 - Regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - FUNDEB. Sugestão de sites para obtenção do conteúdo: www.presidencia.gov.br/legislacao; www.portal.mec.gov.br.

ANEXO IV - DESCRIÇÃO DAS FUNÇÕES E ATIVIDADES

FUNÇÃO / ATIVIDADE

DESCRIÇÃO DAS FUNÇÕES E ATIVIDADES

Instrutor de Oficina de Banda

Organizar, coordenar e executar oficinas específicas de Banda de Música, despertando o potencial interpretativo dos alunos, trabalhar de forma a desenvolver a formação cultural, artística musical, social e cívica dos jovens, contribuindo para o desenvolvimento de valores culturais, estimulando a participação nas manifestações populares e o culto ao civismo, proporcionando uma melhor formação da juventude, desenvolver projetos integrados com demais áreas artísticas, bem como participar dos projetos e eventos desenvolvidos pela escola. Apresentar-se em datas cívicas e festivas municipais e nacionais desenvolvidas neste Município, no recebimento de autoridades estaduais e federais, em desfiles festivos, na abertura de jogos estudantis, intermunicipais, tardes e noites culturais, apresentações e feiras Educacionais e outros eventos afins.

Instrutor de Oficina de Capoeira

Ministrar aulas que desenvolvam nos alunos a flexibilidade, o condicionamento físico, a auto confiança, a postura e o trabalho em equipe. Ser responsável pela elaboração e cumprimento do planejamento de suas aulas. Aprimorar diversas condutas psicomotoras, destacando-se: a coordenação motora geral, a lateralidade, a organização do espaço temporal, a resistência, a flexibilidade, a agilidade, a destreza e a expressão corporal. Incentivar o sentido de comunidade estimulando o convívio com outras pessoas, praticando a cooperação, a lealdade, a cortesia, o respeito mútuo e a disciplina. Desenvolver a prática de Capoeira Jogo, estimulando a criatividade de movimentos, favorecendo e enriquecendo a cultura popular brasileira.

Instrutor de Oficina de Musicalização

Planejar, organizar, coordenar e orientar o ensino de música pesquisando, explorando, improvisando, compondo e interpretando sons de diversas naturezas e procedências. Organizar e preparar repertórios, sugerir apresentações musicais, despertar o gosto pela música e aprender e conviver com ela. Contribuir para o desenvolvimento cognitivo e emocional, compreendendo a importância da música na sociedade e na vida dos indivíduos. Reverenciar valores culturais, difundindo o senso estético, promovendo a sociabilidade e a expressividade.

Instrutor de Oficina de Dança

Proporcionar o desenvolvimento da musicalidade, do ritmo, da coordenação motora e da consciência corporal através dos movimentos de dança, estimulando a memória e a socialização dos participantes, além de trabalhar a correção postural através de alongamentos e flexibilidade, desenvolvendo a coordenação motora, o equilíbrio e o fortalecimento muscular. Avaliar, orientar os alunos e controlar sua frequência. Expressar e comunicar através de gestos e movimentos, acompanhados ou não de música, de canto, ou de ritmos peculiares, Introduzir o sentido de parceria e cooperação e auxiliar o desenvolvimento motor trabalhando com a sincronia de movimentos. Desenvolver habilidades para criar coreografias. Improvisar e criar sequência de movimentos em grupo.

Instrutor de Oficina de Artes

Desenvolver nos alunos as diversas possibilidades de artes manuais, fornecendo técnicas e conceitos sobre materiais, ferramentas diversas e estilos. Planejar, organizar, coordenar e orientar o ensino de artesanato em geral. Estimular e acompanhar o desenvolvimento das potencialidades artísticas através do uso dos diversos materiais de artesanatos (recicláveis e reaproveitáveis), Preparar e apresentar exposições, objetivando a atualização e evolução das técnicas na área de artesanato.Proporcionar o domínio de técnicas artesanais e estimular o espírito empreendedor..

Instrutor de Oficina de Xadrez

Desenvolver nos alunos uma atitude favorável em relação ao xadrez que permita apreciá-lo como elemento gerador de cultura; oportunizar e incentivar a prática do xadrez visando favorecer o desenvolvimento do pensamento lógico, a concentração, a responsabilidade e respeito pelos participantes, compreender e solucionar problemas pela análise do contexto geral em que estão inseridos, ampliar o interesse pelas atividades individuais, melhorar o desempenho escolar em todas as áreas de estudos e, em particular, em Matemática.

Instrutor de Oficina de Informática

Conscientizar os alunos da importância do computador nos dias atuais, sua função,técnicas de digitação e cursos dos principais programas utilizados; utilizar o computador como recurso de aprendizagem permitindo a construção de conhecimento, Facilitar o acesso dos alunos aos laboratórios de informática. Reconhecer a importância da informática no cotidiano das pessoas e no mercado de trabalho.

Instrutor de Oficina de Teatro

Favorecer possibilidades de compartilhar descobertas, ideias, sentimentos, atitudes, ao permitir a observação de diversos pontos de vista, estabelecendo a relação do indivíduo com o coletivo e desenvolvendo a socialização; compreender a organização dos papéis sociais como etnias, diferenças culturais e raciais, de costumes e crenças, para a construção da linguagem teatral. Conhecer a distinguir diferentes momentos da História do Teatro, os aspectos estéticos predominantes, a tradição dos estilos e a presença dessa tradição na produção teatral contemporânea. Explorar a capacidade de teatralidade que a criança vivencia nos jogos de faz de conta. Representar cenas do cotidiano e da literatura estudada. Desenvolver a criatividade, autonomia e autoconfiança no aluno.

Instrutor de Oficina de Natação

Participar de diferentes atividades corporais, procurando adotar atitude cooperativa e solidária sem discriminar os colegas pelo desempenho ou razões sociais, físicas, raciais, sexuais ou culturais, Preparar alunos de forma lúdica aliada às técnicas dos estilos da natação desenvolvendo valores onde o respeito individual do aprendizado é fator importante para a prática dessa modalidade, Permitir o desenvolvimento de noções espaciais vividas na exploração do meio aquático com o corpo no mesmo lugar, em deslocamento, em grande ou pequena profundidade, Valorizar e adquirir hábitos saudáveis inserindo a natação como esporte que contribui para manutenção de uma vida saudável, Contribuir para o bom funcionamento do sistema cardiorrespiratório, o fortalecimento muscular, a flexibilidade, além de outros benefícios como o desenvolvimento sociabilização, autoconfiança e autocontrole.

Professor de Oficina de Leitura e Produção de Textos

Formar leitores com o olhar direcionado para a leitura do mundo globalizado e aberto a conhecer e a suscitar um pensamento crítico e criativo em relação às leituras realizadas; Promover e expandir o uso de leitura e produção de textos diversificados, Despertar o gosto pela leitura, Utilizar diferentes registros, inclusive os mais formais da variedade linguística valorizada socialmente, sabendo adequá-las às circunstâncias da situação comunicativa de que participam .Compreender os textos orais e escritos com os quais se defrontam em diferentes situações de participação social, interpretando-os corretamente e inferindo as intenções de quem os produz; Utilizar a linguagem como instrumento de aprendizagem, sabendo como proceder para ter acesso, compreender e fazer uso de informações contidas nos textos. Identificar e produzir os diversos tipos de textos. Viabilizar o aumento do domínio da leitura e da escrita, nas diversas situações do nosso cotidiano .

Professor de Oficina de Experiências Matemáticas

Resolver situações-problemas, sabendo validar estratégias e resultados, desenvolvendo formas de raciocínio e processos, como dedução, indução, intuição, analogia, estimativa, e utilizando conceitos e procedimentos matemáticos, bem como instrumentos tecnológicos disponíveis; Identificar os conhecimentos matemáticos como meios para compreender e transformar o mundo a sua volta e perceber o caráter de jogo intelectual, característico da Matemática, como aspecto que estimula o interesse, a curiosidade, o espírito de investigação e o desenvolvimento da capacidade para resolver problemas.

Professor de Oficina de Saúde e Qualidade de Vida

Aprofundar conhecimentos e desenvolver boas práticas para o alcance da promoção e manutenção da saúde e sustentabilidade da vida; compreender conceitos e procedimentos básicos sobre atividades físicas, saúde e qualidade de vida e como eles se relacionam. Conhecer e cuidar do próprio corpo valorizando e adotando hábitos saudáveis como um dos aspectos básicos da qualidade de vida e agindo com responsabilidade em relação a própria saúde e a saúde coletiva,. Proporcionar a oportunidade de aprendizado sobre temas em saúde, a fim de promover saúde e qualidade de vida saudável por meio de uma proposta de educação interativa, contribuindo para que os alunos adquiram conhecimentos que venham garantir um ótimo estado de saúde física, emocional, mental, social.

Professor de Oficina de Jogos Pedagógicos e Recreação

Contribuir no desenvolvimento cognitivo e afetivo, além de estimular a criatividade, preparando para uma melhor condição de vida, Vivenciar estímulos motores e raciocínio lógico, Favorecer a consolidação de hábitos higiênicos, o desenvolvimento corporal e mental, a melhoria da aptidão física, o despertar do espírito comunitário, da criatividade, da socialização, além de outras atividades que concorrem para completar a formação da personalidade, Desenvolver atividades de visem o aperfeiçoamento onde será estimulada a coordenação motora, destreza, flexibilidade, correr, rolar, equilibrar, através das atividades recreativas, Beneficiar diversos aspectos do desenvolvimento social, emocional, linguístico, cultural e motor.

Professor de Desenvolvimento Infantil

Executar atividades diárias de recreação com crianças e trabalhos educacionais de artes diversas; Acompanhar as crianças em passeios, visitas e festividades sociais; Proceder, orientar e auxiliar as crianças no que se refere à higiene pessoal; Auxiliar a criança na alimentação, servir refeições e auxiliar as crianças menores a se alimentarem; Auxiliar a criança a desenvolver a coordenação motora; Observar a saúde e o bem-estar das crianças, informando ao chefe imediato qualquer incidente ou dificuldade ocorrida; Ministrar medicamento conforme prescrição médica; Prestar primeiros socorros, cientificando o superior imediato da ocorrência; Orientar os pais quanto à higiene infantil, comunicando-lhes os acontecimentos do dia; Vigiar e manter a disciplina das crianças sob sua responsabilidade, confiando-as aos cuidados de seu substituto ou responsáveis, quando se afastar, ou ao final do período de atendimento; Apurar a frequência diária ou mensal dos menores; Executar tarefas afins.

Professor Substituto I

Ministrar aulas, atividades pedagógicas planejadas, para classes de Educação Infantil (Pré I e Pré II) e Séries Iniciais do Ensino Fundamental (do 1º ao 5º ano / 4ª série) propiciando aprendizagens significativas para os alunos; Elaborar programa e planos de trabalho no que for de sua competência; Seguir a proposta Político - Pedagógica da Rede Municipal de Ensino, respeitada as peculiaridades da Unidade Escolar, integrando-se à ação pedagógica, como co-partícipe na elaboração e execução do mesmo; Acompanhar e avaliar o desenvolvimento do processo pedagógico dos alunos, atribuindo-lhes notas e/ou, conceitos e avaliações descritivas nos prazos fixados, bem como relatórios de aproveitamento, quando solicitado; Promover aulas e trabalhos de recuperação paralela com os alunos que apresentem necessidade de atenção específica; Participar ativamente das reuniões de pais, reuniões pedagógicas, conselhos de classe, cursos de capacitação; Realizar os planejamentos, registros e relatórios solicitados; Participar ativamente do processo de integração da escola - família - comunidade; Observar e registrar o processo de desenvolvimento das crianças, tanto individualmente como em grupo com o objetivo de acompanhar o processo de aprendizagem; Participar integralmente dos períodos dedicados ao planejamento, à avaliação e ao desenvolvimento profissional e às comemorações cívicas relacionadas ao calendário; Realizar outras atividades correlatas com a função.

Professor Adjunto I

Ministrar aulas e atividades pedagógicas planejadas, na ausência do efetivo da classe de Educação Infantil (Pré I e Pré II) ou Séries Iniciais do Ensino Fundamental (do 1º ao 5º ano) propiciando aprendizagens significativas para os alunos; Elaborar programa e planos de trabalho no que for da sua competência; Seguir a proposta Político - Pedagógica da Rede Municipal de Ensino, respeitada as peculiaridades da Unidade Escolar, integrando-se à ação pedagógica, como participar na elaboração e execução do mesmo; Apoiar os professores efetivos das classes, nas atividades necessárias ao atendimento dos alunos; Promover aulas e trabalhos de recuperação paralela com os alunos que apresentem necessidade de atenção específica; Participar ativamente do processo de integração da escola - família - comunidade; Observar e registrar o processo de desenvolvimento das crianças, tanto individualmente como em grupo com o objetivo de acompanhar o processo de aprendizagem; Participar integralmente dos períodos dedicados ao planejamento, à avaliação e ao desenvolvimento profissional e às comemorações cívicas relacionadas ao calendário escola; Realizar outras atividades correlatas com a função.

Professor Adjunto II - Língua Portuguesa

Ministrar aulas e atividades pedagógicas planejadas, na ausência do efetivo da classe de Ensino Fundamental II (5ª à 8ª série) propiciando aprendizagens significativas para os alunos; Elaborar programa e planos de trabalho no que for de sua competência; Seguir a proposta Político - Pedagógica da Rede Municipal de Ensino, respeitada as peculiaridades da Unidade Escolar, integrando-se à ação pedagógica, como participar na elaboração e execução do mesmo; Apoiar os professores efetivos das classes, nas atividades necessárias ao atendimento dos alunos; Promover aulas e trabalhos de recuperação paralela com os alunos que apresentem necessidade de atenção específica; Participar ativamente do processo de integração da escola - família - comunidade; Observar e registrar o processo de desenvolvimento das crianças, tanto individualmente como em grupo com o objetivo de acompanhar o processo de aprendizagem; Participar integralmente dos períodos dedicados ao planejamento, à avaliação e ao desenvolvimento profissional e às comemorações cívicas relacionadas ao calendário escola; Realizar outras atividades correlatas com a função.

Professor Adjunto II - Matemática

Ministrar aulas e atividades pedagógicas planejadas, na ausência do efetivo da classe de Ensino Fundamental II (5ª à 8ª série) propiciando aprendizagens significativas para os alunos; Elaborar programa e planos de trabalho no que for de sua competência; Seguir a proposta Político - Pedagógica da Rede Municipal de Ensino, respeitada as peculiaridades da Unidade Escolar, integrando-se à ação pedagógica, como participar na elaboração e execução do mesmo; Apoiar os professores efetivos das classes, nas atividades necessárias ao atendimento dos alunos; Promover aulas e trabalhos de recuperação paralela com os alunos que apresentem necessidade de atenção específica; Participar ativamente do processo de integração da escola - família - comunidade; Observar e registrar o processo de desenvolvimento das crianças, tanto individualmente como em grupo com o objetivo de acompanhar o processo de aprendizagem; Participar integralmente dos períodos dedicados ao planejamento, à avaliação e ao desenvolvimento profissional e às comemorações cívicas relacionadas ao calendário escola; Realizar outras atividades correlatas com a função.

Professor Substituto II - Língua Portuguesa

Ministrar aulas, atividades pedagógicas planejadas, para as Séries Finais do Ensino Fundamental (do 6º ao 9° ano), propiciando aprendizagens significativas para os alunos, nos afastamentos superiores há 15 dias; Elaborar programa e planos de trabalho no que for de sua competência; Seguir a proposta Político - Pedagógica da Rede Municipal de Ensino, respeitando as peculiaridades da Unidade Escolar, integrando-se à ação pedagógica, como participar na elaboração e execução do mesmo; Acompanhar e avaliar o desenvolvimento do processo pedagógico dos alunos, atribuindo-lhes notas e/ou, conceitos e avaliações descritivas nos prazos fixados, bem como relatórios de aproveitamento, quando solicitado; Promover aulas e trabalhos de recuperação paralela com os alunos que apresentem necessidade de atenção específica; Participar ativamente das reuniões de pais, reuniões pedagógicas, conselhos de classe, cursos de capacitação; Realizar os planejamentos, registros e relatórios solicitados; Participar ativamente do processo de integração da escola - família - comunidade; Observar e registrar o processo de desenvolvimento das crianças, tanto individualmente como em grupo com o objetivo de acompanhar o processo de aprendizagem; Realizar outras atividades correlatas com a função; Participar integralmente dos períodos dedicados ao planejamento, à avaliação e ao desenvolvimento profissional e às comemorações cívicas relacionadas ao calendário escola.

Professor Substituto II - Inglês

Professor Substituto II - Matemática

Professor Substituto II - Ciências

Professor Substituto II - Geografia

Professor Substituto II - História

Professor Substituto II - Educação Física

Professor Substituto II - Artes

Concurso relacionado: Prefeitura de Capivari - SP retifica edital e prorroga inscrições